quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

TORCIDA JÁ COBRA DE KALIL E MALUF AS CONTRATAÇÕES PROMETIDAS

Nem  o novo técnico do Atlético deu a cara, por enquanto. Nem a contratação de Rildo, da Ponte Preta, saiu do papel. Por enquanto, os maiores reforços do Galo são os velhos conhecidos de 2013, o que já tá danado de bom. Como, por exemplo, a renovação de contrato de Ronaldinho Gaúcho por mais uma temporada.
A torcida, entretanto,não quer saber se os jogadores titulares entraram de férias mais tarde, por causa do Mundial de Clube, em Marrocos, e estão dentro da lei. Cobra atividade, treinador trabalhando e contratações chegando.
            Antônio Pires, brilhante advogado da Grande BH, o famoso Tonico de Ibirité, pensa que o time está
            atrasado na volta. Que os titulares chegassem depois, vá lá, como advogado sabe que é preciso cumprir a lei trabalhista.
Mas o treinador Paulo Autuori e os demais atletas que não disputaram o Mundial, e junto com aqueles que voltam dos empréstimos já deviam estar com a mão na massa.
"Autuori, principalmente - reclama o exigente torcedor - que está de férias há uns 40 dias,por que não está no trabalho na Cidade do Galo, conhecendo seu lugar de trabalho e selecionando a turma que volta dos empréstimos e os jogadores da divisão de base que serão utilizado?
Penso que não seja essa uma visão totalmente correta. A renovação de RG-10 e a manutenção de titulares como Rever, Diego Tardelli e Jô, procurados por outros clubes,  conforme afirmou Eduardo Maluf, "'foi a melhor contratação que o clube fez".

CONTATO DIÁRIO

Eduardo Maluf contestou, numa recente coletiva, que Autuori esteja ausente no início deste trabalho. O contato dele com Maluf é diário, via telefone. O planejamento teria sido traçado com o novo treinador. A primeira questão foi esvaziar o elenco, o que mudará cerca de 20%.
Sairão quatro ou cinco e chegarão novas peças, a critério do técnico, num total mais ou menos equivalente. Junior César segue em negociação. Gilberto Silva foi liberado para buscar outro clube. André e Felipe Souto, que estavam emprestados ao Vasco, serão integrados; foram as primeiras medidas.

RILDO CERTO

Apesar da coisa não estar preto-no-branco, a transação com a Ponte Preta, envolvendo o atacante Rildo está certa, segundo todas as partes. O presidente da Ponte revelou que seu clube receberá dois atletas por empréstimo de uma temporada e uma quantia em dinheiro.
O atacante Leonardo será envolvido no negócio. O outro seria o lateral Eron, que, no entanto, se reapresentou com suspeita de hérnia e fará tratamento primeiro.

MISTÉRIO DE NEILTON

Cabelo igual ao de Neymar, andar e físico parecidos, considerado outra grande revelação do futebol de base do Santos, o atacante Neilton apareceu na Toca da Raposa, movimentou a média especializada, apareceu nas fotos e nos noticiários da tevê, ao lado do diretor de futebol do Cruzeiro e à tarde se mandou de volta.
Só ficou a informação de que deixou tudo apalavrado com Alexandre Mattos e foi se apresentar ao seu clube de origem, dono de seus direitos econômicos. O Peixe, durante todo este período, soltou parcas borbulhas e apenas revelou que a nova Joia custa boa grana.
Ou o Cruzeiro imaginou que teria Neilton de graça?

CONFIANÇA EM WALLACE

Confiança que Alexandre Mattos demonstrou no zagueiro Wallace, da base azul e capitão da Seleção Brasileira sub-20, devia existir, principalmente, em Marcelo Pacote Oliveira.
Todos se lembram que nos jogos finais do Brasileiro/13 quando praticamente tinha a taça de campeão nas mãos, Pacote perdeu Bruno Rodrigo, lesionado, e lançou o desajeitado Paulão no lugar dele.
Aí, pergunto: por que não o menino Wallace, de personalidade marcante, pra ganhar mais pose de titular?
Outro que Mattos demonstrou confiança é no recém saído dos juniores, o beque Alex. Servirá apenas como leão de treino, dentro da filosofia de Pacote.
  
BESTEIRA CARIOCA

O comentarista Marco Antônio, do Sportv,  com  certeza decidiu puxar uma campanha de "moralização" do futebol brasileiro pra lá de absurda. Com o devido respeito ao profissional. Por que acredita que a briga na Justiça Comum iniciada pela Portuguesa não terá fim sugeriu uma virada de mesa: o Brasileiro com 22 times.
Faço logo um pequeno resumo da situação: Flamengo e Portuguesa escalaram jogadores suspensos, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2013 e foram punidos com perda de quatro pontos. Isso salvou o Fluminense do descenso e jogou a Lusa no buraco negro.
O caso foi parar na Justiça Comum de outra forma: via inquérito do Ministério Público de São Paulo, indiciando a CBF e o STJD), que julgou as equipes. Além disso, um torcedor conseguiu liminar que obriga a Confederação a deixar o clube lusitano na Primeira Divisão. Tudo bem, liminar está aí pra ser cassada mesmo. Mas o MP nos calcanhares, é pra lá de enrolado.
Daí, até se pedir virada de mesa com a inclusão da Lusa e do Vasco, há uma distância enorme da decência.

MINAS BOCA NO TÚNEL

A sensação do Campeonato Mineiro deste ano, promovido pela interditada FMF, será o Minas Boca de Sete Lagoas. O time terá o comando do irrequieto Paredão, dono do diário Boca do Povo, onde esta Trincheira é publicada.
Paredão, tão corajoso quanto urso bravo  ( me desculpe o Kalil por roubar-lhe o apelido dado pela Trincheira por algumas linhas) promete revolucionar e reescrever a bela Sete Lagoas no mapa do futebol mineiro. Que seja bem vindo e sucesso. Eu acredito, Paredão!

GORDINHO NO FLU

Durou quase o tempo de uma minissérie, mas o gordinho Walter foi emprestado pelo Porto ao Fluminense. Destaque do Goiás em 2013, Walter ficará até o final de 2014 no Fluminense.

DESPEDIDA DE SEEDORF

Sem dúvida o holandês Seedorf é um atleta ( ou ex-atleta?) diferente. Seu choro convulsivo ao despedir-se dos companheiros do Botafogo mostrou que não se faz mais jogadores de futebol como antigamente. Em apenas um ano, apaixonou-se pela desorganização e falta de dinheiro do clube carioca. Céus!
Seedorf voltou ao Milan, onde foi apresentado como novo treinador do time de Robinho. E seu ex-time, também.

OUTRO EX NO AR

Gilberto Silva que se desvinculou do Atlético não quis discutir nenhuma outra proposta pra temporada que se inicia. Preferiu aceitar a proposta da ESPN dos Estados Unidos pra ser comentarista da emissora durante a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.
Campeão do mundo em 2002, Gilberto junta-se a uma equipe de ex-jogadores famosos: Michael Ballack, alemão, Ruud van Nistelrooy, holandês, Alexi Lalas, americano, e Steve McManaman, inglês, também contratados.
Segundo se sabe esse não será o novo emprego definitivo de Gilberto Silva. Ainda bem. Ele tem preferência seguir a carreira de treinador e fará estágio depois da copa no futebol inglês. Uffa!

NAS ALTURAS

( Gustavo Andrade - Superesportes)  Visto não poder jogar em Cuzco, porque o estádio Inca Garcilaso de la Vega, de nome bonito e de qualidade péssima, tanto que passa por reforma, o Real Garcilaso impôs o primeiro desafio ao time do Cruzeiro: jogar em Huncayo a 3.200 metros de altitude.
Na última semana, a diretoria celeste vetou a primeira indicação de estádio do clube peruano. Espinar, a 3.900 metros de altitude, não recebeu aval cruzeirense porque está muito distante de aeroportos. O trajeto em estradas sinuosas foi criticado, no ano passado, por outros clubes peruanos, que precisaram ir à cidade para enfrentar o Real Garcilaso durante o Torneio Descentralizado do Peru.
A cidade de Huncayo, que tem aeroporto, recebeu a terceira partida da decisão do Campeonato Peruano. O Real Garcilaso indicou o município, a 298 quilômetros da capital Lima, como palco da partida contra o Universitário. Na disputa de pênaltis, o Garcilaso foi derrotado por 5 a 4.
A reforma do estádio de Cuzco tem previsão de término para julho. Desde que o Inca Garcilaso de La Vega entrou em obras, o Real Garcilaso passou a mandar suas partidas em Urcos, que fica a 50 quilômetros de Cuzco e a 3.200 metros de altitude.
O estádio, para 10 mil pessoas (capacidade inferior ao exigido pelo regulamento da Copa Libertadores), vinha sendo usado pelo Garcilaso até a morte de um jogador da base do Sporting Cristal em uma preliminar de uma partida entre Garcilaso e Cristal.
Por causa da falta de estrutura de Urcos, Espinar passou a ser a principal alternativa da equipe para mandar suas partidas.

Trincheira: Na volta, essas porcarias de times têm total mordomia. Bons hotéis, aeroporto perto do estádio e estádio padrão Fifa. Salve a bagunça sul-americana!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.