terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

CRUZEIRO BRINCOU DE GATO E RATO COM LA U

Rapaz, o Cruzeiro brincou com a Universidad de Chile pra gáudio de quase 30 mil torcedores que marcaram presença no Mineirão numa tarde quente de terça-feira, às cinco da tarde. Horário e dia mais esdrúxulos pra se jogar futebol. ( Foto de Rodrigo Clemente - DA Press e Superesportes)







Ricardo Goulart comandou o espetáculo com três gols e outras jogadas sensacionais.
Teve, no entanto, um coadjuvante à altura: Dagoberto. Fez genial passe no primeiro gol, marcou o segundo de peito, inusitado lance. O primeiro na sua iluminada carreira. (Rodrigo Clemente- foto)

COMO FOI A BRINCADEIRA

A brincadeira de gato e rato começou assim: os azuis saíram com total apetite pra cima dos adversários. Mas esperaram a poeira abaixar, porque lá fora, torcedores que se atrasaram devido à greve dos motoristas e cobradores e à imbecil proibição de estacionar no entorno do Mineirão, chegavam aos pingos.
A movimentação dos rapazes do Pacote levava à loucura os de Crístián Romero. Egídio chuta, Dagoberto manda ver, Everton Ribeiro bota Moreno na cara do goleiro Herrera, no rebote Everton Ribeiro quase marca de pé direito. E, por aí, foi.
Aos 33m, com a parte superior tomada, o Cruzeiro resolveu saudar a torcida. Dagoberto enfiou uma bola entre a zaga pra Ricardo Goulart, mais rápidos que os beques, de carrinho marcou 1 a 0.  Cinco minutos depois, Goulart retribuiu: levantou da direita pra Dagoberto, que de peito, fez 2 a 0.
Só dava o gato, ou a Raposa. O rato assustado assistia apenas. quase ao final do primeiro tempo, Dagoberto cobrou escanteio pela direita, Bruno Rodrigo escorou pro rápido Ricardo Goulart antecipar ao goleiro Herrera e marcar 3 a 0.

RÁPIDO COCHILO

Na fase final, meu Bom, o gato (ou Raposa) resolveu dar um cochilo. O meio-campo de Rodrigo Souza e Lucas Silva passaram a marcar mal e dando espaço pra Lorenzetti, o camisa 10 de La U e bom de bola. Pacote pediu mais seriedade e toque de bola, sem pressa. Não adiantou.
Everton Ribeiro errava demais. A La U teve nesse instante mais posse de bola e marcou aos 20 minutos, após falha da dupla do meio-campo, e Lorenzetti anotou o único gol deles.
Antes, aos 18m, Pacote já havia sacado Moreno e colocado seu pé de coelho, o arrisco William. Os chilenos deram mais um susto pequeno, porém foram estapeados de novo. Ricardo Goulart marcou seu terceiro gol depois de escanteio cobrado por Willian da direita: 4 a 1. No último lance do jogo, Willian recebeu de Egídio e chutou de fora da área, decretando o chocolate: 5 a 1, a a liderança do Grupo 5, pelo saldo de gols.
Apesar da data e do horário maluco e dos tropeços da BHtrans e da Minas Arena, o público pagante foi de 27.757 e a renda de R$ 957.725,00, que, com certeza, grande parte ficou com os gulosos paulistas da Minas Arena.
Com a goleada, o time celeste somou 3 pontos e embolou o Grupo 5 e por causa do saldo de gols assumiu a liderança. É contra o Defensor que o Cruzeiro defende a liderança dia 11 de março, outra terça-feira, às sete da noite, em Montevidéu.

ÓTIMO EXEMPLO

Torcedor do Cruzeiro invadiu o campo no final do jogo contra La U, do Chile, pela Libertadores, e foi imediatamente detido no Mineirão. Na delegacia do estádio, ele já recebeu uma punição e estará impedido de frequentar estádios por nove meses.
Clube lamentou episódio e disse estar tranquilo quanto a eventual análise por parte da Conmebol, já que providências para identificação do indivíduo foram tomadas  (

http://app.mg.superesportes.com.br/access/foto_126510467054/5252/1/eq.gifTRINCHEIRA: Cadê o nome do distinto, Assessoria de Imprensa da Arena? Foto de Rodrigo Clemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.