segunda-feira, 24 de março de 2014

AUTUORI TÁ CERTO, NADA DE COMPARAÇÕES ENTRE TIME COM RH-10 E TIME COM GUILHERME

Concordo com o técnico Paulo Autuori quando analisa o time que goleou o Coelho por 4 a 1 e não faz qualquer relação entre ele e a ausência de Ronaldinho Gaúcho.

Não obterá nenhuma vantagem com qualquer opinião a respeito, a favor de uma equipe ou de outra. Sua  salomônica posição é interessante.
-"Com ou sem RG-10 o time teria aquela mobilidade apresentada, visto que no elenco do Galo", segundo Autuori, " existem jogadores capazes pra isso. Portanto, não devemos relacionar a mobilidade apresentada com a ausência do Ronaldinho".

PALMAS PRA AUTUORI

Muito bem, palmas pro jogo de cintura do treinador atleticano. Mandou ver de acordo com sua condição de comandante de um elenco de 30 atletas.
Como não comando nada há tempos, mal, mal o barraco do Morro do Santônio, permito me discordar com professor. - Se RG-10 continuar neste forfait em cima de jogar ou não jogar, o caso de amor dele com a Massa vai pro brejo e assume o Ricardão, ou seja, o antes desprezado Guilherme.
Volúvel como qualquer gato vadio, o torcedor alvinegro - de resto qualquer outro no mundo - não tem tempo pra gastar vela com defunto ruim. A continuar do jeito que toca a vida agora RG-10 não terá vaga assegurada no time principal nem com apoio de Autuori, de Maluf ou de Kalil.
A Massa derrubará os três, em favor de Guilherme. Pela ordem... De qualquer maneira, como diria mestre Danton, antes da Revolução cortar-lhe a cabeça: "Esperemos pois..."

FALTA DE RESPEITO

Além de jogador comum, velocista de QI baixo, Neto Berola é boca suja. Postou no tal Instigran - é assim que se escreve mesmo essa nova porcaria - e tirou imediatamente, talvez porque alguém o repreendeu, xingando de merda o comentarista Bob Faria.
Bob usou o seu direito de criticar a entrada de Berola num dos jogos anteriores do Atlético no lugar de Fernandinho. Queria Guilherme. É o direito dele criticar e achar que um é melhor que o outro.
A resposta de Berola deveria ver de maneira mais civilizada. Não veio e espero que Bob Faria não perca a chance de levá-lo à Justiça Comum, por danos morais, como alguns atletas costuma fazer com a gente.
Além do que, a Imprensa tem andado bem pusilânime, respeitando demais o futebol mandrake que essas peças têm jogado e as invenções absurdas dos treinadores.
Sem falar na correria desenfreada de vários cartolas com a Polícia Federal atrás deles.

COMO SERÁ O AMANHÃ

Se o Galo tá tranquilo pra usar um time alternativo  (arre!) - é melhor reserva, mesmo - contra o América no domingo, depois da vantagem por 4 a 1 no primeiro jogo, teoricamente o Cruzeiro não terá idêntica paz. Venceu o seu adversário, o Boa Esporte, por apenas 1 a 0.
Consta do regulamento que por esse quadro apresentado nas semifinais, o Galo passa às finais até se perder por 3 a 0. Já o Cruzeiro só pode perder por 1 a 0. Mais do que isso, dá o time de Varginha.


Atenção: eu escrevi teoricamente. Pois na prática, visto que ambos jogam na semana que vem pela Libertadores, o Atlético jogará, realmente, como tem feito, com uma equipe reserva e o Cruzeiro haverá de poupar vários titulares.
Boto fé que, ainda assim, ambos passarão facilmente e decidirão pela octogésima vez o campeonato mineiro.

BOLAS NAS TRAVES

O resultado do Cruzeiro em Varginha passou a merecer críticas da sua torcida, ainda insatisfeita com o empate (2 a 2) com o Defensor do Uruguai, porque as bolas não entraram. Se metade delas tivessem ido às redes seria goleada e pronto. Torcida confiante e feliz da vida.
Gol no finalzinho como aquele do Júlio Baptista só merece festa maior num clássico ou numa decisão de título. Contra time do interior e pelo Campeonato Mineiro é sinônimo de fraqueza do grande. Não importa se do lado de lá tem uma equipe bem armada.

NEILTON TÁ VINDO?

De novo, os sites paulistas insistem no assunto.Postam fotos de jovem craque Neílton, do Santos, na Toca da Raposa. Assunto já queimado. Agora, a novidade é que o presidente do Santos, Odílio Rodrigues, desistiu de vez de negociar a renovação de contrato do atleta e o liberou pra qualquer clube.
Após uma reunião nesta segunda-feira na sede da Federação Paulista, o cartola santista afirmou o seguinte:
“Acho que Neilton está deixando o Santos mesmo. O Santos tem uma posição, e não abre mão dela. Acho muito difícil uma conciliação.
Tudo bem que seja na base do "achismo", que não existe nada configurado. Porém, a rapaziada da mídia da pauliceia desvairada sai do "achismo" e confirma Neílton na Toca da Raposa. Aqui, os cartolas azuis não acham nada.

Um dos destaques na conquista da 
Copa São Paulo de Juniores de 2013, o atacante de 20 anos tem contrato com o Peixe até maio deste ano. O principal entrave para o acordo seria a diferença salarial entre o que foi oferecido pelo Santos e o que é exigido pelos empresários do jogador.
Diz o site Gazeta Esportiva:
“O Cruzeiro é o provável destino do jogador. Em janeiro, Neilton chegou a visitar a Toca da Raposa II. O alto valor da multa rescisória do jogador demoveu os dirigentes celestes da ideia de tentar antecipar sua contratação. Com a desistência do Santos, Neilton fica livre para negociar com a Raposa, sem que haja compensação financeira ao Peixe.
DEPENDÊNCIA CRUEL

Já pensaram o Cruzeiro na dependência do Real Garcilaso pra se classificar no Grupo 5 da Copa Libertadores? Especula o Superesportes, numa matéria assinada pelo jornalista Gustavo Andrade:

"Em situação complicada no grupo 5 da Copa Libertadores, o Cruzeiro pode ter o Real Garcilaso como um aliado para a classificação às oitavas de final. Na próxima rodada da competição sul-americana, o time peruano enfrentará o Defensor Sporting, concorrente direto da Raposa por uma vaga na próxima fase. No entanto, o retrospecto do Garcilaso em 2014 não é animador para os torcedores cruzeirenses.

SÓ MULTA PRO RACISMO

Desde que derrotou o Cruzeiro, por 2 a 1, em Huancayo, na estreia da Copa Libertadores, o Real Garcilaso disputou nove partidas, sendo seis pelo Campeonato Peruano e três pela competição internacional. Nesses jogos, a equipe venceu apenas uma vez. O adversário batido foi o Inti Gas, último colocado do grupo A da Copa Inca, com somente um triunfo em seis jogos.
Na disputa em seu país, o Garcilaso tem o pífio aproveitamento de 27,77%. São apenas cinco pontos somados em 18 disputados. No sábado, com a presença dos titulares, a equipe foi derrotada, por 2 a 1, pelo San Símon, que ainda não havia vencido no Campeonato Peruano".
Trincheira: É acreditar que o sol ainda haverá de comer a lua, bem queimadinha. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.