sábado, 1 de março de 2014

CARATINGA TEM DOIS SANTOS; MONSENHOR RAUL E PADRE HUMBERTO BORELI




  • Na minha família o santo Borelli já fez nascer a alma das vidas recém vindas ou abençoou as almas santas que deixaram os corpos já infecundos: Sodico, dona Geralda, - a benção dos 50 anos dos dois, encomendou Neném Anselmo, e, ainda, fez uma caminhada a pé, da Igrejinha velório ao cemitério pra que o povo prestasse, tb, sua última homenagem a um grande caratinguense honorário. Encomendou, igualmente,  Zito Anselmo, o mais velho e então o patriarca da família. Como era dia 24 de dezembro, comparou o evento ao Senhor que nascia, com o senhor querido que ia embora. Batizou  Sophia e Stela, minhas netinhas, no dia e na hora que a família quis, apesar do veto de Bispo que pisara na cidade poucos meses antes. Deu-lhes a benção da vida às minhas duas netinhas, Bom Santo!
  • Fanselmo Fanselmo Poderia contar várias histórias deste bom Santo, igual ao Monsenhor Raul. Outro santo de Caratinga que vagueia entre nós à procura de um. vou contar apenas uma pra que vcs saibam o que é a política sórdida de Caratinga.
  • Fanselmo Fanselmo Através do meu amigo Sinval Ladeira, então candidato - hoje também candidato a deputado estadual -amigo do Ministro das Comunicações Hélio Costa, ganhei 200 computadores pra colocar em Caratinga um centro de inclusão digital. Pensei logo no Padre Boreli e suas obras sociais no Bairro Aparecida em Caratinga.
  • Fanselmo Fanselmo Falei com ele e lhe prometi 50 computadores. Os outros 150 seriam pro Prefeito Ernane Campos montar o centro de inclusão. A contrapartida do município seria de uns 10 mil com aluguel e pagamento de monitores. Ernane me enrolou com a resposta o quanto pôde, mesmo em informando que havia prazo. Até que um dia dispensou, via Marco Antônio Junqueira, outro benefício que eu levava pra minha Terra. O ministério alocou os computadores em outros dos 100 municípios interessados.
  • Fanselmo Fanselmo Fiquei de cara grande e envergonhado com Boreli. Fui lá me justificar e fiquei sabendo: na eleição anterior ele ficou contra Ernane e fez homilias para o seu candidato preferido, como qualquer cidadão eleitor. Denunciei o fato na coluna que eu escrevia num jornal da cidade - incrível isso - que não a censurou. Em compensação, Ernani nunca mais falou comigo. Pedi ao Kalil, por causa disso, as chuteiras de Léo Silva pra eu dormir com elas de tão preocupado. Viva Sinval Ladeira, viva Padre Humberto Boreli. Zero pro restante mencionado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.