domingo, 16 de março de 2014

COELHO DE MOACYR JR DE VIRADA ENTRA NO G-4 JUNTO DE CRUZEIRO, GALO E BOA

 BRASÍLIA - Os casos mais empolgantes desta última rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro foram as viradas.
A primeira foi aquela que salvou o Guarani, de Divinópolis, numa tremenda zebra, fazendo 2 a 1 no Tupi, em Juiz de Fora. Safou-se do descenso e empurrou pra lá o Nacional e o Minas Boca de Sete Lagoas.

OUTRA VIRADA

A outra virada sensacional foi a do América em Poços de Caldas pelos mesmos 2 a 1 sobre a Caldense, resultado que deu ao Coelho o terceiro lugar no G-4.
Assim o Coelho disputará a vaga das finais contra o Atlético, sem que ambos saiam de casa. Os dois jogos serão no Independência. O Cruzeiro pegará o Boa, com a primeira partida em Varginha.

MARION EM CARTAZ

De repente aparece este jogador Marion, de 20 anos, que andava por aí emprestado sem que ninguém olhasse por ele.
O técnico Paulo Autuori que acompanha o trabalho de todos os setores do clube olhou pra Marion.
Pediu que ele fosse treinar entre os titulares e acertou. No jogo deste domingo, no Independência, ele foi personagem. Marcou dois gols e deu uma assistência pra Carlos marcar o seu, também.

BOA JOGOU PELA VAGA

O Boa Esporte entrou em campo atrás de empate que lhe garantiria vaga no G-4, independentemente dos demais resultados. Sofreu uma barbaridade. O Galo partiu pra cima e quase lhe tira a diferença no saldo de gols dos demais.
A briga pelas vagas foi sensacional e acabou concretizando com Boa em terceiro e o América em quarto. Tupi e Caldense morreram na praia.

LANCES DE DESTAQUES

Dois lances chamaram a atenção na partida do Horto.
O primeiro a bicicleta de André no segundo tempo, com a bola indo à trave. Depois, a entrada covarde do zagueiro do Boa, cujo nome nem merece ser citado, que deu um chute no rosto do lateral Alex, trazendo outro problema de contusão ao Galo que joga quarta-feira, a partida de abertura do returno do Grupo 4, da Libertadores, contra o Bolívar, no Horto.

MISTÃO AZUL DESPACHA TOMBENSE

Da mesma forma, o mistão do Cruzeiro, reforçado por Samudio e William Farias, recentemente contratados, e que fizeram boas estreias em Tombos, enfiou 3 a 0 no Tombense, gols de Júlio Baptista, Maike – a ele aparecendo aí ! – e Alisson, que chorou de emoção ao marcar seu primeiro gol no time profissional do Cruzeiro.

 COELHO CHEGA LÁ

Como tudo na vida do Coelho prima pelas dificuldades, a conquista de vaga no G-4 andou perigando até aos 30m do segundo tempo. Os demais concorrentes se arrumavam e o América perdia por 1 a 0 da Caldense. Ficava mais longe da vaga.
Felipe fez 1 a 0 para os locais, no primeiro tempo. No intervalo, Moacir Júnior mexeu no time que voltou enfoguetado na fase final.
Mas só foi marcar, duas vezes seguidas aos 26 e 28m com Diego Henrique e Tchô.
Então Moacir fechou a equipe, mandou valorizar o toque de bola e garantiu que aquela vaga era dele.

OUTROS RESULTADOS

Nos outros resultados, o Villa Nova venceu o Nacional e o jogou pra Segundona por 3 a 1, em Nova Lima. O Tupi perdeu em casa a chance de classificação, em Juiz de Fora, tomando a virada do Guarani que se salvou do descenso. E a URT, em Patos, despachou o Minas Boca pra segunda divisão por implacáveis 3 a 0.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.