terça-feira, 18 de março de 2014

CRUZEIRO TERÁ APOIO NESTA QUINTA-FEIRA DA CHINA AZUL PRA TIRAR A CORDA DO PESCOÇO NA LIBERTADORES


Apesar das atitudes arrogantes de Alexandre Matos, respondendo em alto brado, a pergunta simples de uma repórter, na improvisada e bagunçada coletiva, sobre possíveis atitudes de insatisfação da estrelinha Júlio Baptista, - "sobre esse assunto não falo não, não falo nada", disse o diretor remunerado do Cruzeiro - o clima no clube é de absoluta confiança de vitória sobre o Defensor, do Uruguai, NESTA QUINTA-FEIRA à noite no Mineirão.
E não pode ser de outra forma: os uruguaios lideram o Grupo 5, com 6 pontos, seguido da U de Chile, também com 6, enquanto os azuis estão em terceiro com três pontos a mesma pontuação do Garcilaso. Acontece com La U recebe o Garcilaso no mesmo horário, sete e quarenta e cinco, em Santiago. A situação do Cruzeiro fica bem complicada em caso de novo tropeço e de vitória dos chilenos.
Vamos relembrar: o Cruzeiro estreou com derrota diante do Garcilaso, lá os Andes. Em seguida, sapecou 5 a 1 na U de Chile, no Mineirão, com extraordinária atuação. Esperava-se que repetisse o feito em Montevidéu. Jogou bem apenas o primeiro tempo e se escondeu no segundo, com Dagoberto, displicente perdendo pênalti e tomou 2 a 0 dos uruguaios.

ESTÁDIO CHEIO

A China Azul tem prestigiado e já comprou mais de 30 mil ingressos para esta partida. Marcelo Pacote Oliveira que errou muito em Montevidéu, promete se redimir: Lucas Silva volta a se titular, após a infeliz ideia do técnico de criar um brucutu no meio-campo cruzeirense. A dúvida tá no ataque, entre Marcelo Moreno ou William.
Pacote gostou da atuação de Samudio em Tombos e ele pode ser a opção pra fechar a avenida Egídio existente no lado esquerdo da defesa. Será que a China Azul ficará livre do Egídio?

QUESTÃO NOBRE

Já era esperado que um dia as fogueiras da vaidade se acenderiam na Toca da Raposa 2. Afinal, ainda, restam por lá resquícios da era Perrela, onde o Senador sem voto, o seu irmão e amigos gritavam alto, mandavam e desmandavam com atitudes ditatoriais.
Leiam no meu livro "PROFETAS DO ACONTECIDO" a passagem sobre a saída de Vanderlei Luxemburgo e os destemperos de cada lado.
Há fumaça e pode haver fogo, onde a coisa tende a arder. Estrelinhas falsas estão se rebelando, e Mattos não é transparente pra falar do assunto. O ambiente pode estar sob ameaça de desabamento na parte do comando e isso não é nada bom.

BOCA FECHADA...

Richarlyson fala demais. Na semana passada - eu estava em Brasília - ele falou da possibilidade de estender seu contrato com o Atlético tão logo fique curado em razão da falta de jogadores pra lateral esquerda. No seu melhor estilo, Alexandre Kalil rebateu as informações: "Richarlyson renovou para se tratar. Tratou-se apenas de uma reunião entre Fressato - procurador do atleta -  e Malul. Além disso não tem mais nada".
Outra rebatida de Kalil, essa no entanto meio de viés: o Atlético não tem tratativa alguma com o Corinthians e o empresário do atacante Emerson Sheik, o deplorável Reinaldo Pitta.

SEM ALEX

Aquele jogador do Boa Esporte, cujo nome me nego a escrever e que agrediu covardemente o Alex com um pontapé criminoso no rosto devia sair do Horto preso. Tratou-se de lesão corporal, crime previsto no Código Penal. O fato do atleta estar em campo, com uniforme de seu clube, não o torna imune aos rigores das leis.
Aliás, coisa de Justiça no Brasil de hoje não tem nenhum rigor. Tá mais frouxa do que pipiu de idoso numa cueca samba-canção.
Alex, por causa disso, não joga pelo Atlético, no Horto, contra o Nacional do Paraguai, pelo Grupo 4 da Libertadores, às sete e quarenta e cinco da noite desta quarta-feira. O Galo deve selar sua classificação como primeiro do Grupo 4 nesta partida. Tem sete pontos e está invicto. Perdeu os 100% de aproveitamento ao empatar com o mesmo Nacional, em Ciudad del Este quarta-feira passada. Seu adversário tem 4 pontos e ocupa a segunda colocação. Com três pontos estão Santa Fé e Zamora, que jogam nesta terça-feira no El Campim de Bogotá.

 FMF ANUNCIA SEMIFINAIS

A Federação Mineira de Futebol confirmou datas, locais e horários dos jogos das semifinais do Campeonato Mineiro. As partidas de ida serão realizadas no próximo domingo, dia 23. Atlético e América jogarão às quatro da tarde 16h no Independência. Boa Esporte recebe o líder Cruzeiro às seis e meia no Melão de Varginha.
Na volta o Galo receberá o Coelho no sábado, dia 29, às seis e meia, no Independência. No Mineirão, o Cruzeiro joga domingo contra o Boa Esporte , dia 30, às quatro da tarde.

COELHO CHEIO DE MORAL

O Coelho que quase ficou fora do G-4 e foi reabilitado pelo excelente trabalho do meu amigo Moacir Júnior - que ontem por falha de revisão, eu chamei de Moacir Silva - chegou a ter dúvida quanto ao local da primeira partida - Mineirão ou Horto.
Por fim, Marcos Salum, homem forte do futebol, decidiu ficar realmente na casa do Coelho, que é o Estádio Independência. "O Independência é o nosso estádio. Nossa torcida ocupará as arquibancadas da Rua Pitangui", afirmou Salum.

MURICY AVISA A MANO QUE DORME BEM

Gazeta Press - "As insinuações de Mano Menezes de que o São Paulo teria perdido propositalmente para o Ituano, a fim de eliminar o Corinthians no Campeonato Paulista, irritaram Muricy Ramalho. O treinador do São Paulo, que já havia rebatido desconfianças ainda no domingo, ficou ainda mais incomodado depois de ouvir exatamente o que disse o rival".
"Ao final do empate com o Penapolense, que eliminou qualquer chance do Corinthians de se classificar, Mano disse, entre outras coisas, que "cada um sabe com que consciência coloca a cabeça no travesseiro". Muricy rebateu:
"Estou nisso aqui há 40 anos e agora tenho que ouvir isso que ouvi domingo. Não pode ser assim, não. Não pode pôr em dúvida as pessoas. E eu durmo bem pra caramba, viu?", avisou. "Nunca estive metido em nada e não aceito esse tipo de insinuação. Lá no São Paulo, os caras são muito corretos. A gente não aceita o que o Romarinho falou nem o que o Mano insinuou".
O comandante são-paulino também aproveitou para cutucar. "Acho que é difícil, é um desastre sair do jeito que foi. É obrigação dos times grandes se classificar, porque tem mais investimento, tem tudo maior do que dos outros. Agora, não dá para justificar seu fracasso nos outros. Eles tiveram chance, lá no Pacaembu. Nós fomos lá e ganhamos deles", concluiu.
Sem chance de avançar à próxima fase, o Corinthians se despede da competição no domingo, diante do Atlético Sorocaba, no Pacaembu. No mesmo dia, o já classificado São Paulo cumpre tabela diante do Botafogo, em Ribeirão Preto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.