quinta-feira, 13 de março de 2014

FRACASSO BRASILEIRO NA RODADA DA LIBERTADORES

BRASILIA - É preciso que se diga, primeiro, que a rodada da Copa Libertadores, encerrando o primeiro turno da fase de grupos, foi bem ruim, sem computar os jogos Grêmio x Newell´s Old Boys, na Arena de POA, e  Universitário x Atlético Furacão, no Coloso de Até, em Lima, disputados nesta quinta-feira à noite. A Trincheira foi redigida antes destas partidas.

 

GOSTO AMARGO

 

O empate do Flamengo, no Maracanã, por 2 a 2 com o intermediário Bolívar; A derrota do Botafogo por 2 a 1 na altitude de Quito para o desconhecido Independiente del Valle; o empate do Galo, roubado, em 2 a 2 com o Nacional de Assunção, em Ciudad del Este, se falar no vexame do Cruzeiro diante do Defensor ( 0 a 2) na quarta-feira tiveram gosto bem amargo.

 

RISCOS PEQUENOS

 

Exceto o Cruzeiro que está com três pontos apenas no Grupo 5 e precisa os dois jogos seguidos que terá em casa contra o Defensor e Garcilaso, os demais não correm maiores perigos: o Galo no Grupo 4 tem  sete pontos e é o primeiro; segundo é o Nacional com quatro e os dois repetirão o confronto na abertura do returno.

 

BOTA É LÍDER

 

No grupo 2, o Botafogo é o líder por saldo de gols e tem a companhia de Independiente del Valle e San Lorenzo. O Flamengo caiu pra segundo lugar no Grupo 7, com quatro pontos e o Emelec, do Equador, lidera com seis pontos.

 

PRECISAM MELHORAR

 

Porém, pelo retrospecto do momento, nos grupos, é preciso que o futebol dos brasileiros corresponda ao menos em casa, pra garantir a classificação no grupo e o lugar dos privilégios no primeiro lugar geral.

 

GOL ROUBADO

 

Mesmo sem fazer grande partida, com RG-10 apenas participando do lance do gol de empate, feito por Josué, e com Tardelli completamente apagado, o Atlético merecia vencer o jogo. Levou o jogo até aos 43m, com superioridade, até que o juiz argentino inventou o pênalti de Otamendi, Lance típico de bola na mão que o árbitro Patrício Loustou interpretou com mão na bola. Torales bateu no meio do gol e Victor caiu pro lado.

Melgarejo abriu a contagem para os locais, que no momento estavam melhor adaptado ao gramado ruim, cheio de lama. Josué empatou e Jô fez 2 a 1 completando uma jogada de Dátalo. Ficou a discussão de que este gol foi marcado com Jô impedido, mas faltou o tira-teima pra comprovar a verdade. Em olho nu, não há a menor possibilidade.

 

EXAGERO DE VICTOR

 

Nas saídas da bola com chutões pra frente o goleiraço Victor pecou várias vezes: errou, segundo contei, duas vezes no primeiro tempo e duas no segundo. Precisa treinar mais.

 

DE OLHO NELE

 

O esquema de Marcelo Pacote Oliveira, mal montado, com o time mal escalado, parou na retranca do Defensor, que fez tudo calculadinho. Jogou o tempo todo em cima de Egídio e no fraco primeiro volante Rodrigo Souza. Resultado, um só jogador de 20 anos – idade de terror pra Pacote – Felipe Gedoz liquidou o Cruzeiro. Belo gol de falta, com Fábio escondido atrás da barreira, e o segundo num contra-ataque digno de uma placa no estádio de Cidad del Este.

 

 COPA DO BRASIL

 

A Copa do Brasil começou na quarta-feira com os costumeiros sustos dos grandes: Palmeiras e São Paulo não conseguiram eliminar os jogos de volta contra o Vilhena ( 1 a 0) e o CSA (1 a 0). O Verdão enfrentou um campo pequeno, um estádio acanhado, gramado encharcado e ameaçador temporal. Santa Maria do Céu!

 

VIVA A POLÍTICA

 

Em ano de eleições vale tudo: Tinga e Arouca serão recebidos em audiência especial pela presidente Dilma Rousseff nesta quinta-feira em Brasília. Com a presença do Ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

 

PRESIDENTE NÃO GOSTOU

 

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, não escondeu a frustração com a derrota para o Defensor, por 2 a 0, em Montevidéu. Para o mandatário cruzeirense, a atuação foi uma das piores dos últimos tempos, mas ele demonstrou otimismo quanto à classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. (Superesportes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.