quarta-feira, 26 de março de 2014

MARINS APONTA INFERNO PARA ENVOLVIDOS SE BRASIL PERDER A COPA DO MUNDO



                     (Foto Marcelo Baltar - Globoesporte.com)

- "Estamos no purgatório, Se vencermos a Copa, vamos para o céu. Se perdermos, vamos todos para o inferno. Eu já falei isso para o Felipão" - disse Marin em entrevista à "Folha".

Muito perto do início da Copa do Mundo de 2014, no Brasil entre os dias 12 de junho e 13 de julho, o presidente da CBF, José Maria Marin, não deixa de mostrar confiança em uma boa participação da Seleção, mas reconhece que um fracasso seria algo inesquecível e irreparável. 
Segundo a reportagem, a preocupação de José Maria Marin com a possibilidade de perda é tanta que chegou a se encontrar com o capitão Thiago Silva,  a fim de expor isso para o craque.
Só não esteve - imaginem - com demais capitães de outras seleções e com outros treinadores pra expor, também, tal preocupação. Ele deixará o cargo em 2015 e espera sair com o título e uma medalha no bolso. Roubada, claro.
Onde nós estamos, meu Bom Jesus do Galho! Faltando aí alguns dias pra Copa do Mundo começar e o presidente da CBF tá mais preocupado em sair do purgatório e cair no inferno.
Se o inferno existir, realmente, não há dúvida de que é para lá que ele vai quando morrer, com ou sem a medalha de hexacampeão do mundo. A Justiça da terra tem errado em demasia com a maioria dos cartolas do futebol brasileiro e, com certeza, a Justiça Divina, caso exista, também, será implacável com eles. Sem STJD no meio pra aliviar a barra.

GUILHERME PEDE RG-10

 Menino esperto, personalidade forte, palavra fácil, apesar de certeza timidez, Guilherme demonstrou na última coletiva na Cidade do Galo que, além de tudo, é excelente companheiro de grupo. Quando lhe questionaram sobre a possibilidade de RG-10 perder a posição pra ele, Guilherme respondeu:

“Jogar ao lado dele e treinar com ele é uma honra”.  Tido por alguns "curiosos" como titular agora na função de armador, Guilherme "vê como perda de tempo a obsessão de tirar a vaga de R10 no time".
E falou mais: -"“Eu não fico pensando nisso. Eu não perco o meu tempo pensando em colocar o Ronaldo no banco. Meu objetivo é ocupar espaço no time e isso para mim não seria um troféu. Posso jogar ao lado dele também”,
“O Ronaldo é o nosso ídolo. Vale a pena lembrar que ele demorou mais tempo para jogar, que o restante da galera. Eu não vejo tanta baixa no rendimento dele. Ele tem jogado e feito seu papel. Ele tem estado normal, sabe lidar com isso e é experiente”, completou.
TRINCHEIRA - Palmas pro Guilherme! Este menino ainda vai encher a Massa de alegria. Talento e personalidade ele tem de sobra. Deixem-no em paz na sua maneira tranquila de jogar e correr em campo. O responsável do meio-campo em dar carrinhos e tirar lascas nas canelas alheias é o Pierre, ele não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.