quinta-feira, 10 de abril de 2014

CRUZEIRO SÓ PRECISOU DE UM TEMPO PRA LIQUIDAR GARCILASO E FICAR NA LIBERTADORES

Foi jogo de um time só: o Cruzeiro que atacava e o Real Garcilaso que defendia. Aos 5 e 18m com Ricardo Goulart os azuis chegaram a marcar, porém o bandeira da direita viu impedimento; no segundo, o juiz viu falta de Júlio Baptista no goleiro. Aos 24m, teve jeito não: a pressão era demais.  Maike cruzou da direita e Ricardo Goulart, livre entre os zagueiros, marcou 1 a 0.  Eles não passavam da intermediária do Cruzeiro, tanto que Fábio não teve o menor trabalho. (Foto de Alexandre Guzanshe -EM - DA Press) 


A torcida celeste deu a maior força e compareceu em massa ao Mineirão, mais de 40 mil pagantes. Não arredou o pé nem quando o juiz deu o apito final. Comemorou à vontade a classificação da equipe que muitos tinham como impossível.

Dois minutos após o gol de Goulart, houve o escanteio contra o Garcilaso que Everton Ribeiro cobrou conforme o treinador e Bruno Rodrigo meteu a testa na bola, com violência, fazendo 2 a 0. O terceiro gol dele na Libertadores. Então, o Cruzeiro soube que La U havia feito 1 a 0 no Defensor, em Montevidéu, e já passou a trabalhar a bola. A poupar-se porque domingo tem mais decisão.

A torcida reclamou. Gritou mais um, porque 2 a 0 só era perigoso. Então Ricardo Goulart, que voltou a jogar bem, recuperou a bola no meio-campo deu uma arrancada forte e passou a Júlio Baptista, que apesar de bem marcado, deu de bico no canto direito do goleiro. Cruzeiro 3 a 0.

No segundo tempo, nada mudou a não ser em Montevidéu, onde o Defensor empatou a partida em l a 1  e melhorou mais pro Cruzeiro. Que, ainda, fez o gol mais bonito, aos 25m, numa tabela de todo ataque, chutada pra meta por Goulart, e o mesmo bandeira da direita deu novo impedimento. Um chato de galocha!! Marcelo Pacote Oliveira aproveitou pra descansar alguns rapazes e tirou Goulart pra colocar Elber; depois tirou Dagoberto e colocou Borges e finalmente sacou Everton Ribeiro pra entrar com Alisson. 

Não mudou nada, O Real Garcilaso manteve-se na defesa e o Cruzeiro atrás do quarto gol que não veio. De qualquer forma, o time passou pras oitavas de final junto com o Defensor, no Grupo 4.

BOTAFOGO FORA

Além do empate entre Defensor 1 x 1 La Universidad de Chile, que classificou os uruguaios, a rodada desta quarta-feira teve a eliminação de dois brasileiros: o Botafogo perdeu por 3 a 0 do San Lorenzo em Almagro e tá fora e no Maracanã, o Leon ganhou do Flamengo por 3 a 2 e tirou, também, o rubro-negro da competição, diante 50 mil flamenguistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.