segunda-feira, 14 de abril de 2014

CRUZEIRO USA REGULAMENTO PRA GANHAR O MINEIRO NUM DOMINGO BEM AZUL

CARATINGA - Vou  logo no âmago da questão: foi  oênalti  ou não de Dedé em Neto Berola? Foi. O Vuaden fez o correto em voltar atrás e acompanhar a marcação do bandeirinha? Fez. No entanto, o impedimento existiu primeiro que o lance do pênalti. Faltou a Vuaden maior atenção em acompanhar o seu assistente que já anotava o lance irregular antes. Não existe nada de mal nesse caso: quantos gols são anulados, após o árbitro confirmá-lo e o bandeirinha apontar irregularidade?

Apesar de o Cruzeiro ter chutado bola na trave, perdido gols incríveis como aquele de Everton Ribeiro, caso o lance de Berola não tivesse nenhuma irregularidade a vitória atleticana seria correta, porque o time não se acovardou nas duas partidas da decisão. Paulo Autuori botou seu time pra cima do Cruzeiro, faltou maior qualidade que o adversário. E o rival, com esta qualidade maior, foi temeroso  e se acovardou nas duas partidas com número excessivo de volantes durante os jogos.

Os dois empates de 0 a 0 nas partidas decisivas tiraram qualquer coisa de brilho nas finais do Campeonato Mineiro. Enquanto em outros  estados, como Bahia e Rio Grande, as decisões tiveram enxurradas de gols pra alegria dos torcedores, em Minas a decisão teve odor de suor de medo, emoções fraudadas e título esverdeado, com sabor de bílis.

Por ter feito melhor campanha na primeira fase, o Cruzeiro jogou peloa dois empates ou derrota e vitória pela mesma diferença de gols para ficar com a taça. Além de retomar a hegemonia em Minas Gerais, o Cruzeiro celebra o 11º título estadual invicto e a conquista da 100ª edição do Campeonato Mineiro.

O domingo de todo azul na Pampulha; os  cruzeirenses que, desde cedo, ocuparam a região da  onde ficam o ginásio do Mineirinho e o estádio do Mineirão. O aperitivo veio logo cedo, com a vitória do time masculino  de vôlei sobre o Sesi, por 3 sets a zero, campeão novamente da Liga.

No churrasco principal, torcida saboreou o que mais gosta: ganhar título sobre o arquirrival. O empate com o Atlético significou a volta da taça de campeão mineiro para a Toca da Raposa II, após três anos.

VASCO ROUBADO

Tem jeito essa vida de desportista profissional do técnico Adilson Batista. Que azarado! Já no primeiro jogo contra o Mengo, o seu Vasco vencia por 1 a 0 e tomou o empate aos 45m do segundo tempo. Desta vez foi pior: ganhava por 1 a 0, gol de pênalti cobrado por Douglas, e levou o gol de empate aos 48m, com Márcio Araújo completamente impedido. Aliás, escandalosamente impedido. Coisa feita pro Flamengo.

Quatro dias após ser eliminado na Copa Libertadores da América, diante 50 mil torcedores, o Flamengo ganha seu 33º título estadual, que apesar da falta de charme esse ano, aqui em Caratinga, foi comemorado com passeata e tudo mais. Talvez pelas circunstâncias, pois o caneco carioca já se encontrava praticamente nas mãos do Vasco.

ENORME ITU ENGOLE PEIXE

 

O Galo de Itu não tomou conhecimento dos grandes da Capital paulista. Bateu em todos e teve maior dificuldade com o Santos, na decisão, porque o a meninada santista encheu os olhos de todos durante a competição e era a grande favorita na conquista do título.

 

craque do galo mineiro, não podia dar errado. Seria uma tremenda sacanagem após toda bela campanha que fez. Venceu o primeiro jogo no Pacaembu, por 1 a 0 e caminhava pra conquista o título no tempo normal, até que a arbitragem deu uma ajudazinha ao Peixe, gol de pênalti, mas num lance irregular porque o santista estava impedido..

É o segundo título do Ituano, no Paulistão. O primeiro, em 2002, não contou com a presença dos times grandes da Capital. Agora não teve choro nem vela. Na emocionante cobrança de pênaltis, o Ituano venceu por 7 a 6.

Aí vem a sacanagem maior: o Santos terminou o campeonato com 45 pontos ganhos, na frente de todos, com 47 gols marcados e o futebol mais bonito. Mas com essas fórmulas esdrúxula...O maior mérito do Ituano – terminou com a melhor defesa: 11 gols sofridos em 19 partidas.

JOVENS MINEIROS

Dos jovens treinadores mineiros mais famosos, apenas Marcelo Pacote Oliveira deu-se bem ganhando o título das Geraes e de forma invicta. Em Salvador, o nosso querido Ney Franco, do Vitória, perdeu a disputa com o super rival EC Bahia. Perdeu o primeiro jogo na Fonte Nova (3 a 0) e empatou a segunda 2 a 2 após levar 2 a 0. Feio mesmo fez o Grêmio de Enderson Moreira. Tomou de 3 a 1 e 4 a 1. Se conseguir segurar o emprego por causa da Copa Libertadores tá danado de bom.

2 comentários:

  1. Flavio
    Você ta de brincadeira, o Brasil inteiro mostrou que foi pênalti e nao estava impedido. Favor rever seus comentários ou trocar seus óculos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde o Brasil inteiro afirma que não foi impedimento.... a Sportv no jogo afirmou que foi impedimento, espn a mesma coisa......
      http://sportv.globo.com/videos/estaduais/t/campeonato-mineiro/v/loffredo-sobre-polemica-em-lance-com-jo-houve-falta-mas-ja-havia-o-impedimento/3278905/

      Se o Brasil inteiro fala isso.

      Excluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.