segunda-feira, 7 de abril de 2014

FELICIDADE SEM FIM - Á ADORÁVEL JULIANA, ANIVERSARIANTE DO DIA


Há 32 anos, nascia Juliana no Hospital do Ipsemg. Temporona. Dez anos após o último filho, Flavinho. Eu já tinha Alexandre e contava um dia ter uma filha. Veio exatamente como eu sonhava. Linda, inteligente, simpática e desenvolta, capaz, cheia de expediente, de vida própria. Juliana deixou arquitetura pra ser o que queria ser: bailarina. Fez Educação Física até mesmo pra cumprir uma promessa que me fizera ao deixar a Faculdade de Arquitetura pra mergulhar no balé. Ter um curso superior. Bobagem minha tal exigência, até pq ela já era superior a tudo que existia. Encarou deixar BEAGà, que ela já dominava, pra morar em Caratinga que ela conhecia como a cidade natal de meu Pai. E com que facilidade conquistou Caratinga, onde hoje eu me tornei pai da Juliana e não mais a Juliana filha do Flávio anselmo. 
Esta figura dócil, amada por todos nós, irmãos e parentes, tem apenas 32 aninhos é já é mamãe de três criaturinhas maravilhosas, também: Luana, Sophia e Stela. Esposa de Gustavo Sobreira, empresária na Academia Aplauso e pensam que isso lhe basta. Bastaria se o Papai e a Mamãe não estivessem mais por aqui. Estão. E então ela os quer por perto, de volta à Terrinha onde namoraram e casaram. De minha parte tá dificil negar o pedido de minha filha amada, mesmo deixando outros dois adorados filhos, casados, realizados, e suas famílias - mais três netas: Vitoria, Ana Flávia e Maria Tereza - pra atrás. Sei lá qual será a pressão de Alexandre e Flavinho. Não me mando mais. Já não tenho mais objetivo profissional. Penso numa cadeira de balanço, numa varanda larga de sol, umas goiabinhas vermelhas, um bom livro e um com computador pra escrever as minhas besteiras. Agora isso passou a ser minha felicidade sem fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.