terça-feira, 22 de abril de 2014

GALO PEGA AZARÃO COLOMBIANO EM TERRITÓRIO ONDE RG-10 É REI.

Estádio da melhor qualidade, torcida dividida com a união dos simpatizantes dos demais times, encantados com a presença de Ronaldinho Gaúcho, adversário desfalcado de dois importantes jogadores, o treinador Paulo Autuori tem dúvida apenas quanto ao aproveitamento de Guilherme ou Fernandinho, o Galo leva ligeiro favoritismo na partida desta quarta-feira em Medellin, contra o Atlético Nacional, jogo de ida pelas oitavas de final.

Os colombianos não estão cotados entre aqueles times que vão longe na Copa Libertadores. Nem mesmo em casa, tem mostrado credencial suficiente pra ser favorito a nada. Suas mais recentes participações o descredenciam. Nos últimos 10 anos, o Atlético Nacional teve quatro participações na Libertadores. Seu retrospecto, segundo o Superesportes, contra brasileiros enche de entusiasmo o Atlético de cá.

A partida desta quarta-feira, às 10 horas da noite, no Estádio Atanásio Girardot, pode inclusive servir pro Atlético tirar a urucubaca que persegue seu atacante Diego Tardelli que não marca há nove jogos.  Já o time local, somando as edições de 2006, 2008, 2012 e 2014 fez 15 jogos em casa, com cinco vitórias, cinco empates e cinco derrotas. O número cinco pode entrar mais nesta história se o Galo vencer por 5 a 0. O desempenho dos locais é de 44,4%

Foram quatro entre esses 15 contra brasileiros. O time de Medellín não conseguiu vencer nenhuma partida. Perdeu para o Palmeiras (2006), Fluminense (2008) e Grêmio (2014). Houve ainda um empate contra o São Paulo (2008). Seu último título nacional foi em 1989 e de lá pra cá as dificuldades não deixam de crescer. Seu moral ficou alto apenas quando venceu recentemente o Newell's Old Boys, da Argentina.

Atlético Nacional em casa, e contra brasileiros, nos últimos 10 anos, pela Libertadores:

2006
Atlético Nacional 1 x 2 Palmeiras (primeira fase)
Desempenho em casa: 1 vitória, 1 empate, 2 derrotas
Eliminação: contra a LDU, nas oitavas de final

2008
Atlético Nacional 1 x 1 São Paulo (primeira fase)
Atlético Nacional 1 x 2 Fluminense (oitavas de final)
Desempenho em casa: 1 vitória, 2 empates, 1 derrota
Eliminação: contra o Fluminense, nas oitavas de final

2012
Desempenho em casa: 2 vitórias, 1 empate, 1 derrota
Eliminação: contra o Vélez, nas oitavas de final

2014
Atlético Nacional 0 x 2 Grêmio (primeira fase)
Desempenho em casa: 1 vitória, 1 empate, 1 der

Trincheira: é ou não é animador o jogo desta noite entre o Atlético Nacional x Atlético Mineiro em Medellín? Nos meus tempos de apostador eu dava três gols de vantagem e mais o empate.


REI DA COLÔMBIA

Foi assim em Marrocos, e em todos os países por onde o Atlético tem passado pela Copa Libertadores, desde que Ronaldinho Gaúcho chegou à Cidade do Galo. Em Medellín, RG-10 não teve sossego um minuto sequer, seja na hora do desembarque da delegação ou seja na saída pro treino de reconhecimento do gramado do local da partida.

Foi montado um esquema especial de segurança, inclusive com duas rotas de tráfego entre o aeroporto e o hotel para que a comitiva não ficasse retida no trânsito. O ônibus do Galo foi pela rota alternativa. Mesmo assim, na entrada do hotel, dezenas de torcedores concentraram à espera do craque, munidos de câmeras. Os fãs tentaram registrar a passagem do camisa 10 alvinegro. Um forte esquema de segurança isolou o hotel.

O técnico Juan Carlos Osório tem problema para escalar seu time. O zagueiro Sttefan Medina, titular absoluto, foi vetado pelos médicos. Ele se recupera de lesão no joelho e chegou a ter o seu retorno previsto.Outro titular que desfalca o Nacional é o meia Edwin Cardona, por suspensão.

SEGREDO DO TREINADOR

Bem no seu estilo, Paulo Autuori prefere não falar em estratégia pra surpreender seu oponente Juan Carlos Osório que disse à Imprensa conhecer bem o time aniversário e sua maneira de jogar. Caso escale Guilherme ao lado de Ronaldinho Gaúcho, o treinador atleticano usaria mais toque de bola e o homem da velocidade pelos lados do campo seria Diego Tardelli.
Com Fernandinho, e Tardelli mais recuado, o meio-campo usaria mais a força de marcação de Pierre e Donizete, mas seria bem mais ofensivo. Qualquer resultado com gols não está descartado, claro desde que não seja uma goleada contrária, porque o Galo jogará mesmo a classificação em casa, no Estádio Independência.

BOLÍVAR PASSOU

O Bolívar conseguiu grande feito ao passar pelas oitavas de final com dois empates diante do Leon do México. Empatou em 2 a 2 lá e estava sendo derrotado em casa, por 1 a 0, quando a altitude fez o seu papel e desmontou os mexicanos. O Bolívar fez 1 a 1 e garantiu sua passagem em frente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.