quinta-feira, 8 de maio de 2014

CANTA COMIGO - JURAME

  JURAME
Autora - Maria Grever, mexicana naturalizada espanhola (1884-1951)

Veja, Maria, sua xará escreveu e musicou esta linda canção JURAME, que vários cantores do mundo inteiro gravaram ou interpretaram em filmes e em shows. Discípula do grande maestro francês Claude Debussy. São creditadas-lhes a autoria de títulos importantes na história da música latino-americana como "Quando eu voltar ao seu lado "," Jurame "," Munhequita Linda", " Minha Alma "," Adeus "," eu não quero "," Vida minha" e muitas outras que completam uma lista longa de cerca de oitocentos composições musicais.
Maria Joaquina de la Portilla Torres, filha do sevilhano Francisco de la Portilla e de Julia Torres México, nasceu na província de Guanajuato (México) em 16 de agosto de 1884. 

Com apenas quatro anos, fez a sua primeira composição, uma canção de Natal com letras escritas por ela mesma. 
Aos seis anos de idade mudou-se para Sevilha (Espanha), com sua família. Em seguida, foi para Paris, onde estudou música com Claude Debussy e Franz Lenhard.
Em 1916, Maria mudou-se pra Nova York, onde conheceu seu futuro marido, Leo A. Grever de que adquiriu o sobrenome com o qual se imortalizou. 
Seu primeiro grande sucesso veio em 1926 com "Jura" canção executada por José Mojica, quando ela não estava muito bem conhecida.
 Naqueles anos, o bolero começava a se tornar a música mais popular do momento. 
E meu registro de hoje é com a letra original de Jurame e logo abaixo coloco, também, a versão em português por considerá-la, igualmente, bonita.

JURAME

Todos dicen que es mentira que te quiero
porque nunca me habían visto enamorado.
Yo te juro que yo mismo no comprendo
el porqué me fascina tu mirada.
Cuando estoy cerca de ti, tú estás contenta.
No quisiera que de nadie te acordaras.
Tengo celos hasta del pensamiento
que pueda recordarte a otra persona más.

Júrame
que aunque pase mucho tiempo
no has de olvidar el momento
en que yo te conocí.
Mírame,
pues no hay nada más profundo
ni más grande en este mundo
que el cariño que te di.
Bésame
con un beso enamorado,
como nadie me ha besado
desde el día en que nací.
Quiéreme,
quiéreme hasta la locura
y así sabrás la amargura
que estoy sufriendo por ti.

Todos dicen que es mentira que te quiero...
No quisiera que de nadie te acordaras.
Tengo celos hasta del pensamiento
que pueda recordarte a otra persona más.

EM PORTUGUÊS

Todos dizem que é mentira que te quero
Porque nunca alguém me viu apaixonado
Eu te juro que eu mesmo não compreendo
Por que é que me fascina a tua olhada
Quando estou perto de ti estás contente
Não queria que você pensasse em nada
Tenho ciúmes até do pensamento que possa
recordar-te Outra pessoa amada
Jura-me Mesmo com o passar do tempo
Não te esqueças do momento
Em que eu te conheci
Olha-me
Pois não há nada mais profundo
Nem maior em tudo mundo
Que o carinho que há em mim
Beija-me Com um beijo apaixonado
Como nunca fui beijado
Desde o dia em que nasci
Queira-me
Queira-me até a loucura
E assim verás a amargura
Que estou sofrendo por ti


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.