quinta-feira, 29 de maio de 2014

GALO SALVA A QUARTA-FEIRA MINEIRA: VENCE FLU E AJUDA CRUZEIRO FICAR NA LIDERANÇA

A força tática que Levir Culpi aplicou nas veias do Galo, abatido até então pelas constantes contusões, desfalques importantes com a saída e a convocação de suas estrelas, teve resultado prático nesta quarta-feira que livrou a própria cara, diante do vice-líder Fluminense, e do arquirrival Cruzeiro. A vitória atleticana por 2 a 0, no Ipatingão, prendeu o Flu no segundo lugar e não deixou que ele ultrapasse os azuis, derrotados pelo Corinthians por 1 a 0, no Canindé, A oitava rodada do Brasileiro foi fechada e o Cruzeiro ainda manteve-se líder com 16 pontos.
Só que o Galo subiu pacas e está em sexto lugar, com 14 pontos, ou seja, apenas dois atrás do time celeste, e a um ponto dos demais ocupantes G-4: Fluminense, Corinthians, Internacional e Goiás, todos com 15 pontos e se ajustando na classificação de acordo com o saldo de gols de cada um. Sem dúvida alguma, a extraordinária vitória do Galo fez o futebol mineiro suspirar aliviado e dormir mais tranquilo na quarta-feira à noite.

DEVER BEM FEITO

Gostei de muita coisa no jogo do Ipatingão: da presença de público, da atuação de Dátolo e Diego Tardelli, autores dos gols, e do time completar cinco partidas sem derrota. Esse quadro todo, alivia a tensão de Levir Culpi que, depois da última partida na décima rodada contra o São Paulo, o Galo estará em condições de acertar seu terreiro com a paralisação do Brasileiro por causa da Copa do Mundo.
O Galo começou o segundo tempo marcando 1 a 0. Aos 7m, Pierre lançou Emerson Conceição - parece incrível isso, não? - que cruzou de primeira pra Dátolo na área - outra grande surpresa, o cruzamento certo do lateral - e o argentino driblou Felipe e mandou ver, numa bomba que estufou as redes. Galo 1 a 0. Depois, Geovani trabalhou em aos 9 e aos 15m, no primeiro evitando o gol de Valter e no outro lance de Sóbis.
O segundo gol saiu aos 19m. Outra vez Dátolo fez bela jogada e cruzou pra Tardelli, livre entrada da meta, empurrar para as redes e encerrar o seu longo  jejum: Galo 2 s 0.

FÁBIO, FÁBIO, QUE FEIO!

Em Presidente Prudente, mesmo sem apresentar o futebol da rodada anterior, quando venceu o Internacional, o Cruzeiro levava a partida contra o Corinthians no banho-maria. Ia mal com as peças de sempre que não têm funcionado. - Everton Ribeiro, Egídio e Borges. A partida caminhava pro empate de 0 a 0 e passava a impressão que não sairia disso. O Timão com medo e o Cruzeiro morrendo de medo.

Aos 22 minutos, veio o definitivo balde de água fria nos cruzeirenses. Em uma cobrança de tiro de meta do goleiro Walter, a bola ficou nos pés de Paolo Guerrero, que arriscou lá do meio-campo e Fábio aceitou: 1 a 0. Uma falha tão gritante que ouso afirmar que jamais vi o grande goleiro cruzeirense cometer.

Isso abalou o time que ficou sem reação: quem estava mal, continuou mal; quem estava bem, sumiu e os que entraram não acrescentaram nada.
Fábio entregou o Cruzeiro, mas foi salvo pela vitória do Atlético em Ipatinga. Dos males, o menor. Com o empate, o Cruzeiro colocaria dois pontos na frente dos seus seguidores mais próximos. Continuou apenas com um ponto na frente, mas na liderança. O próximo adversário é o Flamengo, em Uberlândia.

FALASTRÃO SUSPENSO

 Marcelo Moreno e Luan e o diretor Alexandre Mattos, todos do Cruzeiro, foram julgados nesta  quarta-feira pelo STJD em diversos artigos por atitudes antidesportivas no clássico contra o Atlético. E levaram boas punições que servirão pra não botarem seus bonés aonde não podem alcançar.  O cartola pegou 120 dias e multa de R$ 500,00 - pouca grana! - por dar entrevista discriminando a bandeirinha Fernanda Colombo - sugeriu que ela devia posar na Playboy em vez de apitar. 
Marcelo Moreno,expulso por Heber Roberto Lopes, após o apito final, levou dois jogos, um já cumprido. Está na Seleção Boliviana e, portanto, não jogou contra o Corinthians. Cumpriu o segundo.
Com certeza, não voltará jamais a fazer gestos de furto, com as mãos. Luan, expulso aos 30m do segundo tempo por agredir Donizete com uma cotovelada, tomou apenas um jogo de suspensão, já cumprido na automática..

PRECONCEITO


Emerson Sheik sobre o zagueiro Lúcio: '' Me chamou de gay como se eu fosse um monstro. É preconceituoso -  após o jogo Palmeiras 0 x  2 Botafogo, em Presidente Prudente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.