domingo, 11 de maio de 2014

PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É REFRESCO -

Não é que um erro justifique o outro, mas as reclamações dos dirigentes do Cruzeiro são tantas que eu imagino o trio de árbitro vestido de preto-e-branco. Normalmente, se desconta 50% da choradeira, porém tenho andado com um pé na frente e outro atrás com as reclamações da cartolada.

Alguns dias atrás, o Galo foi prejudicado porque um assistente anotou impedimento inexistente num lance em que houve pênalti em favor dos atleticanos. Se convertido, daria o bicampeonato ao Atlético. O árbitro que marcou pênalti voltou atrás e acompanhou o assistente.
Ou seja, o impedimento não houve e o pênalti existiu. Pimenta nos olhos dos outros é refresco, né Sr. Mattos?
Do clássico de domingo, no Horto, vencido de virada pelo Galo, por 2 a 1, o Cruzeiro reclama o pênalti marcado em favor do adversário e transformado no gol da vitória por André; de outro penal feito por Otamendi que cortou um lance de Luan, com o braço e de um impedimento inexistente, quando Alisson sairia na cara do goleiro.

4 VEZES 4

Segundo Alexandre Mattos, diretor do time azul, na quarta rodada o Cruzeiro já foi prejudicado quarto vezes: contra o São Paulo, Atlético Furacão, Bahia e agora o Galo. E o que faz a diretoria do clube que não toma uma posição enérgica e chuta o pau da barraca? Nessa hora, a grosseria vale.
Não o tipo de grosseria cometida por Marcelo Moreno e que lhe valeu o cartão vermelho após o apito final.  Isso não é grosseria, é burrice de jogador. Fim do  jogo, cabeça quente, o caminho certo é o vestiário.

A BELA E A FERA

Eu alertei na Trincheira de sábado que Murici Ramalho, treinador do São Paulo, havia descido a madeira na competência técnica da bela Fernanda Colombo Uliana, assistente da fera árbitro Heber Roberto Lopes, outro que a gente torce ser pego imediatamente pela aposentadoria e virar comentarista de tevê.
Fernanda foi o alvo de Mattos por cometer erro num lance crucial e que poderia terminar em gol de empate do Cruzeiro. "Ela é bonita - afirmou Alexandre Mattos - porém não tem preparo; provavelmente ganhará outro clássico como presente na próxima rodada do Brasileiro".
Foi a grande vilã do clássico, segundo Alexandre Mattos. Criticada durante a semana após errar em um lance contra o São Paulo, Fernanda foi escalada pro jogo no Independência e falhou num lance crucial, que poderia ser o empate do Cruzeiro.

POUCA TÉCNICA

Na verdade, o jogo foi prejudicado, também, pela evidente preocupação dos treinadores em cuidar mais da defesa. O Cruzeiro com apenas Fábio de titular; e o Atlético sem cinco titulares. Moreno fez 1 a 0 no primeiro tempo, mas no intervalo Levir Culpi desmanchou os três zagueiros e entrou com Carlos no lugar de Edcarlos e botou Marion no lugar de Tardelli.
O Galo mudou e virou com Marion e André de pênalti.
Outra tristeza de tudo isso: pouco mais de 9 mil pessoas foram ao campo, com arrecadação de R$ 228.435,00. Deu pra pagar as despesas da partida? O resultado, no entanto, foi importante pro Atlético que saiu da zona do rebaixamento com quatro pontos ganhos em quatro rodadas. O Cruzeiro caiu pra quinto lugar, com 7 pontos, ultrapassado pelo Bahia, com a mesma pontuação, mas com melhor saldo de gols.

No próximo domingo, o Galo vai à Arena Pantanal enfrentar o Santos, pela quinta rodada. Já o Cruzeiro tem pela frente a partida mais importante da temporada. Precisa fazer dois ou mais gols para seguir com o sonho de ser tricampeão da Copa Libertadores. O Mineirão terá o confronto  Cruzeiro x San Lorenzo, na quarta-feira, às 10 da noite, pela volta das quartas de final do torneio continental.
No Campeonato Brasileiro, a Raposa pega o Coritiba no sábado que vem, às seis e meia, também em Belo Horizonte.

COELHO DE MOACIR

O América mantém-se em alta a Série B do Brasileiro, após vencer, sábado, o  Bragantino fora de casa, por 2 a 0. Continua na segunda colocação, agora com 10 pontos. Os jogadores do Coelho comemoraram muito o suado resultado em Bragança Paulista. Para eles, o elenco está firme e forte pra, quem sabe, brigar pelo título nacional da Segunda Divisão.
Foi uma noite do goleiro Matheus  que pegou um pênalti e mais um monte de bolas perigosas. Moacir Júnior, que mudou a cara do time,  diz que América cumpriu grande missão longe de casa: 'Dentro da previsão'
Capitão e mais experiente do equipe, Leandro Guerreiro acredita que o América tem condições de pensar na Série A. “Todo mundo mostrou garra, determinação. Estamos no caminho certo. Dois jogos fora de casa e seis pontos. Tudo o que a gente queria. Agora teremos duas partidas em casa e vamos tentar 100% dos pontos". O Coelho joga em casa contra o lanterna Vila Nova-GO e o líder Joinville. Além disso, o Coelho jogará contra o Bahia, na quarta-feira, em Salvador pela Copa do Brasil.

NADA DIGERIDA

Marcelo Moreno tem feito por onde merecer de novo a confiança da torcida. Foram três gols em quatro jogos. Porém fez besteira após o apito final quando foi reclamar do destemperado Heber Lopes e recebeu cartão vermelho. Desfalca o Cruzeiro contra o Coritiba, no sábado.
A expulsão não foi bem "digerida" por Marcelo Moreno. Segundo ele foi apenas perguntar ao árbitro Heber Roberto Lopes sobre "atitudes duvidosas" tomadas durante o jogo e acabou recebendo o cartão vermelho. Querias o quê, meu Bom? Uma rosa de volta?

KALIL CONCENTRADO

Bem sorridente, feliz da vida, o presidente Alexandre Kalil informou que participou da concentração do Atlético pra incentivar os jogadores do clássico contra o rival. " A minha presença parece que deu sorte ao Galo, pois o time  venceu nosso maior rival, e chegou aos quatro pontos no Brasileiro".
Porém, afirmou, "se concentração ganhasse jogo, eu morava lá. Foi uma brincadeira que eu fiz. Foi bom que eu convivi com eles, fiquei perto e vi como é sofrido ser atleta de futebol. É muito sofrimento e muito sacrifício". No próximo domingo, o Galo pela o Santos, na Arena Pantanal, em Cuiabá.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.