sábado, 3 de maio de 2014

TIME B DO CRUZEIRO PROVA QUE É BOM DE FATO E FAZ VIRA-VIRA EM CIMA DO FURACÃO PRA FESTA DE SUA TORCIDA DE BRASÍLIA

O time B do Cruzeiro segue invicto na temporada. Como visitante do Atlético Furacão venceu por 3 a 2, numa partida emocionante, disputada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Mais parecia que os azuis estavam em casa, porque nos quase 13 mil torcedores presentes, 90% eram de cruzeirenses. O time de Marcelo Pacote Oliveira teve que fazer duas viradas: saiu perdendo por 1 a 0, empatou; tomou 2 a 1 e empatou de novo e, por fim, Marcelo Moreno fez o gol da vitória final.

O Cruzeiro, invicto, chegou aos 7 pontos no Brasileiro e descansou seus titulares para a guerra da Libertadores contra o San Lorenzo de Almagro, que tem a primeira batalha na próxima quarta-feira em Buenos Aires. Os gols celestes foram marcados por Nilton, Souza e Marcelo Moreno. Éderson e Marcelo marcaram pro Furacão.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Cruzeiro enfrenta o Galo, no domingo que vem, às quatro da tarde, no Independência. Porém, Marcelo Oliveira deve mandar a campo novamente o time reserva no clássico, já que na quarta-feira seguinte a equipe principal jogará, de novo, contra o San Lorenzo, em Beagá.

JOGO DE BRASÍLIA

A primeira jogada de perigo no jogo foi a do gol do Furacão. Aos 23 minutos, Marcelo recebeu a bola em impedimento – não marcado pela arbitragem – e a bola saiu pra lateral. Na cobrança, Éderson aproveitou a bola cruzada pela área; Wallace não subiu e atrás dele subiu o atacante do Furacão que marcou de cabeça. Fábio fez aquele olhar do antigo canastrão do cinema americano,  "Rodolfo Valentino" e nem foi na bola.
O Cruzeiro tentou responder rapidamente. Aos 27, Egídio cruzou e Bruno Rodrigo cabeceou, mas o goleiro Weverton salvou o Furacão com ótima defesa. Aos 35, Egídio cobrou escanteio pela esquerda e Nilton subiu mais alto do que os beques oponentes e fez: 1 a 1. E este cara tá fora do time titular, minha Santa Maria do Céu!
O domínio cruzeirense durou pouco na partida. Em nova desatenção da zaga celeste, Marcelo chutou de bico, lá da entrada da área, e Fábio foi atrasado na bola, atrapalhado pela quantidade de gente na sua frente. A bola entrou no canto inferior de Fábio: 2 a 1.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Borges ganhou na corrida de Dráusio na entrada da área. Foi seguro por trás e o árbitro entendeu. erradamente, como falta desclassificante expulsou o beque do Furacão. Se já mandava na partida, apesar do placar adverso, o Cruzeiro ficou à vontade. Aos 28, o menino Alisson achou a jogada que salvou a Raposa na partida. Ele partiu para cima de Natanael dentro da área e foi derrubado. Pênalti. Souza cobrou e empatou de novo a partida:  2 a 2.
O gol da vitória veio, após muita pressão, num cabeceio de Marcelo Moreno, aos 37m, aproveitando um cruzamento do fundo da esquerda de Souza. Alguns minutos depois, Moreno livre chutou pro gol e o beque Léo Pereira esticou o braço esquerdo e desviou a bola pra corner. O árbitro central e aquele bobão que fica atrás do gol fingiram que não houve pênalti.

Dados da partida:

ATLÉTICO-PR 2 X 3 CRUZEIRO


Atlético-PR:
Weverton, Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, Otávio, Paulinho Dias e Marcos Guilherme (Leo Pereira); Marcelo e Éderson (Douglas Coutinho).
Técnico: Miguel Ángel Portugal
Cruzeiro:
Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Wallace e Egídio (Dagoberto); Nilton, Souza, Tinga (Alisson) e Marlone; Luan (Marcelo Moreno) e Borges.
Técnico: Marcelo Oliveira

Terceira rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio:
 Nacional de Brasília
Gols: Éderson, aos 23’, Nilton aos 35’ e Marcelo aos 40’ do primeiro tempo; Souza aos 28’ e Marcelo Moreno aos 37’ do segundo tempo
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO), ruim pra dar de pau.
Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Márcio Soares Maciel (GO)
Cartões amarelos: Cleberson, Weverton, Natanael (Atlético-PR); Luan, Wallace e Souza (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Draúsio
Público pagante: 12.093
Renda: R$ 883.065,00

COELHO DE MOACIR JUNIOR TÁ IMPOSSÍVEL


( Superesportes)O América está de volta à liderança da Série B do Brasileiro.  Com atuação consistente, o Coelho aproveitou as jogadas de bola parada e venceu o duelo estadual contra o Boa Esporte, por 3 a 1, neste sábado, em Varginha, válido pela terceira rodada. O grande destaque da partida foi o volante Andrei Girotto, autor de dois gols.
Os três gols do América saíram em jogadas de bola parada. Andrei Girotto abriu o placar aos 11 minutos, em forte cobrança de falta. Após pressionar bastante, o Boa empatou ainda na primeira etapa, com o lateral-esquerdo Marinho Donizete. Apagado em campo, Tchô reapareceu em grande estilo, bateu falta com categoria e marcou o segundo do Coelho, aos 10 do segundo tempo. No fim de jogo, Girotto aproveitou cruzamento de Mancini e, de cabeça, garantiu a vitória do time de Moacir Junior fora de casa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.