segunda-feira, 30 de junho de 2014

ALEMANHA, A MAIOR FAVORITA, TEVE QUE SUAR SANGUE PRA VENCER A ARGÉLIA

Quem agüenta a temperatura deste pais tropical?. A França jogou sob um sol pelando de 30 graus em Basília e tirou a Nigéria da Copa com uma vitória de 2 a 0. Os times chegaram ao final da partida  quase mortos. E com razão. Mais tarde, às cinco horas, o adversário da França seria conhecido entre Alemanha e Argélia. Você jogaria suas fichas em quem? Claro que na poderosa máquina alemã. Ainda mais que em Porto Alegre fazia uma temperatura de 13 graus, do jeito que eles gostam. No entanto, um terror para os africanos da Argélia. 

Quem engrossou o jogo foi a Argélia.Sem medo, sem restrições agrediu a Alemanha e a botou na defesa. Foi assim o primeiro tempo todo e chegou até a marcar um gol, anulado pela arbitragem por impedimento. Correto. Nota 10 pra arbitragem brasileira de Sandro Meira Ricchi.

No segundo tempo, a Alemanha cercou mais o time argelino. Sua defesa se adiantou e Neur foi jogar de beque de espera. Do outro lado, o argelino Rais, dentro da meta, era uma coisa fenomenal e parava os goleadores alemães. O aperto estava tão grande que o jogo foi pra prorrogação. Aí a Argélia sem pernas entregou o ouro. Teve chance antes de mandar a Alemanha de volta, não mandou. No primeiro minuto da prorrogação levou 1 a 0, gol de Schurrle. O segundo foi de Özil, mas a Argélia mostrou que não estava morta e fez seu gol, 2 a 1, aos 13m do segundo tempo da prorrogação. Ferveram em cima, mas não conseguiram o empate que os levaria  aos pênaltis.
Alemanha e Argélia já tiveram histórias cruzadas na Copa do Mundo. Em 1982, a Alemanha interferiu diretamente na eliminação dos africanos vencendo a Áustria por 1 a 0 na partida que ficou conhecida como 'Jogo da Vergonha', pois ambos os times abdicaram de buscar o gol por se classificarem com o placar..
O 'Jogo da Vergonha' sequer é citado pelos alemães. Segundo o técnico Joachim Löw, os atletas nem eram nascidos na época do duelo. Já o comandante africano, Vahid Halilhodzic, afirma que os jogadores querem a revanche depois da Argélia ter sido eliminada desta forma. O bósnio, que naquele ano defendeu a seleção da Iugoslávia na Copa, definiu o momento como 'triste'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.