domingo, 1 de junho de 2014

BAIXINHO ATREVIDO É O QUE MAIS APANHA NOS TREINOS DA SELEÇÃO

( Gazeta Press) PELA TERCEIRA vez em quatro dias, o baixinho Bernard foi alvo de uma entrada dura neste sábado, durante treinamento da Seleção Brasileira na Granja Comary. Depois de dividida com o volante Paulinho, ele precisou abandonar o campo para iniciar tratamento no pé direito. A aparente perseguição ao atacante se deve, segundo os colegas, ao fato de ele ser veloz.
"É que ele é um jogador mais rápido, você chega atrasado e acaba pegando. Nada além disso", disse o lateral direito Maicon, perdoando Paulinho, que concedeu entrevista ao seu lado, depois do treino da manhã.

MAS PAULINHO, que também ficou caído em campo depois do choque, fez a própria defesa. "Os treinos são dessa forma. Dei uma torcidinha no tornozelo, mas ele está bem. Já teve ocasiões em que aconteceu o mesmo, mas você se recupera rapidamente. São contatos. Como diz o David Luiz, para não ter contato, tem que jogar tênis", brincou.

BAIXINHO ATREVIDO

COM 1,63m - a estatura varia de acordo com a fonte -, Bernard é o jogador mais baixo entre os 23 convocados por Felipão. É ainda o mais novo (21 anos) e talvez também o mais rápido, o que, de fato, pode justificar a sequência de pancadas que tem recebido desde o primeiro dia de trabalho com bola na preparação para a Copa do Mundo.
A PRIMEIRA entrada mais forte foi de autoria de Neymar. Dois dias depois, em uma rodada de bobinho, Daniel Alves se atirou no gramado, esticou a perna e acertou a trave da chuteira no pé direito de Bernard, o mesmo que ficou inchado neste sábado após o "contato" com Paulinho.

TÁ NO FILME

APESAR do inchaço, o atacante do Shakhtar Donetsk tratou de tranquilizar a comissão técnica da Seleção Brasileira. Em vídeo gravado pelo site da Confederação Brasileira de Futebol, alegou que o pé "é assim mesmo desde o juvenil do Atlético-MG" e que deixou o campo apenas por "precaução mesmo, para não acontecer algo pior e ter que ficar muito tempo parado".

PERIGO DE AMISTOSOS

NESTA terça-feira, em Goiânia, a Seleção Brasileira faz seu penúltimo amistoso preparatório para a Copa, diante do Panamá. Três dias depois, o adversário será a Sérvia, no Morumbi. A estreia na competição, frente à Croácia, em Itaquera, está marcada para 12 de junho.
SOBRE tais amistosos, tenho cá minhas razões de recear jogos contra seleções fracas. A gente treina e eles jogam. O noticiário tai com seleções da Copa que perderam jogadores importantes nos últimos amistosos contra cabeças de bagre.

TEMPO DE FURACÕES

UMA AMIGA, Guta, me perguntou outro dia, numa mensagem: "Onde vai parar 2014?" Eu não soube responder. E no Face do amigo Fernando Vanucci, a quem estou em débito, porque fiquei de lhe enviar uns livros meus e me esqueci, me informo de mais outra notícia ruim:
- "E O DOMINGO também começa com uma notícia tão triste quanto a do falecimento de Mauricio Torres. Marinho Chagas, ex-lateral esquerdo que defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1974, morreu na madrugada deste domingo em João Pessoa (PB). O ex-jogador, 62 anos, estava internado desde o sábado em decorrência de uma hemorragia digestiva. Nascido na cidade de Natal (RN), no dia 8 de dezembro de 1952,

MARINHO Chagas se destacou no ABC no final da década de 60. Nos anos seguintes, passou por Náutico (1970 a 1972), antes de chegar ao futebol carioca. Entre 1972 e 1978, atuou por Fluminense e Botafogo, conquistando o Troféu Teresa Herrera pelo clube tricolor em 1977. Em 1979, foi jogar no futebol dos Estados Unidos, pelo New York Cosmos (1979) e pelo Fort Lauderlade Strikers (1980).


DE VOLTA ao Brasil, jogou também por São Paulo (1981 a 1983), Bangu (1983), Fortaleza (1984) e América-RN (1985). No fim da carreira, jogou novamente nos EUA, passando ainda pela Alemanha. Por conta da morte do ex-jogador, as partidas deste domingo pelo Campeonato Brasileiro respeitaram um minuto de silêncio antes do pontapé inicial. A homenagem será também ao jornalista Maurício Torres, da Rede Record, que morreu neste sábado, em São Paulo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.