segunda-feira, 23 de junho de 2014

ESTE É O BRASIL QUE FELIPÃO PROCURA E A TORCIDA QUER: O DA GOLEADA EM CAMARÕES




 Foto de Jefferson Beernandes - VIPCOMM

Se Luiz Felipe Scolari não for cabeçudo e teimoso, posso afirmar sem medo de errar que ele achou a Seleção Brasileira da Copa do Mundo no Brasil. É o time que jogou o segundo tempo contra Camarões e goleou por 4 a 1, garantindo o primeiro lugar do Grupo A no saldo de gols, visto que o México, também, venceu: 3 a 1 na Croácia e ambos chegaram a 7 pontos. Neymar desequilibrou de novo: marcou dois gols e foi da maior importância quando o jogo estava parelho.

No primeiro tempo, o Brasil começou bem, deu impressão de que venceria fácil, porém a partir dos 17m, após fazer 1 a 0, gol de Neymar, a seleção deixou Camarões equilibrar e até empatar, aos 27m.

O talento de Neymar apareceu de novo. Em jogada individual, driblou o marcador, após receber de Marcelo, e chutou de fora da área sem defesa pro goleiro Itandje. O resultado era bom, porque em Curitiba México e Croácia empatavam sem gols.

Só que a Seleção jogava mal. O esforço de Neymar, Luiz Gustavo, Marcelo, Thiago Silva e David Luiz não encontrava apoio em Hulk, Fred, Paulinho,Oscar e Daniel Alves. Camarões atacava em velocidade e em bloco, sempre tendo o rebote das bolas de meio-campo.

Na fase final, Felipão botou o dedo na ferida. Primeiro tirou Paulinho e entrou com Fernandinho. O time melhorou de água pra vinho. Fernandinho combateu, desarmou e apoiou.
Além do que, o Brasil marcou 3 a 1 logo aos 4m, em trama bem trabalhada pelos homens de armação e após um escanteio.
David Luiz que estava pela ponta esquerda, no lugar de Marcelo, recebeu a bola e fez a assistência perfeita.  Na cabeça de Fred. Ele desencantou: Brasil 3  a 1.

Aos 20m, Neymar tentou uma lambreta em cima, zagueirão de dois metros de altura, por um metro e meio de fundura, mas não deu certo. O camaronês gozou Neymar, que não gostou e o mandou tomar naquele lugar. Felipão começou a se preocupar. O maior jogador do Brasil já tem um cartão amarelo e se levasse outro estaria fora da próxima partida.

Então, melhor seria tirá-lo. Entrou William, com uma fome de leão.
Aos 40m, William, Oscar, Fred e Fernandinho tomaram a bola da defesa, triangularam na entrada da área e Oscar rolou pra Fernandinho entrando entre os zagueiros. Como Oscar fez no jogo contra a Croácia, Fernandinho fez agora. Meteu o bico na bola: Brasil 4 a 1, placar final.

OS GOLS DO CRAQUE

E vocês acham que eu deixaria de descrever os gols de Neymar? Aconteceram no primeiro tempo, conforme disse, no período mais difícil pra Seleção. Aos 17m, Luiz Gustavo chega na lateral ao lado de Marcelo na marcação de dois camaroneses. Toma a bola deles e arrisca ir ao fundo. Como canhoto,  autêntico ponta, fez o cruzamento rasteiro pra Neymar, no meio. A Joia da Seleção e de Bruna Marquesini com um leve toque tirou do alcance do goleiro Itandje.

O segundo foi aos 36m, nove minutos após o empate de Camarões. David Luiz, como já tinha feito antes, tentou uma ligação direta com Neymar. A defesa se interpõe, mas a bola sobra pra Marcelo, que apenas a entregou a Neymar, pela meia esquerda. O craque levou pro meio, tirou o marcador da jogada, e soltou o pé. Golaço, Brasil 2 a 1. O 35º gol de Neymar pela Seleção Brasileira.

PÚBLICO ESPETACULAR

Estiveram presentes ao Estádio Mané Garrincha, em Brasília, 69.121 torcedores, Espetacular, lotação completa e que vem comprovar mais uma vez o sucesso da Copa do Brasil.
Apitou bem o sueco Jonas Eriksson e desta vez ninguém pode se queixar que o anfitrião foi ajudado pela arbitragem.

MÉXICO VENCE


 Foto de Jamie McDonaldi/Getty Images

Em determinado momento dos jogos, em Brasília e em Curitiba, o México chegou a igualar-se ao Brasil, também, em saldo de gols - 4 a 4. Mas o Brasil vencia em outro critério: gols marcados. Tinha dois gols a mais. Quando Fernandinho fez 4 a 1, e a Croácia diminuiu em Curitiba, o céu clareou e o Brasil confirmou o primeiro lugar do Grupo A.
Assim jogará sábado no Mineirão contra o perigoso Chile, outra fera deste Mundial.
O México terá de ir ao Castelão, em Fortaleza,  na quinta-feira, enfrentar a Holanda, à uma hora da tarde. Azar dele. Vai pegar um solão brabo. Talvez até melhor pra ele, México, do que para os branquelos da Holanda.

O México fez 3 a 1 na Croácia, gols marcados por Rafa Marques, Guardado e Chicarito Hernandes no segundo tempo. Pra Croácia descontou Perisic.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.