quinta-feira, 31 de julho de 2014

URSO BRAVO JÁ NÃO É TÃO BRAVO COMO ANTES: TEM PEDIDO ATÉ DESCULPAS POR SUAS MORDIDAS

GRAMADO – RIO GRANDE DO SUL - Quem diria, o meu ídolo por não levar desaforo pra casa, quadro de grupo escolar de onde tiro minhas tarefas e copio meus deveres de casa, o presidente Alexandre Kalil tem-se arrefecido em suas iras de urso bravo. Tá mais pra urso manso, de zoológico do que os bravos polares que dormem seis meses, hibernando e acordam com apetite de 100 frades.

NO EPISÓDIO DA SAIDA de Ronaldinho Gaúcho, Kalil me surpreendeu. Aceitou tudo com profunda resignação e na despedida lascou até um abraço seguido de paternal beijo na face do craque. Também pudera: estava se livrando, de graça, de um abacaxi outrora doce e que ficava azedo pacas.

TEVE RECAÍDA de urso bravo na questão dos associados de o "Galo na Veia", ao ser xingado no Mineirão e prometeu até acabar com o programa. Depois se lembrou que uma grande parte não o xingara. Ou seja, não tinha porque acabar com o programa. Após uma semana de polêmica, Kalil sai da Toca pra pedir desculpas.

ALGUMA COISA mudou, realmente, na alma e no coração deste homem bravo por natureza.

Ele se explicou:  "Eu tinha acabado de ficar com os jogadores na Argentina, fui a Brasília resolver problema do Atlético. Voltei, fiquei com jogadores aqui. E depois fui brutalmente agredido, até porque estava no mesmo lugar que eles.

"Confesso que não fui feliz, mas também não dou o direito de me agredirem na frente dos filhos e da família. Não mereço isso porque dediquei seis anos da minha vida ao clube com carinho. Sou humano e não gosto de ser desrespeitado".

'PEÇO DESCULPAS desculpa aos outros dois mil e tantos torcedores. Precisamos deles sim. Peço desculpas aos 2.490 sócios. Não aos que me agrediram –" Ah, aí a coisa fica no seu devido lugar. Alexandre Kalil se arrepende do que disse, porque o programa que já contou com 5.400 associados hoje tem menos de 50% disso.

Na noite da agressão verbal, antes do jogo contra o Lanus, a adesão dos bocas sujas não foi maior do que 20% do total. Então, não havia, realmente, necessidade de o presidente ameaçar de acabar com o programa. Precisa revitalizá-lo.

AZUIS PRONTOS PRO FOGÃO: - O Cruzeiro está pronto pro  Botafogo. Neste sábado, às seis e meia, defende a liderança no Maracanã, e o time que fez dois coletivos seguidos teve Maike na lateral direita, o que achei danado de bom. Mas, Manoel continua na reserva o que acho dando de ruim. Joga Léo ao lado de Dedé.

Você está quase com este time decorado na cabeça e na alma.

Fábio; Mayke, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos; Marcelo Moreno.

AGORA É COM TARDELLI – A vaga de ícone e ídolo atleticano, de cabeça pensante, de forte candidato à Seleção, no Atlético passou pra Diego Tardelli após a saída de RG-10. Por isso, Alexandre Kalil, que agora o Independência como fonte de renda, tem outra missão pela frente: convencer Tardelli e seus liderados que o Galo não deve sair do Horto, sua atual casa.

Foi no Mineirão, entretanto, que o Galo ganhou seus três últimos troféus: o Estadual de 2013, a Libertadores e a Recopa Sul-Americana 2014. Diego Tardelli disse que gostaria de jogar mais vezes no estádio, que também pode se tornar mais vantajoso no aspecto financeiro.

SORTE NO MINEIRÃO. Segundo Tardelli "a gente tem sorte no Mineirão. A maioria dos gols que fiz pelo Atlético foi lá. Só que eu gosto do Independência também. Lá exercemos uma pressão, tipo um caldeirão. Independentemente dos gols, eu gosto de atuar nos dois", disse o atacante.

No Independência, o Galo encontrou um bom retorno técnico, alcançando longa invencibilidade no Horto até ser derrotado pelo Atlético-PR, na última temporada. O algoz do passado será rival neste domingo, mas agora o Alvinegro espera um final feliz. Diego Tardelli esteve presente no último duelo entre os clubes e justificou o tropeço.

 

 

 

segunda-feira, 28 de julho de 2014

FIM DE ROMANCE ENTRE RG-10 E GALO – JÁ HAVIA UM ADEUS EM CADA GESTO, EM CADA OLHAR E EU, DEFENSOR SEM CAUSA , NÃO ACREDITAVA

Enderson Moreira, dispensado

 
 

GRAMADO – Rio Grande do Sul - Secretamente, Ronaldinho Gaúcho reuniu-se com o "papai" Alexandre Kalil, mais o diretor Eduardo Maluf  e o empresário do atleta, seu irmão Assis, r decidiriam pelo rompimento do compromisso com o Atlético já. Portanto, Ronaldinho Gaúcho não é mais jogador do Galo. A confirmação veio numa mensagem do próprio clube, informando, ainda, que o jogador dará coletiva na próxima quarta-feira, na Cidade do Galo pra falar do assunto.

Não tenho nada com isso, apenas lamento que as partes tenham feito tanto jogo de cena pra revelar o que já se sabia nos bastidores. Eu mesmo entrei na conversa fiada de Alexandre Kalil ao acreditar na revelação do presidente de que RG-10 cumpriria o seu contrato até o fim. Só podia acreditar mesmo em Kalil, porque jamais iria acreditar em Assis ou em RG-10 que só fala o que o irmão e empresário manda.

O elenco sabia da saída de RG-10, contudo apenas Jô teve peito de revelar o assunto na coletiva depois da derrota no Recife pro Sport por 2 a 1. Segundo ele, a forma como RG-10 despediu-se dos companheiros dava sinais de saída. O técnico Levir Culpi foi mais enfático e afirmou que RG-10 é um ídolo de todos nós, é carismático, mas é assim que funciona. Ele está de saída e vamos seguir sem ele", declarou Culpi.

A ausência de Ronaldinho no treino de sexta-feira passada e sua falsa viagem pra jogar no amistoso da despedida de Deco, na cidade do Porto,  no amistoso contra o Barcelona, não passou de despiste ; ele sumiu e Levir não reclamou nada. Coube ao diretor Eduardo Maluf dar o primeiro grito da diretoria, e o presidente Kalil o último. Como isso, RG-10 antecipa sua ida para América do Norte a fim de jogar e tentar consolidar o futebol (soccer) no solo americano.

Além da Recopa conquistada na última semana, Ronaldinho ajudou o Atlético-MG a conquistar o Campeonato Mineiro de 2013 e a Libertadores no mesmo ano. De acordo com o site Soccerway, o meia fez 85 jogos e marcou 27 gols pela equipe de Belo Horizonte.

 

POR BAIXO DO PANO

 

Na verdade, nem os gaúchos acreditam no Dunga como treinador da Seleção a Brasileira. Aqui em Gramado e em Canela, onde mantive maior contato com a gente gaúcha, todos não se inibem em dizer que Dunga foi bom jogador no Internacional e na Seleção porém como treinador do Grêmio foi fiasco total. Sob forte emoção de ver fracassar o projeto de Enderson Moreira, no Grêmio, os treinador do tricolor gaúcho, então entre Felipão e Tite, com maiores chances pra Tite.

Felipão mandou seu assessor de imprensa informar que gostaria muito de descansar agora, até o final do ano, disse fazendo charminho. Disse, também. Que, por ser muito amigo do presidente Fábio Koff, caso houvesse um pedido do cartola, examinaria com a maior atenção de ser treinador no Olímpico.

 

A VERDADE APARECE SEMPRE  e não adiantou nada o novo coordenar de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, afirmar que desde que assumiu o posto não tem mais nada a ver como empresários de jogador de futebol e que abandonara a profissão de empresário bem antes de ser chamado pelos cartolas da CBF.  Mentira, contestou esta aguerrida Trincheira outro dia. Rinaldi enfrenta várias pendengas judiciais contra clubes que lhe devem por vendas de atletas Segundo ele disse, tal fato não gera conflito de interesses. Depende, né?

O canal de esportes ESPN, através de seu site.com.br transcreveu a resposta de Rinaldi, por meio de seu advogado, Diogo Souza: - "Não há conflito, mesmo com ele

Enfrentando várias pendengas judiciais contra clubes que lhe devem por venda de atletas. A ESPN teve acesso exclusivo a um processo contra o Palmeiras e outros dois contra o Botafogo, todos da época em que o Rinaldi ainda era agente".


GRÊMIO DECIDE HOJE QUEM ASSUME no lugar de Enderson Moreira que pediu pra sair e não foi demitido, como foi  anunciado pela imprensa do Brasil. Foram 5 vitórias, 4 empates e 3 derrotas e 53% de aproveitamento. Enderson foi embora muito amolado. Aqui no Rio Grande dizem que Tite é o mais cotado pra assumir, porém penso ser jogada de Fábio Koff que quer, mesmo, é Felipão no comando do Grêmio que não ganha um título há cinco anos.

 

COELHO B VENCEU RAPOSA B num jogo-treino. O treino foi entre os reservas de Cruzeiro e do América, dentro dos preparativos de ambos pros seus próximos jogos nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro. O Coelho venceu por 2 a 0, na toca da Raposa II com gols de Júnior Negão e Magrão. O meia Tchô foi o responsável por dar as duas assistências.

O Cruzeiro teve cinco desfalques. Recuperado de lesão no joelho, Alisson fez treino físico em outro campo. Elisson, Bruno Rodrigo, Júlio Baptista e Borges permaneceram no departamento médico. Por outro lado, o time contou com o retorno de Nilton, que treinou pela primeira vez depois de curar uma torção no joelho.

 

O AMERICA DESFALCADO, TAMBÉM: não tinha o meia-atacante Henrique, que ficou no CT Lanna Drumond aprimorando a parte física. Em contrapartida, Ricardinho e Diney foram as novidades no ataque. O último se livrou das dores na coluna que o tiraram das duas últimas partidas e figurou no banco de reservas.

O destaque do primeiro tempo foi o armador Tchô. Ele deu duas assistências para os gols do América. Aos 32 minutos, Júnior Negão recebeu lançamento de Tchô e completou para as redes na saída de Rafael. Aos 42, Magrão anotou o segundo tento do Coelho em chute da entrada da área.

Tanto Marcelo Oliveira quanto Moacir Júnior mexeram nas equipes no intervalo. No Cruzeiro, MaykUm jogo-treino entre reservas marcou o início das preparações de Cruzeiro e América para as Séries A e B do Campeonato Brasileiro. As equipes se enfrentaram na tarde desta segunda-feira, na Toca da Raposa II. O Coelho venceu por 2 a 0, com gols de Júnior Negão e Magrão. Tchô foi o responsável por dar as duas assistências.

 

O DESTAQUE DO PRIMEIRO TEMPO foi o armador Tchô. Ele deu duas assistências para os gols do América. Aos 32 minutos, Júnior Negão recebeu lançamento de Tchô e completou para as redes na saída de Rafael. Aos 42, Magrão anotou o segundo tento do Coelho em chute da entrada da área.

Tanto Marcelo Oliveira quanto Moacir Júnior mexeram nas equipes no intervalo. No Cruzeiro, Mayke e Willian saíram para as entradas de Eurico e Neilton. Do lado do América, Thiago Santos substituiu Diego Henrique.

O próximo compromisso dos azuis na Série A será sábado, contra o Botafogo, às seis e meia da noite, no Maracanã. No mesmo dia, pela Série B, o Coelho recebe o ABC no Estádio Independência, às quatro e meia.

 

CRUZEIRO 0x2 AMÉRICA

 

CRUZEIRO: Rafael; Mayke (Eurico), Manoel (Bruno Viana), Alex (Leo Boni) e Samudio; Willian Farias, Nilton, Tinga (Hugo) e Marlone; Willian (Neilton) e Dagoberto (Judivan). Técnico: Marcelo Oliveira

AMÉRICA : João Ricardo; Júnior Lemos, César Lucena, Renato Santos e Eduardo (Diego Henrique); Diego Henrique (Thiago Santos), Doriva, Magrão e Tchô (Lucas Silva); Júnior Negão (Rubens) e Ricardinho (Diney). Técnico: Moacir Júnior

Local: Toca da Raposa II

Gols: Júnior Negão, aos 32, e Magrão, aos 42 do 1ºTempo

 


 [B1]

domingo, 27 de julho de 2014

TRINCHEIRA DO FLAVIO ANSELMO - 127-7=14

GRAMADO-RS – Estou aqui em Gramado, no Rio Grande, a convite de amigos pra falar sobre livros e futebol. Meus livros e o futebol da Copa, já que tenho no prelo o livro "A Copa que vi do Sofá de Minha Casa". O título sugestivo chamou a atenção do pessoal de editoras gaúchas. Daqui, estarei no final do mês em São Paulo na Bienal do Livro.

Como o assunto é futebol, o amigo de Ronaldinho Gaúcho,  centroavante Jô revelou que o  craque está perto, realmente, de deixar o Atlético. Praonde, não sabe e ninguém sabe?  Eu já revelei numa das últimas trincheiras, endossando informação de Chico Maia, que RG-10, Kaká e Robinho vão enganar aqui mais alguns meses e depois vão desenvolver o futebol profissional nos Estados Unidos. No  Atlético, ninguém fala nada e ninguém defende nada, além do presidente Kalil que garante a presença de RG-10 até o final de seu contrato.

Poisé, com ou sem RG-10 o Galo continua na intermediária da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Perdeu neste domingo, jogando a bolinha esperada, por 2 a 1 pro Sport do Recife, na Ilha do Retiro. O time de Levir errou muito mais do que acertou e apesar de lutar bastante teve o merecido. Felipe Azevedo e Durval fizeram os gols dos pernambucanos e Tardelli marcou pro Atlético.

Uma coisa é certa: com a possível saída de Ronaldinho Gaúcho, o Atlético precisa encontrar o mais rápido possível o jogador para assumir a responsabilidade de camisa 10. Guilherme recebeu a missão no Nordeste, mas esteve longe de uma grande atuação. Mais à frente, Jô e Diego Tardelli desperdiçaram boas oportunidades. Outro setor bastante acionado durante o jogo foi a lateral da equipe. Na direita, Marcos Rocha arriscou bons ataques. Do lado esquerdo, o tão cobrado Emerson Conceição até deu vários cruzamentos, mas a maioria errados. Além disso, ele falhou no lance do primeiro gol do Sport. Com esse excesso de erros, Levir terá muito trabalho pela frente.

 

SPORT 2X1 ATLÉTICO

 

SPORT - Magrão; Vitor, Ewerton Páscoa (Oswaldo, no intervalo), Durval e Renê; Ronaldo (William, aos 32 do 2ºT), Wendel, Zé Mário (Ailton, aos 21 do 2ºT), Danilo e Felipe Azevedo; Neto Baiano - Técnico: Eduardo Baptista

ATLÉTICO -Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pierre (André, aos 43 do 2ºT), Leandro Donizete, Guilherme, Maicosuel (Dátolo, aos 19 do 2ºT) e Diego Tardelli; Jô (Luan, aos 18 do 2ºT) - Técnico: Levir Culpi

Motivo: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio Ilha do Retiro, no Recife

Data: domingo, 27 de julho de 2014

sábado, 26 de julho de 2014

CRUZEIRO MOSTRA FUTEBOL DE LÍDER E ATROPELA FIGUEIRENSE NO MINEIRÃO: 5 a 0.

foto de Rodrigo Clemente/ Superesportes


Pensar que o futebol mineiro tem dois times na principal divisão nacional, enquanto Santa Catarina tem três não dá pra criticar, porque os times do Sul conquistaram suas vagas no campo de jogo. Como na Primeira Divisão o buraco é mais em baixo, os três levaram 11 gols neste sábado de 12º rodada: 5 a 0, no Mineirão; 3 a 0, em Florianópolis e 3 a 0, na Vila Belmiro.
Em Floripa, o Avaí não resistiu ao Vitória e tomou 3 a 0 em casa; o Santos recebeu a Chapecoense e enfiou 3 a 0, também. E finalmente, no Mineirão, debaixo de chuva, gramado alagado, campo escorregadio e os azuis jogando como campeão Brasileiro e líder isolado da competição goleou o Figueirense, sem dó ou piedade. E o técnico derrotado Argel, ex-zagueiro do próprio Cruzeiro, reclamou do pênalti em cima de Ricardo Goulart, aos 40m do primeiro tempo. Segundo ele, não houve nada e a fase inicial tinha de acabar em 0 a 0. A cobrança de Lucas Silva - com o artilheiro da competição, Ricardo Goulart em campo, faltou solidariedade ao Marcelo Pacote ao ordenar a cobrança do menino Lucas, - foi forte e assustou, porque bateu na trave antes de entrar.
Só a turma do Figueirense, o que é natural, e o comentarista Bob Faria não viram o pênalti. Ricardo Goulart subiu numa bola rebatida pelo goleiro Tiago Volpi e foi derrubado pelo zagueiro Nirley, ex-Cruzeiro, pelas costas. Bem marcado.
Se o Cruzeiro teve dificuldades de passar pela retranca do Figueira no primeiro tempo, na outra fase não deixou os barrigas verdes nem respirarem. Logo no primeiro minuto, Marcelo Moreno ajeitou de calcanhar e Marquinhos bateu de primeira, no canto direito de Tiago Volpi: 2 a 0. Golaço, o mais bonito do jogo. Marquinhos voltou a jogar muito bem. - Cruzeiro 2 x 0.
Três minutos depois, aos 4m, disparou. Everton Ribeiro, em jogada ensaiada e cantada por Pacote, cobrou uma falta na cabeça do gigante Dedé. De testa, botou a bola no canto esquerdo do goleiro catarinense. Cruzeiro 3 x 0. Dedé deveria sair no intervalo, por medida de precaução pois vem de longo período em tratamento. Quis voltar e voltou pra terminar o jogo como um dos melhores em campo, após ficar dois meses sem atuar. A conversa de jogar sério e mais fixo entre ele e Pacote deu certo. Dedé deixou Manoel boquiaberto. E eu, também.
Como não bateu o pênalti e me parece que é artilheiro de bola em jogo, Ricardo Goulart marcou seu oitavo gol no Brasileiro. Everton Ribeiro, sempre ele, arrancou do meio-campo, com velocidade e cruzou de pé direito na cabeça de Goulart. Bola na rede, Cruzeiro 4 x 0 e mais líder do que nunca.
Teve mais ainda: o quinto gol cruzeirense saiu em jogada do pessoal que estava no banco. Marlone entregou a Maike, rápido no contra-ataque, e o lateral que havia entrado no lugar de Ceará, resguardado, cruzou rasteiro pra área. Ricardo Goulart passou pela bola, mas Dagoberto, que substituiu Marquinhos, sentou a pua pras redes de Tiago: Cruzeiro 5 x 0, aos 33m. Podia ter feito mais, porém o técnico Marcelo Pacote Oliveira pediu que a bola fosse administrada pra evitar contusões e a torcida nadou, literalmente, de braçada debaixo da chuva, gritando "olé,olé,olé".
O Cruzeiro chegou aos 28 pontos, a nove vitórias, quatro seguidas e a um punhado de gols com saldo alto. Seu próximo jogo é no Rio de Janeiro contra o Botafogo. Neste domingo torce pelo tropeço do Corinthians diante do Palmeiras pra ficar com folga maior ainda na liderança. A vantagem no momento é de oito pontos sobre o Santos que assumiu a vice-liderança vencendo a Chapecoense.

CRUZEIRO 5 x 0 FIGUEIRENSE

Cruzeiro

Fábio; Ceará (Mayke), Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro, Ricardo Goulart e Marquinhos (Dagoberto); Marcelo Moreno (Marlone)
Técnico: Marcelo Oliveira
Figueirense
Tiago Volpi; Luan, Nirley, Marquinhos e Roberto Cereceda (Felipe); Paulo Roberto, Rivaldo, Kleber e Marco Antônio; Pablo (Everaldo) e Ricardo Bueno
Técnico: Argel Fucks
Gols: Lucas Silva, aos 40' do 1º tempo; Marquinhos, a 1'; Dedé, aos 4'; Ricardo Goulart, aos 28'; Dagoberto, aos 33' do 2º tempo
Motivo: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: 26 de julho de 2014
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Albino Andrade Albert Júnior (PE)

Renda e Público: liguem pra Minas Arena e pergunte lá. Ou então pra Rádio Itatiaia que o indefectível Tião das Rendas tem esta informação.

TALVEZ SEJA A SOLUÇÃO


BRASILIA ( Globo.com) - Após reunião com representantes de 12 dos principais clubes do futebol brasileiro, a presidente Dilma Rousseff decidiu criar uma comissão para fazer modificações na Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte e apresentá-las para votação no Congresso Nacional em setembro.
Dilma ouviu as sugestões dos dirigentes e se comprometeu a acelerar a aprovação do projeto que pretende refinanciar as dívidas fiscais. O argumento dos cartolas é de que os clubes vivem uma situação de calamidade financeira, com dívida superior a R$ 2,7 bilhões, e que o refinanciamento seria o primeiro passo para evolução do futebol brasileiro. " A Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte é um substitutivo ao projeto do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) que prevê o refinanciamento, em 25 anos, das dívidas com INSS, Imposto de Renda, FGTS, Timemania e Banco Central. Mas, para terem direito ao benefício, os clubes precisam se comprometer com obrigações como apresentação de certidões negativas de débito um mês antes de competições, sob pena de rebaixamento. Entre as contrapartidas ainda está a obrigatoriedade do pagamento dos salários de atletas e funcionários em dia, além do controle do déficit financeiro da instituição.

DE FAZER INVEJA - Enquanto nossos clubes discutem com o Governo fórmulas de fugir do buraco negro financeiro em que se meteram, na Espanha o buraco é mais em baixo. Por exemplo: o craque Di Maria deve ser negociado pelo Real Madrid com o Paris Saint-Germain, segundo o jornal "Marca" . O clube francês pagaria aos merengues £ 65 milhões, na mais cara transação do clube espanhol.
Ainda segundo o jornal madrilenho, Di Maria receberia € 8 milhões (cerca de R$ 24 milhões) por ano, o dobro do que ganha na Espanha, e custaria aos cofres do time parisiense € 65 milhões (R$ 194 milhões). O negócio supera  a ida de Özil para o Arsenal por € 50 milhões (R$ 149 milhões) no ano passado. . 

NADA A JUSTIFICAR - Sei que vou desagradar muita gente, mas não tem problema não. Concordo totalmente com o chato do Assis, irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho. Não há porque justificar a ausência de RG-10 nos treinos de sexta-feira. Ele estava liberado pra jogar na festa do Deco, em Portugal. Se "perdeu" de propósito ou não o voo, não perdeu a folga. Fez dela o que quis. Errado foi quem o liberou sabendo que o Galo tem jogo neste domingo contra o Sport, no Recife. Ele foi retirado da delegação pelo técnico Levir Culpi, porque não se apresentou pra viajar.( foto de Rodrigo Fonseca/Superesportes)

 QUEM TEM RAZÃO? -  O capitão do time, Leandro Guerreiro, falou após a partida que faltou seriedade ao ataque do América na derrota por 1 a 0 pra seu xará de Natal. O time criou várias oportunidades desperdiçadas por excesso de preciosismo. Já o treinador Moacir Júnior pensou diferente: gostou do time, que teve maior posse de bola, mas perdeu vários gols "coisas do futebol".

Meu amigo Moacir disse que o confronto foi bom. Quem o acompanhou - o que não foi meu caso por causa de outros compromissos já assumidos antes -  viu que a estratégia deu certo. Penso, com o devido respeito que o bom técnico me merece, que a estratégia não deu certo não. Só dá quando há vitória.
Que nem pênalti bem batido, mas pra fora. Penal bem batido é o que põe a bola nas redes.


sexta-feira, 25 de julho de 2014

COMEÇARAM A DISPENSAR RG-10 OUTRA VEZ. MAS KALIL GARANTE QUE ELE FICA ATÉ O FIM DO CONTRATO

 Puta merda, gente! Parte da mídia mineira não deixa Ronaldinho Gaúcho em paz. Sua mensagem nas redes sociais, tornou-se, pra imprensa, enigmática com tom de adeus. Ao contrário não li desta forma e nem busquei mensagens ocultas nas entrelinhas. Pra mim, foi só uma prova de carinho de RG-10: "Essa parceria deu muito certo!! Galo vai estar sempre no meu coração!!".

CHIFRE NA CABEÇA DE GALO: O pessoal tem procurado amantes ou as amantes dos seus parceiros (as) debaixo da cama de casal e eles já pularam a janela tão logo ouviram o barulho do carro chegando. Melhor traduzindo pra quem sentiu-se ofendido: a mídia busca chifre na cabeça do Galo.

KALIL REFORÇA: Não acreditam mais nem na palavra do presidente Alexandre Kalil. Segundo ele, RG-10 vai cumprir seu contrato até o fim. Ponto final.

BOA PREVISÃO - Meu filho Flávio Júnior tem a sabedoria e o conhecimento dos jovens e a experiência dos velhos. Fez um traçado da situação de Ronaldinho Gaúcho: "O novo Eldorado dos famosos em fim de carreira são os Estados Unidos, que decidiu investir de novo no futebol. como na época de Pelé no Cosmos".
"Ronaldinho, Robinho, Kaká, nomes mais em moda, querem ficar por aqui até o final do ano e têm pré-contratos assinados com clubes americanos. Em 2015, vão encher o rabo de ganhar dinheiro no futebol americano, sem fazer força e sem enfrentar lúgubres lugares como China, Rússia ou o futebol árabe".  Menino esperto.

KALIL FECHA OS COFRES: "Quem acha que vai trazer jogador é
bobo". Com certeza este recado é pros empresários, visto que lá dentro ninguém se mete a gato fogueteiro ou a trazer jogador sem aval do Urso Bravo. Diz mais ele: " Se eu não falar que farei contratação, a torcida tira o cavalo da chuva. Ninguém no Atlético tem autoridade para falar isso. Eu falei? Se me mostrar uma gravação falando que vou trazer contratação, vou me redimir e buscar contratação. Nunca falei em contratação. Se aparecer jogador para comprar, ou vier com dinheiro bom para comprar, as duas coisas serão feitas”.

PADRÃO FIFA : Tá no blog do filho de seu Vicente e dona Terezinha, Chico Maia, ícone de Sete Lagoas na imprensa nacional. - Uma leitora dele mandou participação na qual descasca a Minas Arena e o Atlético. Diz ela que depois da Copa do Mundo, o Padrão Fifa sumiu de Belo Horizonte e dos estádios. Ela foi num dos jogos da Copa e a coisa funcionou maravilhosamente. Ao contrário do jogo Atlético x Lanus, na decisão da Recopa. Bagunça total.

BOM SENSO DA PM - Apenas a Polícia Militar teve bom-senso ao
tirar o pessoal da Minas Arena da frente e liberar as catracas pra entrada da avalanche de torcedores espremidos na área de entrada. A Minas Arena e o Atlético colocaram apenas dois portões em funcionamento e pouquíssimas bilheterias.  Por isso, Kalil foi xingado pela turma do Galo na Veia. Lá dentro do estádio então nem sinal do padrão Fifa. Ou seja, não sobrou, lamentavelmente, nem resquícios do Mundial.
Fora do estádio, no entorno, escuridão total, falta de ônibus e falta de policiamento, com trombadinhas, assaltantes e escambau nadando de braçadas. A gloriosa PM se esqueceu desses detalhes e não deixou nem um policial sequer nas ruas escuras e perigosas.

SERÁ VERDADE? - O matador de Salomão Ayala  (sic) já foi descoberto? O mistério da Toca da Raposa parece que foi descoberto. O Metalist informou a nova conta no paraíso fiscal onde o Cruzeiro terá de despositar a primeira parcela de 500 mil euros pela compra do William - serão 3,5 milhões no total, em sete parcelas. William já é do Cruzeiro, em definitivo.

DEDÉ FORA DE RITMO TÁ DE VOLTA - Vou ver se consigo entender, pra não ser chamado de ranzinza. Dedé está em jogar uma partida oficial desde 17 de maio, enquanto Manoel tem jogado e bem. Contudo, Dedé será titular contra o Figueirense neste sábado, na única mudança que Marcelo Pacote Oliveira faz no time líder do Campeonato Brasileiro.
Após confirmar a presença do zagueiro, Pacote alertou-o contra as jogadas de efeito e que beque é pra defender o gol, que não precisa sair correndo feito louco para o ataque.
Concordo com Pacote quando ele afirma que Dedé é "um jogador veloz, de boa estatura, com bom cabeceio ofensivo e também defensivo. Ele precisa apenas ter consciência de que zagueiro é para defender o gol, não precisa atacar e sair". Certo.
Segundo Pacote sua preocupação é tamanha que tem conversado bastante com Dedé, avaliando-o pelo que errou "e zagueiro não pode errar porque está muito próximo do seu próprio gol".


SAI LOGO O MANOEL: - Então me pergunto: Dedé está dentro do ritmo necessário pra jogar ou é uma imposição de seu empresário que pretende, ainda agora, vendê-lo para o estrangeiro? Não vou perder noite de sono por causa disso, mas, por causa de possível pressão superior, longe dos interesses do time no gramado, fico preocupado.
Volto a me perguntar: por que sai Manoel e não o Léo, que é reserva, e o mais limitado dos três, com o devido respeito. Diz Pacote: “Qualquer um dos dois poderia jogar. O aspecto é um pouco de coerência de grupo. O Leo vinha jogando antes de o Manoel jogar, quando o Dedé se lesionou, e teve pouquíssimas situações de falha. Pelo contrário, jogou bem quase todos os jogos. Achei por bem o Leo começar. O Manoel também, naturalmente, ganhará espaço. A produção contará muito para definirmos a zaga principal”.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

ESTE É O URSO BRAVO QUE EU CONHEÇO



Pra não perder o costume e nem os detalhes, porque não ouvi a entrevista da à Rádio Itatiaia, apenas a li esta manha no site do Superesportes peço licença aos jornalistas donos da informação, que considero condizente com o perfil do Presidente do Atlético, Alexandre Kalil.(foto)
Naquele terreiro ali manda ele. Sempre foi assim e sempre será. Espero que seu substituto em dezembro mantenha o mesmo posicionamento. Sapo de fora não coacha no terreiro do Galo. Caso se meta a fogueteiro, o Urso Bravo logo o devora.

Diz a matéria do Superesportes: "O posicionamento dos sócios do Galo na Veia Black no Mineirão, durante a decisão da Recopa Sul-Americana, gerou reclamação dos torcedores. Localizados na área normalmente ocupada pelos visitantes, em direção a uma das bandeirinhas de escanteio, os associados protestaram. As queixas, entretanto, não foram bem recebidas pelo presidente Alexandre Kalil.
O mandatário atleticano chegou a cogitar o encerramento do programa Galo na Veia. “Fico muito triste. Honestamente, acho que isso deve acabar. Acho que o Galo na Veia deve acabar. Houve uma época que tinha uma associação que se achava dona do Atlético. Agora dão 500 mil réis, sei lá quanto, uma merreca. Eles ficaram no chiqueirinho porque o Galo na Veia diminuiu. Vou colocar eles onde? Num lugar no meio do campo, para 8 mil pessoas? Fiquei muito triste. Não gosto de ser agredido de longe, fiquei muito ofendido. Não gostei, porque a gente faz um sacrífico desgraçado para dar alegria a esse torcida”, afirmou, em entrevista à rádio Itatiaia.
Segundo Kalil, ele esteve posicionado próximo a esses sócios, que o agrediram. “Fui agredido verbalmente por eles, violentamente. Eu estava lá, era meu lugar. Não serve para eles, mas serve para o presidente, para o filho do presidente, para a mulher do presidente. Era o meu lugar, a diferença era só de dois metros. Não tinha ninguém em 'chiqueirinho' atrás do gol, é mentira. Eu assisti ao jogo do vestiário, mas meus filhos assistiram lá. O lugar é tão ruim que o presidente e a família dele assistiram de lá. Por isso que me agrediram. Eu fui agredido verbalmente”, disse.
Após a última renovação, o associado do Galo na Veia Black paga R$ 2.700 à vista, ou R$ 4.000 parcelados em 12 vezes. Os sócios dessa categoria têm acesso a todos os jogos do Atlético como mandante.
Na quarta-feira, 54.786 pessoas pagaram para assistir à vitória do Atlético sobre o Lanús, por 4 a 3. A decisão da Recopa Sul-Americana gerou renda de R$ 5.732.930,00. Depois de criticar os associados, o presidente do Atlético agradeceu àqueles que pagaram ingressos de R$ 100 ou R$ 200. “Tira esses dois mil de Galo na Veia, vieram 53 mil atleticanos urrando, gritando, enfrentando fila e pagando. É a esses que quero agradecer”, comentou.

CHATO E NOJENTO, MAS TRABALHADOR E COMPETENTE

Na entrevista  à Fox Esportes, Kalil, ao vivo, abraçou Levir Culpi e disse: " Conheço ele muito bem, é muito chato, muito nojento, mas muito trabalhador, muito competente e muito honesto”. Exatamente o que muita gente gostaria de dizer, no mesmo tom carinhoso ao enigmático Levir Culpi. Nós já tivemos nossos pegas ao vivo na época em que o Minas Esporte era o Minas Esportes e a Band era a Band em BH, liderança total. Não o vejo há anos e não sei como seria o relacionamento de agora que já estamos velhos.
               INCRÍVEL, FANTÁSTICO,
            EXTRAORDINÁRIO
      NA RAÇA, O GALO DOIDO VENCE
       ÚLTIMA GUERRA COM LANUS
     E FICA COM CANECO DA RECOPA

Quem foi o herói do jogo: Luan que mudou a cara do time e fez o gol na prorrogação, ou Levir Culpi que, perdeu Tardelli, com cãibras, tirou RG-10, apagado, ou Victor, autor de defesas geniais, lembrando São Victor da Libertadores.




 Foto de Alexandre Guzanche - Superesportes

Ou Marcos Rocha que brigou e lutou tanto que quase no final da prorrogação desabou com as pernas duras de cãibras. Ou as torres gêmeas, Léo Silva um leão, e Rever, que de emocionado sentou-se ao pé de uma trave e chorou. Ou Emerson Conceição, que fez sua melhor partida com a camisa do Galo.

Teve o Atlético outros heróis da frente de batalha, Pierre, Donizete, Jô, Maicosuel - autor do segundo gol atleticano, o de empate, pois o Lanus havia virado pra 2 a 1. Ou Guilherme que entrou no lugar de Maicosuel pra ordenar a casa e fez um passe genial pra Luan marcar o quarto gol na prorrogação. E, porque não, destacar a categoria de Ayala no gol que fez em favor do Lanus, e no belo gol, com incrível categoria, que fechou o placar em 5 a 3 pro Campeão da Recopa sul Americana.


Tardelli marcou de pênalti seu centésimo gol com a camisa do Galo, como prêmio por vestir outra camisa preta, alusiva a festa, tomou amarelo. No Brasil, quem faz gol é punido. Me ajuda aí, Santa Maria do Céu - Foto Alexandre Guzanche -
Superesportes.



Existe um herói especial, Diego Tardelli, que recebeu o presente do centésimo gol com a camisa do Atlético de seu amigo Ronaldinho Gaúcho que não quis cobrar o pênalti em favor do Galo, aos 6m do primeiro tempo. Transferiu a responsabilidade pra que Tardelli pudesse vestir a camisa comemorativa dos seus 100 gols. Cobrou com maestria e fez 1 a 0, e correu pra buscar a camisa preta atrás do gol. Como prêmio dos imbecis recebeu cartão amarelo do uruguaio Roberto Silveira. Quando RG-10 foi substituido e se enfurnou no vestiário foi Tardelli quem assumiu o papel de coordenador de jogadas. Correu tanto, lutou tanto, que desmontou antes da prorrogação e foi substituído por Dátolo.

Após o gol de pênalti deu o apagão e o Galo levou dois gols. Um logo após o seu, feito por Ayala, aos 8m, outro destaque. Joga muito, apesar do gol contra, numa categoria incrível que marcou em favor do Galo, por cobertura sobre seu goleiro. O segundo gol deles veio aos 25m, com o tanque Santiago Silva. - Lanus, 2 a 1.
Mas quem foi o maior herói, no meu entendimento? A fanática torcida que lotou o Mineirão com mais de 54 mil fanáticos, proporcionando uma renda superior a R$ 5 milhões,que fez uma grande festa mas silenciou quando  os argentinos passaram na frente.
Ou Levir Culpi que enxergou a tempo os erros que levaram o Galo a tomar a virada pra 2 a 1, mexeu com os pauzinhos até com o empate ainda no primeiro tempo: Maicosuel aos 36m. - Atlético 2 x Lanus 2, no placar agregado, Galo 3 a 2.

E lá se foi o primeiro tempo incrível, fantástico, extraordinário, cheio de heróis. Inesquecível decisão.
No segundo tempo, a coisa mudou e o Galo administrou com Luan esquentando o ambiente após entrar no lugar de RG-10. Tudo levava a crer que o empate persistiria e que o Galo não precisaria da prorrogação. Venceu lá por 1 a 0, empatou aqui, caneco na mão. Só que Acosta atrapalhou os planos e desempatou o jogo aos 47m - Lanus 3 a 2. Veio a prorrogação, nova guerra. O pau cantou na casa de Joca.  O Galo conquistou a vitória de forma emocionante na prorrogação. O resultado de 4 a 3 garantiu o título inédito para a galeria alvinegra.Luan recebeu um passe longo de Guilherme foi ao fundo e bateu cruzado, com intuito de botar a bola na área. Ela resvalou em Gomes e enganou o goleiro Marchesin. Que azar dos hermanos. Galo 3 a 3, na prorrogação e 4 a 3 no agregado,. Foi então que Ayala resolveu presentear o time de Alexandre Kalil, cabeceando uma bola por cima do goleirão Marchesin. Galo 4 a 3 com o placar agregado 5 a 3, fatura liquidada. O campeão da Libertadores unia o seu título trazendo o caneco da Recopa derrotando outra vez o Lanus, campeão da Conmebol.

FICHA DO JOGO: Atlético 4 x 3 Lanús

Atlético

Victor, Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Maicosuel (Guilherme), Ronaldinho Gaúcho (Luan) e Diego Tardelli (Dátolo); Jô.
Técnico: Levir Culpi
Lanús
Agustín Marchesín; Carlos Araújo (Melano), Gustavo Gómez, Diego Braghieri e Maximiliano Velásquez; Leandro Somoza, Diego González e Jorge Ortiz (Pasquini); Lautaro Acosta, Santiago Silva e Victor Ayala - Técnico: Guillermo Barros Schelotto

Gols: Diego Tardelli (6min/1ºT), Ayala (8min/1ºT), Santiago Silva (25min/1ºT), Maicosuel (36min/1ºT), Acosta (47min/2ºT), Luan (12min/1ºT da prorrogação) e Ayala (contra, 7min/2ºT da prorrogação)
Cartões amarelos: Pierre, Réver e Diego Tardelli (ATL), Somoza, Gómez, Braghieri, González, Acosta e Ayala (LAN)
Cartão vermelho: Acosta (Lanús)
Público: 54.786
Renda: R$ 5.732.930,000
Motivo: segundo jogo da final da Recopa
Data: 23/07/2014, quarta-feira, às 22 horas
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Roberto Silvera (Uru)
Assistentes: Miguel A. Nievas (Uru) e Nicolas Taran (Uru

quarta-feira, 23 de julho de 2014

APESAR DA MUDANÇA TOTAL, RODRIGO LASMAR SERÁ O MÉDICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DO BRUCUTU.

O médico do Atlético, Rodrigo Lasmar, até então assistente do Doutor Runco na Seleção Brasileira, ao contrário do que se anunciava pelos bastidores, foi mantido na nova Comissão Técnica e agora como médico titular.  Outro profissional sério e competente prestigiado na CBF.
Digo outro porque antes o ex-goleiro atleticana e tetracampeão do mundo em 94, Cláudio Taffarel, fora convocado pra assumir a função de preparador de goleiros. Não há como duvidar ou colocar críticas nessas duas convocações, o que, contudo, não alivia a barra do treinador apossado, que, até agora, só se lembrou de pedir desculpas ao comentarista e narrador da Globo, Escobar, com o qual estava rompido.




Nas fotos acima, Rodrigo Lasmar numa coletiva, e a de baixo Rodrigo, RG-10 e o doutor Neylor Lasmar, ex-médico da Seleção Brasileira e pai de Rodrigo. Linha média de respeito.
Eis a Comissão anunciada pela CBF:
Coordenador técnico - Gilmar Rinaldi
Técnico - Dunga
Assistente técnico - Andrey Lopes
Assistente técnico pontual - Mauro Silva
Preparador físico - Fabio Mahseredjian
Preparador de goleiros - Claudio Taffarel
Médico - Rodrigo Lasmar
Fisioterapeuta - Odir de Souza
Administrador - Guilherme Ribeiro
Assessor de comunicação e imprensa - Vinicius Rodrigues 
Analista de desempenho tático - Fernando Lázaro Alves
Chefe de segurança - Moacyr Alcoforado
Massagista - Sergio Luís Oliveira 
Roupeiro - Manuel Carvalho de Souza
Roupeiro - Waldecir Leandro do Nascimento

Convocados pela Fifa através do seu site, internautas do mundo inteiro escolheram o Dream Team - Time dos Sonhos - da Copa do Mundo. O site oficial da entidade do Doutor Blatter divulgou na manhã desta quarta-feira que mais de dois milhões de votantes escolheram quatro jogadores brasileiros e a nossa Seleção só ficou atrás da campeã Alemanha, que tem cinco. Eta nós!
A dupla da zaga titular da Seleção e do Paris Saint-Germain,  Thiago Silva e David Luiz, foi escolhida como a melhor da Copa. Mats Hummels, da Alemanha, virou lateral direito, ou seja, o Dream Team teve esquema de três zagueiros, afinal ele não atuou de lateral no Mundial.
Marcelo, mesmo criticado por alguns e tendo feito gol contra na partida com a Croácia, foi escolhido como o melhor lateral esquerdo. O que desagradou a inflexível mídia nacional que torcia por um estrangeiro qualquer na posição.
O outro brasileiro no time é Neymar, que ficou fora da semifinal e da disputa do terceiro lugar por causa da lesão sofrida na vértebra após uma falta de Zuñiga, mas marcou quatro gols na competição. Ponto final. O Messi que não jogou pitibiribas não foi eleito o Craque da Competição pela cartolagem da Fifa?
A Argentina, vice-campeã mundial, entrou com dois representantes: o amarelão Lionel Messi e o craque Di Maria.  O colombiano James Rodríguez, artilheiro do Mundial, com seis gols, recém contratado do Real Madrid compõe o meio de campo. Eis o Time dos Sonhos completo:
Goleiro: Manuel Neuer (Alemanha)- justíssimo. Cracaço.
Defensores: Mats Hummels (Alemanha) e Marcelo (Brasil), David Luiz (Brasil) e Thiago Silva (Brasil)- assino em baixo.
Meio-campistas: Toni Kroos (Alemanha), Ángel Di María (Argentina) e James Rodríguez (Colômbia) - boto, também, aqui minha assinatura.
Atacantes: Thomas Müller (Alemanha), Neymar (Brasil) e Lionel Messi (Argentina) - Uai, e o Robben, ficou de fora. Cruzes, invalidou toda eleição. Nessa não assino mesmo em baixo.
Técnico: Joachim Löw (Alemanha) - Aprovo este apesar das cenas ridículas e nojentas que proporcionou tirando meleca do nariz e comendo na frente das câmaras pro mundo todo vomitar...

IMAGINAÇÃO NADA FÉRTIL

A imaginação e a criatividade no setor de futebol do Flamengo não andam nada férteis. Vejam a crise atual: contesto a demissão de Ney Franco no Flamengo apesar da péssima campanha do time no Brasileiro, atualmente na lanterna.  Até porque o diretor remunerado o mineiro de Três Corações, Felipe Ximenes, sempre disse que o projeto do Flamengo é de longo prazo, como ele fizera com o próprio Ney e depois com Marcelo Oliveira no Coritiba. Projeto de renovação absoluta.
No entanto, pior do que demitir Ney Franco é ressuscitar Vanderlei Luxemburgo que assume a partir desta quinta-feira e estreia no clássico contra o Botafogo no domingo. Quando será que a gente ficará livre dos dinossauros do futebol brasileiro?
  
OPINIÃO DE TIA ZIZINHA

Olhaí, gente, quem apareceu pitacando sobre futebol na minha Trincheira: a macróbia dama de Goiânia, tia das minhas netas e da minha nora: super tia Zizinha. Leiam o que ela disse no Facebook:
Zizinha escreveu: "NÃO SE ESQUEÇA DE REGISTRAR QUE O BRASIL POSSUI 200 MILHOẼS A ENVIAR PALPITES COMO SE TODOS FOSSEM TÉCNICOS APTOS A COMANDAR UMA SELEÇÃO. QUASE MATAM COM CRÍTICAS, POR QUE NÃO CRESCERAM AINDA A PONTO DE SABER QUE JOGO NÃO SE CONFUNDE COM SER GAMPEÃO...QUE JOGAR É PERDER E GANHAR...!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"

PAPO COM LITO

Liguei pro meu amigo José Guilherme Filho, o Lito, pra saber das coisas do futebol e da política. No futebol, combinamos marcar uma data, na agenda dele, na minha, na do vereador e seu filho Marcelo Aro pra uma visita de cortesia ao novo presidente da FMF, Castelar Neto, já devidamente
empossado há tempos. Na política, Lito contou as novidades do sucesso do filho Marcelo Aro, o ou um dos mais votados vereadores de BH.  Marcelo (foto) é candidato a deputado federal pelo Partido Humanista da Solidariedade, do qual assumiu a presidência da Executiva Estadual. Não se enganem com esta carinha de menino levado do garoto de dona Marli e seu Lito. Ele é uma das boas revelações da política mineira.Por isso não perco a fé na política brasileira. Isso vai mudar um dia, se Deus quiser, porque tem gente vindo aí, com a bagagem moral, a inteligência e a seriedade do jovem Marcelo Aro.  Estamos combinando um dia de visita ao seu Comitê praquela tradicional resenha...

UM ENCONTRO DE VELHOS CAMARADAS E DE ETERNOS BABAOVOS, A APRESENTAÇÃO DO TRUCULENTO DUNGA


 Sorriso falso de Dunga, foto Reuters - Ricardo Moraes

Caso eu estivesse, ainda, escrevendo num desses jornais censurados administrativamente pelos interesses pessoais dos donos, como o caso de O Tempo, ou dos jornais e sites dos Associados, por exemplo, eu seria convocado a falar com o editor-chefe, por ordem do Big Bossman. -"Tá numa campanha dirigida e pessoal contra o Dunga?"
-"Não estou em campanha contra a escolha de Dunga, um acinte ao futebol de qualquer espécie. Este Dunga não é aquele do uniforme da Seleção e que levantou a Taça do Mundo em 94. Fizeram que ele acreditasse ali que nascia uma tal Era Dunga, na raça, da porrada, da falta de educação, da arrogância e coisas tantas".
O jogador valente, raçudo, capitão do tetra, do qual me tornei grande admirador, tornou-se brutamontes mal educado, grosseiro, antipático, de uma ignorância de fazer inveja em Felipão, Yustrich - que ele nem conheceu - e ao neurastênico Murici. Todos farinha do mesmo saco.  Como pode uma criatura com tal perfil se julgar líder de uma mudança que já se mostrou incapaz de fazer da primeira vez no futebol brasileiro, sem apoio da maioria dos cronistas esportivos que não acredita nele e o detesta?
Outra pequena parte, aquela dos baba-ovos já chegou na coletiva de apresentação com aquele papo de que "o time da nova era Dunga deverá ser organizado taticamente, mas com características do futebol brasileiro?"
Como ele conseguirá isso, se o seu alterego exige uma equipe de 11 Dungas, com o perfil do treinador, ou seja, macho assassino, tipo Hannibal, ou versão tupiniquim do alucinado Luizito Mordedor Suarez?
Risível foi ele dizer que não irá admitir jogadores "sem equilíbrio emocional". Será outro feito; ele próprio não tem nenhum equilíbrio emocional, quando responde de lado, sem vontade, como obrigação e desgovernado as perguntas dos repórteres. Definiu as metas a médio prazo: o título olímpico nos Jogos do Rio, em 2016, e uma boa campanha nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Me perdoe, Brucutu, mas não creio que nas suas mãos a Seleção seja capaz de tudo isso.

O presidente José Maria Marin,  outro grande mentiroso, como de costume, frisou que a escolha havia sido feita em conjunto com seu sucessor, Marco Polo Del Nero, e com o novo coordenador geral de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi. Empresário de jogador, colocado pra tomar conta da Seleção. Ou seja, a raposa foi colocada pra tomar contra do galinheiro.

Vejam como trabalham os baba-ovos. Não sei se o texto é do site Superesportes, ou veio do Rio da Agência Estado e foi encaixado na íntegra: " Ao seu melhor estilo, Dunga foi sincero. "A gente não pode vender uma ilusão de que as coisas são fáceis e serão resolvidas de um dia para outro", disse. Não há sinceridade nessa pessoa e, numa tremenda falta de ética, sem citar Luiz Felipe Scolari, torrou o trabalho do ex-treinador. Pros baba-ovos " procurou defender em parte o trabalho do ex-treinador.  Disse o Brucutu: "A partir dessa Copa do Mundo não podemos colocar tudo como terra arrasada. Houve muitas coisas boas."

DISPENSA DE RUNCO

Doutor Runco foi dispensado porque alguém lá dentro foi traíra e afirmou que Neymar tinha condições de enfrentar a Alemanha. Runco com a elegância que falta ao novo técnico da Seleção não acusou ninguém, não criticou sua dispensa apressada e apenas afirmou que o médico que aprovasse a escalação de Neymar contra os alemães não estaria fazendo medicina e colocaria em risco o futuro do rapaz. Acredito mais em Runco que trabalhou com oito treinadores na Seleção inclusive o Brucutu chamado agora.

GALO NO TERREIRO

Foto de Bruno Cantini/Atlético

Vou deixar a Seleção Brasileira de lado, por enquanto, porque um valor maior do momento se alevanta, como gostaria de dizer meu saudoso amigo Luiz de Camões, se houvesse Clube Atlético Mineiro no seu tempo e em sua Lisboa. Claro que o assunto é a decisão da Recopa contra o Lanus, nesta quarta-feira á noite, no Mineirão.  Ronaldinho Gaúcho( foto) joga ou não? Sem  frescuragem, Levir Culpi revelou o time e suas dúvidas forçadas: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Emerson Conceição; Pierre (Josué), Leandro Donizete, Ronaldinho, Tardelli e Maicosuel; Jô.  Eu pensei que seria parte do time do segundo tempo contra o Bahia. Não será, tudo bem. Luan fica na reserva.
Vou fazer ping-pong com o repórter  du Superesportes: segundo ele, "Muitas dúvidas pairavam antes da entrevista coletiva de Ronaldinho Gaúcho nesta terça-feira, mas poucas foram tiradas. O jogador esteve na sala de imprensa da Cidade do Galo, mas focou apenas na decisão da Recopa Sul-Americana, contra o Lanús, no Mineirão. Questionado se participaria da despedida de Deco na sexta, o camisa 10 se esquivou na hora de responder.
“Agora o pensamento é o jogo de amanhã (quarta-feira), conquistar esse título. Espero jogar o tempo todo e estar melhor fisicamente”, disse,
Trincheira: Perfeito. RG-10. O momento não era de se falar da festa do Deco, amistoso na Europa entre Porto e Barcelona. Pelo amor de Deus, minha gente, o Galo joga nesta quarta-feira uma decisão por um título importante. E o repórter quer que RG-10 confirme se viajará ou não pra Europa. É lógico que irá liberado pelo Kalil.
A insatisfação com a substituição no jogo de ida diante do Lanús, na Argentina, foi outro assunto abordado com ocraque. Porém, Ronaldinho resumiu a sensação num jargão comum no futebol (usado por jogadores e pela imprensa em algumas ocasiões).
“Nenhum jogador gosta de ser substituído. Eu não sou diferente dos demais. É jogar melhor para ficar o maior tempo possível em campo.É o treinador quem decide. É trabalhar cada vez melhor para jogar o máximo de tempo”, definiu
.

Trincheira: Nenhum jogador gosta mesmo, mas demonstrar da forma que você, RG, demonstrou foi grosseria com seus companheiros. E de grosseiro você não tem nada. Pelo contrário, é pura simpatia.
A conversa do técnico Levir Culpi com Assis, irmão e empresário do meia, além do diálogo direto com o treinador do Atlético, também estiveram em pauta, mas seguiram sem uma resposta concreta. O próprio Ronaldinho garantiu que pretende escrever o nome na história do Galo com mais um título e que o momento não é para debater outros assuntos.
"Hoje, eu só penso na final de amanhã, nada além desse jogo. Estou muito feliz aqui. Espero marcar o nome na história do clube com um título inédito”, completou.
Trincheira: Eu, também, espero que você dê sequência a história que tem escrito, iniciada com a conquista do Mineiro e da Libertadores ano passado. Esta Recopa seria bem vinda e quem sabe outra disputa com o Campeão da Copa Europa.

ROBINHO NO FUTEBOL MINEIRO

Imagino que seja outra daquelas bombas do mocinho carioca, flamenguista. O Cruzeiro tá cheio de coisas caras, sem utilidade, como Júlio Baptista, Dagoberto e Borges. Caros pacas e, ainda, tem a pendência de William. Terá cofre pra mexer com Robinho, sem arrebentar o dique ou alguém tem outros interesses na história.

Por outro lado da Lagoa, diz a informação que o Galo de Alexandre Kalil tem interesse em Robinho. O glorioso Fluminense da Rua do Sal Grosso, lá do Caratinga, também. Mas tem cascalho? Money? Dindim? Ou o tal empresário que informou ter recebido propostas dos dois times mineiros trará Robinho de graça e por salários mínimos?