quinta-feira, 21 de agosto de 2014

BOLA DE DENTRO DE KALIL : PULA FORA DA POLÍTICA - NÃO FAZ SEU GÊNERO

Foto Superesportes

Na hora do almoço aqui na Mansão do Santônio, Flavinho  e eu falamos sobre a coletiva que Alexandre Kalil, misteriosamente, convocou pra sede de Lourdes.  Havia grande curiosidade e eu usei minha experiente intuição. "Vai renunciar à disputa pra Deputado Federal". Meio incrédulo, Flávio Júnior balançou a cabeça, num sinal negativo, mas depois concordou que a coletiva devia ser pra anunciar algo importante. E , certamente, renunciar ao mandato de presidente do clube é que ele não iria anunciar.
Agora estou vendo aqui no Superesportes que a entrevista coletiva foi exatamente pra Kalil anunciar que não disputaria as eleições de outubro. Justificou-se, naquele seu estilo de sempre: Chamei a todos porque acho importante que a torcida do Atlético saiba que hoje eu sou um cara tão feliz, tão alegre, porque não serei mais candidato a deputado federal. Me dá um alivio muito grande, tranquiliza. Me dá leveza no coração. Não nasci para ser político, nasci para ser presidente do Atlético. E como não rebaixei o Atlético no fatídico 2011, não vou me rebaixar a ser deputado também”
NADA COM PARTIDO - Sobre sua relação com o PSB - Partido Socialista Brasileiro - Kalil assumiu seu estilo Urso Bravo: "Nada neste partido me interessa. O que me interessava caiu de avião. Nem piso no partido". Sobre sua relação com Aécio e Marina, mandou ver de novo: "“Não teve nada com Marina, Aécio, nada. O único que liguei para dar satisfação foi o professor Anastasia. Ninguém manda em mim. Foi coisa que reuni com meus filhos. Não tenho a menor sacanagem nisso, foi algo que eu e meus três filhos resolvemos. Eles têm orgulho de serem filhos do presidente do Atlético mas não do deputado federal”

TOMANDO CERVEJA: - “Vou ter uma conversa em particular com o Levir. Ele falou na imprensa, então respondi pelo twitter. Estamos com o nariz em pé mesmo. Mas somos amigos, e, como amigos, vamos resolver. Não guardo raiva de funcionário. Funcionário do qual guardo raiva, eu mando embora.  Meu assunto com Levir acabou, vamos bater papo, tomar uma cerveja e pronto. Temos que lembrar que o Atlético voltou a jogar bem, apesar da porcaria de jogo que fizemos no Maracanã.O Atlético vem jogando bem, e vinha jogando mal desde Marrocos”.

ERICO VERÍSSIMO - Esta briguinha me lembrou o texto de Érico Veríssimo, no seu Solo de Clarineta, segundo tomo de suas memórias, quando diz que "concentro a atenção no galo de ferro dum catavento enferrujado que ali está de crista alta, vaidoso, como se daquela altura pudesse comandar os ventos de todos os quadrantes da terra". Isso é Alexandre Kalil puro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.