segunda-feira, 11 de agosto de 2014

CREIO NAS CONSPIRAÇÕES PORQUE ELAS JÁ COMEÇARAM CONTRA CRUZEIRO E ATLÉTICO

CAÇA ÀS BRUXAS - A gente já passou por isso várias vezes e viu de perto o Sobrenatural de Almeida mudar a ordem dos acontecimentos, com inversão ilegal na tabela de jogos, ou árbitros encomendados e jogadores comprados, por que eu não acreditaria em bruxaria no futebol. - " Yo no creo em brujas, pero que las hay, las hay".  Sei lá se meu espanhol macarrônico tá legal, também, não ligo pra isso. A mensagem está dada. 

Num País em que se acoberta Mensalões, como o de Minas Gerais, o mais atual, não seja cético em coisa alguma. Tudo existe, nada existe.
MENSALÃO MINEIRO - A palavra do momento é renunciar pra evitar maiores danos. O ex-deputado federal Eduardo Azeredo, até outro dia mesmo, paradigma da respeitabilidade política das Geraes, filho de Renato Azeredo, que tive a honra de conhecer pessoalmente e credenciou-me a fundar o MDB em Caratinga, legenda na qual eu sairia candidato a deputado estadual, formando dupla com o então ocupante de uma cadeira na Assembleia, Tarcisio Delgado, hoje candidato a governador, é um desses gols anulados, pênaltis não marcados, ou gol feito em impedimento escandaloso confirmados pela arbitragem perigosa.
Agora no PSDB de Aécio Neves, pregador moralista da República, mas cercado de pessoas nem tanto recomendáveis, Azeredo foi a explosão de esperança que o mineiro teve, após fazer ótima administração como prefeito da Capital. Mas juntou-se a quem? Primeiro saiu do partido fundado por seu pai Renato e que rasgou as trilhas nas entranhas da Ditadura pra chegar à Democracia de agora e foi cair nos braços da turma que ficou oito anos no poder, com FHC. A mesma turma que espantou uma possível CPI da Corrupção e que até outro dia só falava em criar CPIs pra manchar a imagem de Dilma Rousseff e de Lula. Aí veio o enorme escândalo do governo paulista na questão das verbas distribuídas aos bolsos das autoridades e a história de CPI foi parar na gaveta.
E CLÉSIO VAI ESCAPAR - O processo contra o ex-deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) por envolvimento do tucano no chamado mensalão mineiro será julgado assim que chegar à Justiça de primeira instância. A juíza Neide da Silva Martins, titular da 9ª Vara Criminal do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, negou  a possibilidade de juntar o caso à ação que tramita na capital contra outros oito acusados de participação no esquema, inclusive o  processo contra o ex-senador Clésio Andrade (PMDB-MG),  outro que renunciou e já está no exterior, mas que ainda será analisado pelo STF. E não devo acreditar nas teorias de conspiração contra os times mineiros - ou de outros estados - em favor do eixo Rio São Paulo? Sou inocente, acredito até em Papai Noel, porém se botarem a mão na minha boca eu mordo.
FUTEBOL SUJO - O futebol brasileiro tá coalhado de tipos como esses do Mensalão, mineiro e nacional. O centro de atuação deles é a CBF e suas ramificações mais poderosas. Que o menino Castelar Neto, inteligente, honesto e capaz, fique de olho nas armadilhas deste buraco negro, como ocupante da cadeira de mandatário da Federação Mineira de Futebol. Por ele passarão os pedidos de socorro de Atlético, Cruzeiro, América e Boa Esporte, pra falar das séries maiores do Brasileiro, porque estarão sempre sujeitos à sanha dos compradores de resultados. O Atlético sobe no classificação e o Cruzeiro é o líder. O América está no G-4 da Segundona e o Boa Esporte começa a dar volta por cima, com uma sequência de vitórias. Estarão na mira dos bandidos.
Senão vejamos: alguém tem dúvida de que o baiano Jaílson Macedo de Freitas, juiz caseiro, foi pau mandado no jogo Criciúma e Cruzeiro, anulando, com apoio de seus assistentes, dois gols legítimos dos celestes? Ou alguém duvida que esse carioca Wagner do Nascimento Magalhães que errou muito contra o Atlético e em favor do Palmeiras ameaçado pelo descenso, também não esteve aqui no Horto domingo recomendado? Matou dois ataques atleticanos com impedimentos mal marcados e inexistentes de Jô e Pedro Botelho.  Deixou de apitar pênalti em Luan, no segundo tempo e inverteu várias faltas importantes em favor do Galo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.