quinta-feira, 28 de agosto de 2014

GALO AVACALHA FESTA DOS 100 ANOS DO VERDÃO


Luan comemora o gol do Galo sobre o Palmeiras; funcionou mais uma vez como pé de coelho -Superesportes

Duas superstições funcionaram em favor do Atlético na festa de 100 anos do Palmeiras, no Pacaembu, em jogo válido pela Copa do Brasil: a) pênalti roubado não entra: b) Luan é o amuleto do Galo. No primeiro tempo, o goleiro Fábio do Palmeiras fez três defesas milagrosas e outras comuns. As milagrosas foram em chutes de Tardelli. Jô e de Pedro Botelho.
O Galo era melhor em campo, no entanto quem esteve mais perto de abrir a contagem foi o Verdão graças a um pênalti mandrake dado pelo árbitro gaúcho, careca também, Jean Pierre Gonçalves que estava no meio campo e viu Jemerson derrubar faltosamente o atacante Mazinho. Disputa normal.Henrique cobrou e converteu, mas o pessoal do Palmeiras invadiu. Coisa rara: o árbitro mandou voltar e Henrique chutou pra fora.
Apesar da falta de inspiração, o Galo sobrou em transpiração. O time correu bastante, errou passes o suficiente pra ficar no 0 a 0 no primeiro tempo. Teve lá as melhores chances do jogo. Marcou aos 6m com Leonardo Silva, numa cobrança de falta, mas o zagueiro estava adiantado, impedido. Aos 11 minutos, o goleiro Fábio começou a virar o melhor homem em campo:  Jô fez boa jogada pela direita e cruzou e Diego Tardelli pegou de primeira, na cara de Fábio que salvou os paulistas.
Aos 29 minutos, foi a vez de Fábio evitar o gol de Pedro Botelho, em outra finalização dentro da área. A terceira grande oportunidade alvinegra foi aos 41 minutos. Em outra arrancada, Jô teve a chance de encerrar o jejum de gols que já passa de 1.300 minutos. Ele invadiu a área, chutou e Fábio defendeu.

AMULETO EM CAMPO:
Aos 25m do segundo tempo Levir Culpi resolveu colocar seu amuleto em campo. Luan entrou e decidiu.Menino danado, esse campineiro, revelado pela Ponte Preta e que a repórter do Sportv informou ser revelação da base. Marcou o gol da vitória, de cabeça, um minuto após sua entrada. Contra-ataque espetacular que ele começou. Dátolo abriu na esquerda e cruzou na medida pra Luan de peixinho marcar Galo 1 x 0. A decisão da vaga será na quinta-feira da semana que vem no Independência, e o Galo joga pelo empate.
No final da semana os dois times voltam as atenções para o Brasileirão. O Galo enfrenta o Coritiba, domingo, em Curitiba. O Palmeiras, no sábado, recebe o Internacional.
Palmeiras - Fábio; Weldinho, Lúcio, Victorino e Victor Luis; Marcelo Oliveira, Renato (Felipe Menezes), Mendieta, Mazinho (Cristaldo); Diogo e Henrique (Mouche). Técnico: Ricardo Gareca
Atlético - Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Jemerson e Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca (Luan), Maicosuel (Marion), Dátolo e Diego Tardelli; Jô (André). Técnico: Levir Culpi
Gol: Luan, 25 minutos 2ºT
Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Estádio: Pacaembu, em São Paulo
Data: 27 de agosto
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e José Javel Silveira (RS)
Cartão amarelo: Rafael Carioca, Jemerson, Josué, Alex Silva, Pedro Botelho (ATL); Mendieta (PAL)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.