domingo, 31 de agosto de 2014

JOINVILLE QUER 21 PONTOS DO AMERICA NO TAPETÃO

O que era pra ser um final de semana legal pro América, com o empate contra o Sampaio Correa, lá no Maranhão, em 0 a 0 e que o deixou em terceiro lugar no G-4 da Série B, apenas a dois pontos do líder Ceará - 35 a 33 - e a conquista da Taça BH Júnior com a virada por 3 a 2 sobre o Galo, (foto do Superesportes) no Independência, terminou com preocupação da denúncia do Joinville ao STJD. Os barrigas verdes acusam o Coelho de usar o lateral-esquerda Eduardo - já dispensado - em condições irregulares o que levaria à perda de 21 pontos, além de outras punições.

A diretoria do América descartou qualquer possibilidade de uso do atleta em condições irregulares principalmente em quatro partidas.Segundo o Joinville, Eduardo, que ficou no banco de reserva nas vitórias contra o Paraná ( 1 a 0), Oeste (3 a 0 ) e na derrota diante do América-RN (1 a 0), e atuou como titular contra o ABC, vencido pelo Coelho por 1 a 0. Ele não poderia ter sido relacionado, pois atuou em três equipes nesta temporada. O jogador esteve em campo pelo São Bernardo diante do Paraná, pela Copa do Brasil, e pela Portuguesa durante seis jogos da Série B..
DENÚNCIA VAZIA? - Para a diretoria americana, a denúncia do Joinville, adversário direto do Coelho pelo título, tem a intenção de tirar a tranquilidade da equipe, já que a perda de 21 pontos tiraria o América da vice-liderança do campeonato e levaria o time direto para a última colocação na tabela. "O América Futebol Clube possui a certeza de que o inverídico fato veiculado pela imprensa, originado pela falsa denúncia do Joinville F. C., tem por objetivo único desestabilizar e prejudicar a brilhante trajetória do América Futebol Clube no atual Campeonato Brasileiro da Série B”.
Para denunciar a escalação do atleta, que não faz mais parte do elenco do América – ele defendeu o clube entre 27 de junho e 28 de agosto -, o Joinville se baseou no artigo 49 do Regulamento Geral das Competições da CBF e no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). De acordo com o regulamento da Fifa, seguido pela Confederação Brasileira, um jogador pode ser registrado por três clubes em uma temporada, e atuar apenas por dois. 

MINHA IGNORÂNCIA- Confesso minha total ignorância das normas legais deste caso e não vou dar chutes no escuro, seguindo a cabeça dos outros. Existe um órgão especializado - STJD - próprio pra dirimir tais dúvidas. O que lamento é que, se caso for verdade, o amadorismo do América atrapalharia todo planejamento e trabalho do treinador Moacir Júnior que tem dado certo. Vou guardar minha boca pra comer minha farinha. Que a coisa está estranha está. O jogador em pauta atuou aqui, com certeza tem súmula de jogos dele no São Bernardo onde teria atuado por uma partida contra o Paraná e depois seis jogos pela Lusa. Que há o impedimento legal, há. Como o América vai sair desta, não sei. Esta coisa de denúncia vazia pra desestabilizar o time no Brasileiro esbarra em fatos idênticos aos dos políticos pegos com a boca na botija. Dizem que é campanha difamatória, perseguição política, mas não apresentam provas desmentindo nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.