quinta-feira, 25 de setembro de 2014

DUAS FRENTES - SUCESSO NAS DUAS: NO SHOW DO CLUBE DA BOSSA NOVA E NA VITÓRIA DO CRUZEIRO SOBRE OS COXAS



Meu bom, tive que me desdobrar nesta quarta-feira. Como qualquer supersticioso, intuí que se deixasse de assistir ao jogo Cruzeiro e Coritiba o líder do Campeonato levaria ferro. Tinha até o placar me atormentando - Coritiba 2 a 1. Dei um jeito de conciliar o show que obrigatoriamente teria de ver, no Teatro do Minas Tênis, "Amigos do Pacífico Mascarenhas", no qual estaria inserido apresentações do Clube da Bossa Nova. Não é porque meu sobrinho Raymundinho faz parte dele, mas a turma é boa de fato. Canta músicas de Tom, Vinicius e outras feras da BN de maneira a botar a gente dentro do Céu, ao lado dos eternos Maestro e Poetinha.
Conseguir cumprir as duas tarefas: assisti integralmente ao show maravilhoso, e grande parte da vitória que contrariou meu pessimismo e, o mais interessante, manteve o placar do meu pesadelo, só que ao contrário: Cruzeiro 2 x 1 Coritiba, lá no Couto Pereira.
Os azuis chegam aos 52 pontos, agora oito na frente do vice, que passou a ser o Internacional. Marcelo Moreno, artilheiro do Brasileiro, com 12 gols abriu a contagem cobrando pênalti sofrido por Nilton e Everton Ribeiro fez 2 a 0. Esta vantagem foi alcançada no primeiro tempo quando o time jogou como autêntico candidato disparado ao bicampeonato seguido, aos 7 e 38m. Martinucio, ex-Cruzeiro, fez o gol paranaense aos 16m da fase final.
Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrentará o Sport, no sábado, às 18h30, na Arena Pernambuco.
CORITIBA 1 X 2 CRUZEIRO
Coritiba:
Vanderlei; Norberto, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; Helder (Dudu), Rosinei, Germano (Martinuccio) e Alex; Zé Eduardo e Joel.- Técnico: Marquinhos Santos

Cruzeiro: Fábio; Ceará, Dedé, Manoel e Egídio; Henrique e Nilton; Everton Ribeiro (Lucas Silva), Ricardo Goulart (Marlone) e Willian (Marquinhos); Marcelo Moreno.Técnico: Marcelo Oliveira
Gols: Marcelo Moreno aos 7’ e Everton Ribeiro aos 38’ do primeiro tempo; Martinuccio, aos 16’ do segundo tempo
Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Couto Pereira, em Curitiba
Data: 24 de setembro, quarta-feira, às 19h30
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Cartões amarelos: Germano, Alex, Carlinhos (Coritiba); Willian e Dedé (Cruzeiro)
RODADA FAVORÁVEL - O Cruzeiro fez sua parte e com exceção do jogo Internacional 3 x 0 Criciúma ganhou pontos em outros jogos de perseguidores. Com a vitória, a perigosa equipe de Abel Braga assumiu a vice liderança - Cruzeiro 52, Inter 44 - enquanto o São |Paulo, ao empatar no finalzinho com o Flamengo, em 2 a 2, desabou pro terceiro lugar com 43 pontos. O G-4 tem novo ocupante, o Grêmio, com 40 pontos, igual ao Corinthians, mas com uma vitória a mais. O Time tá fora do grupo de elite.
Apesar de o Grêmio chegar mais, o empate dele com o Fluminense contou ponto, também, pro Cruzeiro. Afastou mais o tricolor carioca que agora é sexto, com 37 pontos. Os jogos de quarta-feira, no entanto, não ajudaram ao Atlético, que, com um jogo a menos, está em sétima, mas se vencer o Santos, no Horto, pula pra 40 pontos junto de Corinthians e Grêmio. E como passaria a ter 11 vitórias empatando com os gaúchos, venceria no r saldo de gols, ultrapassaria, também, o Timão que tem 10 vitórias e assumiria a quarta vaga no G-4.
GALO NO G-4 - Portanto, a vitória sobre o Santos nesta quinta-feira à noite no Horto tem a confirmação maior da excelente recuperação imposta por  Levir Culpi ao time do Atlético, superando todos os problemas possíveis. Culpi inventou fórmulas e atletas e chega mais depressa do que se imaginou ao grupo da Libertadores.
NO TAPETÃO DE NOVO - Mais uma vez, por causa de suas torcidas organizadas, que não temem nada, nem a Polícia Militar, nem as punições impostas aos clubes de seus corações, a procuradoria do STJD oficializou denúncia contra Cruzeiro e Atlético. A assessoria do tribunal distribuiu nota oficial dizendo que "os clubes mineiros responderão pelas confusões ocorridas no clássico do último domingo, no Mineirão. Denunciados por infração dupla ao artigo 213, ambas as equipes responderão por desordens e lançamentos de objetos no estádio. Caso sejam condenados, a multa aplicada pode chegar a R$ 200 mil e a perda de até 20 mandos de campo por infração".
OUTRA BOMBA NO GALO - Estourou, também, como uma bomba a declaração de Levir Culpi, reproduzida com exclusividade pelo programa Jogada de Classe, do Orlando Augusto, na TV Horizonte. Não pretende continuar no futebol BRASILEIRO no fim de seu contrato com o Galo. Ou vai aposentar e curtir os milhões guardados, ou vai treinar uma equipe no exterior. De preferência no Japão.  Isso aqui, segundo ele, tá um rolo difícil de suportar. Tá muito chato. Concordo com Levir, em gênero, número e grau.
SOLIDARIEDADE À BAND - Vi horrorizado a reportagem dos companheiros da Band, assustados com o fogaréu que subia nas encostas da Raja Gabaglia e destruía os carros dos funcionários da emissora. A reportagem revelou outro fato interessante, que a censura administrativa e comprada dos governos tucanos - leia Aécio Neves - não nos deixava ver. Após a separação entre as organizações de PM e dos Bombeiros, o segundo ficou com apenas mais de 5 mil homens pra cuidar de todas Minas Gerais. São 850, parece, municípios. Em BH, existem apenas 1.800 homens que prestam excelente serviço, mas dificilmente chegam na hora. Este é o governo de segurança total de Aécio e de Anast-azia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.