quinta-feira, 18 de setembro de 2014

GALO DESFALCADO EM GOIÃNIA BRIGA POR UMA VAGA NO G-4






GALO DOIDO ESQUENTADO - Cobrado nas arquibancadas, entre conselheiros cornetas e, até mesmo, pelos próprios atletas, o Galo Doido pensa que dará o primeiro passo programado esta noite no Serra Dourada: vencer o Goiás. No atual currículo tá gravado que o Atlético não vence fora de casa desde o dia 25 de maio, quando bateu no Vitória por 3 a 2, com muita dificuldade, porém venceu.
Dá até pena ver o Galo Doido cheio de problemas pra escalar uma equipe forte que nem a tradição da equipe. Nesta partida de hoje não terá Marcos Rocha, uma das forças do time; Léo Oliveira, Carioca e Pierre.
CHEIOS DE DESFALQUES - O time achado por Levir Culpi no coletivo desta terça-feira, em Goiânia, é de Victor, Alex Silva, Jemerson, Edcarlos e Douglas Santos; Claudinei, Leandro Donizete, Dátolo e Guilherme; Carlos e Jô. Olho no menino Douglas Santos, que o Galo buscou na Udinese da Itália, porque ele entra jogando de cara na vaga do vaiado Emerson Conceição.
Outra novidade, até por falta de opção, é o centroavante Jô que não faz um golzinho sequer há 20 jogos.  O Atlético é oitavo colocado com 31 pontos ganhos, ou seja, 15 pontos atrás do Cruzeiro, seu adversário de domingo, no Mineirão.
TODOS JOGOS VALEM - Tá bom, o Levir quis dar um descanso a Tardelli, Luan e Leonardo Silva pra que entrem inteiro no clássico. Pergunto: os três pontos de Goiânia, ganhados fora de casa, não teriam um peso mais importante que o clássico, este apenas maior pela rivalidade? A diretoria do Atlético e o próprio Levir Culpi entendem que se derrotar o Cruzeiro, o Galo doido deslancha, além de ser campeão moral do Brasileiro 2014. É de gargalhar...
CHEIO DE CHULÉ - Cheio de chulé no tênis e na cabeça, um torcedor do Sport provocou um  lance, no mínimo curioso, ao atirar o pé direito de seu tênis no gramado da Arena Pernambuco, durante a partida  contra o Internacional. Imediatamente, o dito material foi devolvido pelo lateral esquerdo Renê, sob argumento que fedia demais e que poderia trazer punição ao Leão do Norte. O referido imbecil foi preso, denunciado pelos próprios torcedores e irá "aos costumes" na delegacia especial, na unidade do Juizado Especial, instalada no estádio, de codinome Jetep. Ceus!
CABEÇA DE CAMARÃO -  Emerson Sheik, mandado embora do Corinthians e emprestado ao Botafogo, provocou cenas inusitadas na partida entre seu time e o Bahia, no Maracanã, no qual os baianos viraram espetacularmente por  3 a 2.
Quando recebeu o primeiro cartão amarelo do árbitro mineiro Igor Junio Benevenuto, no primeiro tempo, Sheik pediu, ironicamente, que a câmera da Globo se aproximasse e bem baixinho, constatado apenas na leitura labial, xingou a CBF, afirmando que ela é uma vergonha. Até aí tudo bem, acertou em cheio..
Mas a reação de Emerson Sheik ao cartão vermelho aplicado aos 14m após novo amarelo, no segundo tempo o moço foi mais irônico, ainda, e afirmou consistentemente por várias vezes o que dissera antes. Deve-lhe render uma suspensão meritória do STJD por tanta bobagem dita. "CBF, você é uma vergonha". Repito, não tá errado, mas é coisa pra cartola e imprensa dizerem.
SÚMULA SUJA - A súmula do juiz mineiro, carregada de palavrões, está mais suja que poleiro de pombo. Ela será base da denúncia que deve render rigorosa punição ao atacante do Botafogo pelo STJD. O juiz relatou ter sido xingado pelo jogador e também citou o fato de ele ter se dirigido à câmera de TV, após a expulsão, para dizer: “CBF, você é uma vergonha”.  

O juiz mineiro, que não é nenhuma brastemp e complicou o jogo, aceitando as pressões botafoguenses, escreveu mais:   -  Expulsei aos 14m do segundo tempo o atleta de número 7, Sr. Márcio Passos de Albuquerque, ao receber uma segunda advertência na partida, por atingir com um chute na altura da coxa direita de seu adversário de número 8, na disputa de bola. Cumpre informar que o referido atleta havia sido advertido anteriormente por reclamação ao proferir as seguintes palavras a mim: "Apita essa porra!". Após ser expulso, o mesmo veio em minha direção e proferiu as seguintes palavras: "Safado, sem vergonha, você é um merda, vagabundo, não apita nada!".  Mais dois jogadores do Fogão foram expulsos e um deles após o apito final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.