quarta-feira, 3 de setembro de 2014

QUE VENHA AGORA O ABC NA COPA DO BRASIL: CRUZEIRO ARRANCA PRA QUINTA CONQUISTA DO TORNEIO.

Superesportes

JOGO ARRASTADO - Foi em ritmo de treino no segundo tempo e bem no espírito de solteiros x casados no primeiro tempo, o jogo entre Cruzeiro 2 x 1 Santa Rita, em Arapiraca, pela Copa do Brasil. Pelo placar agregado, os azuis eliminaram o time do Maranhão por 7 a 1 - 5 a 0 no Mineirão e 2 a 1 no estádio do Asa, de Arapiraca, uma das boas cidades do interior das Alagoas. A vitória foi de virada: o Cruzeiro arrastou a partida sonolenta no primeiro tempo e levou o gol aos de Cristiano Pontes, aos 44m. Foi pro intervalo deixando sua torcida decepcionada no pequeno estádio do Asa.
FASE DA VIRADA - Na fase final, Marcelo Pacote tirou Alex que sentia o problema de se adaptar, como zagueiro, à lateral-esquerda, e colocou Eurico, volante, passando William Farias pra lateral a fim de preservar Samúdio, na reserva. Mas foi com a entrada de Marcelo Moreno que o time reagiu. Numa jogada sua, o zagueiro Júnior Carvalho desviou seu chute com o braço e o árbitro deu pênalti. Na verdade, inexistente. Júlio Baptista, apagado na partida, bateu e empatou: 1 a 1, aos 25m.
GOLAÇO DA VITÓRIA - Um minuto após, Marlone que melhorou na fase final, fez uma jogada sensacional pela ponta direita, driblando uns cinco adversários e cruzando rasteiro pra Marcelo Moreno desempatar: o décimo sétimo gol dele na temporada e o terceiro na Copa do Brasil - Final, Cruzeiro mais que classificado, 2 a 1 e 16 jogos seguidos sem perder.
Santa Rita - Jeferson; Lucas, Selmo Lima, Júnior Carvalho e Jeanderson; Adriano, Edson Magal (Júnior Amorim), Gueba (Gabriel) e Cristiano Fontes; Rafael Silva e Reinaldo Alagoano. Técnico: Eduardo Neto 
Cruzeiro - Fábio; Ceará, Manoel, Leo e Alex (Eurico); Nilton (Samudio),Willian Farias, Marlone e Júlio Baptista;Willian e Neilton (Marcelo Moreno). Técnico: Marcelo Oliveira
Gols: Cristiano Fontes, aos 44 minutos (Primeiro tempo); Júlio Baptista, aos 25 minutos; Marcelo Moreno, aos 26 minutos (Segundo tempo)
Motivo: Jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil 
Data: 3 de setembro, às 19h30
Estádio: Coaracy Fonseca, em Arapiraca-AL
Arbitragem: Renan Roberto de Souza-PB 
Auxiliares: Clóvis Amaral da Silva- PB e Francisco Bezerra-PB
Amarelos: Adriano, Edson (Santa Rita)

NOVO SANTOS - O jovem Enderson Moreira, 41 anos, revelado como técnico nas divisões de base do Cruzeiro, já passou ocupar uma vaga na prateleira de cima do futebol brasileiro. Por aqui teve oportunidade em times pequenos, como o Ipatinga, mas, de repente, explodiu no Goiás. Aí andou pelo futebol paranaense, gaúcho, e assumiu o  Santos nesta quarta-feira. Seu contrato terá duração até o final de 2015 e se a cartolagem do Peixe deixar o moço trabalhar o clube colherá bons frutos.

RECORDES HISTÓRICOS - Ao vencer o Vasco (2 a 1) e tirá-lo da Copa do Brasil, o simpático ABC de Natal  realizou dois grandes feitos: a) quebrou um tabu histórico; pela primeira vez, venceu o Vasco. Nas 14 vezes em que se enfrentaram anteriormente, foram 10 derrotas e quatro empates. B) conseguiu avançar às quartas de final da Copa do Brasil, na sua melhor campanha. O máximo que conseguira foi alcançar as oitavas em 2000.

BOAS PUNIÇÕES - A Comissão Disciplinar do STJD aplicou severas penalidades no Grêmio em razão nas manifestações de racismo de sua torcida. Foi excluido da Copa do Brasil. Certamente, seria eliminado pelo Santos que venceu a dita partida por 2 a 0. Outra boa punição: aquele árbitro caseiro, despreparado, grosseiro, arrogante, Wilton Pereira Sampaio, uma das piores coisas do futebol brasileiro, levou 90 dias de suspensão por não atender o goleiro Aranha e gritar com ele. Pior não descreveu nada sobre a torcida na súmula. Caseiro.

HORA DE VERDADE: - Na Geral do Grêmio, de cuca cheia, a torcedora Patrícia Moreira da Silva usou e abusou de seus direitos. Apareceu na tevê, toda faceira, xingando de "ma-ca-co" ( assim mesmo bem acentuado) o goleiro Aranha na partida da Copa do Brasil contra o Santos, no dia 28 de agosto. Foi dedurada e descoberta pela Polícia gaúcha. Terá de prestar contas à Justiça, denunciada na Lei Afonso Arinos. Devia levar uma cadeiazinha pra aprender se comportar nos estádios. Não levará,contudo.
Patrícia tem penado: pretende até mudar do bairro onde vive, na zona norte de Porto Alegre, por causa das ameaças. Além disso, pretende pedir desculpa a Aranha em rede nacional, neste domingo. Isso não é previsto em lei, que é dura, pesada, inclusive não tem sursis, vale só no papel. No Brasil, meu Bom, funciona assim. Existem leis boas e juristas políticos.

MENTIROSOS SEM PUNIÇÃO - Aqueles que mentem perante a Justiça, são punidos rigorosamente, com cadeia, nos Estados Unidos. Aqui no Brasil viram estrelas de tevê. O líder da torcida da torcida Geral do Grêmio, conselheiro do clube Rodrigo Marques Rysdyk, 35 anos, prestou depoimento à Polícia e ao deixar a delegacia, "Alemão da Geral" (como é conhecido a besta) afirmou apenas que prestou auxílio às investigações e negou "presenciar qualquer atitude racista por parte da torcida".. Pra ele, o que se viu pela televisão no mundo inteiro foi pura ilusão de ótica.

FUNCIONÁRIA DA BM - Voltando à moça Patrícia, de 23 anos, após as cenas mostradas na tevê brasileira, ela foi afastada do seu emprego no Centro Médico e Odontológico da Brigada Militar. Exercia função pra uma empresa terceirizada, como auxiliar de odontologia. Pela besteira e pelo exibicionismo ficará marcada pelo resto da vida e, talvez, até impedida de entrar nos estádios brasileiros.
Patrícia tem evitado dormir em casa nos últimos dias, e mudou-se pra casa de parentes e amigos, por causa das retaliações. Na sexta-feira passada pedras foram atiradas na sua casa.  Amigos negros da menina garantem que ela não é racista. Também penso que não. Seus atos foram de uma menina bobona que é guiada por lideranças imbecis e por más companhias.

EVERTON E GOULART - Este noticiário da Seleção é velho mas deixa a gente no ar uma mensagem bem interessante. O melhor jogador do Brasileiro do ano passado e o goleador deste ano foram chamados apenas pra blindar Dunga. No treino de 50 minutos, ficaram no time reserva e apesar da intensa movimentação terminaram por lá mesmo, sem nenhuma chance. Mato a cobra e mostro o pau ( com o qual matei a cobra, claro!):
A equipe titular  iniciou a atividade com a seguinte formação: Jefferson, Maicon, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Ramires e Oscar; Willian, Neymar e Diego Tardelli. O time reserva atuou da mesma maneira, mas com um atleta a menos: Rafael Cabral, Danilo, Marquinhos, Gil e Marcelo; Elias, Philippe Coutinho, Everton Ribeiro e Robinho; Ricardo Goulart. Na segunda parte do coletivo, Dunga fez três alterações. O comandante sacou Oscar, Willian e Diego Tardelli e apostou nas entradas de Elias, Philippe Coutinho e Robinho. A parte final do treino durou cerca de 20 minutos. Quem se deu bem foi Diego Tardelli.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.