terça-feira, 28 de outubro de 2014

SEMIFINAIS DA COPA DO BRASIL-2014

DUAS FRENTES DIFÍCEIS NO BOM COMBATE DO FUTEBOL MINEIRO: GALO NO RIO CONTRA URUBU E RAPOSA NO MINEIRÃO CONTRA O PEIXE.

Não faço qualquer diferença entre as dificuldades que o Atlético enfrentará no Maracanã hoje à noite, contra o Flamengo, nas semifinais da Copa do Brasil, e as que o Cruzeiro terá no Mineirão, diante do Santos.  O Galo vive um momento inexplicavelmente sensacional: é o melhor time do returno do Brasileiro, mesmo com tantas contusões, suspensões e dificuldades que Levir Culpi tem pra arrumar uma equipe. Não lhe faltam disposição e raça, dois ingredientes necessários num jogo entre equipes que se equivalem. O Flamengo de Vanderlei Luxemburgo tem tocado a vida assim, pois seu elenco é bem limitado. Nas dificuldades, Levir e Luxa empatam antes do início da decisão de quem vai pra final.
No Cruzeiro, a coisa está inversa. Ganhou o primeiro turno arrasando os adversários e chegou bem lá na frente. Neste turno atual, não conseguiu fazer duas vitórias seguidas e está em décimo lugar. Viu a vantagem com o segundo colocado cair pra cinco pontos; ainda é boa, mas ele terá jogos indigestos pela frente, antes de conferir o provável bicampeonato. Por isso, a ordem do dia na Toca da Raposa é falar positivamente, contestar divisão interna do grupo, por causa das soberbas pessoais, ou o relaxamento natural por ser rotulado na mídia nacional como o provável campeão. Há uma sentença definitivamente perigosa: ninguém tira o título do Cruzeiro.

Por isso, cá de meu barraco à beira das pirambeiras do Santo Antônio, além de saudar a decisão das autoridades municipais de abrirem parte dos estacionamento no entorno do Mineirão pro jogo desta quarta-feira - apesar de entender que a coisa tem que ser mais ampla e a abertura total - penso que a participação das chamadas torcidas organizadas, na Toca da Raposa, dando apoio aos atletas e acreditando neles, possa ser um aviso definitivo a gente que como Dagoberto, Lucas Silva, Ricardo Goulart, Everton Ribeiro, e outros menos votados tenha caído em descrédito por culpa própria, que a fé de alguns sofredores se mantém em pé. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.