quarta-feira, 22 de outubro de 2014

TEVÊ MOSTRA TARDELLI FAZENDO FALTA NO BEQUE DO BAHIA E XINGANDO JUIZ DE SAFADO E DE MERDA.


Impressionante a cara de pau do Diego Tardelli na entrevista ao Sportv após o empate com o Bahia, na Fonte Nova, afirmando que não fez falta no lance, não ouviu o apito e nem se lembra do que xingou o árbitro goiano Elmo Alves Resende. O vídeo tape mostra, pela câmera colocada nas redes, o atacante empurrando o zagueiro Demerson com as duas mãos. Em seguida, parte pra cima do juiz e na leitura labial, - nem sou mestre nela-  pode-se ver, claramente, Tardelli torrando com palavrões o árbitro. Foi tudo colocado na súmula da partida decisão do árbitro.
Diego Tardelli com certeza irá a julgamento no STJD e será punido com rigor, baseado nas ofensas relatadas em súmula pelo árbitro goiano. Sua escapatória será o artigo da lei que ampara a indisciplina no futebol brasileiro: o tal efeito suspensivo. Que o moço goiano é ruim de apito, tem demonstrado há tempo. Porém, esta facete arrogante e cínica de Diego Tardelli só vim conhecer no jogo em Salvador. E ele encerra a entrevista com exemplar declaração:
-"Estava precisando, também, de um descanso. Claro que não queria ser expulso, mas aconteceu". Simples assim. Como se tivesse tomando um sorvete de creme com coco queimado, sentado no meio-fio da Cidade do Galo assistindo seus companheiros, debaixo de escaldante sol, treinando feito loucos pra evitar que o Galo saia da posição ocupa no G-4 com grande sacrifício de todos.
Aí vem o treinador, longe pacas do lance, e avaliza: "Não sei o que aconteceu, ele ficou nervoso porque fez o gol e não fez a falta. Talvez não tenha percebido; não sei se um outro atleta nosso fez a falta. Ele reclamou com razão, por ele. Mas, de qualquer forma, se ele foi desrespeitoso, é um erro do atleta. Tem que ter equilíbrio, porque em uma hora dessa, se estava ruim, ficou pior”.
Com certeza, vendo o vídeo tape depois, os dois - Tardelli e Levi - morreram de vergonha e devem desculpas à pessoa do árbitro Elmo Alves Resende Cunha, principalmente Tardelli, que o chamou de safado e merda, várias vezes. Eu gostaria de vê-lo tendo idêntica reação com aquele guarda-roupa gaúcho ou mesmo com Leandro Vuadem.
SÚMULA PESADA - Sei lá se Dunga levará em conta a indisciplina de Tardelli na próxima convocação. Se houver punição, o técnico da Seleção deveria sim analisar e deixar de fora o atacante atleticano. Serviria de exemplo para outros endeusados. O árbitro Elmo Alves Resende Cunha (GO) fez o seguinte relato sobre a expulsão na súmula do jogo: "Expulsei com cartão vermelho direto de campo de jogo aos 45 minutos do segundo tempo, o atleta de numero 9 sr. Diego Tardelli Martins da equipe clube atlético mineiro, por ter me ofendido moralmente com as seguintes palavras: "você é um merda, seu merda, seu merda! desde o primeiro tempo você só complica! seu fraco!" . Após a expulsão, o atleta em pauta continuou dizendo as seguintes palavras: "safado,safado,safado, seu merda!" fato ocorrido logo após a marcação de uma falta contra sua equipe
 OUTRA REAÇÃO ESTÚPIDA - Também o Bahia pagou alto preço por uma reação estúpida do lateral Guilherme Santos, ex-jogador do Atlético. Ao marcar o gol de empate, Guilherme tirou a camisa pra comemorar, num gesto que considero desrespeitoso ao clube e aos anunciantes da camisa. A lei pune com cartão amarelo tal gesto. Como já tinha cartão amarelo, Guilherme tomou o vermelho e seu time ficou com 10 homens.
QUE COISA, GENTE! - 0 Guilherme vinha se tornando um dos jogadores mais importantes nessa recuperação do Atlético. Perito em assistências, passes milimetricamente certos até em longa distância, gols decisivos, porém a bruxa das contusões não sai dos seus calcanhares. Dois jogos espetaculares e dois fora, no estaleiro. Saiu do jogo contra o Bahia no início do segundo tempo e acabou substituído por Maicosuel. A diferença entre eles é o QI e a velocidade. Um joga com inteligência e cabeça alta. O outro corre feito louco, de cabeça baixa; sua velocidade é tamanha que ele larga o QI pra trás.
EMPATE RUIM: O empate em Salvador foi ruim pro Atlético e, também, pro Bahia. As torcidas em pequenos amontoados na Fonte Nova saiu ganhando. O jogo foi aberto e cheio de chances perdidas dos dois lados.
COELHO VAI QUE VAI - Não está nada fácil para o América chegar ao G-4 e se classificar pra série A. Porém, os jogadores deixarão uma lição pra diretoria: "só não chegamos lá por incompetência de vocês. Prestem contas agora à torcida!" Nesta terça-feira, o Coelho conseguiu outra boa vitória fora de casa, por 3 a 1 sobre o Oeste, em Ritápolis, pela 31ª rodada, gols de Tchô, e dois de Willians. Lelê marcou pro time da casa. O América chega a 45 pontos e à certeza de que não cai mais, conforme previsão de vários bocas azedas após a ferrada do STJD. Está a 7 pontos do quarto colocado, o Avaí, e tudo pode acontecer, até urubu voar de costas. Na próxima rodada, sexta-feira, o América joga em casa, contra seu xará de Natal e com certeza subirá mais, secando a turma de cima.

BOA NUMA BOA - Outro que tá com a corda toda na Série B é o Boa Esporte, que derrotou o Náutico por 1 a 0, no Estádio Melão, em Varginha. O time já garantiu sua vaga na Série B do ano que vem e agora, em sexto lugar - na frente do Coelho - briga por uma vaga no G-4. Tem 47 pontos e está a três pontos do quinto, o Ceará e a cinco do Avaí. Na próxima rodada, uma parada torta: o Boa enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.