quarta-feira, 1 de outubro de 2014

TRIBUNAL TIRA DE CRUZEIRO E ATLETICO APENAS UM MANDO DE CAMPO.

    Superesportes
 A montanha rugiu, rugiu e pariu um ratinho. Quem calculava na base do chutômetro a perda de 21 mandos de campo aplicada pelo Tribunal da CBF tanto no Cruzeiro quanto no Atlético errou o alvo. A dupla mineira foi multada cada um clube em R$ 50 mil e lhes foi tirado um mando de campo.  Ainda assim os presidentes dos clubes, presentes no julgamento, condenaram a decisão e prometeram recorrer ao Tribunal Pleno. Também o Procurador Geral, Paulo Schmitti não gostou e admitiu novo julgamento no STJD.
Gilvan do Pinho Tavares, presidente celeste, estava uma fera e até fugiu de sua habitual tranquilidade: "Foi uma decisão absurda. Achei um absurdo punir os clubes por causa de uma confusão no estádio envolvendo 10 ou 15 vândalos. O futebol não pode ser responsabilizado pela segurança pública. Vamos recorrer sim".
Alexandre Kalil garantiu que o Atlético seguirá os mesmos passos do rival, porque, também, não concorda com a decisão do tribunal. O advogado Lucas Ottoni confirmou o provável recurso do Atlético, mas pretende se reunir primeiro com a diretoria do clube e os seu departamento jurídico. O Cruzeiro cumprirá a pena diante do palmeiras, com os jogos decisivos contra Internacional e Corinthians sendo disputados no Mineirão. O Atlético jogará fora contra o São Paulo, em local a ser escolhido, dentro de 11 dias.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.