domingo, 2 de novembro de 2014


CRUZEIRO E SÃO PAULO VENCEM E A DIFERENÇA DE 5 PONTOS SE MANTÉM ENTRE ELES


O Cruzeiro se deu o luxo até de poupar jogadores - Ricardo Goulart e Lucas Silva, este no intervalo - por causa da facilidade encontrada contra o Botafogo, já no primeiro tempo. Fez dois gols em 15m e o Mineirão voltou a ver o time rápido e com toque de bola certeiro do meio-campo pra frente, apesar das ausências de William e Álisson. O resultado final por 2 a 1 não representou nenhum aperto para os azuis, mesmo sendo gol contra de Léo. ( na foto de Paulo Figueira- EM DA Press, o gol de Marquinhos.
Marquinhos abriu a contagem num lance curioso: o lateral Egídio - um dos melhores em campo - lançou a bola pra área, o volante Rodrigo Souto tentou matar no peito e falhou. Marquinhos espertíssimo deu-lhe um mini-lençol de calcanhar, desviou de Jefferson. Aos 11m, Cruzeiro 1 x 0. Aos 15m, outra boa surpresa, depois que o Cruzeiro desperdiçou vários lances na cara de Jefferson com Marcelo Moreno e Júlio Baptista. O Cruzeiro vinha demonstrando ineficiência nas cobranças de faltas fora da área. Neste lance, Egídio foi perfeito e botou a bola por cima da barreira e Jefferson no outro canto apenas olhou - Cruzeiro 2 x 0.
Construída a vantagem, o Cruzeiro administrou o resultado e tomou o gol aos 46m do segundo tempo, numa falha corriqueira da defesa. Bola de linha de fundo faz o torcedor celeste arrepiar: ou o atacante contrário marca ou algum zagueiro marca contra. Desta vez foi Léo. Cruzeiro 2 a 1. Como o São Paulo venceu o Criciúma, em Santa Catarina, apertado e também por 2 a 1. a vantagem da ponta da tabela continuou em cinco pontos.
Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Figueirense no Mineirão, enquanto o São Paulo joga contra o Vitória em Salvador.  Nas rodadas seguintes, que poderão decidir o campeonato, o Cruzeiro joga duas seguidas fora - Santos e Grêmio, em seguida vêm Goiás, em casa, Chapecoense, fora e Fluminense, no Mineirão

FICHA TÉCNICA - Cruzeiro 2 x 1 Botafogo

Cruzeiro -Fábio; Mayke, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Nilton); Everton Ribeiro (Willian Farias), Júlio Baptista (Dagoberto), Marquinhos; Marcelo Moreno -Técnico: Marcelo Oliveira
Botafogo - Jefferson, Régis, Dankler, Rodrigo Souto e Junior Cesar; Andreazzi (Airton), Gabriel, Mario Bolatti (Ramirez) e Carlos Alberto; Murilo e Rogério (Jóbson) Técnico: Vágner Mancini
Gols: Marquinhos, aos quatro minutos; Egídio, aos 15 minutos; Segundo tempo - Leo (contra), aos 46 minutos
Motivo: 32ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data: 1º de novembro, às 17h
Árbitro: Elmo Alves Resende-GO
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos de GO)
Amarelos: Rodrigo Souto; Junior Cesar; Andreazzi(Botafogo) Lucas Silva; Marquinhos (Cruzeiro)
Público:36.004
Renda:R$ 1.807.922

GALO PERDE OUTRA FORA E SAI DO G-4 - Derrotado pelo Furacão, na Arena da Baixada por 1 a 0, o Atlético desperdiçou a chance de manter-se como terceiro colocado e despencou pra dentro do bolo dos que brigam na faixa de 54 pontos por uma vaga na Libertadores. O time de Levir Culpi agora está em quinto lugar e volta a pensar somente na Copa do Brasil neste meio-de-semana quando pega o Flamengo no segundo jogo entre eles. No primeiro, o Atlético perdeu por 2 a 0, no Maracanã.
O incrível é que o Atlético tomou o gol dos paranaenses aos 42 segundos, ou seja, na saída da bola. Depois, dominou a partida, teve volume de jogo, mas não soube virar o marcador adverso.
O Galo segue com 54 pontos, mesma pontuação do quarto colocado, o Fluminense, que leva vantagem pelo saldo. O sexto (Grêmio) e o sétimo (Corinthians) também têm 54. Na próxima rodada, o Galo enfrenta o Palmeiras em São Paulo, sábado que vem.
A partir de agora, o Galo volta todas as atenções para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 22h, no Mineirão, o time joga para manter vivo o sonho do título. Derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo no jogo de ida, no Maracanã, o Alvinegro tem de vencer por mais de dois gols de diferença para avançar. Uma vitória por 2 a 0 leva a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-PR 1 X 0 ATLÉTICO

Atlético-PR - Weverton; Mário Sérgio (Otávio), Gustavo, Willian Rocha e Natanael; Deivid, Paulinho Dias e Bady (Hernani); Marcelo (Dellatorre), Cléo e Marcos Guilherme. Técnico: Claudinei Oliveira
Atlético - Giovanni; Alex Silva, Edcarlos, Leonardo Silva e Douglas Santos; Pierre, Josué (Marion), Luan e Maicosuel (Jô); Diego Tardelli e Carlos (Cesinha). Técnico: Levir Culpi
Gol: Paulinho Dias, 42seg 1ºT
Motivo: 32ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba
Data: 2 de novembro de 2014
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Jackson Massarra dos Santos (RJ)
COELHO PERDE INVENCIBILIDADE - O América estava invicto há nove rodadas repondo os pontos que perdeu no Tapetão, mas acabou perdendo do ABC por 1 a 0, pela Série B. O jogo foi sábado no Frasqueirão em Natal. O único gol da partida foi anotado por Rodrigo Silva, aos 16m do segundo tempo.
Além de quebrar a série invicta de nove rodadas - seis vitórias e três empates - o resultado manteve o América com 48 pontos e permitiu que outros times o ultrapassagem. Seu próximo jogo é contra o Icasa, sábado, às cinco e vinte da tarde, no Independência.
FICHA TÉCNICA - ABC 1 X 0 AMÉRICA
ABC - Gilvan; Madson, Sueliton, Marlon (Diego Jussani) e Gleidson (Luciano Amaral); Fábio Bahia, Marcel, Daniel Amora e Ronaldo Mendes; Rodrigo Silva e João Paulo (Alvinho)- Técnico: Roberto Fernandes
AMÉRICA - João Ricardo; Pablo, Adalberto, Vitor Hugo e Raul (Bruninho); Leandro Guerreiro, Magrão (Renan Oliveira), Tchô (Mancini), Gilson e Willians; Obina. Técnico: Givanildo Oliveira
Gol: Rodrigo Silva, 16min do 2ºT
Motivo: 33ª rodada da Série B
Local: Estádio Frasqueirão, em Natal (RN)
Data: sábado, dia 1º de novembro
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Auxiliares: Fábio Pereira (TO) e Alexandre A. P. Kleiniche (RS)
Público: 5.719 pagantes (6.329 no total)
Renda: R$ 51.297
Cartões amarelos: Vitor Hugo, Raul, Gilson (AME)
O Boa Esporte, ainda traumatizado com o assassinato do seu ex-lateral esquerdo  Edson Piauí, 27 anos, em Floriano, no interior do Piaui, venceu o Ceará por 3 a 1, no Melão, em Varginha. O Boa está com 50 pontos na frente do Coelho que tem 43. Sua colocação é excelente porque tem apenas Atlético-Go, Avaí e Santa Cruz na sua frente na luta do G-4 de acesso com 52 pontos. A série B está na 34ª rodada.


BOA ESPORTE 3 x 1 CEARÁ
BOA ESPORTE - João Carlos, Tinga, Lula, Thiago Carvalho, Marinho Donizete; Willian Magrão, Vinícius Hess, Tomas e Clebson (Wilian Favoni); Diego (Romão) e Morato (William Mineiro)
Técnico: Nedo Xavier
CEARÁ - Luís Carlos; Hélder Santos, Sandro, Anderson, Marcos; Alex Lima (Bill), Éverton, Eduardo (Nikão), Leandro Brasília; Assisinho (Felipe Amorim) e Magno Alves
Técnico: PC Gusmão
Local: Estádio Municipal de Varginha, em Varginha (MG)
Data: 01 de novembro de 2014, sábado
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões Amarelos: Thiago Carvalho (Boa Esporte), Helder Santos e Luis Carlos (Ceará)
Gols: Tomas, aos 11, e Clébson, aos 19 minutos do primeiro tempo; e Diego, aos 7 minutos do segundo tempo; Bill, aos 29 minutos do segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.