domingo, 25 de janeiro de 2015

AINDA QUE NÃO SOBRASSE NADA DE BOM, O GOL DE JUDIVAN VALERIA PELO EMPATE COM O SHAKHTAR EM BRASILIA


Judivan beija o escudo do Cruzeiro enquanto recebe o apoio de William pelo belo gol marcado em Brasília - foto de Nalu Rosa/Light Press Cruzeiro



O TANQUE JUDIVAN - Antes de analisar a conduta do Cruzeiro no amistoso de Brasília, eu preciso descrever a emoção com o gol do menino Judivan. Mal acabara de entrar em campo, tomou uma bola no meio-campo e numa arrancada pessoal ganhou da zaga ucraniana. Chutou forte e o goleiro pegou. Vinha na corrida, teve calma suficiente para bater de perna esquerda e empatar o jogo. Centroavante puro: forte, veloz, driblador e que sabe sair da marcação da área pra jogar pelos lados do campo. Se nada tivesse acontecido no amistoso, só este gol valeria a pena, é preciso que os analistas vejam isso.
LUGAR COMUM -  Falar que o Cruzeiro mostrou desentrosamento e que vários titulares lançados contra o Shakhtar Donetsk, no empate de 1 a 1, em Brasília negaram fogo e deixaram a pequena torcida que compareceu ao Mané Garrincha preocupada é fácil. É chover no molhado. Até porque a justificativa será o lugar comum de sempre: o time foi desmontado e o trabalho de remontagem está apenas no início. É bobagem fazer comparação, também, com a goleada do Galo sobre o time ucraniano, porque a história do time de Levir Culpi; ele já tem uma base montada desde o ano passado.
TIME DESMONTADO - Vamos lá: o Cruzeiro no amistoso deste domingo já abriu mão, também, de Everton Ribeiro, o derradeiro nome do quarteto fantástico que o time usou no bicampeonato. Só ficou com Henrique, mas perdeu Nilton, Lucas Silva, Ricardo Goulart e agora Everton Ribeiro, além do centroavante Marcelo Moreno. Outro bem entrosado no trabalho de armação de jogadas era o lateral Egídio, que, também, se mandou. Ou seja, tudo isso terá de ser remontado. Marcelo Pacote Oliveira fez experiências no setor e a coisa não funcionou como se esperava.
PREPARO FÍSICO - Mas faltam as estreias de Arrascaeta e Riascos, bem como de Nena, que segundo a diretoria está acertado 99%. É preciso, contudo, valorizar outros detalhes: o preparo físico, por exemplo. O jogo foi pra lá de disputado e os azuis correram bastante até o apito final. Leandro Damião tropeçou na bola, perdeu gols, não fez uma jogada sequer, mas oa dois laterais - Mayke e Gilson, depois Fabiano e Breno Lopes - não fizeram a bola chegar nele; o meio-campo Seymor, Henrique, William e Marquinhos totalmente desentrosado, o que é normal.
NOTÍCIA FINAL - Everton Ribeiro estava escalado para o jogo em Brasília. De manhã, porém, o presidente Gilvan do Pinho Tavares que ficara em BH para fechar a transação de Everton Ribeiro com o Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, ligou informando que o negócio fora feito e que ER estava fora até do banco. O clube celeste negociou por £ 9 milhões os 60% que tem nos direitos econômicos do craque. Pelos cálculos dos dirigentes isso corresponde aos £ 15 milhões que o Cruzeiro queria pelos 100%.
ESPECULAÇÕES CONTINUAM - Além da especulação plantada na mídia neste domingo do interesse do Benfica pelo lateral Maike, outra surgiu do lado de lá da Lagoa. Segundo as matracas, o Milan está de olho no lateral esquerdo do Galo, Douglas Santos, que, na realidade, pertence à Udinese.  O menino, de 20 anos, que chegou e tomou conta da posição não
tomou nem conhecimento da noticia. Justificou"Meu momento aqui é excelente."

FESTA PARA LUCAS 
                                        Foto Javier Gandut-Diário AS

 A Polícia teve que agir com energia no aeroporto de Madrid para conter o entusiasmo dos torcedores merengues ao receber o brasileiro Lucas Silva, novo contratado do Real Madrid. Por imposição do clube, o ex-craque cruzeirense não pode conceder entrevista coletiva, por causa da situação caótica. A turma de coleguinhas que levou cotoveladas a torto e a direito da polícia madrilena baixou o cacete nela, nas manchetes, pelo uso de força desnecessária. Vários repórteres, fotógrafos e cinegrafistas se machucaram. Cruzes!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.