domingo, 11 de janeiro de 2015

RECOMEÇAR NUNCA FOI TÃO MAIS DIFÍCIL COMO COMEÇAR

DE VOLTA Á LABUTA - Otrodia, de retorno da praia, coloquei numa das redes que frequento que estava de volta após as férias. Que recomeçaria minha vida profissional nesta segunda-feira. Aí me lembrei: que vida profissional? Sou hoje um amador puro, sem empregador, duas aposentadorias. Posso ficar em casa, na labuta escolhida do blog e da Trincheira, escrevendo como gosto e sobre o que gosto. Sem dar satisfação a ninguém, nem mesmo aos leitores.

LIVROS EM PROFUSÃO 1 - Na praia fiz dois caminhos: reler Memórias de Aires, de Machado e o livro de João Barone, baterista dos Paralamas, sobre a passagem da FEB pela segunda guerra. Bem interessante este. Outro caminho foi escrever à mão, numa agenda, alguns capítulos do livro que mais trabalho no momento: o romance Maria - uma canção de eterno amor. Quando escrevia muito, usava uma lan house pra enviar o material pro meu micro, em BH. Bem que comprei um tablet pra tal ocasião. Mas apanhei do danado e Tablet não serve para isso. Além do que na casa da praia não existe uaifai.

LIVROS EM PROFUSÃO 2 - Apesar da minha cisma ao contrário, sei que vou até os 130 anos enchendo o saco dos outros. Mas exatamente por causa dessa cisma, resolvi acabar todos os meus livros arquivados. Faltam 30 páginas que não consigo ultrapassar pra fechar A Ordem, romance que trabalho há cinco anos;  estou fechando "Maria..." de um pique apenas, pois comecei a escrevê-lo ainda este ano. Tenho pronto "O dia em que a lua ensinou ás mulheres a amarem", com quatro contos apenas;  o infanto juvenil "A Batalha dos Plátanos", com três histórias; e terminei a segunda edição de Divinas Marias que, em fevereiro, deverei relançar em BH, junto com "A Copa que vi do sofá da minha sala", que ainda não lancei na Capital, nem em Caratinga. Que farei depois? Talvez passe um cadeado nessa minha fase de literatura e jogue a chave fora. Chega! São 20 livros escritos de 1979 - e após longa parada - de 83 até agora.

PINTO DUPLO - Tem gente que não tem dado conta nem de um pinto só. Trabalha feito louco pra acabar com a síndrome do "Paumole". Um cara, neste mundo esculhambado, sai no face do Yahoo com dois pintos. Não revela o nome e apenas o apodo: DDD, sigla de  Double Dick Dude, na tradução literal significa a condição que o faz “especial”: Cara com Duplo Pinto. Isso mesmo, ele tem dois pênis. Teme assédio, mas revela que já transou com umas 20 pessoas - com certeza, dos dois sexos - senão teria dito 20 mulheres. Sem maiores comentários, nem sobre as 20 transas, nem sobre  a utilização simultânea dos dois cacetes.

XERIFÃO FOI EMBORA 

 O Cruzeiro não manteve a palavra de trazer para 2015 a base do time bicampeão. A saída de Nilton pro Inter será grande desfalque; estava numa reserva injusta. Tipo do jogador bom pra função de primeiro volante: raça, determinação, espírito vencedor. O Cruzeiro perde aqui e na opção das jogadas ensaiadas nas bolas áreas. Nilton (foto) sabia como executá-las. A Raposa reforçou um sério adversário, por uma ninharia. Pode-se alegar que o contrato de Nilton terminaria em junho e ele poderia sair de graça. E por que não recontratá-lo na época? Agora é voltar a procurar aqueles cabeças de bagre que passaram pela Toca e foram dispensados, depois de muita proteção e agrados de Marcelo Pacote.

GENTE NOVA NÃO -  Após liberar Samúdio e Egidio sob aplausos da torcida, Marcelo Pacote não quis ficar com a jovem promessa Antônio Carlos, que será emprestado e sumirá pra sempre da Toca. O moço irá desmotivado desaprender a jogar no Botafogo de SP. Pra primeira vaga de lateral esquerdo, os azuis estão pertos de acertar com o Santos a contratação de Nena, 26 anos, da Seleção Chilena. O Peixe não paga salários há dois meses e os portões se abriram. Boa época pra buscar Arouca, também, pro lugar de Nilton.

    Nena numa disputa com o craque Robben, da Holanda, durante a Copá do Mundo 

POUCOS GOLS - Eugênio Nena custou R$ 7milhões ao Santos , onde está desde 2013, e metade do seu custo foi financiado por um grupo empresarial que topa trazê-lo pra cá, desde que o Cruzeiro pague seu salário integralmente. Nena jogou contra o Brasil na Copa do Mundo e pelo Santos fez 62 partidas, sem marcar nenhum gol. É bom jogador. Serão dois laterais esquerdos ofensivos, Gilson, ex-América, e ele, Nena.

OUTRA BOMBA FUNDAMENTALISTA -
Saiu nos sites internacionais: o Hamburger Morgenpost, diário alemão, esteve entre aqueles que publicaram a charge de Jesus Cristo discutindo com Maomé , as mesmas que  já haviam sido publicadas nas capas da revista do atentado em Paris, Charlie Hebdo. Resultado: sofreu um atentado à bomba incendiária. Os bandidos foram mais precavidos e atiraram o artefato de madrugada, sem ninguém na redação. Estrago apenas material.  Sobra gente estúpida nesse mundo que dizem ser de deus.

PERSPECTIVAS SOMBRIAS - Mesmo com a contratação de Pratto, - pelo que me consta recém chegado da praia - o Galo iniciou 2015 com praticamente o elenco do ano passado. Porém, pra que a base do time seja mantida, existem obras a serem feitas.Por exemplo: negociar ou não Diego Tardelli e me parece impossível mantê-lo. Renovar os contratos de Douglas Santos, excelente, resolveu o problema daquele lado; Dátolo e o volante Rafael Carioca. Nem falei de Guilherme, que é outro caso difícil para o presidente Daniel Nepomuceno.  Basta lembrar do que Levir Culpi falou sobre a importância de Guilherme, ainda mais se Tardelli for embora.

DIVISÃO DE OPINIÕES - No meu sábado na piscina do Minas TC, aqui no Santo Antônio,  as opiniões divergiram sobre a anistia que Levir Culpi concedeu a Jô,  Conceição e André. A maioria entende que não acrescentarão nada ao plantel e, como maças podres, só servirão pra atrapalhar. O restante entende que pela falta de dinheiro e de reforços na praça, o Galo ficou no lucro nesta anistia. Será?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.