segunda-feira, 30 de março de 2015

TORCIDA DO CRUZEIRO CHIANDO POR CAUSA DO EGÍDIO?. SÓ PODE SER BRINCADEIRA DE MAU GOSTO.




CASO EGÍDIO - Este ex-diretor remunerado do Cruzeiro, Alexandre Mattos, moço bom de serviço no seu mister, mas de uma arrogância que impressiona, de uma faculdade não menos indescritível  pra dar rasteira nos adversários nos negócios de futebol, implantou no Palmeiras a política que usou no Cruzeiro e que. infelizmente, deixou sequelas. 

APOIO EXTERNO - Tá na cara que contou com apoio da diretoria do clube celeste na transação Egídio com o clube ucraniano, que não paga nem visita, quanto mais salários. O presidente Gilvan do Pinho Tavares no final do ano afirmou que o Cruzeiro não seguraria nenhum jogador que recebesse proposta do exterior dentro do pré-estabelecido. Egídio teria recebido uma de 2 milhões de euros. Foi liberado.

GOLPE UCRANIANO - Mas o clube ucraniano não é mau pagador, como o Cruzeiro fez o negócio? De mentirinha. Tanto que logo depois, Egídio voltou ao Brasil e foi pra onde? Pro Palmeiras de Alexandre Mattos.  O que me admira, no entanto, é esse assunto virar notícia especulativa na imprensa. O Egídio é um tremendo cabeça de bagre.

TORCIDA PARECIA ALIVIADA - A torcida respirava fundo quando a bola adversária chegava ao seu setor. A torcida e os zagueiros, principalmente o responsável por jogar nas costas de Egídio. Quando ele foi negociado e veio Nena e voltou Gilson, os torcedores quase soltaram foguetes. Porém, Gilson é um velho conhecido e limitado jogador. Nena foi a decepção: não joga nada, só na Seleção Chilena.

MENINO BAIANO - Tem o menino Pará, que o Cruzeiro trouxe do Bahia, só que o técnico Marcelo Pacote Oliveira é masoquista. Gosta de sofrer bastante, fazer a torcida sofrer, também, antes de tomar uma providência e botar o garoto pra jogar. Pretende esperar que ele ganhe experiência, quando tiver 30 anos.  Que o Palmeiras viva em paz com seu novo "reforço". o inacabado Egídio.

CRUZEIRO EM CUIABÁ - O Cruzeiro fará sua estreia no Brasileiro deste ano enfrentando o Corinthians, na Arena Pantanal, em Cuiabá. O mando era dele, mas foi tomado pelo STJD por causa de lambanças da torcida celeste num dos jogos do final do ano passado. O jogo será dia 10 de maio e inicialmente chegou a ser marcado pro Mané Garrincha, em Brasília, mas o empresário Roni, dono da R7, empresa do ramo e ex-jogador estrelado entrou no caminho e desviou a bola pra Cuiabá.

TORCIDA NÃO AJUDA -  Isso vale pra torcida aprender, se tiver capacidade pra tanto. Não falo dos torcedores em geral, mas dos grupelhos chamados de torcidas organizadas. De qualquer forma até Brasília seria melhor que aquele calor brabo do pantanal.

GALO NÃO SAI DO TERREIRO - A diretoria do Atlético resolveu manter o jogo contra o Santa Fé, na abertura do returno da fase de grupo da Libertadores, para o Horto, onde quem cai lá só sai morto. Heita nós! E isso vale pro torcedor, também, porque terá correr a partir desta quarta-feira, às 10h da manhã, pra conseguir ingresso.

PREÇOS AMARGOS? - Não, penso que não. Quem gosta de futebol e ama o Galo paga. Eu como sou pobre, fico em casa e vou ver pela televisão. O jogo marcado para o dia nove de abril, numa quinta-feira, só terá transmissão pela tevê fechada. No entanto, a cretina da Globo marca a partida para às 9 e 45, ou seja, depois da novela, cuja audiência é do tamanho do dedo mindinho de japonês - pra não dizer outra coisa - e arrebenta com a torcida. Após o jogo, pelo horário, não há metrô. Os valores serão de R$ 20,00 e R$ 400,00. A venda online, exclusiva dos sócios Galo na Veia Prata terá início às 10h, desta quarta, no galonaveia.com.br.
DIVISÃO IGUAL - Pedro Lopes G., de Divinópolis, me manda uma mensagem malcriada, na qual diz que é fã de Chico Maia - grande vantagem, eu também sou - mas que gosta de ler as duas colunas. Minha e do Chico. Acha interessante porque meus assuntos abordam mais o Cruzeiro e os do Chico mais o Atlético. Vocês não deviam ser  isentos? Devíamos nada. Eu no entanto sou odiado por grande parte das duas diretorias, com raras exceções. O Chico, com aquele seu jeitão de menino criado com a avó, é lambido por todas elas.

NÃO CUSTA DESCONFIAR - Atlético x Independiente Santa Fe, pela Copa Libertadores, terá arbitragem uruguaia:  O árbitro central  será Andres Cunha; seus auxiliares  Maurício Espinosa e Miguel Nievas.  Não conheço nenhum deles, então não abono.Cruzeiro x Mineros, dia 08 de abril, uma quarta-feira, será apitado por chilenos: Jorge Osório, dono do apito: auxiliares: Marcelo Barraza e Cláudio Rios. Jogo pelo Grupo 3. liderado pelo Cruzeiro com cinco pontos. Conheço o juiz, não merece aval, também, não.

domingo, 29 de março de 2015

RAPOSA E GALO GUARDAM DISPUTA DO PRIMEIRO LUGAR PRA RODADA FINAL.



O Cruzeiro tem 7 vitórias e três empates e nenhuma derrota, mais 24 pontos, saldo de 17 gols e 22 marcados. É líder, mas não garantiu esta posição importante pra fase seguinte do Campeonato Mineiro que lhe garantiria fazer o segundo jogo da semifinal e da final - neste caso se chegar lá. Isso porque o Atlético encostou com também 7 vitórias, duas derrotas, um empate, mais 22 pontos, saldo de 15 gols, 20 marcados vice líder. Ambos levaram cinco gols.

ÚLTIMA RODADA PEGA FOGO - A 11ª rodada, que será bem interessante, no próximo domingo:  os azuis jogam no Mineirão contra o Tombense, quarto colocado, com 17 pontos, porém atrás de mais um ponto pra manter-se no G-4. Já o Atlético enfrentará o desesperado Boa Esporte, primeiro time fora da zona do rebaixamento, com oito pontos ganhos, os mesmos da URT, a primeira do buraco negro. O jogo será em Varginha.

BRIGA PRA NÃO CAIR - Além dessa briga pelo primeiro lugar, o G-4 terá a disputa da Caldense contra o próprio Galo pela vice-liderança, ambos com 22 pontos e os atleticanos uma vitória a mais. A turma de Poços de Caldas tem uma tarefa difícil, pois joga contra o Villa Nova, franco atirador, não cai nem sai do lugar, no Penidão de Nova Lima. Como eu disse acima, da briga entre Tombense e América, pela última vaga do G-4, ambos com 17 pontos, sendo que o time da Zona da Mata tem 5 vitórias contra 4 do Coelho. O América tem a seu favor o mando de campo: joga no Horto contra o Democrata Pantera, que luta pra não cair. Está em oitavo lugar com oito pontos, um a mais que a URT e o Guarani.
Querem mais emoção ou tá tudo pouco demais?

PASSEIO DO GALO - O Atlético cantou de Galo, mais uma vez, no seu terreiro, o Estádio Independência e não deu a menor chance pro Leão do Bonfim. O clássico foi agradável pela boa atuação do time de Levir Culpi e porque Carlos desencantou-se, após alguns meses sem marcar. Marcou duas vezes e encontrou de novo no argentino Lucas Pratto um excelente parceiro. Outro destaque foi Marcos Rocha e suas assistências fantásticas: colocou a bola na cabeça de Pratto, no segundo gol, aos 3´m do segundo tempo. Luan e Cárdenas foram mais discretos e Culpi, de novo, sacou Cárdenas, aos 25m do segundo tempo pra colocar Dodô.  Sei lá...
 

LOURAÇA ATLETICANA - Leonardo Silva ficou o primeiro tempo no banco e entrou no intervalo. Nada sentiu e trouxe mais tranquilidade à Comissão Técnica para os jogos da Libertadores. O melhor em campo foi Carlos, mas quem saiu abraçado com uma bela louraça de 200 talheres foi o mascote do Galo. Esse bicho não é bobo nem nada!!! (Foto de Rodrigo Fonseca, Superesportes)

RAPOSA SUPERA TUDO - O goleiro Fábio teve que trabalhar bastante, com grandes defesas, porque a URT não estava a fim de entregar o ouro dentro do Estádio Zama Maciel, em Patos. Segurou enquanto pôde e contra-atacou perigosamente em diversas oportunidades. A falta de entrosamento do time mesclado por Marcelo Pacote Oliveira foi patente. Eis a formação celeste deste domingo: Fábio; Ceará, Manoel, Léo e Gilson; Willian Farias e Charles (Eurico); Marquinhos, Marcos Vinícius (Joel) e Judivan (Gabriel Xavier) ; Leandro Damião. A URT aguentou o primeiro tempo, mas logo no início do segundo, Marquinhos fez 1 a 0. E aos 49m, num contra-ataque Joel passou a régua e fechou a conta. Cruzeiro, 2 a 0. Tenho quase nada a falar da partida, exceto por aquilo que ouvi dos companheiros da Rádio Itatiaia. Vou aguardar o vídeo.

OITAVA VITÓRIA DE DUNGA - Também não vou comentar Brasil 1 x Chile 0, na Inglaterra, porque conforme alertei antes não gosto desses amistosos chupa-sangue da CBF. Os globais uivaram de satisfação porque foi a oitava vitória de Dunga. O negócio deles nem é torcer pelo treinador à frente do escrete, mas pelas vitórias da CBF, seja quem for o seu presidente. Ou o milionário Ricardo Teixeira que coça o saco em Miami ou o galinha Marco Polo Del Nero.




VOCÊ SE LEMBRA DE GLADSTONE? - E não é que otrodia eu até me perguntei por ele. O zagueiro Gladstone, aquele no caso da fralda, lançado por Vanderlei Luxemburgo, no time titular do Cruzeiro, na decisão da Copa do Brasil, no Mineirão, por falta de outro. E o danado deu conta do recado e o Cruzeiro foi campeão. O repórter Guilherme Gonçalves, do GloboEsporte.com, fez uma matéria com Gladstone que eu gostaria de reproduzir aqui pra mostrar as voltas positivas do futebol. Segundo o repórter, "Gladstone coleciona boas histórias para contar. Trintão e com mais de uma dúzia de clubes na carteira de trabalho, o jogador revelado pelo Cruzeiro no início dos anos 2000 é um autêntico operário da bola. Carrega na memória as lembranças e os altos e baixos das quase 14 temporadas como jogador profissional. Em 2015, aceitou o desafio de ser o xerifão do Itumbiara no Campeonato Goiano. No gramado no estádio Juscelino Kubitschek, seu habitat atual desde janeiro, o defensor abriu o livro de recordações - que inclui passagens por equipes como Palmeiras, Juventus, da Itália e Sporting, de Portugal, além da seleção brasileira".
"FAIXA DE CAMPEÃO OU FRALDA? Vai ser campeão ou vai se borrar? Foi o que ele me perguntou quando entregou a faixa e a fralda na final" - Luxa em 2003

- Foi um período importante na minha formação. Tinha de 18 para 19 anos, e acabou sendo uma aprendizagem. Trabalhei com grande jogadores, e isso formou não apenas o atleta Gladstone, mas também o homem. Foi uma grande vivência. Se por um lado não joguei tantas partidas, por outro pude crescer pessoalmente e desenvolver meu caráter.
Enquanto esteve no Juventus, Gladstone conviveu com jogadores importantes na conquista da Copa do Mundo de 2006 pela Itália. Entre eles, nomes como Buffon, Zambrotta, Del Piero e Camoranesi. O relacionamento mais marcante, contudo, se deu com um colega de posição: Fábio Cannavaro.
- Pouco depois, um dos meus companheiros viria a ser o melhor do mundo: Cannavaro. Um zagueiro que é um cara sensacional e me ensinou muito sobre posicionamento. A escola italiana é muito boa. Ele me via com alguns defeitos e sempre tentava corrigir. Foi um ano em que aprendi muito e consegui conquistar o carinho deles também - recorda com orgulho.

IDAS E VINDAS - O retorno ao Brasil culminou na segunda e última passagem pelo Cruzeiro, de 2006 a 2007. Em seguida, vieram empréstimos para Sporting, de Portugal, Palmeiras, Náutico e Portuguesa. Ao término do contrato, se transferiu ao Vaslui, da Romênia, clube que defenderia por três anos.
- A Romênia é um país muito diferente. Portugal se encaixa mais com o perfil brasileiro. Foram quase três temporadas na Romênia, um período proveitoso, mas difícil. Devido à língua e também ao frio. O próprio povo é muito fechado. Sei que fiquei um pouco escondido durante essa fase, mas não me arrependo de nada. Pude dar uma boa educação aos meus filhos e o lado financeiro também pesa. Não tenho do que reclamar. Só da língua e do clima.
o Palmeiras, as coisas iam bem, mas uma série de adversidades fez com que Gladstone não tivesse vida longa no clube. O clube paulista terminou o Brasileirão de 2008 em quarto lugar e garantiu vaga na Libertadores, mas o zagueiro já estava de saída e não teve muito o que comemorar.
- Comecei bem lá. Estávamos muito bem no Brasileiro, mas depois enfrentamos alguns problemas políticos no clube. São problemas que times grandes normalmente passam. Minha esposa também estava grávida, então optei por não me estressar muito para não atingi-la. Ela já havia perdido uma criança antes. Entrei em acordo com o clube e rescindi. Agradeço muito ao Palmeiras. Torço para que os profissionais que estão lá tenham sucesso.
XERIFE NA FRONTEIRA - Insatisfeito em Portugal, onde estava defendendo o Gil Vicente, o zagueiro rescindiu contrato, voltou ao Brasil e aceitou, em janeiro deste ano, o desafio de disputar o Campeonato Goiano pelo Itumbiara, um dos poucos clubes do interior de Goiás que já foi campeão estadual, em 2008. Localizada no sul do estado, a cidade faz divisa com Minas Gerais. Fator que deixa o zagueiro próximo da esposa e dos filhos Miguel e Alice, que moram em Belo Horizonte, e que o convenceram a vestir a camisa do Gigante da Fronteira, atualmente na briga por vaga na semifinal do Goianão.
- Hoje o futebol goiano tem se destacado bastante e é uma boa vitrine. A questão familiar também me fez optar por voltar ao Brasil. Quando tive o convite do Itumbiara, não pensei duas vezes. Estou muito feliz, pois as coisas estão correndo bem.Tenho uma experiência e pretendo jogar vários anos ainda. Penso em voltar à Série A e despertar o interesse de grandes clubes.
Voltar a jogar na elite do futebol brasileiro é algo que ainda mexe com Gladstone. Aos 30 anos, o capixaba se considera apto a atuar em alto nível por mais algumas temporadas. As boas atuações no Itumbiara podem ser o estímulo para que algum grande clube aposte novamente no jogador, orgulhoso da trajetória que trilhou ao longo da carreira - e que faz questão de não esquecer o ensinamento da noite do dia 11 de junho de 2003: sempre escolher a faixa de campeão, não a fralda.
- Tem sido uma carreira boa. Já são quase 14 anos nessa estrada. Ainda não parei para contar os títulos, mas foram vários. Várias vitórias e muitas amizades construídas. O ano de 2003 foi inesquecível, e tive a honra de faturar a Tríplice Coroa com o Cruzeiro: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Depois, ninguém mais conquistou. Foi uma fase que ficou marcada na minha carreira. Espero conquistar mais. Até chegar a hora de parar - conclui.

 

sexta-feira, 27 de março de 2015

GALO E LEÃO JÁ FOI CLÁSSICO ATÉ DE DECISÃO DE CAMPEONATO. O QUE SERÁ DESTA VEZ NO HORTO?








EU OUVI FALAR...- Não é do meu tempo, nem quando eu era menino pequeno lá na República Independente do São João do Caratinga. Por ouvir falar é que eu sei que Atlético e Villa Nova, duas histórias centenárias do nosso futebol, já fizeram clássicos memoráveis na decisão de campeonatos mineiros. Naqueles tempos do tricampeonato do Leão do Bonfim.  Tanto que, quando o Galo ia à Nova Lima, o policiamento tinha de ser reforçado. No encontro das duas torcidas saíam até faíscas.

NÃO MAIS COMO ANTES - Hoje diminuiu uns 60%. Tudo bem que a presença do Atlético na terra do ouro, das minas imperiais e inglesas, ainda causa certo tremor de terra. Penso que o Leão ruge mais alto atualmente fora de seus domínios, porque o estádio Castor Cifuentes continua sendo tão perigoso pros adversários quanto pro time da casa.

FORA DO PENIDÃO - O campo é pequeno, sem comodidade, gramado ruim, próximo demais do alambrado. Peguei a fase da velha Toca do Leão. Falaram em construir um novo estádio e a politicagem não deixou e reformaram o Castor Cifuentes.  O clássico deste domingo será no Horto e lá, também, o Villa tem história pra contar, inclusive de um título da Segunda Divisão Brasileira do qual pouco se fala.

JOGÃO ESTÁ DE VOLTA? Para os villanovenses fanáticos,- existem muitos ainda em Nova Lima - o fato de jogar no Independência não dá ao Atlético nenhuma vantagem. Pelo contrário. Ajuda ao Villa que sai daquele seu curral desfavorável pra jogar num campo que conhece bem. Portanto, amigos, parece que o velho clássico de rivalidade centenárias estará de volta. Não percam...

CRUZEIRO QUER RECUPERAR BOLA PARADA - O velho e saudoso Kafunga dizia que esta história de bola parada é coisa de técnico, cronista e jogador cabeças-de-bagre. Perguntava, rindo: "Onde já se viu bola parada entrar no gol?" Hhahahah.  Claro que se tratava de uma das múltiplas gozações do Velho Kafa. Aproveitava algumas tiradas de seu amigo João Saldanha.  Este odiava quando alguém por perto dizia: "o futebol brasileiro está na entressafra". E contra-atacava: "Que entressafra? Por acaso somos todos fazendeiros?".

LEMBRANÇA DAS MELHORES - Certa vez, num programa da TV Itacolomi, Bola na Área, Saldanha,  como técnico da Seleção Brasileira era entrevistado por uma equipe dos Diários Associados-MG. Eu estava no bolo, como diretor de esportes da Rádio Guarani. Caí na besteira de perguntar-lhe como se arrumaria com o futebol em plena entressafra, após o mundial de 66. Respondeu como de costume: "Ô garoto, você é fazendeiro?" Dei o troco na hora: "Não se faça de engraçadinho, Saldanha, você entendeu a minha pergunta". Para minha surpresa, ele não perdeu a esportiva. Deu aquele seu tradicional risinho de boca fechada, pelo canto dos lábios, e me disse: "Não me leve a mal, garoto, e não perca a esportiva. Eu sou assim mesmo".

O GAROTO ERA EU - A memória dele, era de elefante: não é que em 1986, na Copa do México, enquanto esperávamos uma feijoada falsicada num bar brasileiro na capital mexicana, Saldanha lembrou: "Quer dizer que aquele garoto fazendeiro era você?"

FALTA QUE FAZ - Nos dois brasileiros seguidos que venceu, o Cruzeiro tinha uma arma mortal: a bola parada. Fosse de escanteio, de falta pelos lados ou de falta em cobrança direta.  O técnico Marcelo Pacote de Oliveira tá atrás de um cara assim no atual time.
 Os seis cobradores do bicampeonato deixaram o clube: Everton Ribeiro, Lucas Silva, Egídio, Dagoberto e Nilton, enquanto Júlio Baptista,se recupera de cirurgia.  
Em 2013, o Cruzeiro marcou cinco gols de falta, com Everton Ribeiro, Egídio, Dagoberto, Nilton e Júlio Baptista. Já em 2014 foram quatro, marcados  por Everton Ribeiro, Júlio Baptista, Lucas Silva e Egídio.

REVELAÇÃO PERNAMBUCANA - O meia Marcos Vinicius, 20 anos, entrou bem na partida contra o Mamoré, agradou tanto ao treinador Pacote que deverá ter nova chance em Patos de Minas, domingo, contra a URT, no Estádio Zama Maciel. O garoto, ainda, pertence ao Náutico Capibaribe e está emprestado até julho. O Cruzeiro tem preferência na compra de 50% dos direitos dele, por R$ 900 mil. Sem dinheiro, o Náutico espera acertar com os azuis e com a importância pagar três meses de salários atrasados. Cruzes!

DUNGA FALA EM MUDANÇAS -

(Superesportes) A Seleção Brasileira terá novidades na escalação diante do Chile. O jogo será  às 11 horas (de Brasília) de domingo, em Londres. As mudanças fazem parte do planejamento de trabalho de Dunga e não está ligados à qualquer reprovação do técnico ao desempenho do time na vitória por 3 a 1 sobre a França.
“Ainda não pensei em nomes. Vou ver quem está mais ou menos desgastado. Queremos manter uma base, mas mudará um pouco, pelas características dos jogadores.”

FIRMINO E NEYMAR - Contra a França, Dunga apostou em Roberto Firmino (que elogiou) ao lado de Neymar no ataque do Brasil, em substituição a Diego Tardelli, cortado por lesão. Outra surpresa  foi a entrada de Elias no meio-campo, no lugar  de Fernandinho.
Apesar de suas observações na Seleção, Dunga ainda não fechou as portas à ninguém na Copa América. Por isso, Elias e os seus companheiros têm que continuar a merecer a confiança do comandante a partir do amistoso com o Chile.

JOGO DE CONFIANÇA - “Tento transmitir essa confiança para eles, até porque a maioria foi muito criticada depois da Copa do Mundo. Estão no caminho agora, buscando um equilíbrio, e quero dar sequência. Mas não tenho uma porcentagem definida para a Copa América. Vamos observando tudo”, afirmou Dunga.
O bom momento também não fez o técnico deixar de valorizar o Chile, que sediará o torneio continental. “Além de jogar em casa, eles fizeram uma ótima Copa do Mundo. Isso coloca os seus jogadores entre os favoritos ao título da Copa América. Eles praticam um futebol ofensivo”, enalteceu Dunga.

TRAPAÇEIRO ATACA - O excelente diretor jurídico do Atlético, Dr. Lásaro Cândido da Cunha informou que o Atlético fez uma notificação judicial ao Palmeiras, porque acredita que o meia Giovanni Augusto, que entrou na Justiça contra o clube pedindo a rescisão indireta do contrato, esteja sofrendo influência de aliciadores ligados ao clube paulista.
No clube atleticano, aliás, todos entendem que o Palmeiras esteja por trás da decisão de Giovanni Augusto, por causa do seu diretor remunerado de futebol, ex-cruzeirense, Alexandre Mattos,acostumado a esse tipo de artimanha. Mattos disse que, realmente, interessou-se pelo jogador, mas quando soube de sua situação contratual, desistiu. Sei lá!...

MENTIRINHA BOBA - Dátolo informou, talvez pra fazer uma médiazinha desnecessária com a Massa, que teve chance de fechar um contrato mais vantajoso financeiramente do que este que assinou com o Galo. Aos 30 anos, teve a chance de ir pro Catar, ficar rico. Ou é louco, ou mentiroso.



quinta-feira, 26 de março de 2015

MORRE ZÉ BONITINHO, UMA NOTÍCIA BEM MAISTRISTE QUE O FUTEBOL FEIOSO DO CRUZEIRO NO EMPATE COM O MAMORÉ


  
Estava este filho de dona Geralda roendo a goiabinha vermelha de Rio Casca, que Jorginho Mexidim  trouxe pra mim ao saber das minhas agruras em não encontrá-las mais ao passar por lá, retornando de Caratinga, quando aquela sensação de algo que ainda não fizera me interrompeu. Parei de ler "Todos os contos", de Gabriel Garcia Marques, em versão original, saboreava, junto com a goiabinha, no meu Kindle , da Amazon, e vim escrever a Trincheira.
SAPO PATUREBA - Não é que me esquecera de escrever alguma coisa pra hoje sobre a porcaria de jogo que tive de engolir  entre Cruzeiro 1 x Mamoré 1, que é chamado de Sapo pelos seus torcedores. Ou seja, que nem disse o ditador João Batista Figueiredo, sobre Lula, "vou ter de engolir um sapo barbudo", eu tive que engolir um sapo patureba, lá da terra natal de José Lino Souza Barros, o brilhante apresentador do Rádio Vivo, na Itatiaia.
CADUQUICE TOTAL - O pior é que o chamei de URT durante toda semana. Justo o seu arquirrival em Patos. Caduquice total! Mas voltando à vaca fria, no jogo o Cruzeiro fez com seu time mesclado e mal escalado bom primeiro tempo. Encurralou o Mamoré e perdeu uns cinco gols. Só o tal de Riascos, tremendo cabeça de bagre, perdeu uns três. O primeiro deles foi ridículo: nem o goleiro Gilberto - melhor em campo - ele tinha pela frente e chutou no travessão.
SEGUNDO TEMPO FEIO - No segundo tempo, quando a gente esperava o massacre com o Mamoré pregado, o time de Patos passou a dominar a partida e fez 1 a 0. O Cruzeiro precisava da vitória. O empate o colocava de novo em primeiro lugar, pelo saldo de gols, melhor que o da Caldense. Mas fico pensando: se o Mineirão sempre foi considerado a toca da Raposa, onde é imbatível, porque neste campeonato, em cinco jogos, o Cruzeiro empatou três com times de menor categoria?
GOL DUVIDOSO - O empate só veio aos 42m, mesmo assim num gol bem duvidoso, porque a bola tocou antes de sobrar para o artilheiro Leandro Damião, em Joel, impedido. O certo é que o juiz validou, o Cruzeiro empatou sem merecer, e Leandro Damião foi premiado mais uma vez, pelo seu esforço e sua liderança. Além de marcar tem jogado bem, como centroavante moderno, fazendo pivô, saindo da área, abrindo espaços e presente nos lances decisivos. Marcou seu oitavo gol no campeonato; é o artilheiro isolado.


MORRE ZÉ BONITINHO -  Enquanto pensava no que escrever sobre a pobre partida, li a notícia da morte de Jorge Loredo, 89, o comediante Zé Bonitinho, morreu por volta das seis e meia da manhã desta quinta-feira, segundo informou o SBT, onde ele era contratado há vários anos.O comediante estava internado no Hospital São Lucas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, desde o dia três de fevereiro.
MARZO PRIMEIRA PERDA - Segunda grande perda do mundo artístico este mês. O primeiro foi Cláudio Marzo, um ator de mil facetas, bom de serviço. O SBT informou, também, que as causas da morte não foram divulgadas pela instituição médica ou pela família. Porém, o humorista do programa A Praça é Nossa, do SBT, estava em estado grave e afastado do trabalho há alguns meses.

FRANÇA x BRASIL - PARA QUEM GOSTA

Se a Seleção Brasileira marcar amistoso contra o Fluminense da Rua do Sal, no glorioso Estádio Dr. Maninho, no alto da Colina do Dragão, podem ter certeza de uma coisa: a vanguardista crônica esportiva brasileira, na sua maioria, irá perguntar ao Dunga o que ele pensa da goleada de 7 a 1 que levamos da Alemanha. Con`s os diabos, gente! Isso vai durar até quando? Deve ser mais do que durou o Maracanzasso contra os uruguaios. Jamais pagamos esta conta! Aí imagino que se levarmos outro sapeca iá-iá agora da França, o foco seria mudado?

Para os colecionadores, os dados do amistoso Brasil x França são os seguintes:


FRANÇA - Mandanda; Sagna, Varane, Sakho e Evra; Sissoko, Schneiderlin, Matuidi e Valbuena; Benzema e Griezmann. Técnico: Didier Deschmaps.
BRASIL - Diego Alves; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho, Willian e Oscar; Neymar e Roberto Firmino. Técnico: Dunga.
ÁRBITRO - Nicola Rizzoli (Fifa/Itália).
HORÁRIO - 17 horas (de Brasília).
LOCAL - Stade de France, em Paris (França).

quarta-feira, 25 de março de 2015

TREINADORES DE SALÁRIOS ALTOS FIQUEM EM ALERTA: CLUBES QUEREM REDUZIR TUDO PELA METADE

FIQUEM DE OLHO, MARCELO E LEVIR






(AGÊNCIA ESTADO )  Três clubes do Rio de Janeiro seguiram exemplos de Santos e Internacional, no quesito treinadores medalhões, com salários acima de R$ 300 mil. Fluminense dispensou Cristovão Borges e contratou Ricardo Drubsky, apesar da pressão da torcida que queria Abel Braga;  . Vasco da Gama  e Botafogo, já haviam feito isso antes, contratando técnicos baratos - Doriva e Renê Simões.

NOVA LEI NA COLA - A questão está nas folhas mensais não quitadas e na nova lei prometida pelo governo federal, já apoiada pela Fifa e CBF. Clubes com salários  atrasados correm risco até de rebaixamento. A maioria tá endividada e com a medida provisória de refinanciamento dos débitos fiscais na cola. Isso exigirá boas práticas de gestão, sem desvio de dinheiro dos clubes.

PÉS NO CHÃO - Os dirigentes botam os pés no chão. Aprendem agora que precisam gastar menos e uma das primeiras providências é redução drástica nos salários dos treinadores. Aviso pra Levir Culpi e Marcelo Pacote Oliveira: salários altos só no exterior, ou melhor, no Japão e na China, ou nas Arábias. Os dias em que os técnicos recebiam salários de R$ 500 mil, R$ 600 mil e até mais parecem contados.

Doriva, do Vasco; Drubsky, do Fluminense, Simões, do Botafogo - técnicos baratos

SEM EXPERIÊNCIA - Aos 55 anos, sem experiência em clubes do eixo Rio-São Paulo, Ricardo Drubsky assinou com o Fluminense pra ganhar R$ 180 mil mensais,um valor R$ 70 mil mais barato do que pagava a Cristovão Borges.O presidente do Fluminense Peter Siemsen avisou que não contratará mais "treinadores caros".

MAIS POBRE - O tricolor carioca empobreceu após perder o patrocínio total que tinha da Unimed há mais de uma década. Segundo seu cartola, precisa agora saber como conviver com a nova realidade. Não se sabe se Fred, ídolo da torcida, continua ganhando quase um milhão de reais por mês. Segundo Siemsen, bem que ele tentou contratar outros treinador. Mas Ney Franco,  o preferido, pediu R$ 260 mil por mês e Argel Fucks teria exigido R$ 200 mil. O Flu ficou com a opção mais em conta.


Tite é o treinador mais caro do País: Corinthians se orgulha disso



GRATIFICAÇÃO  -  Também em situação financeira delicada - o pagamento dos direitos de imagem dos atletas, por exemplo, estão atrasados -, o Santos radicalizou. Mesmo com o time invicto no Campeonato Paulista, dispensou Enderson Moreira, que ganhava R$ 180 mil mensais e havia reclamado dos atrasos de pagamento; efetivou Márcio Fernandes, funcionário do clube, com vencimentos de R$ 10 mil em carteira.
Além disso, em vez de aumentar o salário do novo treinador, optou por pagar gratificações mensais (valor não revelado). O mesmo recurso está sendo utilizado para remunerar os dois auxiliares de Fernandes, Serginho Chulapa e Edinho, igualmente assalariados do clube.

 GOLPE NO INSS - Na prática, o Santos, Fernandes e seus parceiros vão fazer um contrato de gaveta e dar o tombo no INSS. Porém verão mais dinheiro entrar nas contas deles  enquanto estiverem em seus cargos de comando do time principal. Se caírem, voltam a receber o descrito em carteira. Se o Sanmtos contratar outro treinador, eles perdem as vantagens, explicou o presidente Modesto Roma Júnior.
O Santos tentou contratar um treinador de nome. mas Dorival Junior pediu e foi irredutível na pedida de R$ 300 mil mensais e simplesmente foi preterido.

FOGÃO NA BANCARROTA - Rebaixado à Série B do Brasileiro e quase na bancarrota, o Botafogo não renovou com Vagner Mancini, que ganhava R$ 150 mil mensais, e reabilitou René Simões, que até então vinha trabalhando como comentarista de uma emissora de TV a cabo. Salário: R$ 60 mil. René não reclama. Ao contrário, encara a situação sem rodeios. "Eu não estou ganhando mal, estou ganhando muito bem. O futebol brasileiro é que estava fora da realidade", disse ao ser apresentado, o que não repercutiu bem entre os colegas de profissão.

EURICO CORTA GASTOS -  Eurico Miranda voltou a reinar no Vasco depois de alguns anos de afastamento e uma de suas primeiras decisões ao assumir, em dezembro passado, foi limitar o salário do treinador da equipe a R$ 100 mil. "O clube passa por uma situação difícil e não tem sentido pagar salários absurdos."
Decisão tomada, mandou um emissário à casa de Joel Santana - assumira o time em setembro passado em troca de um "soldo" de R$ 200 mil -, comunicar-lhe que estava demitido. Joel esperneou, disse que se sentia injustiçado pela "paga" que estava recebendo por trazer a equipe de volta à Série A, mas não adiantou. Está vendo o Vasco pela televisão.

INTER PAGA ALTO - Até mesmo o Internacional está conseguindo economizar, mas apenas um dinheirinho com o treinador. Paga entre R$ 300 mil e R$ 500 mil ao uruguaio Diego Aguirre, que ainda não superou a desconfiança da torcida e tem o trabalho questionado também pelo ganha. O treinador anterior, Abel Braga, embolsava R$ 550 mil a cada 30 dias de trabalho.

COISA DO PASSADO - O uruguaio chegou ao Inter no fim de dezembro e desde então vive na corda bamba. O presidente do clube, Vitório Píffero, garante que ele fica pelo menos até o fim do ano. Mas, se mudar de ideia de uma coisa já avisou que não abrirá mão: pagar salário considerado realista ao treinador que vier. Salários milionários entende, são parte do passado.

  


A VEZ DOS PITAQUEIROS NA TRINCHEIRA
                      
PITACO DO LEITOR -  O leitor Paulo Hamacek, que sempre está com a gente e tem participação efetiva no blog com comentários de alto nível, manda outra mensagem interessante. Diz ele:" Caro Flavio , em sua ultima coluna você evidencia o jogo do Cruzeiro , em detrimento ao da seleção brasileira , talvez acreditando que o time do Cruzeiro pratique um excelente futebol , taticamente moderno , ótima marcação , etc ".

" Acontece  que não se vê nada disso no atual time.Infelizmente. Parece que nossos técnicos , nossos analistas de futebol, estão achando essa mediocridade uma maravilha . Nossas seleções de base não apresentam nada tático quanto a marcação , posicionamento, etc , sem conjunto , jogadas ensaiadas , os mesmos agarra- agarra , arremesso de lateral quase sempre paralelo  a lateral ,não possibilitando nenhuma armação de jogada , chutões prá frente mesmo contra times fracos  dificilmente ganham disputas de cabeça e por ai vai . 

Desses atuais times e técnicos , pouco se vê de tática , jogadas ensaiadas , posse de bola , etc .  Dá para ver a retranca do Corinthians , a marcação e as jogadas pelas pontas do Atletico e... só . Dos outros , quando o jogo é parelho , noventa minutos de tentativas infrutíferas e passes errados .   Por gostar de futebol , ter tempo  disponível para ver bons jogos , prestar mais atenção em alguns casos , etc , a única coisa fora da mesmice e da mediocridade do nosso atual futebol , foi ver a tentativa de fazer algo diferente , foi o técnico do AUDAX -SP , Fernando Diniz , que , mesmo com jogadores comuns , joga com marcação adiantada , posse de bola , jogadas ensaiadas , tentando barcelonizar , baienizar esse nosso ultrapassado futebol . 

È uma pena nossa televisão , jornais , etc , achar que só vale a pena falar de times badalados , visando audiência para  agradar seus fanáticos torcedores , deixando de mencionar as seleções de base , seus fracos treinadores , fazendo criticas construtivas para o chamado futuro ( pois sim ) dessa base mal formada .

Não sou parente , conhecido , lobista do tal  Fernando Diniz mas , inovador como ele ,deveria ter chance numa seleção de base , time da serie A , etc .Vale a pena , independentemente do resultado , ver um jogo do Audax  antes que o treinador desista e caia na mesmice brasileira . Abraços

Trincheira: ô meu querido Hamacek, a comparação que fiz foi apenas de valor. O jogo do Cruzeiro x URT tem um valor oficial e soma de pontos. Os amistosos das Seleções rendem apenas dinheiro pra CBF e empresários. Grato pela participação
  
Outro ativo leitor, João Batista C. Filho, BH, postou:

Claro, e quem iria ou se interessar por essa cambada de milionários, jogadores "meia boca", encharcados de euros e de uma prepotência enorme, e ainda se achando que estão fazendo favor em vestir a AMARELINHA, que antes era uma honra vesti-la como faziam Pelé, Garrincha, Vavá, Tostão, Falcão... Amarildo, Didi... Gilmar... esses carinhas de hoje papagaidos de brincos de diamantes, tatuagens até no Púbis, Mais parecendo peças de circo do que jogadores de futebol. Ainda por cima comandado por um boçal bronco e ignorante que é esse Dunga. Quem irá perder seu precioso tempo para ficar parado diante da TV para ver esses desfile grotesco... irc. Para me atrair a audiência, essa seleção vai ter que mudar muito, começando pela direção nojenta da CBF e tudo que a envolve... Abaixo esse câncer sem fim!


RODRIGO FREITAS - BH -  A tristeza que vocês sentem é a mesma que sinto, amigos. Sempre ouvi a Guarani para escutar boa música, mas a turma um pouco mais velha conta coisas muito bacanas sobre a Guarani nas décadas de 70 e 80. É um sentimento de perda da história que temos no rádio mineiro e, sim, há uma sensação de que estamos ficando cada vez mais pobres e com menos opção de escolha. Vou repetir o que falei no post: não tenho nada contra emissoras religiosas - sejam evangélicas ou católicas -, mas não acho que o melhor caminho seja obrigar o ouvinte a ouvir programação religiosa. Porque é isso que está acontecendo à medida que as emissoras religiosas estão avançando e tirando boas opções como, por exemplo, a Guarani.

terça-feira, 24 de março de 2015

PREFIRO CRUZEIRO X URT NESTA QUARTA, PORQUE VALE ALGUMA COISA, AOS JOGOS DAS SELEÇÕES PRINCIPAL E OLIIMPICA QUE NAO VALEM NADA


LÁ VEM ELE DE NOVO - Aposto que aqueles leitores que me acompanham há tempos, ou os ouvintes, ou telespectadores, que ao lerem, ouvirem ou verem estes meu repetitivo discurso, comentarão: "lá vem ele de novo com aquela conversa de que não se interessa por amistosos das seleções brasileiras". E é uma verdade. Claro que um jogo conto este de quinta-feira contra a França tem condimento especial por causa da rivalidade. Mas contra o Chile? É esquema pra alguém ganhar uma boa grana e a Seleção fingir que treina.

OLÍMPICOS FRACOS -Os olímpicos, então, é que não me chamam a atenção mesmo. O trabalho de base no Brasil é mal feito. Vejam aí a Seleção sub-17 cortando lenha pra ganhar o Sul Americano. Bateu apertado no Uruguai por 3 a 2 e mesmo assim continua um ponto atrás da Argentina no hexagonal final. A seleção olímpica disputou otrodia o sul americano e levou roçada atrás de roçada e o máximo que conseguiu foi o quarto lugar e a classificação para o Mundial.

PREFIRO OS BRASILEIROS - Sempre me pergunto: por que nos valemos dos jogadores negociados com o exterior, que vêm aqui jogar pela Seleção Olímpica já ricos e entendo que nos fazem um baita favor? Por que não se utilizar o que, ainda, estão por aqui e não têm os defeitos e os cabelos estranhos dos famosos que jogam no Exterior?  Não seria melhor usar a moçada que está em casa, na mão, e que ainda não passaram pelo canto das sereias?

CRUZEIRO SEM TRÊS - A data Fifa que obriga os clubes a liberarem os jogadores quando convocados, mesmo pra amistosos, desfalca o Cruzeiro, em fase de entrosamento, na partida desta quarta-feira contra a URT. O time de Marcelo Pacote Oliveira, sem dúvida, tem elenco pra substituir De Arrascaeta, Alisson e Nena, convocados para seleções: o primeiro, pelo Uruguai; o segundo, pela Olímpica brasileira e o terceiro pela Chilena.  Os celestes não foram pegos de surpresas e para tanto montaram um elenco grande pra disputar a Libertadores, o Brasileiro, o Mineiro e a Copa do Brasil.
  
JOGO TEM VALIDADE - Não é porque o Cruzeiro se classificou às semifinais do Mineiro que o jogo contra a URT não vale nada.  Vale sim. O Cruzeiro precisa vencer pra ultrapassar a Caldense, líder com 21 pontos, enquanto os azuis têm 20. Além do que o Galo vem aí, correndo atrás dos primeiros lugares por causa das vantagens na decisão. Não acreditem que o Galo ficará apenas nos 19 pontos, em terceiro lugar.

MELHORES DO DIA: As melhores informações da última terça-feira foram :
                                                            
a) Ricardo Drubsky contratado pelo Fluminense para o lugar de Cristovão. Já esteve em outros grandes times estaduais, no Paraná e em Goiás,. mas agora chega ao grande centro, de grande mídia, pronto pra mostrar sua competência pro Brasil todo. Pega o Fluminense em crise técnica e financeira, mas saberá dar a volta por cima. Sucesso.


b) Guilherme renovou seu contrato que terminaria dentro de dois dias. O problema: é que continua no chinelinho, entregue ao DM. Seria ótimo se conseguisse recuperação a tempo de jogar ainda contra o Santa Fé. Duvido que isso aconteça, entretanto.Levir Culpi não se arrriscaria voltar com Guilherme numa situação dessa. O caso de Dátolo é diferente. Já vem treinando com bola e penso que até esta decisão contra o Santa Fé aqui no Horto, esteja completamente curado e pronto pra voltar ao meio-campo do Galo.

NEYMAR É O MAIS CARO DO MUNDO - Se a Justiça espanhola decidir, pode tornar a contratação de Neymar pelo Barcelona como o negócio mais caro da história do futebol: mais de R$ 500 milhões, ou quase duas vezes o que custou Cristiano Ronaldo para o Real Madrid. A conta é a seguinte: segundo os órgãos de fiscalização, o Barça pagou 83 milhões de euros (R$ 284 milhões) pelo brasileiro, e ainda teve que dar mais 13,5 milhões de euros (R$ 46 milhões) em impostos, o que já dá 96,5 milhões de euros (R$ 329,2 milhões).
MONTE DE MULTAS - A isso, a Justiça agora quer somar mais um batalhão de multas, uma para Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, outra para Sandro Rosell, ex-mandatário da equipe, e uma para o próprio líder do Campeonato Espanhol. As multas seriam aplicadas da seguinte forma: 3,8 milhões de euros (R$ 13 milhões) para Bartomeu, 25,1 milhões de euros (R$ 85,6 milhões) para Rosell e 22,1 milhões de euros (R$ 75,4 milhões) para o Barça. Tudo isso apenas por crimes financeiros.
TEM ATÉ CADEIA - No âmbito civil, a promotoria planeja mais uma multa para cada um dos cartolas: 1,9 milhões de euros (R$ 6,5 milhões) para Bartomeu e 9,5 milhões de euros (R$ 32,4 milhões) para Rosell.Somando tudo, Neymar custaria nada menos que 158,9 milhões de euros, ou R$ 542.173.411 na cotação desta terça-feira. Como comparação, o Real Madrid pagou 93,9 milhões de euros para contratar Cristiano Ronaldo em 2009. Na última segunda, aliás, a promotoria anticorrupção também pediu dois anos e três meses de prisão para Bartomeu e sete anos e seis meses para Rosell por crimes fiscais na contratação do ex-atleta do Santos

segunda-feira, 23 de março de 2015

CR-7 COÇOU OU FEZ GESTO OBSCENO APONTANDO O SACO PRO JUIZ?


Que discussão mais boba esta da Imprensa esportiva espanhola. Cristiano Ronaldo levou cartão amarelo no jogo contra o Barcelona (2 a 1, catalões) e foi flagrado naquele momento coçando o saco. Alguns levaram o gesto do craque ao limite do ridículo, dizendo que ele ficou p.da vida e mostrou o saco pro árbitro. Não, não. O gesto de mostrar o saco pra alguém, com obscenidade, exige mais: O sujeito tem que encher a mão, pegando por baixo do distinto e o levantando alguns centímetros. Conheço bem, porque fui um especialista no cumprimento desse ritual quando batia minhas bolinhas ( sem trocadilho, senão seria bolotas) nos campinhos de terra em Caratinga.
A edição desta segunda-feira do jornal Mundo Deportivo foi o veículo que levantou a polêmica, exibindo a foto.Já nas imagens transmitidas no programa “La Goleada”, da 13tv, Cristiano Ronaldo foi flagrado apontando para suas partes íntimas (arre égua!)  e provocando, em tom ofensivo, o juiz Mateu Lahoz. O tabloide catalão, inclusive, pediu a aplicação de uma pena ao atacante português. Não sei por quê? Só por apontar. Se pelo menos tivesse apontado e dito, "segura aqui", mereceria uma punição. Que mal tem apontar?

VOCÊ GOSTA, MATEU? - Bom, serei parcial: em outro veículo, a notícia é diferente. Diz que "revoltado com a marcação de falta a seu favor, o português provocou o juiz Lahoz e foi flagrado pelas câmeras que transmitiam o jogo. Cristiano Ronaldo mexeu em suas partes íntimas e provocou o árbitro dizendo “Ei, Mateu! Você gosta? Você gosta”. Condenando a ação de mau gosto do jogador, o jornal catalão não só reivindicou que o atacante deveria ter sido expulso de campo, como deve ser suspenso por determinado tempo da competição, já que tal atitude é completamente antidesportiva. Devo lembrar que este jornal aqui é catalão onde CR-7 é odiado.

SELEÇÕES DESFALCAM CRUZEIRO QUARTA-FEIRA CONTRA URT NO MINEIRÃO


PACOTE ESCONDE O JOGO - Marcelo Pacote Oliveira não poderá escalar três titulares nos próximos jogos: De Arrascaeta foi chamado pra Seleção Uruguaia, que joga contra Marrocos, em Agadir, no sábado; o lateral Mena pra Chilena nos amistosos contra Irã, na Áustria, e Brasil, na Inglaterra, na quinta-feira e no domingo; Alisson foi convocado pela Seleção Olímpica,que enfrentará o Paraguai, na sexta-feira, em Vitória, e o México, no domingo, em São Luís. Por isso, Pacote esconde a escalação de quarta-feira. 

CLASSIFICADOS - A vitória sobre o América, difícil, no Horto, trouxe alegria ao grupo azul porque garantiu antecipadamente o time nas semifinais do Mineiro. Agora é brigar pelo primeiro ou segundo lugares a fim de levar a vantagem nos jogos da fase. A Caldense, por enquanto líder com um ponto à frente do Cruzeiro, também se garantiu após a vitória por 1 a 0 sobre a URT, em Patos de Minas. Nenhum dos dois pode ser alcançado pelo América, quinto colocado.

FOLGA PRA MOÇADA - Feliz da vida com a vitória sobre o Tombense que o colocou em terceiro lugar na classificação geral, com 19 pontos, o técnico Levir Culpi esticou a folga dos rapazes até quarta-feira. O Galo só volta a jogar no domingo, contra o Villa Nova, no Horto e precisa apenas de um empate pra chegar às semifinais, também. Quarta-feira, quando a moçada voltar aos treinos, uma mesa de aniversário estará esperando por ela. É que o Atlético faz 107 neste dia.

OLHO NA LIBERTADORES - O Galo termina sua participação na fase de classificação do Mineiro dia 05 de abril, contra o Boa Esporte, que está na zona de rebaixamento. O jogo será em Varginha. Quatro dias depois, o Galo voltará à guerra da Libertadores, contra o Santa Fé e a diretoria pensa em levar este jogo pro Mineirão. O Atlético tem três pontos no Grupo 1, é o penúltimo colocado, mas em fase de recuperação. Afinal, meteu o ferro no Santa Fé lá na Colômbia,. otrodia mesmo.

SEM PADRINHO FORTE - Cristovão caiu no Fluminense que faz péssima campanha no Campeonato Carioca. Moço bom, educado, teve seus melhores momentos como auxiliar de Abel Braga e sem outro padrinho forte, nem na imprensa, paga o pato. Garanto que ficará no estaleiro por muitos meses até aparecer um clube pequeno do Rio de Janeiro disposto a pagar-lhe uma merreca por mês.


WALTER CHORÃO - Por se tratar do gordinho Walter que já jogou no Internacional, Cruzeiro, Porto de Portugal, Goiás e outros clubes que pagam em dia, ninguém consternado ao ver seu estado de desânimo, confessar que sua cabeça tá ruim por causa dos problemas com os salários atrasados no Fluminense. O pessoal da Fox Sports, no programa Última Palavra, só fez gozar o Walter. com certeza, os altos salários deles não se atrasam nem um dia...

domingo, 22 de março de 2015

CRUZEIRO VENCE CLÁSSICO COM AMÉRICA E ENCOSTA NA LÍDER CALDENSE.


Damião engraxa a chuteira de Arrascaeta, o garçom do jogo (Superesportes)

O clássico do Independência foi bem equilibrado, com forças bem medidas, mas como na vida real é desta forma, a Raposa comeu o esforçado Coelho e subiu pra 20 pontos na classificação geral. Está agora, com uma partida a menos e um ponto atrás da líder Caldense, diferença que, com certeza, deverá tirar quarta-feira diante do Mamoré, no Mineirão. O equilíbrio foi a marca deste América x Cruzeiro, no Horto. O time de Givanildo correndo muito, principalmente no primeiro tempo, quando botou Fábio pra trabalhar umas três vezes e até acertou de raspão, a trave estrelada. O Cruzeiro, com paciência, esperava o Coelho errar pra acertar um contragolpe. Aconteceu aos 19m.

ARRASCAETA APARECE - No erro americano de cobrança de falta no meio-campo, o uruguaio De Arrascaeta ficou com a bola e fez a assistência ao Alisson pelo lado esquerdo. Ele cortou seu marcador e acertou uma bomba de pé direito no canto baixo do goleiro João Ricardo. Foi o primeiro gol de Alisson na temporada: 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO: No segundo tempo, o panorama não mudou e nem os treinadores Givanildo e Pacote mexeram nos seus times. O Cruzeiro jogava com inteligência e paciência e o América atacava em massa. De novo, De Arrascaeta complicou a vida do Coelho. Fugiu pela esquerda, aos 39m, e colocou a bola nos pés do goleador  Leandro Damião, que com um leve toque desviou para as redes de João Ricardo. Placar final, Cruzeiro 2 a 0.

PACOTE TESTA OUTROS - Marcelo Pacote Oliveira testou uma nova formação, a partir doas 29m do segundo tempo. Tirou Marquinhos e colocou Gilson, lateral-esquerdo, que no América jogou, também, de meia de ligação. Depois, entrou com Judivan na vaga de Alisson - até que enfim não trocou De Arrascaeta. Finalmente, aos 43` tirou Leandro Damião e colocou Henrique Dourado, aquele centroavante artilheiro paulista pelo Palmeiras. Riascos e Joel continuam sumidos.

GALO DERRUBA TOMBENSE - Em que pese a importância da partida, disputada entre dois times do G-4 do Campeonato Mineiro, Atlético e Tombense fizeram  um jogo razoável de apenas um tempo no Ipatingão. No segundo, o time de Tombos fingiu que dominou e o Galo enganou a Polícia, fingindo que jogava.
Pratto e Luan marcaram em Ipatinga (Superesportes)

TEMPO DE LUAN - Com a equipe alternativa, sem vários titulares, preservados, o Atlético abriu fáceis 2 a 0 na primeira fase com Luan e Pratto, este num pênalti bem "mandrake", visto pelo árbitro Cleiton Veloso, que, certamente, se o lance acontecesse na área atleticana o árbitro não daria. Outro destaque nesta fase foi o goleiro Darley, do Tombense, que pegou muito e evitou placar maior.
SONO NA FASE FINAL - Na fase final, a coisa rolou sonolenta. Até Luan, melhor em campo, que vinha se esforçando, pisou no freio. Levir Culpi optou por tirar Carlos por Maicosuel; Cárdenas, por Dodô, e, por fim, Pratto por Cesinha; piorou mais ainda. A preguiça só foi afugentada aos 47m quando Luan em bela jogada individual, chutou de fora da área, de perna esquerda, rasteiro, no cantinho do goleiro.

DE OLHO NA LIBERTADORES - Também aqui não cabe qualquer avaliação do placar de 3 a 0, porque se sabe que o Atlético só se preocupa no momento com a Copa Libertadores. Sem dúvida, estará entre os quatro da outra fase do mineiro, junto com  o Cruzeiro.

CALDENSE FAZ BONITO - A Caldense é outra séria candidata a uma vaga e neste domingo bateu na URT por 1 a 0 lá em Patos de Minas. Ficou momentaneamente na liderança à espera do resultado entre América x Cruzeiro, disputado mais tarde. Já o Tombense, apesar da derrota, manteve-se dentro do G-4 com 16 pontos, uma vitória a mais que o Coelho, mas, também, à esperado placar do clássico pra saber se manteria a vaga.

BOMBA, BOMBINHA , BOBAGEM - Meu espião eterno, o repórter mais bem informado das Geraes, WJ, também chamado pela roda de amigos de Wilson José, o repórter que dá o furo, - bem entendido claro - me manda a bomba: a Federação Mineira de Futebol (FMF) vai sair do prédio da avenida Barbacena para uma casa na rua Pinhuí. Aquele prédio já apelidado de edifício Algazarra, foi abiscoitado pelo INSS em pagamento as dívidas sociais da entidade.

MARKETING - Sugestão de WJ: " agora a FMF pode criar seu Departamento de Marketing para ajudar aos clubes menores terem atividade durante o ano todo. E acrescenta: na gestão anterior, os árbitros usavam publicidade na camisa, a FMF recebia, mas não repassava nada aos árbitros e ao sindicato". Agora a coisa é bem séria.




AH, SE A MODA PEGA! - Com os diabos, sô!, essas coisas só acontecem no estrangeiro. A moda de repórter esportiva tirar a roupa pra cumprir promessa pela subida de seu time, por que não pega nas Geraes? A da foto é Alejandra Omaña, torcedora do Cúcuta que irá jogar a primeira divisão do Campeonato Colombiano.  Fiel às suas promessas, Alejandra prometeu ficar pelada, por isso, e cumpriu. Que beleza!