quinta-feira, 12 de março de 2015

CALDENSE PAROU GALO NA RAÇA E ASSUME A VICE LIDERANÇA DO CAMPEONATO MINEIRO PELO SALDO DE GOLS.



VETERANA SEM SUSTOS - A Caldense só se assustou com a presença do time do Galo que Levir Culpi mandou pra campo nesta quinta-feira por causa de um pênalti estranho que Dodô cobrou tão mal pra jogar a bola fora do Estádio Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas. Mandou na partida, numa marcação forte sobre o meio-campo atleticano, porém só conseguiu sua vantagem aos 33m do segundo tempo, num belo contra-ataque da Veterana. A bola terminou nas redes de Victor, num chutaço de pé direito Cristiano (foto) que acabara de entrar em substituição ao artilheiro do time, Luiz Eduardo.

INVENÇÃO PERIGOSA - O time inventado por Levir Culpi, com o colombiano Cárdenas no banco, e um trio atacante de Cesinha, Dodô e Carlos, absolutamente inoperante, foi embrulhado e empacotado pelo esquema do jovem técnico Léo Condé, 36 anos, da Caldense. Marcação forte no meio e saída em velocidade, nas costas de Patrick, que cismou só atacar, com Zambi, Luiz Eduardo e Magno. Não fosse a consciente e a experiência de Victor, sei não o que o Galo traria de Poços de Caldas. Vou botar aí na defesa, a força física do botineiro Donizetti e a qualidade de Jemerson, muito seguro. Alguma coisa melhorou com a entrada de Danilo, mas piorou com a ida de Luan pra centroavante.

DÚVIDA NO PÊNALTI -  Tenho dúvida no pênalti em favor do Galo, no finalzinho do primeiro tempo, em cima de Edcarlos e que Dodô chutou pra longe do gol. Mas não tenho quanto aquele que Luan cometeu sobre o lateral esquerdo Rafael Estevam, no segundo tempo.
HISTÓRIA DO GOL-  lance do gol da Caldense foi o resultado de tudo que escrevi. Marcação forte, tomada da bola de Patrick, que saía disparado e contra-ataque no espaço com Madson e Zambi. Bola rolada pra Cristiano que solto o pé direito de fora da área.

FICHA TÉCNICA; CALDENSE 1 X 0 ATLÉTICO

Caldense - Rodrigo; Jefferson Feijão (Andrezinho), Marcelinho (Paulão), Plínio e Rafael Estevam; Serginho, Yuri, Thiago Azulão e Nadson; Zambi e Luiz Eduardo (Cristiano). Técnico: Léo Condé

Atlético - Victor; Patric, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dodô (Maicosuel) e Luan; Cesinha (Danilo Pires) e Carlos. Técnico: Levir Culpi
Gol: Cristiano, 33min 2ºT
Local: Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas (MG)
Data: 12 de março de 2015
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG) - horrível
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) péssimos.
Cartão amarelo: Zambi, Andrezinho (CAL); Danilo Pires (ATL)
Cartão vermelho: Plínio (CAL)
Público pagante: 4.100 torcedores

PELÉ ASSUSTADO - O eterno rei do futebol, Pelé, levou tremendo susto ao saber que o presidente do Santos,Modesto Roma Junior, incluiu seu filho Edinho, na nova comissão técnica santista, junto com o Serginho Chulapa e Marcelo Fernandes, este efetivado no cargo efetivo de treinador. - Pelé reagiu assim: "colocaram o Edinho nessa? É bom deixar gravado para depois o presidente do Santos não dizer que não foi nada disso".

PERGUNTA PRO LEVIR - Por que você deixa o colombiano Cárdenas, uma das boas revelações do futebol sul-americano, num banco de uma equipe tão chifrim quanto essa atual?

TÉCNICO CORAJOSO - Léo Condé, da Caldense, que empatou na Capital com Cruzeiro e América ( 0 a 0) e venceu o Galo em Poços, 1 a 0, tem se mostrado um treinador corajoso. Sacou no segundo tempo contra o Galo o artilheiro do time, Luiz Eduardo, com cinco gols e colocou o reserva imediato, Cristiano, que tem três gols. Resultado foi a vitória da Caldense com o quarto gol de Cristiano no campeonato mineiro.

COELHO EM VARGINHA - Contra o Boa Esporte, sábado às seis e meia, em Varginha, Givanildo talvez tenha que lançar mão do zagueiro André, que o ex-treinador Moacyr Júnior trouxe da Tombense para o América. Já falei bastante deste moço e não entendia porque estava afastado do elenco. Como não terá Anderson Conceição, e os reservas estão machucados, Giva terá mesmo que recorrer, a contragosto, porque não é indicação sua, ao garoto André.

VIAGEM AO CARIBE - PASSEIOS EM HAVANA. Fui para Havana com várias recomendações, a maioria de minha sobrinha Gracinha que esteve lá este ano. A principal delas: se você não gosta de assédio não faça perguntas nas ruas, não peça informações. Oriente-se antes de sair. Tudo por causa dos chamados "jineteros". Não são bandidos, nem assaltantes, ou pivetes. Na maioria das vezes são estudantes ou rapazes sem emprego, porém pegasosos pacas. Se você pergunta algo, eles querem levá-los a outro lugar, principalmente restaurantes, sentam-se com você, almoçam e no final tem a propina - gorjeta. Na foto estou no bar externo do hotel Comodoro. 


NA CIDADE TURÍSTICA - Os jineteros agem quase sempre na cidade turística, como dizem lá. Por isso estão espalhados por toda Havana, ou Vieja ou qualquer outra parte. Querem sempre arrastar os turistas ou o turista pra uma casa onde têm participação. Não fui atacado e nem dei a mínima atenção. Outro cuidado: alguns são rapazes de programa, ou garotas de programa. O garoto de programa é chamado, também, de "pinguero". Aí estou, todo folgado, no hall do hotel.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.