terça-feira, 17 de março de 2015

COSTA RICA FUTEBOL RESPIRA COPA DO MUNDO

A bela campanha da Seleção Costarriquenha na Copa do Mundo no Brasil fez o futebol nacional gerar uma intensidade superior aos anos anteriores. Os times cresceram e investiram. O melhor e maior deles, o Saprissa, tem uma força que impressiona. No domingo que passei por lá, o Saprissa fazia um clássico local contra o Puma e venceu por 2 a 0. Antes da partida, o movimento nas ruas de San José era igual ao de Belo Horizonte nos dias de Atlético x Cruzeiro decisivo. Ônibus especiais com placas destinadas ao estádio, carros com bandeiras dos times e buzinaço - como gostam de buzinar aqui e em Cuba!, Céus.  Esperei o término do jogo, que foi transmitido por uma televisão local e que eu poderia acompanhar no hotel. Mas de saco cheio com futebol, preferi uma volta pelas praças e parques, lotados.

CUBA O FUTEBOL É QUASE AMADOR - Em Cuba, a história é diferente. Futebol aqui é só na tevê e mesmo assim a Liga Espanhola e a Italiana. De quando em vez sobra prum clássico alemão, francês ou inglês, este em último lugar. O Campeonato Nacional de Fútbol de Cuba é a primeira divisão do futebol na Ilha. O  torneio começou em 1912, porém, o esporte não é tradicional no país, e sua liga não é tão forte, e está repleta de clubes ainda amadores.Aí estou perto do Café Paris, um dos bons pontos de Havana, na Calle Obispo.

MISTURA TOTAL - O campeonato tem 16 equipes divididos em quatro grupos. Os clubes cubanos participam da Liga dos Campeões da CONCACAF e o Campeonato de Clubes da CFU, mas entre 1990 e 2007, não disputaram nenhuma competição continental.


Na frente do hotel, que não é lá essas coisas no atendimento da recepção. Hotel Comododo. Mas tem vista e é um local aprazível, apesar de longe do centro de Havana. 



SÓ ELES ENTENDEM - Só os cubanos entendem as competições de futebol deles: a National Football Championship Cuba é o auge do futebol cubano. É gerido e patrocinado pela Associação de Futebol de Cuba (AFútbol Club). Entre 1912 a 1961 clubes amadores participaram (um profissional Championship cubano foi realizada paralelo entre 1948-1951 e 1954-1956; de 1963-1977 as seleções regionais participaram usando um pseudônimo. Em 1978 e 1979 participaram seleções regionais. O primeiros clube fundado em 1912 foi o Fútbol Club La Habanna e o último clube em 2014 o Fútbol Club Ciego de Ávila.Houve 98 títulos conquistados sendo que em três anos, não houve campeonatos.

Encontro das águas da Baía de Havana com o maleton do Hotel Comodo. Formam uma piscina natural e é simplesmente notável








GRANDE VENCEDOR - O maior vencedor de títulos é Fútbol Club Villa Clara, com 13 vitórias. DC Gallego (La Habana) e Real Iberia (La Habana) (incluindo Iberia) cada um tem oito vitórias, Juventud Asturiana (La Habana) e Pinar del Río cada um tem sete vitórias, Cuidad de La Habana (sem La Habana / La Habana Fútbol Club) e Deportivo San Francisco cada um tem seis vitórias.

Teófilo Stevensson, herói esportivo de Cuba


ESPORTE DELES - Os cubanos já valorizaram mais os esportes olímpicos, quando recebiam apoio da União Soviética. Agora, com o dinheiro curto, apostam em poucas modalidades, a maioria individual. Exceção pro vôlei feminino que continua forte, longe, contudo, daquele time brabo de tempos atrás. O mesmo acontece com o boxe, forte na época do peso pesado Teófilo Stevenson, considerado o melhor boxeador amador da história, conquistou três medalhas de ouro: Munique-72, Montreal -76 e Moscou0-80 e ganharia, também, a de 84 se tivesse participado. Ficou fora por motivos políticos. A competição foi em Los Ângeles, boicatada pelos comunistas. Stevenson morreu jovem de parada cardíaca. Um herói em Cuba e por isso mereceu num monumento em Havana. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.