segunda-feira, 6 de abril de 2015

FMF BOTA ORDEM NA CASA E MARCA CLÁSSICO PRA DOMINGO

 

CARATINGA - Vexame de Cruzeiro. Precisava somente do empate no Mineirão com o Tombense pra  conquistar o primeiro lugar da fase de classificação e garantir as vantagens até as finais. Mas foi derrotado de virada, porque se entregou, esmoreceu, se assoberbou. Apequenou-se como em outras oportunidades, no campo de jogo considerado seu. Achou-se outra vez  como se fosse um time de craques. Tem gente que achou melhor assim pro campeonato. Talvez sim. Tirou da garganta dos dois grandes a arrogância que por lógica não lhes cabe.

 

PEQUENOS GRANDES -  A virada por 2 a 1 do Tombense salvou o time de Tombos um pequeno que foi grande durante toda disputa, humilde e que veio pro Mineirão totalmente desacreditado e se agigantou. Garantiu a  sua vaga no G-4; e pega nas semifinais outro time gigante do interior, líder incontestável da competição, que mediu força durante a disputa com o Atlético e terminou na frente. Enquanto vencia fora de casa, o  Galo, também, dava o seu vexame ao perder por 2a 0 do Boa Esportes e cair pra terceiro lugar.Resultado, vai cruzar bigode com o arquirrival Cruzeiro nas semifinais

 

TOMBENSE DERRUBA COELHO - Além dessa confusão toda, o Tombense ganhou a disputa com América, que venceu o Democrata Pantera e o devolveu à segunda divisão. No entanto, o placar de 2 a 1 não permitiu ao Coelho passar pra outra fase. Justiça seja feita: o Tombense fez campanha melhor incluindo esta heroica vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão

 

CALDENSE CAMPEÃ - E a Caldense, não foi merecedora da liderança? Claro que sim! Já foi campeã minieira e não lhe dignificaram o título afirmando que os grandes da capital não disputaram a competição naquele ano. Agora merece o caneco, com Galo, Raposa e Coelho na briga por ele. Esteve sempre lá na cabeça e na última rodada venceu bem. Leva as vantagens até as finais. Tem um problema sério. Ela e o Tombense não têm estádios com capacidade maior que 20 mil lugares exigidos pela FMF e terão que jogar em estádios alheios.

 

GALO SEM PITBUL - O Galo não terá seu pitbul clássico das semifinais. Leandro Donizete distribuiu porrada na derrota por 2 a 0 em Varginha que salvou o Boa Esporte do descenso. Um time do interior estará na final E não imaginem que isso facilitará pro grande da capital que farão a outra semifinal. Ambos não têm mostrado nada que lhes garanta favoritismo Alias estou quase prevendo que o Cruzeiro perdeu o título que buscou o tempo todo mesmo com ridículas atuações neste jogo contra o Tombense. Leva vantagem nas semifinais e joga por dois empates. Como se tornou freguês do Galo sai agora. Ainda mais que o primeiro jogo será no Horto.

Há quem diga que o Cruzeiro planejou errado. Não contava com a derrota do Galo, mas não queria o Coelho. As coisas deram erradas...Não adiantou corpo mole domingo.

 

ORDEM NA CASA – O presidente da FMF, Castellar Neto, não fez média com nenhum dos dois semifinalistas. Cada qual puxava a brasa pra sua sardinha  e queria estabelecer a data do jogo entre eles dentro da sua conveniência. Agindo com prudência, competência e energia, Castellar botou fim no impasse. O clássico Atlético x Cruzeiro, jogo de ida das semifinais do campeonato mineiro, será mesmo no domingo, dia12, às quatro horas no Estádio Independência.  Tombense e Caldense jogarão no sábado às quatro horas, como era o desejo da emissora dona dos direitos de transmissão.

 

IMPASSE COM LIBERTADORES – O impasse fora criado na marcação do primeiro jogo porque tanto Cruzeiro, como Atlético jogam no meio da semana pela Libertadores. Os azuis chiaram mais porque teoricamente será o maior prejudicado. Após a partida de domingo, tomará um avião rumo a Buenos Aires onde enfrentará o Huracán, na terça-feira, às sete da noite. Tem pouco tempo é  verdade, melhor assim pra ver se atuando seguidamente aprende a jogar coletivamente ou se desperta como time grande de futebol. O Galo, por sua vez, entra em campo nesta quinta-feira contra o Santa Fe, no Independência, e tem mais de 60 horas de descanso até o duelo do Campeonato Mineiro.Ou pra curar alguma ressaca de possível derrota contra os argentinos, já que se repetir a atuação de Varginha não será outro o seu doloroso caminho.

 

VERDADE DA SEMANA -  Ao vir pra Caratinga, passei por Rio Casca e comprei logo umas duas dúzias das famosas goiabinhas vermelhas de lá, doces e sem bicho. Aqui, pedi ao Jorginho Mexidim   pra preparar umas garrafas de Dom Valentim, chileno, e vamos pras disputas da semana cientes de que nada será como antes. Nenhum dos dois – Atlético e Cruzeiro – merecem crédito.  Tanto que brigam por datas, por causa do aperto da Libertadores, mas se colocassem times mistos no primeiro jogo entre eles tudo ficaria do mesmo tamanho. O que vai decidir é a segunda partida. E na ruindade de seus times titulares, comprovada nas últimas partidas, quem sabe com times mistos ou mesclado, o nível técnico não seria melhor no domingo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.