quinta-feira, 23 de abril de 2015

QUEM MELHOR SE SAIU NAS DEFINIÇÕES DAS OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES: CRUZEIRO X SÃO PAULO OU ATLÉTICO X INTERNACIONAL?


CARATINGA - Tenho comigo certa cisma de que essa história do time se classificar em primeiro lugar da chave na fase de grupos e fazer o segundo jogo em casa, no mata-mata, é ótima vantagem. Conversa fiada! E se levar um 2ticoé a 0 ou 3 a 0, no jogo de ida, fora de casa, será fácil tirar a diferença em casa? O Atlético é que o diga sobre o sufoco que viveu na conquista do título da Libertadores, mesmo com o último jogo no Horto. Cada partida era sofrimento único e graças aos deuses do futebol e ao belo time que tinha no comando de Cuca, o Atlético chegou ao caneco, ainda assim nos pênaltis.  

Cruzeiro e Atlético jogam no mesmo horário suas primeiras partidas nas oitavas de final. Os celestes enfrentam um adversário indigesto: o São Paulo, no Morumbi, às dez da noite. Já o Galo estará no Independência ou Mineirão, contra o Internacional, o brasileiro com a melhor campanha na fase de grupo. A dúvida do local do jogo do Atlético é porque o América, no mesmo dia seis e no mesmo horário, jogará com o Ceará pela Copa do Brasil. O estádio é do América e o Galo tem um contrato de parceria com a empresa administradora. Penso que pela hierarquia, a Conmebol e seu torneio têm de preferência e, portanto, deveriam mandar no Horto dia 6. A decisão será da sul-americana.  No jogo de volta, dia o Cruzeiro joga às sete e meia da noite, no Mineirão, enquanto o Galo estará em POA pra pegar o Colorado no Beira-Rio, às 10 da noite.

Partidas de ida, no horário de Brasília -
28 de abril – 9 e meia da noite -  Universitário de Sucre x Tigres
5 de maio- oito e quarenta e cinco da noite:  Estudiantes x Independente Santa Fe

6 de maio- oito e quarenta e cinco da noite -  Guaraní x Corinthians;
às 10 horas da noite - Atlético x internacional; São Paulo x Cruzeiro
7 de maio
Seis e quarenta e cinco da noite - Wanderers x Racing
Nove horas da noite - River Plate x Boca; 11 e 15 da noite - Emelec x Atlético Nacional

Partidas de volta horário de Brasília:
5 de maio – 11 horas da noite: Tigres x Universitário Sucre
12 de maio – 9 e meia da noite  – Independente Santa Fe x Estudiantes;
13 de maio- sete e meia da noite - Cruzeiro x São Paulo
10 horas da noite – Inter x Atlético
10 horas da noite  – Corinthians x Guaraní
14 de maio- seis e meia da noite – Racing e Wanderers
9 da noite -  Boca Juniors x River Plate;
9 e meia da noite -  Atlético Nacional x Emelec

EXPERIÊNCIA AMARGA – O retorno no tempo que Levir Culpi poderá fazer ao ver o seu Atlético entra ando em campo pra primeira partida da decisão do campeonato mineiro deste ano, no Mineirão, poderá valer-lhe um momento de péssimas lembranças: á última vez que um time do interior jogou na decisão do certame estadual foi há 10 anos, nas partidas entre Cruzeiro e Ipatinga. O time do Vale do Aço comandado por Ney Franco venceu a série decisiva e ficou com o título. O técnico do Atlético era Levir Culpi. Segundo Levir, "a experiência serviu-me de alerta e desde então passei por momentos emocionantes na carreira e assumi a filosofia oriental ao meu trabalho, após seis anos no Japão. Hoje estou preparado pra qualquer decisão nesse nível."  

Disse mais: "Não me esqueço nunca daquela decisão; cachorro mordido por cobra tem medo de linguiça. Naquela época( 2005, contra o Ipatinga), a culpa foi minha pelo excesso de confiança.

 

JOVENS VITORIOSOS – O site Superesportes lembra o seguinte: "Outras curiosidades marcam o encontro de Galo e Veterana, se comparadas à final de 2005. No banco de reservas da Caldense tá Léo Condé, jovem profissional com trabalhos marcantes nas categorias de base dos grandes da capital e com futuro promissor. Na outra época Ney Franco se firmava na posição, e o título mineiro enriqueceu o currículo. 
A vantagem nos dois confrontos decisivos é da Veterana. O time de Poços de Caldas terminou a primeira fase do Mineiro na liderança, repetindo o Ipatinga havia feito em 2006, no ano seguinte ao título estadual. A Caldense joga por dois resultados iguais ou vitória e derrota pelo mesmo saldo de gols. O Galo tem a missão de inverter a vantagem para levantar a taça.

 

É A COISA MUDOU MESMO – O presidente da FMF, Castellar Neto, notificou extrajudicialmente o Cruzeiro, seu mandatário Gilvan Tavares; o diretor Waldir Barbosa, e o diretor Bernardo Motta, coordenador do setor de sócios, que fizeram várias críticas e atacaram a entidade e sua diretoria, como estavam acostumados a fazer – eles e qualquer cartola de clube – sem que uma atitude fora da área esportiva fosse tomada.

 

FALTA DE EDUCAÇÃO - Castellar tomou e exigiu uma retratação pública dos agressores, diante da possibilidade de agressões físicas a ele ou a seus familiares. Irresponsáveis das redes sociais divulgaram os telefones do Presidente cruzeirense que passou a ser abordado nas ruas e recebeu ataques em telefonemas anônimos; Ele pode ficar tranquilo que esses covardes apenas latem, mas não mordem. O advogado do Cruzeiro, Sérgio Rodrigues, irresponsavelmente, também, disse que não haverá retratação porque não vê motivos para tanto. Não vê porque não foi com ele e sua família. Pimenta só dói nos olhos dos outros.

Além de uma tremenda falta de educação e de civilidade.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.