domingo, 31 de maio de 2015

CRUZEIRO TEM RECAIDA E DÁ NOVO VEXAME NO BRASILEIRO




Que me desculpe a imensa torcida azul, que se não está envergonhada com as atuações de seu time é porque tambem não tem vergonha na cara e vai passar os próximos dias me mandando ir à pqp ou tomar naquele lugar, porque sou um atleticano descarado. Como tenho vergonha na cara e não durmo em cima de glorias passadas, porque na época não se fez mais que a obrigação como deveriam fazer agora na Libertadores fácil de set vencida, nem perder tanto num campeonato tão chulé, não engulo as desculpas do elenco,nem da comissão técnica e, muito menos, dos cartolas do Cruzeiro. A torcida se quiser engolir este time sem raça, sem pudor, sem vergonha na cara que a diretoria montou que engula. Se aceita a comissão técnica, com um treinador desmotivado e incapaz de retomar a liderança que tinha sobre o grupo com o qual conquitou o bicampeonato brasileiro, que se torne um aliado dela. MAs cobre, cobre muito, pra que saia do imobilismo em que caiu e volte a ser uma equipe vitoriosa. Se este grupo e esta comissão tecnica não tiver competência pra tanto exija mudança. Que semam dispensados as falsas estrelas caras e ruins bolas, Digo logo o seguinte:60 % do elenco não jogam nem no Fluminense da rua do Sal de Caratinga. Jogadores de empresários que, infelizmente, mandam mais no clube que o presidente e escalam mais o time que o treinador. Solução existe com exte mesmo plantel, apesar de fraco, Mas lembro que Levir Culpi deu jeito np Atlético coma contratação de uns dois jogadores e o aproveitamento do pessoal da base coisa que Marcelo Pacote apenas finge que faz. Os empresários não deixam e mandam que ele escale seus protegidos cabeças de bagre.

Vou citar dois exemplos apenas que gersm minha indignação, Esse tal de

William volante avalizado por Pacote. Não é digno de vestir a camisa que foi de Piazza, Zé Carlos, Lucas Silva ou até mesmo de Douglas. O desânimo é evidente. O grupo está partido, porque tem chupa sangue ganhando mais, muio mais que outro chupa sangue também. Infelimente nexta derrots de domingo por 2 a 1 praquele chulé de time de Sasnta Catarina, com a equipe andando emcampo nos 15m finais foi de matar de ódio. Até o idolo Fabio entrou no esquema, O que chutam, entra, O primeiro gol do Figueirense foi uma vergonha de frango. Fabio tá com preguiça de sair da metta ou então ganhando menos que os zagueiros DE CARATINGA




Enviado do Samsung Mobile da Claro

GALO ASSOMBRA EM APENAS UM TEMPO E GOLEIA O VASCO

GALO ASSOMBRA EM APENAS UM TEMPO E CRUZEIRO VOLTA A DECEPCIONAR PELA RUINDADE E FALTA DE VERGONHA

 

Depois do futebol que mostrou contra o Vasco da Gama no primeiro tempo de um notável jogo coletivo e a goleada por 3 a 0, no Horto, era de sr adivinhar que o Galo de Levir Culpi administraria o resultado à espera de que o marcador se dilatasse normalmente, tamanha era a sua superioridade sobre os cariocas.  Mas no futebol esta perda de foco é perigosa. Não foi pro Atlético pois seu time demonstrou de novo sua força coletiva e o destaque individual de Luan, o melhor em campo, O azar atleticano foi a falta de pontaria do goleador Lucas Pratto, que afora isso teve  ótima atuação coletiva,  saindo para os lados e permitindo as estradas dos homens que vinham de trás espaços necessários para os chutes a gol. Tanto que Thiago Ribeiro se apresentou como goleador do confronto marcando  dois gols, enquanto Dátolo, de cabeça concluia bela jogada de todo ataque e um cruzamento de Pratto da ponta direita.

No segundo  tempo, o treinador do Vasco,  Doriva, fez algumas alterações até pra se prevenir de uma possível e vergonhosa goleada.  O Galo contribuiu e com o placar definido,  ciente de que o adversário não teria força pra reverter a marcador, pisou no freio. O jogo caiu muito,  o Galo teve menos volume, porém , menos chances e ficou numa boa vitória em casa, do campeão mineiro sobre o campeão dos cariocas





Enviado do Samsung Mobile da Claro

quinta-feira, 28 de maio de 2015

NÃO FOI POR FALTA DE AVISO: ARGENTINO ACUADO É PIOR QUE LEÃO FERIDO.

 


River Plate jogou o que pode e o que não sabe e nem pode pra calar o Mineirão lotado e mandar  sonho do  tricampeonato celeste pras cucuias


NOITE INGRATA - Não era noite pro bom moço Marcelo de Oliveira, técnico vitorioso até então no Cruzeiro, levar o tremendo castigo que levou diante 60 mil pessoas, a grande maioria torcedora de seu time. Num dia antes, o destino lhe aplicara tremenda desfeita, com certeza já esperada, mas que poderia ser adiada por mais uns 20 dias. Marcelo recebeu a notícia da morte de sua mãe, em Pedro Leopoldo, após uma sempre difícil e dolorosa luta contra o câncer. Esta notícia consternou todos,inclusive os rapazes do elenco que gostam demais do comandante; e o primeiro compromisso que assumiram publicamente era uma grande vitória sobre o River Plate e minorar o sofrimento do amigo.

Ficaram na promessa. O River Plate que havia sido derrotado pelo Cruzeiro na primeira partida em Buenos Aires, por 1 a 0, e que tinha de vencer por mais de dois gols no Mineirão, é que passou a impressão de estar dopado por uma dor interna de mil perdas amadas. Multiplicou-se em campo, bateu sem dó ou pena no machucado Cruzeiro de Marcelo. Se a decepção foi total no mundo azul pelos 3 a 0 tomados no lombo dentro de casa, ainda mais dos hermanos soberbos e rancorosos, imaginem como está o comandante – perdeu a mãe um dia antes, a credibilidade na noite seguinte e agora querem lhe tomar o cargo do qual cuidou tão bem por dois anos, entregando ao clube o bicampeonato nacional e agora, com urgência, buscar reforços, despachar uma barca de dispensas e pensar apenas no Brasileiro e na Copa do Brasil.


CADEIA NELES – Os caras da Fifa, CBF, Federações com tendências criminosas e que usam as instituições como fonte de renda pessoa e escudo de proteção das falcatruas deram-se mal: não sei como o FBI entrou na história, com a costumeira arrogância norte-americana foi além dos limites de sua competência e invadiu o prédio da Fifa em Zurich e botou a mão num enorme pote de cartolas ladrões, dentre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marins, aquele que já roubou até medalha dos meninos campeões da Taça SP de futebol Junior.


PRÓXIMOS VISADOS – Aqueles antigos cartolas da CBF, que estenderam suas redes de falcatruas pelo mundo afora, principalmente nos períodos eleitorais da Fifa, e conseguiram escapar das malhas do FBI estão com pulgas atrás da orelha. Ricardo Teixeira, morando em Miami, é um dos investigados e tem chumbo grosso contra ele. O velho presidente João Havelange, responsável pela multiplicação da Fifa, tem várias denúncias contra ele. Porém, sempre conseguiu fugir ajudado pelo tráfico de influências, amigo de reis, presidentes, primeiros-ministros,etc. desta vez, apesar dos mais de 90 anos de idade, corre risco de comer cana agora.


NOSSA ESPERANÇA – Aqui no Brasil a coisa não tá tão diferente quanto no fantástico e enriquecido mundo internacional da bola. A trairagem é lá fora empata com a daqui. Veja bem: o presidente Joseph Blatter tem-se mantido no poder há vários anos, desde a época de Havelange presidente, e agora, na ação do FBI julgou-se surpreso e exigiu a prisão de todos que estavam na sede de Zurich. Talvez porque já tenha planejado ficar livre pra poder agir sem problema na liberação dos presos, e na contratação de advogados de influência internacional. Nossa esperança é que surjam no Brasil gente nova, com tem acontecido no Judiciário, disposta a passar o País a limpo. Ou jovens idealistas como o

Advogado Castellar Neto, cuja origem familiar lhe dá ótimo embasamento, e aceite concorrer e assumir federações estaduais, como ele tem feito na Mineira.

 

PIMENTEL,OUÇA O KALIL – O arrogante netinho do Dr. Tancredo não quis ouvir o então presidente do Atlético, Alexandre Kalil, na hora de fechar o acordo com a tal Minas Arena, sobre o Mineirão, porque sempre foi metido a besta, e saber tudo. Sabe nada. O Mineirão tá falido e o governador que veio depois de Aécio Neves, o fracassado senador Anast-azia, também, teve culpa no cartório. Antes que o caldo entorne, convém nosso governador Pimentel desfazer  o negócio, meter o pé na bunda do pessoal da Minas Arena, que só pensa em mamar nas tetas gordas presenteadas por Aécinho e Anast-azia, e chamar FMF, Cruzeiro e Atlético pruma conversa. O América não precisa não. Já teve seu presente.

 

terça-feira, 26 de maio de 2015

CRUZEIRO CONTA COM FORÇA DO MINEIRÃO LOTADO PRA ATROPELAR RIVER PLATE E SEGUIR ATRÁS DO TRI NA COPA LIBERTADORES

INCENTIVO DA MASSA - Não será fácil não e convém esquecermos dessa história de que o River Plate é freguês de caderninho e que a vantagem do Cruzeiro é insuperável, depois da vitória por 1 a 0 no Monumental de Nuñes. Pode-se curtir que, no passado, os azuis passaram por cima dos milionários de Buenos Aires e conquistaram títulos importantes, inclusive a célebre vitória numa disputada melhor de três, em1976, no primeiro título continental da Raposa.

ESTATÍSTICA E HISTÓRIA - Passado só é interessante pra estatística e pra história. Agora só conta mesmo o presente. E aí vem a primeira questão: você, torcedor, confia mesmo neste time comandado por Marcelo Pacote Oliveira, que tem se alternado com altos e baixos? Esteve em alta contra o São Paulo e depois contra o River lá em Buenos Aires. E aqui?

NÚMEROS DO CRUZEIRO - Pra que eu não tenha o apodo (arre!) de derrotista e pessimista, vou logo entrar no clima do jogo e que impera na Capital esburacada e suja do atleticano Dr. Lacerda.  Que  o River é freguês de caderneta, daquelas das saudosas vendinhas de outrora, não se tem dúvida. Embaixo o quadro enviado pelo assessor de imprensa, Cláudio Antônio:

Total de jogos: 13
Vitórias do Cruzeiro: 10
Empates: 0
Vitórias do River Plate: 3
Gols do Cruzeiro: 24
Gols do River Plate: 10
Saldo de gols do Cruzeiro: 14








  
Que freguês, realmente, maravilhoso este River Plate. Precisa de tratamento VIP nesta quarta-feira, com uma derrota meramente simples e sem sufoco pro lado de cá, pra que não nos acuse de carrasco e fique, pela eternidade afora, atrás de vingança. Tenho dito, amém!

FESTAS EM CARATINGA - Espero curtir duas grandes festas em Caratinga. A primeira, claro, a classificação do Cruzeiro que acompanharei lá da Santa Terrinha. A segunda festa, no dia seguinte, dia 28, quinta-feira, no lançamento dos dois últimos livros meus, no Casarão das Artes, como apoio da Doctum, do meu chapa Cláudio Leitão, apoiado por seus braços especiais Américo Galvão e Vinicius. Espero ver aqui, também, um clima de Mineirão. Casa cheia. Sempre tive o melhor apoio dos conterrâneos e gostaria de contar de novo com eles, na quinta-feira

ENTERREM-NO LOGO - O Flamengo não aguentou mais a soberba de Vanderlei Luxemburgo e o dispensou sumariamente. Para que ele não apareça mais, deviam enterrá-lo junto com o sapo, que o Eurico Miranda mandou enterrar, com a boca amarrada, nos terreiros da Gávea.

COMO PODE? O Corinthians não aguentou renovar com Guerreiro, no entanto o Flamengo, também em regime de cofre fechado, anuncia o atacante ganhando 700 mil por mês, com a saída de Vanderlei.

VASCO PEGA RIASCOS - Enquanto isso, na Toca da Raposa, sai o anúncio agradável de que o Cruzeiro emprestou Riascos ao Vasco da Gama.

PÉ NA FORMA - Levir Culpi tem uma preocupação que quase lhe tira o sono. Como fazer Carlos, principalmente, acertar o gol adversário. Não era pra ter tão preocupação com o goleador Lucas Pratto, mas anda tenho.

ANCELOTTI DESEMPREGADO - Dizem as más línguas: Luxa justificou sua saída do Flamengo porque estuda nova proposta de voltar ao Real Madrid. E lá em Madrid, Carlo Ancelotti informa que pediu pra sair pra atender um convite do Flamengo. Heheheh!


"Caro Irmão Flávio. Fica difícil medir o quanto você enriqueceu a biografia que apresentaremos durante as festividades do aniversário de Caratinga. Nesta ocasião será também comemorado o centenário de nascimento do papai, cujo título é Moacyr de Matos "UMA PAIXÃO INFINITA". Será no sábado dia 20/06 mas de antemão fui informado que você estará tomando vinhos Chilenos ao lado do mano Paceli, brindando seus admiradores com as transmissões da Copa América. 
Quero deixar meu abraço aliado de toda Família Matos afirmando que nos sentimos muito honrados com a sua participação. Assim você também poderá observar que sua história mereceu um lugar de destaque nesta obra. Envio daqui o nosso abraço fraterno e amigo, desejando à você e toda equipe aquele sucesso durante a copa América. Até breve".

Resposta: Quem teria de agradecer pela honra de escrever sobre o Sr. Moacyr de Matos seria este filho de Sodico e dona Geralda. Não só pelo que ele representou na vida de todos nós, caratinguenses, como pela amizade que a família Matos nos permitiu curtir. Espero ansioso meu exemplar pra curti-lo e colocá-lo depois num lugar de honra na minha humilde biblioteca.



domingo, 24 de maio de 2015

FINAL DE SEMANA DO FUTEBOL MINEIRO SÓ NÃO FOI DESASTRE TOTAL PORQUE O COELHO LIMPOU A BARRA: LIVROU O PESCOÇO DE GIVANILDO GOLEANDO O SANTA CRUZ NO INDEPENDÊNCIA


Meninos do América salvaram a honra mineira


HONRA FOI SALVA - A honra mineira nesta terceira rodada dos Campeonatos Brasileiros foi salva pelo América, que até então vinha sendo caixa de pancada, que nem o Cruzeiro. Não vencia há quatro partidas, incluindo duas da Copa do Brasil. Tirou o atraso em cima do Santa Cruz - o Santinha dos Pernambucanos - com uma goleada de 4 a 1, sábado, sem deixar qualquer margem pra discussão. Os mau humorados cartolas voltaram a sorrir, ninguém fala mais em tirar Givanildo de Oliveira e tudo continua como dantes neste quartel de Abrantes.  Este foi o melhor resultado do futebol mineiro neste último domingo. O segundo melhor resultado, pode-se dizer que foi o empate por 1 a 1 entre o Boa Esporte e o Paraná Clube, partida disputada em Curitiba. Primeiro ponto conquistado pelo Boa no campeonato.

DOMINGO ESPERANÇOSO - Quem não ficaria esperançoso com um domingo tão ensolarado e bonito como este passado? Eu estava. Tanto que foi ao Minas Tênis Clube, fiz minha caminhada na piscina, bati uns papos com Geraldo Viggiano, o Paulo e a turminha do pedaço, tomei meu banho e às três horas, frango assado em pedaços num prato, uma dose daquela do Geraldo Teiado no copinho, me pus à frente da Tevê 49, cheia de macetes, pra assistir  Furacão e Galo.

Galo não teve pontaria e lutou muito em Curitiba- Mas jogou mal




DOMÍNIO SEM GOL - Fui desanimando à medida que a bola do Galo não entrava, mesmo com as rédeas do jogo, e com o gol marcado por Douglas Coutinho, em jogada do ex-atleticano Nicão, que passou por cima de Patric, com incrível facilidade e do fundo cruzou pra Douglas marcar. - Atlético Paranaense 1 x 0.

ROLIÇO EXPULSO - Lucas Pratto e Dátolo tiveram várias chances de marcar uma goleada. A bola não entrava ou o goleiro Weverton defendia. O Furacão, ainda, teve o atacante roliço Walter expulso, foi pra defesa e segurou a vitória. Uma coisa fique bem clara: li por aí que o Atlético jogou bem e por falta de pontaria perdeu a partida. Jogou bem, não. Foi melhor que o adversário, por sinal um time jovem, cheio de promessas e que toca muito bem a bola.

SOFRIMENTO DE VERDADE - Às seis e meia, foi a vez do Cruzeiro. Restava, ainda, mais uma esperança.  Na verdade foi sofrimento puro.Eu sabia que o Cruzeiro faria bobagem enorme botando time reserva, desentrosado, contra a Ponte Preta, bem esquematizada e com um futebol certinho, no jogo do Mineirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Já são nove pontos disputados e apenas um conquistado. Só Deus sabe como, pois a Macaca de Campinas foi infinitamente melhor que a Raposa mineira no primeiro tempo e boa parte do segundo. Como optou pela defesa, o time de Marcelo Pacote, de novo mal escalado, conseguiu segurar 0 a 0 bom tempo e, ainda, abriu o marcador quando algumas mudanças foram feitas. A entrada de Alísson, por exemplo, no lugar de Gabriel Xavier, outra vez dispersivo, foi uma boa.  

Cruzeiro voltou a jogar na retranca pelo Brasileiro e não mereceu vencer a Ponte

TRÊS VOLANTES - Não entendi, entretanto, qual o motivo da escalação de três volantes - Bruno Edgar, Charles e Eurico, enquanto Neílton e Alisson estavam no banco.  Outra opção errada: dois centroavantes, um ocupando o lugar do outro, Henrique Dourado, tremendo cabeça de bagre, e Joel que me parece desmotivado e preguiçoso. Nada daquele Joel, o Cruel que motivou a torcida nos primeiros jogos.
Aos 37m do segundo tempo, houve a falta na entrada da área que originou o gol cruzeirense: Fabrício rolou pra Charles soltar um petardo no ângulo do goleiro Marcelo Lomba. Com 1 a 0, na reta final da partida, o Cruzeiro voltou a sofrer com o mal que o afeta há tempos. O de levar gol nos minutos finais. Aos 39m, no momento em que eu me virava na poltrona, porque via a partida no Premiere do Flávio Júnior, após pegar uma goiabinha na bela fruteira da sua sala e com ela na mão direita preparava pra primeira bocada, tomei o baita susto: um bicho de goiaba enorme pulou na minha cara? Que nada, amigão, goiaba vermelha de Rio Casca não tem bicho. Foi o gol da Ponte, ô Macaca endiabrada! Tremenda facilidade: bola lançada na área, Cesinha ganhou dos beques azuis e ajeitou de cabeça pra bomba de Biro - Biro: Cruzeiro 1 x 1 Ponte.
Isso tudo por causa do tricampeonato da Libertadores. Mas o jogo é quarta-feira, Marcelo podia bem dar uma olhada com maior carinho pro Campeonato Brasileiro. No pique que vai pra tirar a diferença depois vai ser uma onça. Aliás, já foram vendidos 45 mil ingressos para o jogo de quarta-feira no Mineirão - decisão sensacional entre Cruzeiro x River, por uma vaga na final da Libertadores.

CURIOSIDADE - O garoto De Arrascaeta foi confirmado na lista principal da Seleção Uruguaia e disputará a Copa América no Chile. Estou curioso: que tamanho será a perda do Cruzeiro com a bolinha que Arrascaeta tem jogado até agora?


SALVE O TRIÂNGULO - Que bom saber desde agora que o Uberlândia EC trará de novo o belo Parque do Sabiá ao convívio do campeonato mineiro da Divisão de Elite. Venceu o Módulo II do Campeonato Mineiro e está classificado pra jogar o Módulo I ano que vem. Neste domingo, em Ipatinga, o Uberlândia derrotou o Ipatinga, no Ipatingão, por 2 a 0, gols de Marcos Régis e Viola. Chegou a 18 pontos no hexagonal decisivo e não poderá ser mais alcançado. Após cinco anos, o Uberlândia está de volta. Parabéns, moçada.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

COELHO PEGA O SANTA NESTE SÁBADO NO HORTO E GIVANILDO TEM CABEÇA A PRÊMIO; NOVA DERROTA E VOLTA PRO NORDESTE


COBRA VAI FUMAR - Quando os cartolas do América dizem não é porque na realidade querem dizer que sim. A péssima fase do time, com apenas um ponto no Brasileiro e eliminado da Copa do Brasil colocou na berlinda o técnico Givanildo de Oliveira. Os cartolas americanos negam e dizem que apenas estão na bronca com o elenco e a Comissão Técnica. Mas não acreditem nisso não, meus amigos. Hoje às quatro e meia da tarde, o Coelho tem novo compromisso na série B, de novo no Horto - a tabela foi generosa com o Coelho - e se houver novo tropeço, a cobra vai fumar.

BOA TAMBÉM TÁ MAL - A exemplo do América, também o Boa Esporte tem jogado pedra na cruz na Série B.  Pra este sábado, o compromisso do time de Varginha é contra o Paraná, lá na bela Curitiba. Em dois jogos, o Boa levou duas traulitada e ocupa a vice-lanterna. Na diferente do bicampeão brasileiro da Série A, o Cruzeiro de Fábio, Arrascaeta e Leandro Damião, que é o lanterna da série principal.

DOMINGO DE VITÓRIAS  I - Tem que ser um domingo de vitórias pra todos os nossos times. O Cruzeiro, com certeza mesclado, porque na outra quarta-feira tem o jogo decisivo pela Libertadores contra o River Plate, recebe a Ponte Preta. Não gastem por conta o dinheiro do bicho. A Macaca campineira é de doer. Acostumada aos grandes embates no campeonato paulista não tem receio de enfrentar ninguém fora de casa. Tanto que está com 4 pontos ganhou - um empate e uma vitória - e se ganhar aqui pode até entrar no G-4. O jogo será às seis e meia da noite.

DOMINGO DE VITÓRIAS II - Além de América e Boa Esporte, e do Cruzeiro no Mineirão, é lógico que espera-se muito do Galo em Curitiba, contra o Atlético Furacão neste domingo. O Galo tem 4 pontos e o Furacão 3. Porém, dentro da política de valorização da base do clube e de interesse no mercado de jogadores, o Furacão não atravessa momento de meter medo em ninguém. De qualquer maneira, é bom ficar de olho, porque porco magro é que suja água.

RECICLAGEM - Thiago Ribeiro está há 40 dias no Atlético e já fez uma autocrítica. Pensa que tem mostrado bem pouco do que seria capaz. Que me desculpe o rapaz, porém quando deixou o Cruzeiro já não estava jogando nada. Foi pro exterior e negou fogo. Veio pro Santos e de novo não choveu, nem molhou. Não creio que precise de tempo pra jogar aquilo que sabia nos bons tempos. Precisa é de bola e de vontade.  
















Amir escreveu: "Caro Fanselmo Fanselmo não precisa pedir desculpa por usar um comentário meu, na verdade me honra! Roberto Perfumo será homenageado hoje pelo Cruzeiro, antes do jogo. Não se pode esquecer que foi campeão mineiro em 1972 e 1973 e vice-campeão brasileiro em 1974. Na final da Libertadores de 1976, no segundo jogo, cansado de tanto bater em Palhinha e Jairzinho no segundo jogo em Buenos Aires, avisou Labruna que ia tirar Jairzinho do jogo. O "Furacão" caiu na sua provocação. Foram expulsos logo em seguida."  Disse mais: de todos os times do River Plate que vi jogar este foi o pior deles. Não honra as tradições daquele time, nem do futebol platino.
João BATISTA - BH


 -GFlavio, vi como você viu os erros de William e Henrique.

vi com vc os erros de passes do Williams e do Henrique, que foram primários e o Henrique não é disso, e em um quase deu o gol ao River. Mas a Vitória foi brilhante e deu moral ao time e ao Marcelo que desta vez enxergou bem as falhas e substituiu correto. Certamente a vaga está próxima; e se jogar com a mesma disposição estará na semifinal na próxima quarta feira. Gabriel Xavier entrou bem e mostrou neste jogo que é mais produtivo e incomoda mais os adversário que o Arrascaeta, que esteve apagado em campo. Foram quatro lance de gols claros e um entrou e deu uma vitória importante ao time com gol de Marquinhos, o melhor em campo. Um operário da bola. Garoto humilde que está sendo bem trabalhado pelo Pacote. O time ainda não encanta, mas as duas partidas SP e River, credenciam Marcelo Oliveira de que está no caminho certo. Se vencer a Ponte Preta no Domingo, certamente sairá do desconforto da lanterna do brasileiro e chegará na quarta feira com toda a força para bater o River outra vez e assegurar a vaga da semifinal da Libertadores.

IRAQ RODRIGUES -  Esse Perfumo não é essa Brastemp também não. Na estreia dele o Dario passou o Perfumo debaixo do braço...nessa época o cruzerio contratou onze (um time inteiro) de zagueiros para parar o Dadá. Perfumo faoi um deles... e não resolveu. Agora, com a pena na mão, usa o poder que não merece, a imprensa

IRAQ RODRIGUES -  Esse Perfumo não é essa Brastemp também não. Na estreia dele o Dario passou o Perfumo debaixo do braço...nessa época o cruzerio contratou onze (um time inteiro) de zagueiros para parar o Dadá. Perfumo faoi um deles... e não resolveu. Agora, com a pena na mão, usa o poder que não merece, a imprensa














  



CRUZEIRO JOGA POR UMA BOLA E TRAZ VITÓRIA SOBRE RIVER PLATE DE BUENOS AIRES.


Confesso que pela primeira vez, num jogo fora de seus domínios, contra adversários, também, forte, vi o esquema de uma bola do Marcelo Pacote Oliveira. Pra não se injusto direi duas bolas, porque teve aquela outra que William Bigode chutou e dava impressão que ela entraria, mas o zagueiro argentino tirou em cima da linha.O Cruzeiro havia começado bem a partida, marcando a saída de bola do River Plate, mas aos 19m tomou dois sustos com Fábio salvando a pátria, aí  entusiasmo arrefeceu. A moçada do meio-campo., Henrique e Willians Gaúcho erraram 18 passes no primeiro tempo. De Arrascaeta, mais uma vez foi nulo.
Pacote foi corajoso deixando Willians Gaúcho, amarelado, aos35m até o final. Também foi corajoso ao tirar William Bigode pra colocar Charles. Ficamos assustados. Mas foi aí e com a entrada de Gabriel Xavier pouco depois que ele ganhou o jogo. Pois mais gente no meio-campo e ficou à espera do erro do River. Veio aos 37m do segundo tempo, quando Gabriel aprontou um salcheiro pela esquerda e cruzou pra Bigode. Ele chutou a bola desviada pelo goleiro foi no pé direito de Marquinhos que empurrou para as redes - River Plate 0x 1 Cruzeiro. O estádio Monumental de Nuñes recebeu 59 mil argentinos e dois mil e quinhentos cruzeirenses, que fizeram uma baita festa. Os celestes mantiveram o rótulo de Bestia Azul, pela superioridade histórica sobre o River. apitou Carlos Astroza, com um excelente trabalho. Na foto abaixo, Marquinhos comemora o seu gol.


quinta-feira, 21 de maio de 2015

CRUZEIRO DEIXA VAZAR SEU INTERESSE PELO VETERANO OMAR PEREZ, DO SANTA FÉ.


ABATIMENTO GERAL - Não é fácil não! O Internacional  resistiu até os 48m do segundo tempo e já fazia planos pro jogo de volta contra o Santa Fé, no Beira Rio, beneficiado pelo empate sem gols.Então, veio o castigo pra quem jogou só se defendendo.

DUCHA FRIA - O gol de Mosquera foi como uma ducha de água fria na moçada colorada.  A vantagem mudou de lado e o Independentes de Santa Fé agora tem o empate na casa colorada pra passar à outra fase da Libertadores.

   Veterano, mas cerebral - Omar Perez

CRAQUE ARGENTINO - Sem se envolver muito no confronto de Santa Fé, os jornais argentinos fizeram questão, no entanto, de destacar o duelo particular entre os seus compatriotas, cada qual líder no time por onde joga. Omar Perez, do Independentes Santa Fé, capitão do time, 34 anos,jogador cerebral , mas de pouco movimentação. E D'Alessandro, também 34 anos, menos técnico e cerebral, porém um azougue em campo.

OMAR VENCEU - Duelo foi vencido, sem dúvida, por Omar Perez. Enquanto D'Alessandro preocupava-se em catimbar, brigar com a arbitragem, e como capitão do time orientar seus companheiros aos berros, Perez  pensava. Não errava passe, se posicionava bem em campo,e ficava com todas as segundas bolas.

DUAS FUNÇÕES - Dizem que, por trás dos bastidores, o Cruzeiro tem conversado com o craque que viria acabar com a agonia de Marcelo Pacote Oliveira por um meia-armador. Homem de duas funções: apoia e marca.

TROCA RUIM - Um dia após demitir Ricardo Drubscky, moço educado, estudioso, bom de serviço, agregador, o Fluminense buscou seu ex-treinador Enderson Moreira demitido recentemente pelo Santos e Atlético Paranaense, exatamente por lhe faltar as virtudes que sobram em Drubscky.

VOLTA DIFERENTE - Quero acreditar que nessa sua volta às Laranjeiras, o mineiro de 43 anos, em razão dos fatores adversos nos últimos meses, venha diferente. Lembro-me de Carlos Alberto Silva, outro soberbo, grosseiro, quando estava por cima da carne seca. Humilde e atencioso quando lhe faltava emprego. Em uma de suas passagens pela Toca da Raposa, abandonou o time em Poços de Caldas, logo que terminou um jogo contra a Caldense. No Morumbi, durante a entrevista coletiva se justificou: "Saí de um teco-teco, pra comandar um Boeing".

Assim será com o Fluminense: mandou o Boeing embora e entregou a equipe pra um teco-teco.
SEM ARROGÂCIA - Não é próprio de Ricardo Drubscky qualquer tipo de manifestação de arrogância ou pedantismo. Numa situação igual, qualquer outro treinador sairia atirando pra todos os lados e culpando a estrutura do futebol brasileiro. Drubscky , ao deixar as Laranjeiras, pediu desculpas ao Fluminense por falta de resposta e o exaltou, ainda, como um clube charmoso.
BOLA DENTRO - Foi uma tremenda bola dentro a indicação de Rafael Carioca (foto) ao Galo pelo técnico Levir Culpi. Conseguiu, realmente, acertar técnica aquele setor muito acostumado às caneladas de Pierre e Leandro Donizete. O contrato de Carioca termina em agosto próximo e o Galo está na expectativa da chegada de representantes do Spartak de Moscou, da Rússia, pra discutir sua renovação. Peraí! Quem tem maior interesse no negócio, o Spartak ou o Galo? Quem quer mesmo corre atrás, senão alguém passa na frente e o interessado vai ter de chorar sentado no meio-fio tomando sorvete de jiló, com cobertura de jurubeba. Cruzes!
PITACO SOBRE PERFUMO
Perfumo, como de resto, a maioria dos jogadores que jogaram no Cruzeiro não guardam nenhuma afeição pelo Clube. E olha que jogou com Raul, Nelinho, Piazza, Dirceu Lopes, Palhinha, Joãozinho. Outros jogadores como Ronaldo "Fenômeno", Dida, e tantos outros sempre tratam o Cruzeiro "como um rio que passou em minha vida e meu coração não se deixou levar..."! Perfumo está correto na sua análise sobre o futebol brasileiro, onde de bom há somente o futebol jogado pelo Atlético! -

PEDIDO DE DESCULPAS - Ao leitor que me enviou esta mensagem porque cometi um erro; copiei e colei a dita sem o nome dele e depois deletei. Mande outra, xingando-me e se revelando por favor.
FALTA DE ÉTICA -  Os jornais de Madrid estampam uma guerra de vaidade e falta de ética de famosos treinadores que almejam o cargo de treinador do Real Madrid, que nem vago está. Há um bochicho quanto a saída de Carlo Anceloti e uma série de nomes foi plantada na mídia como seu provável substituto. Rafa Benitez, atualmente no Nápoli, foi mais descarado: "gostaria muito de assumir o comando técnico do Real Madrid".

terça-feira, 19 de maio de 2015

TRIBUNAL DA CONMEBOL MANTEM PUNIÇÃO DO BOCA E PERFUMO, EX-ÍDOLO AZUL, AGORA COLUNISTA DO OLÉ, ESCULHAMBA CRUZEIRO


Cruijff, capitão da Holanda, e Perfumo, capitão argentino cumprimentam-se na decisão de 1978

PRATO QUE COMEU - Talvez eu pudesse afirmar que Roberto Perfumo, ex-zagueiro do Cruzeiro por quatro anos (71 a 74) esteja cuspindo no prato que comeu ao desancar o seu antigo time e o futebol brasileiro que rotula como o pior do mundo. Perfumo, que na época era considerado o melhor beque do mundo, revelou sua surpresa ao ver os azuis classificados para as quartas de final, com a vitória nos pênaltis sobre o São Paulo.

BOCA AZEDA - Claro que Perfumo, revelado pelo River Plate, tem direito de expor seu ponto de vista como quiser. Mas pegou firme na sua coluna no jornal portenho Olé. Ou foi dor de cotovelo, ou jogada pra intimidar os mineiros e botar mais lenha de otimismo na fogueira do River. Afirmou, também, que o desempenho do Cruzeiro na atual temporada é lamentável, e que o River deve portar-se como favorito durante todo o confronto de 180 minutos.

RIVER FAVORITO, GARANTE PERFUMO. -" O meu time enfrentará o Cruzeiro, uma das minhas equipes como jogador (quatro anos tentando jogar bem - e  jogou - tem registrado desempenho lamentável, como todas as equipes do futebol  de nossos vizinhos, atualmente, um dos piores do mundo.
HORÁRIO CORUJÃO  - Com um desempenho muito pobre, o Cruzeiro perdeu para o Huracán. Ele ganhou do horrível São Paulo, mas foi  surpresa.  Cruzeiro e River Plate iniciam a decisão por uma vaga na semifinal da Copa Libertadores nesta, às 10 da noite, em Buenos Aires.. O segundo jogo será no dia 27 (quarta-feira da que vem), no Mineirão.

GAUCHÃO TRÊS FACAS DE PELOTA NÃO RESISTIU PRESSÃO NO GRÊMIO E PEDIU O BONÉ. FELIPÃO TÁ DESEMPREGADO - Se Felipão pediu pra sair ou se o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan mostrou de dedo em riste a serventia da casa, que a porta da rua, pouco a lamentar-se. Felipão arrastou o Grêmio pra uma crise complicada, com a sua arrogância, sua soberba de sabe tudo e a resposta da diretoria não poderia ser outra: "Professor, RUA!"

LUPI FAZ FESTA NO TÚMULO - Luiz Felipe não é mas treinador do Grêmio, e Lupicínio Rodrigues, torcedor gremista fanático - autor do belo Hino o Grêmio - "Até a pé nós iremos pra o que der é vier. mas o certo é que nós estaremos, com o Grêmio onde Grêmio estiver"., fez festa no túmulo, porque, certamente, esse não é o Grêmio que gostaria de ver no gramado do Olímpico.

ADEUS PAMPA MIA - E o Brucutu gaúcho, campeão mundial em 2002, carregava nas costas ainda, o fardo dos 7 a 1 que levamos da Alemanha, no Mineirão, quando foi convidado pra assumir o Grêmio. De lá até aqui, Felipão acumulou 51 jogos, com 26 vitórias, 12 empates e 13 derrotas. Aproveitamento de 58% O perigo de ele ficar disponível é ser chamado, de novo, pra Seleção Brasileira. Arre!

FAIR PLAY, COISA DE FRESCO - Imagino que Chicão, becão do time de Dom Lara, que jogava descalço e furava a bola com um bicudo pro alto, teria a dizer sobre o fair play, ou se o árbitro parasse  o jogo pra atender um falso contundido caído no meio-campo. Sua primeira providência já sei: "daria um telefone no atrevido árbitro que inventou uma falta contra seu time" e o segundo "seria levantar o machucado, acima da cabeça pra atirá-lo sobre o pessoal do banco de reservas". Mais ainda: chegava o dedo no nariz dos bandeiras e gritava pra toda massa torcedora do Dom Lara, em delírio, ouvir: "Futebol é pra homem; Esse tal de frerprei é coisa de veado". 

segunda-feira, 18 de maio de 2015

HERMANOS GOSTAM DE OUTRA COISA, GENTE!

Por isso sumi da Argentina. Desde 78, após a Copa do Mundo não voltei lá. E o medo?  Olhaí esta comemoração esquisita e boiola do time de basquete do Real Madrid, pela conquista do título da Euroliga..
Os jogadores argentinos Andrés Nocioni e Facundo Campazzo se beijaram na boca, se com língua e tudo, estou em dúvida. Foi no vestiário e eles mesmo postaram a foto nas redes sociais. O Real venceu o Olympiacos da Grécia por 78 a 59. Chamados a participarem, como convidados, da festinha íntima os gregos pularam de lado: "saem pra lá, nós somos que nem gaúchos três facas".


Com pose de final de filme e tudo mais...

CRUZEIRO PEDE À SUL-AMERICANA QUE VIGIE TORCIDA DO BOCA CONTRA INFILTRAÇÃO E VENDETTA DA ORGANIZADA XENEIZES LA12


MANGA COM GOIABINHA - O Cruzeiro tem receio de ser marisco nesta briga do mar com o rochedo em Buenos Aires. Os torcedores do Boca, chamados lá de "xeneizes" e aqui, também, pelos macaquitos copiadores de novidades estrangeiras. Dei uma dentada com prazer na manga Ubá, lá do Parque Bem Te Vi, do meu genro Gustavo, em Caratinga, abati de trivela uma goiabinha vermelha de Rio Casca enquanto procurava o significado desta palavra novas que nossos impávidos meninos dos sites importaram da Argentina.  

VEM DA ITÁLIA - É uma herança genovesa inserida na linguagem futebolística da Argentina por conta dos torcedores do Boca Juniors. Derivada de "zeneize", quer dizer "Genovês" no dialeto da Ligúna, o que, apesar de minha descendência italiana, me deixou na mesma. No River a coisa foi mais fácil, importou apenas as cores da bandeira da Gênova, o branco e o vermelho. E daí? E daí que você pode chamar, se quiser, os boquenses de "xeneizes", mesmo sendo mais difícil. Eu os chamo de bandidos, vândalos porque são representados por uma organizada - LA12 - plena de mafiosos e bagunceiros.
Especulação ou não, os cartolas cruzeirenses souberam que La12 está a fim de comprar mais de mil ingressos para o jogo River x Cruzeiro, quinta-feira, no Monumental de Nuñes e provocar confusão sem precedentes que obrigaria a arbitragem suspender o confronto no meio do segundo tempo, levar toda culpa e ser excluído da competição. Se fosse só assim, seria ótimo. Acontece que numa confusão enorme o Cruzeiro pode ser envolvido, também, além dos riscos que corre toda delegação.

OLHO DE CORUJA - Dizem que coruja é cega, mas presta uma atenção absoluta no que gira em seu redor. Sei lá!. O que sei é que gosto de ver jogo em pouca companhia, com gente que entende, vê calado e faz rápidos comentários. Pode xingar à vontade que até acho bom. Porém, presto uma atenção incrível, principalmente no que não tinha visto antes. Patrício na lateral esquerda, por exemplo. Contra a gente jogava barbaridade! Por que? Porque os treinadores do sul conhecem suas virtudes ofensivas e botava o Inter com dois laterais: um de marcação e mais Fabrício, que ajudava a marcar, a apoiar, ia chutar a gol e armava mais pela esquerda como terceiro volante. Pura e simplesmente como lateral é lento; passa impressão de desleixo e desatenção, daí ter brigado pacas com  os colorados;
Vejo que a coisa caminha pra especulação que fiz antes. Nena na lateral esquerda, apoiando sempre e Fabrício, como volante, nas costas como secretário nas duas funções. Do outro lado do campo, ocorrerá a mesma coisa com Marquinhos e Maike. Ambos terá funções ofensivas e defensivas.
Pelo que ouço e vejo, o matador e brucutu Willians Gaúcho que joga mais na canela alheia e não tem passe bom e nem enfiada melhor que Henrique, tem vaga ameaçada. O esquema que Levir Culpi, Guardiola e outros grandes treinadores poderá cair no colo de Marcelo Pacote Oliveira, mesmo não lhe agradando.  Henrique seria este volante e Fabrício meio-volante.  O Cruzeiro começaria atacar com a primeira linha de três- Maike,Fabrício e Nena - prepararia com outras de três - Arrascaeta, Marquinhos e William; teria um poste no meio dos beques contrários, Leandro Damião.
Dito assim, parece escalação de jogo de botão: Fábio, Maike, Manoel, Bruno e Nena; Henrique e Fabrício; Arrascaeta, Marquinhos, William  Bigode e Leandro Damião. Todos se mexendo muito e para isso verão vários vídeos de Luan, do Atlético. Um paradigma.

MUITA LUTA E GARRA -  O técnico Marcelo Pacote Oliveira mandou recado otimista à China Azul: "ela verá muita competição no time contra o River Plate, em Buenos Aires, quinta-feira". Por que não prometeu e não exigiu a mesma coisa contra Corinthians e Santos?

RECEITA DO PACOTE - Marcelo achou bom cimo banana com queijo o primeiro jogo ser contra o River Plate e no Monumental de Nuñes. Lá dá condições de a gente usar repetir a receita de contra o São Paulo. Time combativo, organizado e descansado. Não jogaremos acuados". Por favor, Pacote, cuidado em prometer o que não se pode cumprir..

MENINO BOM TAÍ - O deputado federal  Marcelinho Aro é uma figura humana espetacular.Eu o conheço bem. Filho de José Guilherme (Lito) e de Marli, teve uma criação excelente; ele e Adriano, seu irmão, hoje Superintendente Geral da FMF. Marcelinho fez a sua campanha política e ajudou a Castellar Neto vencer a da FMF. Seu pai Lito, filho do coronel José Guilherme e irmão de Elmer Guilherme, tem grande experiência nesse tipo de embate.

HOMENS CERTOS - Até ai, tudo bem. Homens certos em lugares certos. Mas não entendi porque Marcelinho Aro voltou diretamente à política do futebol com cargos na FMF e CBF. Dinheiro não é. Além disso, Marcelinho é dono de um conjunto musical, ligado à Igreja católica, no ramo carismático que tem CDs gravados e uma agenda cheia até 2016.

URUBU NA ESPREITA - Tal situação provocou urubus que ficam à moita, como o jornalista Juca Kfouri. Na sua primeira investida contra Marcelinho, lembrou que ele era filho do Lito e sobrinho do Elmer. Quer dizer, no entendimento de JK., uma bisca.  Seria o mesmo que julgar o filho de JK, excelente apresentador e repórter do ESPN, de tremendo boca azeda sem caráter por ser filho do referido e desagradável jornalista. Quanto aos cargos na FMF e CBF, pelo amor de Deus, não têm sentido. Pula fora, deputado.


BARÇA OU REAL - Como acontece sempre que o Atlético vence de goleada uma equipe categoria A e jogando bem, as folhas de goiabeira caem todas vezes no terreiro do Galo: "não tem time igual;é campeão, é campeão." Pior que aquele time do comentarista da  ESPN. Levir quer acabar com isso e na coletiva de otrodia mandou ver -"Time bom mesmo é o Barcelona. Quem sabe o Real Madrid, também. Jogam em um padrão definido há muito tempo; todos têm bons jogadores e bem treinados. O time ataca bem e defende bem". Se o Levir tivesse visto o juvenil do EC Caratinga jogar, ali pelos anos 1961, com Elói Restoris de treinador, incluiria na sua relação mais uma equipe porreta. É que ninguém acredita quando uso a minha veia macacaqueira...

LUCAS MENDES - O meu amigo Luquinha, de Nova York, manda recado retificando o que escrevi: nasceu no Hospital São Lucas, no Bairro São Paulo, pelas mãos excelentes do saudoso dr. Lucas Machado. E que morava na rua Padre Rolim. Me lembro que fui lá filar uma boia naqueles anos. Corrigido está, Luquinha, mas como hoje a Beagá é uma roça grande, suja, esburacada e mal dirigida por um inhapiense , nascido na Grande Caratinga, qualquer rua, avenida, ou bairro tem o mesmo valor, Claro que sentimental não.

domingo, 17 de maio de 2015

GALO ARREPIA E GOLEIA FLUMINENSE PRA CANDANGO VIBRAR NO MANÉ GARRINCHA


Passeio do Galo em Brasília



Na falta de Lucas Pratto bem marcado e escondido na partida, o zagueiro Jemerson fez as vezes de centroavante e botou a bola nas redes da meta de Diego Cavalieri, no Estádio Mané Garrincha. Teve mais, porque Dátolo e Luan, também, marcaram enquanto o interminável Fred fez o gol de honra deles, cobrando pênalti meio maroto.
Resultado final: um passeio do Galo pelo terreiro de dona Dilma, numa goleada de 4 a 1sobre o infeliz Fluminense de Mário Sérgio Carraro, meu conterrâneo de Caratinga e, atualmente, candango em Brasília, sem tirar o tricolor do coração.
Vitória com sabor de competência do técnico Levir Culpi que escalou a equipe sem medo do adversário e pra vencer, com apenas um volante, Rafael Carioca e mexeu nas horas certas e nas peças exatas. Galo soma 4 pontos e rindo à toa, com o arquirrival na lanterna, sem pontos, com duas derrotas.


ESQUEMA BEM TRAÇADO - A superioridade alvinegra foi total. Escalado de forma ofensiva, com apenas um volante, o time se portou bem taticamente. Dátolo e Luan tiveram a função de ajudar Rafael Carioca na marcação da zona central. Carlos e Thiago Ribeiro faziam companhia aos laterais pelo lado do gramado.

RAPOSA TEM RECAÍDA - O Cruzeiro não jogou mal contra o Santos, na Vila Belmiro. Nem entrou em campo. Foi um time totalmente diferente no entusiasmo, no espírito vencedor e na tática. Perdeu porque merecia perder e nem pôs o goleiro do Santos pra trabalhar. O cara saiu de campo com o calção limpo. É aquela história, velha, cansativa e degradante, de jogar pra somar pontinhos. Diz Vanderlei Luxemburgo: "quem joga pra empatar, não gosta de vencer".
     Raposa teve recaída e não viu a bola na Vila Belmiro: Santos 1 a 0.

PLACAR PEQUENO - No gol de Geuvânio, por sinal um belo gol, Patrício o acompanhou só com os olhos e não fez falta nela na entrada da área, antes do chute fatal. Eu teria feito a experiência - Pará na lateral esquerda e Fabrício no meio. O ex-colorado está pesado e não aguenta a lateral, correndo atrás de ponteiros. Arrascaeta, William Martins - inventado na lateral esquerda, mas lesionou-se e saiu pra Eurico entrar; esta deveria ser a escalação inicial - Henrique Dourado, Willians Gaúcho voltaram a não jogar nada.  Joel entrou e ficou na mesma. Gabriel Xavier entrou na dele, no lugar de Arrascaeta, e não subiu como foguete. O placar de 1 a 0, no caso, foi pouco.

JOSÉ ANTONIO,de Beagá,  assíduo desta Trincheira, a fim de mear goiabinhas vermelhas lá de Rio Casca, mandou esta contribuição: "É caro Flávio. Com a grana que o Marcelo recebe todo mês, sem trocadilho, se consegue "N" pacotes. Nem todos estes pacotes, têm motivado o barrigudinho. Acho que o homem subiu no telhado, dependendo do vento que soprar amanhã na Pampulha, ele pode cair do telhado.Ouço com frequência alguns pseudos comentaristas, que com certeza não fizeram estágio com você, que é um absurdo pensar em substituição do treinador celeste, que ele tem muito crédito. 

QUARENTENA - Na minha modesta opinião, quem vive de crédito é banqueiro. No mundo da bola o que vale é o presente, o passado é história e o futuro a Deus pertence. Se os dirigentes de futebol tivessem uma pontinha de profissionalismo, teria sempre um back up da concorrência pronto para assumir. É o que fazem as multinacionais em relação aos seus executivos, mantém um banco de candidatos para substituições.Não acho que seja falta de ética almoçar ou jantar com um treinador que esteja empregado e que tenha o perfil que o clube utiliza para contratar. E nesse encontro sondar se existe interesse desse profissional, se quando tiver vaga fazer parte do clube. Flávio sobre o seu comentário a respeito da divida do Galo, não seria com o Grêmio? Vc mencionou o Inter. O Lucas Mendes dedicou alguns segundos do MC segunda feira, sobre a sua competência, como escritor. Parabéns e obrigado por permitir que eu expresse a minha humilde opinião". 

                                         O bom vivant e competente Lucas Mendes

TRINCHEIRA RESPONDE: O Pacote merece sim uns dias de quarentena, até a quinta rodada. Se o time continuar na derrota e o time perder a Libertadores, a serventia da casa, obrigatoriamente, terá de ser-lhe mostrada. Eu vi e meus filhos gravaram. Pelo que paguei a ele -heheheh- o comercial ficou pequeno. Coisas de amigos de internato. Viva o Luquinha do Bairro Funcionário.

    Barça campeão espanhol vai atrás da Triplece Coroa

BARÇA CAMPEÃO - Quem duvida da justiça do título espanhol de 2014/2015  ficar em Barcelona? Venceu o Atlético de Madri por 1 a 0, gol de Pedro, pra sacramentar o troféu. Todos sabiam que seria mesmo dele. Agora faz o último jogo em casa, contra o La Coruna e depois disputará os títulos da Liga dos Campeões, ganhar a sonhada tríplice coroa, além da Copa do Rei.

MAIS PITACOS - PAULO HAMACEK -BH - "Caro Flavio , nosso futebol , pela falta de criticas abertas , exemplos , comparações , etc , continuará nessa masmorra de sempre . Começa o grande, o tão badalado campeonato brasileiro,  na primeira rodada , já existe  atrito de tabela  entre este e a Libertadores . Até hoje , nossos adeptos sul americanos não conseguiram nem fazer um calendário compatível com o europeu o que dirá o resto .  
 Pergunta-se : quais os problemas que acarretariam , para os clubes e seleção , a unificação do calendário  europeu e   esse tal de Sul Americano?  Para que disputar  o  Sul americano e com time reserva o Brasileiro ? O exemplo mais claro , ocorreu quando o Real  Madrid  e o  Barcelona , que estão disputando a semifinal do campeonato mais valioso do mundo, entraram com seus titulares para jogar o campeonato espanhol. Não pouparam Messi, Neymar, C. Ronaldo, Suares , etc..

CABEÇAS DE BAGRE - Paulo continua: - Aqui deixaram descansando uns cabeças de bagre como Mike, Henrique, Mena, Léo ( fora de série: tem a capacidade de marcar de cabeça, mas não tira uma de cabeça dentro da sua área ), Donizete, Pratto (se fosse tão bom estaria na Espanha, Itália ,Inglaterra ), etc .   Provavelmente , alguns tomaram uma loura ou correram atrás de alguma para preencher o tempo atoa .  Pior ainda , se não acontecer a tal classificação na libertadores  . O Cruzeiro , se passar dessa , com esse time limitado ,   defesa fraca , marcando  de  longe  , tem poucas chances pela frente ,
.
POUCOS SOBRESSAEM - Ainda escreve o Paulo: - No Brasil , poucos técnicos , taticamente, sobressaem. Têm alguns analistas que escrevem  que fulano deu um nó tático em sicrano, e para quem viu o jogo, não enxergou nada disso. Exemplos, aos montes estão por aí .Muricy , Felipão , Roth, etc , treinam times por 2 , 3 anos e não se vê nada taticamente. Se não tiver bola parada, um passe de gênio do Ganso, uma falha gritante da defesa ... não sai nada .

DEFESA ADIANTADA - Paulo vai em frente: - Não se coloca a defesa adiantada, não se treina os zagueiros para deixar o atacante impedido (relembre os 2 gols do Pratto  em cima do P. André ) e por aí vai . Tirar o Pacote e colocar o Ney Franco é trocar 6 por 3+3 . Em algum momento da vida deram certo e... só. Não evoluíram , estão na mesmice .  Não conseguem nem captar algo da marcação dos argentinos, posicionamento das defesas europeias, acerto de passes, toque de bola.  Dos poucos jogos que assisti ( 5 ou 7 ) do time do Audax , que disputou o Paulistão de 14 e 15 , o técnico Fernando Diniz (jogou no Cruzeiro ), com jogadores sem destaque, provavelmente, com salários baixos, conseguiu terminar o campeonato, não se classificando para as semifinais, mas, folgadamente, fora do rebaixamento.

TIME DO AUDAX - Segundo Paulo, o Audax jogou com a sua defesa avançada, marcando em linhas de 4 ( pela tv , via-se o posicionamento ) e, como é time considerado fraco não ouviu-se nenhum PVC , Casagrande, Neto, etc , dizer que estava praticando a  linha burra ( esses ingleses , espanhóis, italianos devem ser asnos de carteirinha ), ótimo toque de bola, sem agarra agarra. Como não conheço o rapaz, não sou seu agente, não sou de partido nem de empreiteira ,  fica aí uma boa  sugestão ".


TRINCHEIRA responde: boa aula de futebol, Paulo. Não é canseira, não. Pode escrever à vontade. Se me calo é porque quero apenas ler e me apurar e não discuti e desaprender.