sexta-feira, 22 de maio de 2015

CRUZEIRO JOGA POR UMA BOLA E TRAZ VITÓRIA SOBRE RIVER PLATE DE BUENOS AIRES.


Confesso que pela primeira vez, num jogo fora de seus domínios, contra adversários, também, forte, vi o esquema de uma bola do Marcelo Pacote Oliveira. Pra não se injusto direi duas bolas, porque teve aquela outra que William Bigode chutou e dava impressão que ela entraria, mas o zagueiro argentino tirou em cima da linha.O Cruzeiro havia começado bem a partida, marcando a saída de bola do River Plate, mas aos 19m tomou dois sustos com Fábio salvando a pátria, aí  entusiasmo arrefeceu. A moçada do meio-campo., Henrique e Willians Gaúcho erraram 18 passes no primeiro tempo. De Arrascaeta, mais uma vez foi nulo.
Pacote foi corajoso deixando Willians Gaúcho, amarelado, aos35m até o final. Também foi corajoso ao tirar William Bigode pra colocar Charles. Ficamos assustados. Mas foi aí e com a entrada de Gabriel Xavier pouco depois que ele ganhou o jogo. Pois mais gente no meio-campo e ficou à espera do erro do River. Veio aos 37m do segundo tempo, quando Gabriel aprontou um salcheiro pela esquerda e cruzou pra Bigode. Ele chutou a bola desviada pelo goleiro foi no pé direito de Marquinhos que empurrou para as redes - River Plate 0x 1 Cruzeiro. O estádio Monumental de Nuñes recebeu 59 mil argentinos e dois mil e quinhentos cruzeirenses, que fizeram uma baita festa. Os celestes mantiveram o rótulo de Bestia Azul, pela superioridade histórica sobre o River. apitou Carlos Astroza, com um excelente trabalho. Na foto abaixo, Marquinhos comemora o seu gol.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.