quinta-feira, 28 de maio de 2015

NÃO FOI POR FALTA DE AVISO: ARGENTINO ACUADO É PIOR QUE LEÃO FERIDO.

 


River Plate jogou o que pode e o que não sabe e nem pode pra calar o Mineirão lotado e mandar  sonho do  tricampeonato celeste pras cucuias


NOITE INGRATA - Não era noite pro bom moço Marcelo de Oliveira, técnico vitorioso até então no Cruzeiro, levar o tremendo castigo que levou diante 60 mil pessoas, a grande maioria torcedora de seu time. Num dia antes, o destino lhe aplicara tremenda desfeita, com certeza já esperada, mas que poderia ser adiada por mais uns 20 dias. Marcelo recebeu a notícia da morte de sua mãe, em Pedro Leopoldo, após uma sempre difícil e dolorosa luta contra o câncer. Esta notícia consternou todos,inclusive os rapazes do elenco que gostam demais do comandante; e o primeiro compromisso que assumiram publicamente era uma grande vitória sobre o River Plate e minorar o sofrimento do amigo.

Ficaram na promessa. O River Plate que havia sido derrotado pelo Cruzeiro na primeira partida em Buenos Aires, por 1 a 0, e que tinha de vencer por mais de dois gols no Mineirão, é que passou a impressão de estar dopado por uma dor interna de mil perdas amadas. Multiplicou-se em campo, bateu sem dó ou pena no machucado Cruzeiro de Marcelo. Se a decepção foi total no mundo azul pelos 3 a 0 tomados no lombo dentro de casa, ainda mais dos hermanos soberbos e rancorosos, imaginem como está o comandante – perdeu a mãe um dia antes, a credibilidade na noite seguinte e agora querem lhe tomar o cargo do qual cuidou tão bem por dois anos, entregando ao clube o bicampeonato nacional e agora, com urgência, buscar reforços, despachar uma barca de dispensas e pensar apenas no Brasileiro e na Copa do Brasil.


CADEIA NELES – Os caras da Fifa, CBF, Federações com tendências criminosas e que usam as instituições como fonte de renda pessoa e escudo de proteção das falcatruas deram-se mal: não sei como o FBI entrou na história, com a costumeira arrogância norte-americana foi além dos limites de sua competência e invadiu o prédio da Fifa em Zurich e botou a mão num enorme pote de cartolas ladrões, dentre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marins, aquele que já roubou até medalha dos meninos campeões da Taça SP de futebol Junior.


PRÓXIMOS VISADOS – Aqueles antigos cartolas da CBF, que estenderam suas redes de falcatruas pelo mundo afora, principalmente nos períodos eleitorais da Fifa, e conseguiram escapar das malhas do FBI estão com pulgas atrás da orelha. Ricardo Teixeira, morando em Miami, é um dos investigados e tem chumbo grosso contra ele. O velho presidente João Havelange, responsável pela multiplicação da Fifa, tem várias denúncias contra ele. Porém, sempre conseguiu fugir ajudado pelo tráfico de influências, amigo de reis, presidentes, primeiros-ministros,etc. desta vez, apesar dos mais de 90 anos de idade, corre risco de comer cana agora.


NOSSA ESPERANÇA – Aqui no Brasil a coisa não tá tão diferente quanto no fantástico e enriquecido mundo internacional da bola. A trairagem é lá fora empata com a daqui. Veja bem: o presidente Joseph Blatter tem-se mantido no poder há vários anos, desde a época de Havelange presidente, e agora, na ação do FBI julgou-se surpreso e exigiu a prisão de todos que estavam na sede de Zurich. Talvez porque já tenha planejado ficar livre pra poder agir sem problema na liberação dos presos, e na contratação de advogados de influência internacional. Nossa esperança é que surjam no Brasil gente nova, com tem acontecido no Judiciário, disposta a passar o País a limpo. Ou jovens idealistas como o

Advogado Castellar Neto, cuja origem familiar lhe dá ótimo embasamento, e aceite concorrer e assumir federações estaduais, como ele tem feito na Mineira.

 

PIMENTEL,OUÇA O KALIL – O arrogante netinho do Dr. Tancredo não quis ouvir o então presidente do Atlético, Alexandre Kalil, na hora de fechar o acordo com a tal Minas Arena, sobre o Mineirão, porque sempre foi metido a besta, e saber tudo. Sabe nada. O Mineirão tá falido e o governador que veio depois de Aécio Neves, o fracassado senador Anast-azia, também, teve culpa no cartório. Antes que o caldo entorne, convém nosso governador Pimentel desfazer  o negócio, meter o pé na bunda do pessoal da Minas Arena, que só pensa em mamar nas tetas gordas presenteadas por Aécinho e Anast-azia, e chamar FMF, Cruzeiro e Atlético pruma conversa. O América não precisa não. Já teve seu presente.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.