terça-feira, 13 de outubro de 2015

SÃO PAULO EM CRISE PROFUNDA PERDE O PRESIDENTE CARLOS MIGUEL AIDAR QUE RENUNCIOU

Bagunça geral no Morumbi que começou há dias com a saída do técnico Juan Carlos Osório e culminou com a renúncia do Presidente Carlos Miguel Aidar, que segundo alguns bocas azedas não topou entrar no esquema de toma lá, dá cá existente São Paulo há vários anos. Segundo denunciou na sua carta renúncia, Aidar afirma que levantou 16 transações das diretorias anteriores e todas são sujas, ilegais, imorais, amorais ou engordam. Aliás, assegura que preferiu ir até a 16ª transação e renunciou porque previa coisas mais feias pra frente, o que botará muita gente na cadeia.
IGUAL ACONTECIMENTOS NA FIFA
Um são-paulino da esquina falou que os fatos no Morumbi se comparam com os da Fifa, onde os negócios porcos e sujos apurados pelo FBI e a Justiça Suíça levaram à prisão do Secretário Geral da entidade, Jerôme Walkhs, e ao afastamento por 90 dias do Presidente Joseph Blatter, da Fifa; e de Michel Platini, da UEFA, que teria recebido anos atrás $ 9 milhões de Blatter.  
DELEGOU DEMAIS
Outro arrependimento de Carlos Miguel Aidar é que teria delegado poder de mais no São Paulo e para pessoas erradas,  irresponsáveis ou incompetentes. O conselheiro Leco assumirá interinamente a Presidência e marcará eleições para 30 dias próximos. A oposição garante que vencerá e limpará o clube, coisa que Carlos Miguel Aidar teve medo de fazer.
BOTAFOGO CHIA MUITO
Porque ficou fora da Copa Sul Minas Rio visto seu alinhamento com a Federação Carioca de Futebol junto com o Vasco, o Botafogo chamou a imprensa pra demonstrar seu protesto. Do Rio vão entrar a dupla Fla e Flu, o que eu acho absurdo deixar  Vasco e Botafogo de fora, enquanto Santa Catarina tem três participantes - Avaí, Figueirense e Chapecoense. A posição do Botafogo mereceu meu aplauso por se opor aos cartolas metidos à besta, arrogantes, soberbos que montaram a tal Liga e falam em comandar o futebol brasileiro.  
PELÉ NA ITALIA
 
Eu precisava viver este todo que vivi, 60 anos de profissão, pra ver Pelé com a camisa nove da Itália, ao lado do brasiliano Eder, revelado pelo Criciúma e com 10 anos no futebol da Bota. É um Pelé branco, caneleiro, perdedor de gols que não justifica em nada o apelido. Está anos luzes de jogar como as unhas do dedão do Rei, o Atleta do Século. 
 
TÔ INDO EMBORA
 
Vou-me embora do Hospital Vila da Serra cheio de gratidão pelas visitas pessoais que recebi. Quero agradecer minha irmã Dodora e seus filhos Gracinha e Raymundinho que ficaram comigo dois dias. Os jornalistas  Ronan Ramos e  Hélio Fraga, meus velhos companheiros, apoios constantes.
Em compensação, quero mandar uma banana para os presidentes Gilvan Tavares, do Cruzeiro; Daniel Nepomuceno do Atlético; o presidente do América que nem sei quem é; Alexandre Kalil, excêntrico, arrogante, diretor executivo da Liga Sul Minas Rio.Boto a língua pra fora para estes cartolas sem palavras.
 
METRALHADORA GIRATÓRIA
 
Volto à minha Trincheira mais armado do que nunca. Li vários livros neste período de prisão no Hospital Vila da Serra e de mim recuperação. Dentre os livros que li está o
 sobre a vida do jornalista Carlos Castello Branco. Ele saiu do Piauí e veio estudar e morar em Belo Horizonte. O livro traz passagens fantásticas de Castello Branco, mas confesso que não sou fã dele visto ter ele, como jornalista, apoiado a quartelada militar de 1964, e era puxa-saco dos donos fardados do poder na época. Ficou amigo de Carlos Lacerda, o anarquista, porém não quis entrar na sua vida política e justificou: "sua metralhadora é giratória e acerta até os amigos. Vou sair de perto e da Reta." Portanto aviso: será fogo diário e os maus cartolas que abaixem a cabeça
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.