segunda-feira, 30 de novembro de 2015

CRUZEIRO VENCE NINGUÉM NO MINEIRÃO E GALO PERDE PRA NINGUÉM NO OLÍMPICO DE POA

TRINCHEIRA Foi  desta maneira que vi a participação dos nossos times na 37ª rodada - a penúltima do Brasileiro. O resultado de Porto Alegre foi injusto porque o Atlético não merecia perder a disputa do vice-campeonato para aquele Grêmio brucutu e sem inteligência, o pior time gremista que vi jogar nos últimos 10 anos. Não quero analisar cada jogo em particular, pois foram feios. Quem quiser saber dos detalhes técnicos de cada partida, que leia os jornais de segunda-feira, ou os sites especiais. 

NADA DE CONTAR VANTAGEM

O Cruzeiro conta marra pela série invicta completada contra o Joinville, mas devia  é chorar. Completar 12 jogos sem perder e nem sair do mesmo lugar na classificação geral da competição, longe da vaga na Libertadores, dá pra sentar no meio-fio do passeio em frente à Toca da Raposa 2 e tomar uma dúzia de sorvete de jiló com cobertura de jurubeba.
 O Cruzeiro completou o 12º jogo consecutivo, invicto e  pontuando no Campeonato Brasileiro, na vitória por 3 a 0 diante do Joinville, no Mineirão. Nem assim foi a lugar nenhum, além de um oitavo lugar, abaixo até do Sport do Recife. Vencer o Joinville "de goleada", como estabelecem alguns companheiros, não representa nada porque o time catarinense é uma porcaria completa. Teria sido bem recolhido o placar, se o Cruzeiro tivesse usado,realmente, a diferença enorme entre os dois times e aplicado uma goleada de verdade, não inferior  a cinco gols, pelo contrário, bem superior a isso.

PLANEJAMENTO DE 2016


A Diretoria Azul começa a planejar 2016. Ela voltou suas atenções para o expediente extracampo.O diretor de futebol Thiago Scuro (foto Superesportes)  revelou que começará a conversar sobre renovações e outras pautas urgentes.Além disso, o dirigente também comentou sobre o futuro do técnico Mano Menezes. Durante a última semana, o nome do treinador foi citado como possível substituto de Cuca no Shandong Luneng, da China. Embora garanta que não recebeu um comunicado oficial do treinador.

EM DISPUTA DE MILHÕES

O segundo lugar não era o sonho do  Atlético, enquanto perseguiu o Corinthians pelo campeonato afora.  Agora a forma de compensar a perda do título é engordar a conta bancária. O Galo disputa com o Grêmio o segundo lugar do Brasileiro, e precisa espantar a fase instável para embolsar os R$ 6,3 milhões. Caso tropece contra a Chapecoense, na despedida, o Galo corre o risco de perder R$ 2 milhões. Para isso acontecer, o Grêmio também tem que vencer o rebaixado e ruim Joinville em Santa Catarina.
Desde a derrota para o Corinthians o Atlético não é mais o mesmo. Foram 15 pontos disputados e apenas 4 conquistados, uma campanha que só não é pior que a do já rebaixado Joinville, que somou 1 ponto, e a do Palmeiras, que conquistou 2. A Ponte Preta, que em determinado momento do Campeonato brigava por Libertadores, tem situação idêntica a do Atlético, com apenas 4 pontos somados nos últimos 5 jogos.

TRINCHEIRA - Este momento ruim do Atlético contrasta com a fase gremista. O Tricolor Brucutu  gaúcho que derrotou o Galo no último domingo conquistou nove pontos no mesmo período ruim do Galo e agora ameaça a vice-liderança atleticana.

RIVAIS EM ALTA


Curiosamente, as duas melhores campanhas no mesmo período de baixa do Atlético são de Cruzeiro e Corinthians. O rival regional conquistou 11 pontos dos últimos 15 disputados, e tem a melhor campanha deste período. Já o Corinthians, com quem o Atlético duelou pelo título, tem três vitórias e um empate, retrospecto que apenas Coritiba e Vasco, que lutam contra o rebaixamento, igualam.


QUE COISA, GENTE: CRUZEIRO NÃO QUER NEILTON

a final do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro começa a definir o futuro de jogadores que retornarão de empréstimo na próxima temporada. Uma das decisões mais aguardadas é sobre o atacante Neilton, que se destacou no Botafogo durante a disputa da Série B, em 2015. Nos últimos dias, as negociações avançaram para que o jovem, de 21 anos, siga no Rio de Janeiro.

Conforme apurou o Superesportes, porém, o Cruzeiro não aceita arcar com qualquer percentual do salário de Neilton a partir da próxima temporada. Atualmente, o clube celeste paga a maior parte dos vencimentos. A estratégia na Toca da Raposa é mantê-lo no Rio, atuando, para tentar concretizar uma venda na janela de transferências do meio do ano que vem, a mais importante da Europa. Se a última proposta do Botafogo não contemplar pagamento de 100% dos salários, no entanto, Neilton retornará a Belo Horizonte em 2016. 

MURICI DECLARA AMOR PELO FLAMENGO

Com a saída de Oswaldo de Oliveira, logo surgiu nos bastidores do Ninho do Urubu a possibilidade de assinar contrato com Muricy Ramalho para garantir a contratação do treinador para 2016 - já existe acordo verbal entre o clube e representantes do comandante. Mas isso não vai acontecer. Segundo apurou o GloboEsporte.Com, Muricy não vai colocar o acerto no papel antes do dia 7 de dezembro, data das eleições presidenciais, por respeito aos candidatos da oposição. Ele tampouco irá se manifestar publicamente sobre o assunto antes do pleito.

LEVI DIVULGA CARTA DE DESPEDIDA





Um dia após anunciar sua saída do Atlético-MG, o técnico Levir Culpi utilizou as redes sociais para deixar uma carta de agradecimentos às mensagens de apoio após encerrar sua quarta passagem pelo clube mineiro.

-"Após 30 anos de carreira, imaginei estar calejado o suficiente para algumas situações. Enfrentei outras despedidas dolorosas. Logo no meu primeiro trabalho como treinador, ao deixar o Juventude, de Caixas do Sul, não consegui nem sequer entrar no vestiário para me despedir. Do lado de fora, me deparei com o sisudo Celso Roth, meu preparador físico, e fomos às lágrimas.
No Japão, vivi alguns dos momentos mais emocionantes da minha vida quando resolvi retornar em 2012, depois de seis temporadas no comando do Cerezo Osaka. Houve uma comoção imensa. Recebi presentes, cartas, homenagens e a torcida me acompanhou do hotel até o aeroporto. Agora, me deparo novamente com um momento que extrapola a razão.
O que era para ser um simples tchau ganhou proporções impensadas. Tenho recebido inúmeras mensagens, ligações de carinho e apoio e lendo textos e mais textos na Internet e imprensa que me comoveram demais. Fiquei com a certeza de que deixei de ser profissional do Galo para me tornar um amigo dos atleticanos. E que valeu muito a pena! Vocês são muito legais!"

HONDA VOLTA AOS EUA


Depois de passar por cirurgia plástica no lábio, problema decorrido dos golpes aplicados por Holly Holm na luta principal do UFC 193, Ronda Rousey (foto) já retornou aos Estados Unidos. Nesta terça-feira, o canal TMZ Sports exibiu vídeo da chegada da ex-campeã peso galo ao aeroporto em Los Angeles. Ela estava acompanhada do namorado, Travis Browne, peso pesado do Ultimate Fighting Championship.

NOCAUTE FEIO

Ronda Rousey foi nocauteada por Holly Holm aos 59seg do segundo round e, depois de seis defesas consecutivas de cinturão e invencibilidade de 12 lutas no MMA, perdeu o título e conheceu a primeira derrota na carreira. A ex-campeã terá a revanche contra a nova dona do título, mas recebeu suspensão médica de seis meses e terá longo período de descanso até reencontrar a algoz.



sábado, 28 de novembro de 2015

SEM SABELLA, GIACOMINI É O PRESENTE NA COMISSÃO TÉCNICA DO GALO


 O jovem Giacomini é o técnico interino do Atlético, cargo que já foi ocupado por Marcelo Oliveira, atualmente astro no Palmeiras. 


O técnico argentino Alejandro Sabella agradeceu ao presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, a lembrança de seu nome para dirigir o time em 2016, mas respondeu não ao convite, alegando que está aposentado e que não quer voltar ao futebol. Passou a ser  página virada como Levir Culpi.
Se Levir Culpi é passado no Atlético e o futuro ainda não está confirmado. Porém, o presente tem nome: Diogo Giacomini. O técnico dos juniores assume o clube na reta final do Brasileiro, nos jogos contra Grêmio e Chapecoense. O último interino que treinou o Alvinegro foi Marcelo Oliveira, em 2008. Hoje, o treinador do Palmeiras é um dos mais valorizados do país.

Natural de Santa Maria (Rio Grande do Sul), Giacomini formou-se em educação física no Sul do país e depois mudou-se para Belo Horizonte. Em Minas, Diogo fez mestrado esportivo na UFMG. Depois de atuar como preparador físico e técnico no time de sua cidade natal, o primeiro trabalho com futebol no estado foi à frente do América, entre 2005 e 2006. Diogo depois passou por Cruzeiro (duas vezes), Atlético (duas vezes, contando a atual) e Palmeiras.


DEDÉ ESTÁ DE VOLTA


Depois de mais de um ano sem jogar, Dedé estará no banco de reservas do Cruzeiro neste domingo. Embora seja improvável que ele participe da partida contra o Joinville, no Mineirão, o zagueiro demonstrou muito entusiasmo em voltar a vestir a camisa celeste.

“É um momento especial, de muita alegria, não só para mim, mas para todos familiares, amigos e companheiros de trabalho. Muitos ficaram na expectativa de eu voltar antes, mas, infelizmente, não consegui. Muitos acharam que eu não teria essa oportunidade este ano. Estou trabalhando firme. É um momento muito emocionante. Ficará guardado na minha carreira”, avaliou.

Dedé não joga desde 5 de novembro de 2014. No empate com o Santos, por 3 a 3, na Vila Belmiro, em confronto pela semifinal da Copa do Brasil
, o zagueiro sofreu uma lesão no joelho direito. Em 2015, o tratamento conservador não surtiu o efeito esperado e, assim, ele foi submetido a duas cirurgias no joelho direito.

APESAR DO CONTRATO DELE DURAR ATÉ 2017, FUTEBOL CHINÊS PODE TIRAR MANO MENEZES DA TOCA DA RAPOSA



   Mano e Gylvan Tavares conversam o bastante, mas nada da saída prematura         do treinador pro futebol chinês

Por causa da iminente saída de Cuca do Shandong Luneng, Mano Menezes passou a ser especulado no mercado chinês. O treinador do Cruzeiro ainda não recebeu nenhuma proposta oficial, mas a diretoria celeste já se prepara pra uma possível oferta milionária que possa seduzir seu comandante. Oficialmente, o Cruzeiro informa que desconhece o assunto. “ele tem contrato até 2017”, diz o diretor de comunicação, jornalista Guilherme Mendes. 

NINGUÉM SABE NADA

Porém,  a cartolada celeste já está precavida, caso chegue uma proposta milionária do futebol chinês e Mano se sinta seduzido. A multa rescisória de Mano Menezes é de cerca de R$ 7 milhões, valor que o Cruzeiro receberia se o treinador aceitasse a transferência para o mercado asiático. O alto valor foi uma exigência do próprio técnico nas negociações com Cruzeiro.
A filha de Mano, Camila Menezes, também afirmou que seu pai ainda não recebeu nenhuma proposta. “Parece que o treinador desse time (Shandong Luneng) foi ou vai ser demitido e o Mano seria um dos cotados. Fora isso, não tenho mais nenhuma informação nesse sentido. Se o Cruzeiro foi procurado, eles não nos informaram”, garante Camila. Segundo ela, seu pai também não foi procurado. “Senão, ele teria me dito”.

TITE QUER PATO
Campeão Brasileiro em 2015 pelo Corinthians o técnico Tite participou de entrevista exclusiva na  Record, para o programa Esporte Fantástico,  e deu uma  declaração relevante para seu do time no próximo ano ao comentar a situação de Alexandre Pato (foto), que retorna de empréstimo ao Corinthians em 2016, mas convive com especulações de ser negociado. O comandante sinalizou de maneira positiva para a permanência do atacante na equipe:
 “É um atleta do clube, valorizado que é pela qualidade que tem. Eu quero o Alexandre Pato”.

GUERRA EM SÃO PAULO

Vinte e dois fundamentalistas muçulmanos em campo. Onze de cada lado e no meio Barack Ossama. Sentados nas arquibancadas 40 mil boinas verdes norte-americanos e fora, guerreiros franceses. Pelo visto é assim que Palmeiras e Santos querem a segunda partida pela decisão da Copa Brasil, na Arena Palmeirense quarta-feira que vem.
O primeiro jogo na Vila Belmiro já foi uma guerra e teve duas arbitragens ruins, por causa da lesão do juiz Flávio Oliveira no segundo tempo. Então, cartolas palmeirenses tocaram a boca no mundo, denunciando que foram prejudicados e que vão levar um vídeo dos erros da arbitragem contra ele. O Santos contesta e afirma que este vídeo tem que engrossar com os erros contra ele.

TRINCHEIRA - O clima está quente, lamentavelmente. Mas é assim que vive hoje em dia o futebol brasileiro pra motivar as torcidas, pois no gramado não mostram nada que motive. A qualidade técnica é péssima e o jogo feio.

QUE VIDA BOA


Mesmo preso preventivamente após tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato, o líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), não perde a prerrogativa de senador e terá direito a receber R$ 33,7 mil mensais de salário.
De acordo com o regimento interno da Casa, um senador que estiver "temporariamente privado da liberdade" terá direito a uma licença automática. "Considerar-se-á como licença concedida, para os efeitos do art. 55, III, da Constituição, o não comparecimento às sessões do Senado temporariamente privado da liberdade, em virtude de processo criminal em curso", diz o texto do regimento.
Nesse caso específico de afastamento, conforme entendimento do Senado, o petista não precisa abrir mão do mandato em favor do suplente. Ontem à noite, os senadores decidiram em plenário manter Delcídio preso.
O entendimento em votação aberta é que o petista, ao tentar evitar que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró o implicasse numa delação premiada da Operação Lava Jato, tem de permanecer detido enquanto perdurar a detenção do Supremo Tribunal Federal (STF). O senador foi detido na manhã desta quarta-feira, 25.

LULA XINGA DELCÍDIO


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva(foto) disse nesta quinta-feira, durante almoço na Central Única dos Trabalhadores (CUT), que a tentativa do senador petista Delcídio Amaral de articular um plano de fuga para o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró foi "coisa de imbecil".
A informação é do site do jornal Folha de S.Paulo. Delcídio foi preso nesta quarta-feira pela Polícia Federal sob acusação de atrapalhar as investigações da Lava Jato, que investiga a corrupção na estatal petroleira.
Lula também manifestou perplexidade diante da prisão de Delcídio, baseada em gravações feitas pelo filho de Cerveró, que registrou toda a negociação para tentar tirar o pai do Brasil. "Que loucura. Que idiota", disse o ex-presidente.

TRINCHEIRA - Hoje no Brasil se um político entrar num barzinho e comprar um chiclete Trident, logo perguntarão: pagou com dinheiro da Suíça, seu ladrão?


CBF GARANTE QUE NÃO HÁ ESQUEMA CONTRA VASCO

Protagonista de polêmicas com o presidente Eurico Miranda, Delfim Peixoto,(foto) presidente da Federação Catarinense de Futebol,  um dos vice-presidentes da CBF, insistiu em ir contra o clube carioca ao comentar a reta final do Brasileiro. Para o dirigente, que já foi acusado por Eurico de influenciar árbitros, contra  o Vasco pra voltar à Série B. Faltando apenas duas rodadas para o fim da competição, o Vasco soma 37 pontos e ocupa a 18ª colocação, três atrás do catarinense Figueirense, primeiro clube fora da zona da degola. Nesta temporada, Delfim já amarga um rebaixamento em seu estado: o Joinville, que teve a queda decretada com algumas rodadas de antecedência.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

CRUZEIRO RENOVA NA SURDINA CONTRATO DE JÚLIO BAPTISTA; TÃO NA MOITA QUE NEM O SUPERVISOR DE ARAQUE SABIA.



De 2013 até hoje, Júlio Baptista ( foto)  foi apenas uma fonte de informações dos repórteres que cobrem o Cruzeiro: joga não joga, tá recuperado de brava lesão ou não. Apresentado como grande contratação pelo clube, saindo de um carro forte no Mineirão, símbolo portanto de milionário investimento, Júlio Baptista, com astronômico salário, não rendeu ao  Cruzeiro nem 10 vinténs.  Na Toca da Raposa, ele foi coadjuvante na conquista dos Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014. Já a temporada atual se aproxima do fim com planos frustrados de renomado ex-craque, cotado antes pra ser o camisa 10 do time.
Vamos diagnosticar as frustrações provocadas pelo ex-craque. Não creio que seja dele tais frustrações porque viveu neste período como um rei, com altos salários, deitado quase o dia inteiro na cama do Departamento Médico. Veja bem: em recuperação de um edema na coxa direita, Júlio Baptista não deve defender o Cruzeiro contra o Joinville, neste domingo, no penúltimo jogo do Brasileirão. Até aqui, ele esteve em campo em apenas três jogos oficiais em 2015. Em nenhum deles, o meia permaneceu em campo por mais de 45 minutos. Então a frustração é da torcida e dos dirigentes, só.
Na segunda rodada do Campeonato Mineiro, Júlio Baptista entrou no intervalo do empate entre Cruzeiro e Caldense, por 1 a 1. Depois daquele jogo, ele foi submetido a uma cirurgia no joelho direito, feita em Barcelona, para corrigir uma lesão na cartilagem. O procedimento foi feito em fevereiro pelo médico catalão Ramon Cugar Bartomeu. Foram sete meses afastado dos gramados.Durante o período de recuperação, a renovação do contrato de Júlio Baptista ficou na gaveta. Ele tinha compromisso com o Azulão até o fim de julho. O despreparado e desinformado supervisor de futebol do clube, Benecy Queiroz, informou, em conversa informal na Toca da Raposa II, que não haveria proposta para um novo contrato. Entretanto, um acordo foi anunciado em 22 de julho.

TRINCHEIRA - Agora, com tal renovação, ainda que seja por produtividade, porém sem que Júlio Baptista dê sinal de que sairá do Departamento Médico, quem está frustrado é este filho do Sodico e da Dona Geralda.

DINHEIRO NA SUÍÇA

O implacável filho de seu Vicente e dona Terezinha, destemido cidadão de Sete Lagoas, jornalista internacional, Chico Maia, permitiu-nos saber, através de seu blog, que a ultra direitista revista Veja quebrou a cara ao anunciar que o Senador Romário tinha conta num banco suíço. No Brasil de hoje ter conta na Suíça equivale a ser  ladrão do Lava Jato. O banco, por sua própria consciência desmentiu. Afirmou que não tinha nenhum Romário entre seus clientes. A mentirosa Veja teve que se retratar publicamente. Adorei, na mesma intensidade como detesto a Veja.

SABELLA VEM AÍ

Chico Maia revela, ainda, que um dos motivos mais fortes na decisão de Levir Culpi em abandonar o Atlético antes do fim do Campeonato Brasileiro foi saber que o presidente Daniel Nepomuceno negociava com Alejandro Sabella e Murici Ramalho, antes de exercer a prioridade que ele (Levir) tinha até o fim do ano.
Outra interessante revelação de Chico: Daniel Nepomuceno e Sabella ficaram amigos - como se isso fosse possível no futebol - no período em que a Seleção Argentina esteve treinando na Cidade do Galo. Nepomuceno era então vice-presidente do Atlético.

TRINCHEIRA - Dou total razão ao Levir Culpi. Isso é levar bola nas costas, como se diz quando o Marido leva chifre da Esposa. Além do que, Levir passou dois anos tentando acertar o posicionamento dos laterais do Galo que levavam muitas bolas nas costas. E desconhecia que ele, também, levava do seu presidente.

BEM ANDADA A REVELAÇÃO AMERICANA

O menino Marcelo Toscano, goleador do América e considerado a maior revelação do time na conquista da vaga pra Série A, não é menino e nem revelação coisa nenhuma. É mais andado do que Júlio Baptista. Toscano nasceu em Areado, MG, em 12 de maio de 1985. Tem, portanto, 30 anos. Além do América, passou pelo Mirassol, Cuiabá, Comercial-SP, Figueirense, Vitória de Guimarães, em Portugal, Paraná, Lousanne na Suíça e Paulista-SP. 
TRINCHEIRA - Este é um autêntico Gato de Botas.

DANIEL DÁ SUAS EXPLICAÇÕES



Pra não dar chance aos inimigos de dizerem que publico informações só de um lado vou usar a entrevista que o Daniel Nepomuceno (foto) na coletiva desta quinta-feira e transcrita pelo Superesportes. Leiam:
 Daniel Nepomuceno falou à imprensa. e explicou a saída do treinador, comentou as especulações sobre as possíveis negociações com Muricy Ramalho e Alejandro Sabella e falou sobre o planejamento para 2016.

-"A conversa que tive com o Levir foi boa, de 
amigos, principalmente por ser o técnico que comandou o Atlético por um longo período e por tudo que fez. Mas foi uma decisão minha, da diretoria, o momento de trocar é este. Quando você planeja o time para 5 competições importantes, um torneio inédito em janeiro, o planejamento já começou. Já temos os nomes dos novos jogadores que farão parte do elenco. São 18 jogadores que retornarão. Precisamos tomar essa decisão. Foi decisão do Levir em não treinar nas duas últimas partidas do Brasileiro.
O que pesou foi a pessoa do Levir, que é um profissional espetacular. Isso pesa bastante. Mas o Levir cumpriu o contrato dele muito bem, o que pesou foi a renovação de ter um novo técnico para ficar os próximos dois anos comigo. A gente sempre pensa que técnico tem um prazo mínimo. Ele cumpriu com as obrigações, foi super vencedor. Mas pensando nos próximos anos, quero ter a segurança de ter um time novo do lado. O elenco está mantido e vamos procurar dois ou três reforços.

DESGASTE COM LEVIR

Ainda sobre Levir Culpi: -"Teve um desgaste, não queria trocar o treinador no meio do ano caso acontecesse alguma derrota. Para renovar tem que ser agora. Devido a tudo que aconteceu, achei melhor começar o ano com um novo treinador.
A verdade é que existem poucos treinadores hoje, no Brasil, com nível que o Atlético exige. E o Muricy é um grande nome, um dos poucos que está sem clube. Já declarou que irá voltar ao futebol. Mas o que tem agora são especulações. Fui muito profissional com a comissão técnica aqui existente. É o grande nome, mas temos que fazer um planejamento perfeito, não podemos errar." 

O AMIGO SABELLA

-Sabella foi um amigo que fiz, acompanhei o trabalho dele na Seleção Argentina. Mas não tive conversas. E também não descarto técnico estrangeiro. Começo agora a conversar com todos os nomes que achamos interessantes".
-"O prazo é quando as duas partes chegarem a um acordo. Agora a gente corre contra o tempo. Tem que correr e apresentar um projeto. Evidente que treinador tem que saber da grandeza do Atlético e estar disposto para o desafio de ser campeão. Eu tenho um plano de integração da base, temos parcerias com times estrangeiros.

" Claro que tem nomes, penso nos nomes e eu discuto o trabalho que outros treinadores estão fazendo e aqueles que estão disponíveis. A partir de agora eu vou sentar com eles e apresentar o projeto. Só eu que vou conversar. Não houve nenhuma conversa até agora".

MERCADO DE JOGADORES

Continua o presidente: o jogador bom, eu acho que qualquer treinador não vai recusar. Então o que a gente está conversando é sobre os bons jogadores que estão no mercado. Não tem esse problema de esperar o treinador para ir atrás de reforços. Temos a vantagem de estar na Libertadores e começar um planejamento diferenciado. Claro que há um limite. A prioridade é fechar com o comandante e sentar com ele. Espero que conheça bem o nosso elenco.
Gustavo Bou, do Racing - Não, não procede. Vocês estão acostumados como o meu estilo aqui, só falo de jogador com o contrato assinado.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

FIM DO CICLO: LEVIR CULPI TÁ FORA DO GALO, CONFORME TRINCHEIRA ANTECIPOU


  Levir chora ao despedir-se do Galo

 Fim de novela: Levir Culpi não seguirá como técnico do Atlético na próxima temporada. Uma reunião na noite de quarta-feira com o presidente Daniel Nepomuceno  acertou-se a saída do treinador, que nem sequer terá tempo de se despedir da torcida alvinegra.
Esta situação a minha Trincheira antecipou há dias com a manchete:  Murici no Galo e Levir no Internacional, esta possibilidade, entretanto, pode mudar e Levir assinar com o São Paulo.
O técnico não estará no banco de reservas na partida diante do Grêmio, no próximo domingo, às  cinco horas. Na manhã desta quinta-feira, depois do treino na Cidade do Galo, o técnico convocou imprensa e informou a decisão.

“Não é exatamente um bom dia. Estou desconfortavelmente conversando com vocês, mas é uma obrigação que tenho. Estamos encerrando um ciclo, provavelmente o ciclo da minha vinda para Minas Gerais. Não vejo num futuro próximo a oportunidade de voltar para Minas, preciso aproveitar a oportunidade de agradecer”, disse o treinador.

"Eu prefiro ver esse lado, a comissão técnica, os atletas, mas acabou. A diretoria chegou à conclusão de que não deveríamos seguir o trabalho. Sinceramente, é ruim falar muito neste momento. É uma rotina tão desgastante, que não vale a pena ser repetitivo. Aproveito este momento para agradecer as pessoas que me ajudaram, que estiveram comigo, que sentiram as derrotas como eu senti", completou.

Ao longo das últimas semanas, a renovação de Levir com o Atlético ganhou contornos de novela. Se por um lado o nome de possíveis substitutos eram aventados na Cidade do Galo, o técnico alvinegro dizia que esperava uma resposta do presidente atleticano sobre a contraproposta para ampliação do vínculo. Nessa quarta, porém, o martelo foi batido: o técnico deixará Belo Horizonte.

TRINCHEIRA -  E atenção: Alessandro Sabella, argentino, próximo de assinar contrato como treinador do Galo. Cruzes!!!!


JOGO FEIO, MARCAÇÃO E PONTAPÉS DESLEAIS, MARCARAM O 1º SANTOS X PALMEIRAS NA DECISÃO DA COPA DO BRASIL.

( GLOBO ESPORTES) - Arouca puxou Ricardo Oliveira a ponto de levar o atacante ao chão. Jackson acertou o rosto de Ricardo Oliveira propositalmente. David Braz tocou no pé de Barrios antes que o atacante chutasse a própria perna. Lucas Lima deveria ter recebido cartão amarelo no lance da expulsão de seu xará palmeirense. Nem dois árbitros foram suficientes para que a primeira final da Copa do Brasil, entre Santos e Palmeiras, terminasse sem dúvidas e polêmicas.
Luiz Flávio de Oliveira, lesionado no segundo tempo, e seu substituto Marcelo Aparecido de Souza tomaram decisões difíceis numa partida em que o nervosismo imperou. A impressão deixada, aliás, é que os jogadores santistas e palmeirenses não se suportam. Bate-bocas, encaradas e aquele burburinho do campo, dos bancos de reservas e das arquibancadas da Vila Belmiro, a cada som do apito (ou falta dele) do árbitro, enredaram a vitória alvinegra por 1 a 0
"Vamos jogar", disseram um ao outro Arouca e Ricardo Oliveira antes que o palmeirense puxasse o santista na área (veja abaixo). Pênalti que Gabriel chutou na trave. Os de branco cumpriram o "acordo". Jogaram. Aquém do que já demonstraram na Vila Belmiro, é verdade. O talento demorou a sobressair, mas se encontrou na dupla formada por Lucas Lima e Gabriel.
suportam. Bate-bocas, encaradas e aquele burburinho do campo, dos bancos de reservas e das arquibancadas da Vila Belmiro, a cada som do apito (ou falta dele) do árbitro, enredaram a vitória alvinegra por 1 a 0.
Um dos motivos da dificuldade em casa foi a postura da linha defensiva do Palmeiras, que tentou o tempo inteiro se recompor rapidamente e atuou bem recuada para evitar aquele espaço normalmente utilizado por Lucas Lima para enfiar bolas preciosas a Gabriel, Marquinhos Gabriel e Ricardo Oliveira. Tanto nos contra-ataques como nos lances em que seu time estava compacto, o Palmeiras tratou de fechar espaços. Primeiro, Zé Roberto chega à frente de Gabriel. Depois, o Santos toca pra lá, pra cá, gira, e não consegue a infiltração.
A outra medida de Marcelo Oliveira para neutralizar o imbatível Santos na Vila foi o jovem Matheus Sales, 20 anos, para marcar individualmente Lucas Lima, camisa 20 do Peixe e da seleção brasileira. O volante do Palmeiras até fazia boa partida e conseguiu dois desarmes na bola, com autoridade.

Mas cinco minutos definiram que ele sairia no intervalo. 

Lucas Lima passou a tirar Matheus de sua zona de conforto, recebendo a bola cada vez mais atrás e carregando até o ataque. Primeiro, ele conseguiu deixar o rival para trás. Logo em seguida, Matheus fez falta no campo de ataque e levou cartão amarelo. No lance seguinte, com o peso da advertência, deixou que Victor Ferraz passasse facilmente e criasse a melhor chance do primeiro tempo (além do pênalti perdido por Gabriel). Para fechar a sequência, fez falta em Marquinhos Gabriel. O Santos pediu o vermelho. Luiz Flávio ignorou, Marcelo Oliveira não. Amaral voltou para o segundo tempo. O técnico preferiu piorar o time, mas se garantir com 11. Para tentar driblar as armadilhas alviverdes, Ricardo Oliveira saiu da área e permitiu que Gabriel e Marquinhos assumissem papéis de centroavante. Às vezes não deu certo, como no lançamento longo de Lucas Lima, no primeiro tempo, que terminou nas mãos de Fernando Prass. Em outras foi preciso. O camisa 9 se fez de morto para Gabriel penetrar – sem que Arouca o acompanhasse – e perder grande chance no início do segundo tempo, depois de outro lindo passe de Lucas Barrios recebe de Dudu e invade a área.  A perna direita do atacante chuta sua própria perna esquerda, então ele se desequilibra e é tocado por David Braz. Se o zagueiro o atingiu antes dessa sequência, pênalti. Foi a visão do comentarista de arbitragem da TV Globo, Leonardo Gaciba, que explicou:
O Barrios teve a oportunidade e diminuiu a passada, mas não para cavar o pênalti. Esse "totozinho" na parte lateral de sua perna fez com que ele trançasse as pernas. Eu marcaria o pênalti – afirmou Gaciba. Luiz Flávio de Oliveira não marcou.

DOIS APITADORES FRACOS

Lucas puxa Geuvânio em contra-ataque e recebe o cartão amarelo que o tirava da final de quarta que vem, no estádio do Palmeiras. Ele estava pendurado. O pior estava por vir. Depois de 20 minutos, Lucas Lima – que também estava pendurado, mas não foi advertido – levou a mão ao seu rosto. A reação foi chutar a bola no xará e receber um óbvio cartão vermelho. Os dois cartões foram mostrados por Marcelo Aparecido de Souza, que substituiu o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, lesionado, no segundo tempo.

TRINCHEIRA - Ou seja, o clássico teve dois sopradores de apito da pior qualidade.

CADÊ O TIME DA DESPEDIDA DO MINEIRÃO, MANO?


Pelo segundo dia consecutivo, Ariel Cabral não participou dos treinamentos com bola na Toca da Raposa II. O volante foi poupado novamente por cansaço muscular. Nesta quarta-feira, o técnico Mano Menezes testou alternativas para substituir o argentino e também para a vaga do uruguaio De Arrascaeta, que cumprirá suspensão automática. No domingo, às 17h, o Cruzeiro enfrentará o Joinville, no Mineirão.

No treinamento tático desta quarta-feira, inicialmente, Charles foi o escolhido para substituir Ariel Cabral. Num segundo momento, Leandro Damião foi acionado para a vaga do volante argentino, enquanto Marcos Vinícius foi recuado. Durante toda a atividade, Alisson foi o responsável por exercer a função que era do meia De Arrascaeta.

Por opção de Mano Menezes, Fábio não iniciou o treinamento com os titulares. Essa equipe foi formada por: Elisson; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians e Charles - céus - (Leandro Damião); Alisson, Willian e Marcos Vinícius.

Foram formadas duas equipes reservas ao longo do treinamento. O primeiro time a participar contou com: Rafael; Mayke, Uillian Correia, Paulo André e Mena; Willian Farias, Luiz Fernando e Gabriel Xavier; Allano, Joel e Vinícius Araújo.

A segunda equipe de reservas foi composta por: Fábio; Fabiano, Dedé, Bruno Viana e Pará; Uillian Correia, Eurico e De Arrascaeta; Marquinhos, Leandro Damião e Marinho.

O zagueiro Bruno Rodrigo deixou o treinamento mais cedo e foi substituído por Paulo André. Porém, o defensor titular foi apenas poupado e não deve ser problema para a partida contra o Joinville. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Jornal argentino revela que Cruzeiro procurou diretoria do Godoy Cruz atrás de atacante


Leandro Fernandez é um meia goleador, do jeito que o Cruzeiro quer

A Imprensa argentina noticiou que o Cruzeiro sondou ao clube Godoy Cruz quanto valeria o passe do meia Leandro Fernández  que marcou 14 gols em 2015.Depois de destacar o interesse dos azuis na contratação do artilheiro Leandro Fernández, o jornal “Olé” informou que o clube celeste encontrará concorrência no mercado pelo atacante de 24 anos.
San Lorenzo aparecia como favorito para levar o ponta”, informou o jornal em matéria publicada nessa terça-feira. Cruz Azul, do México, e Gymnasia, da Argentina, seriam outros rivais na disputa. A diretoria cruzeirense, no entanto, nega que tenha procurado alguém para tratar sobre Fernández".
Fernandéz chegou ao Godoy Cruz em julho de 2014 contratado ao Defensa y Justicia, clube da cidade de Florêncio Varela, da Província de Buenos Aires. Em 2015, o atacante registra bons números na Argentina: foram 27 jogos, 14 gols marcados e duas assistências na Primeira Divisão do país.
Natural de Santa Fe, o jogador estreou no futebol profissional em 2009 e também já defendeu as cores de Tijuana, do México, Ferro Carril Oeste, da Argentina, e Comunicaciones, da Guatemala.

FABRÍCIO QUER FICAR NA TOCA DA RAPOSA 2

Aquele episódio de ofensas à torcida do Internacional foi motivadora da chegada de Fabrício(foto) à Toca da Raposa. No Cruzeiro, o lateral-esquerdo se afastou das polêmicas e encerra a temporada como titular. Para ele, " entre briga com torcedores colorados e afirmação no time celeste, 2015 tem saldo positivo".

Fabrício veio  emprestado gratuitamente pelo Internacional ao Cruzeiro até 31 de julho de 2016. Caso o clube gaúcho receba alguma proposta do exterior pelo lateral, o clube celeste é obrigado a liberar o jogador, a não ser que cubra a oferta imediatamente.
Embora tenha mais sete meses de contrato com o Cruzeiro, Fabrício já planeja prorrogar sua permanência no clube:
 “A minha prioridade é permanecer no Cruzeiro. O Cruzeiro tem essa força, já que vim de empréstimo. Isso é conversado entre o Cruzeiro e o meu empresário, mas tudo caminhará certo para eu permanecer”, disse.

Em 2015, o último jogo de Fabrício pelo Cruzeiro deve ser neste domingo, contra o Joinville, no Mineirão. Na rodada seguinte, a última do Brasileirão, o time celeste enfrenta justamente o Internacional. Assim, o lateral fica fora do compromisso em Porto Alegre. “É o último jogo aqui dentro. Não sei se poderei jogar contra o Inter, mas tenho de fazer um bom papel contra o Joinville”, comentou.

TRINCHEIRA - Não poderá, não, caro Fabrício. Existe um contrato entre Cruzeiro e Inter que impede você de jogar.

MURICI CADA VEZ MAIS PERTO DO GALO

Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético, e Eduardo Maluf, cartola remunerado do clube, pararam de dar declarações sobre a vinda de Murici Ramalho(foto) e a permanência de Levir Culpi. Mas são fatos reais: Murici vem e Levir vai, talvez pro Internacional ou pro São Paulo.
Com vaga garantida na Copa Libertadores, o Atlético planeja desde já a temporada 2016. A grande indefinição tá em quem comandará a equipe. O presidente Daniel Nepomuceno não procurou Levir Culpi pra renovar o contrato. Enquanto isso, nos bastidores, o nome de Muricy Ramalho ganha força.
O último trabalho de Muricy foi no São Paulo. Ele deixou o Tricolor em abril deste ano. Experiente e vitorioso, o técnico, de 59 anos, já conquistou quatro vezes o Campeonato Brasileiro (2006, 2007 e 2008, pelo São Paulo, e 2010, pelo Fluminense), além de uma Libertadores, em 2010, pelo Santos.

MURICI ABRE O JOGO

 Murici Ramalho até então se mantinha em silêncio. Agora resolveu conversar com o Superesportes, por mensagem de celular, neste domingo.  Perguntado como estavam as negociações com o Galo, disse que “têm pessoas que trabalham essas propostas que tenho no Brasil e fora”. não falou mais nada.

FALTA DE GOLS

Lucas Pratto caiu no gosto da torcida atleticana por causa de sua demonstração de raça e pelos gols no Campeonato Brasileiro. O jogador do Atlético é quem mais finalizou na competição, com 100 conclusões  (51 certas e 49 erradas) em 33 partidas disputadas. Mas nos últimos três jogos, os números do argentino caíram drasticamente: foram apenas duas finalizações nas metas adversárias.

Levir Culpi constatou que time não tem conseguido criar situações para Lucas Pratto. As poucas chances que surgiram não foram aproveitadas. O atacante ora fica isolado ataque, ora deixa a área pra buscar a bola. Por isso a média de finalizações nesse período (contra Figueirense, São Paulo e Goiás) é de 0,66 arremates por partida. Antes, o jogador concluía, em média, três vezes por jogo.

Contra Figueirense e São Paulo, Pratto viveu uma situação que ainda não havia acontecido na competição
 terminar as partidas sem nenhuma finalização a gol. O argentino passou por isso em outros dois momentos com a camisa do Galo em 2015: contra o Atlas, no México, pela Copa Libertadores, e contra o mesmo Figueirense, no jogo de volta da Copa do Brasil.

Terminar as partidas sem nenhuma finalização a gol. O argentino passou por isso em outros dois momentos com a camisa do Galo em 2015: contra o Atlas, no México, pela Copa Libertadores, e contra o mesmo Figueirense, no jogo de volta da Copa do Brasil. 
 A procura de outro atacante que faça dupla com Lucas Pratto é o objetivo no Atlético. O nome discutido é o de Gustavo Bou,(foto) argentino do Racing.  Segundo o agente do jogador existe tal possibilidade. Estou esperando algo concreto, uma oferta. Mas houve uma consulta por telefone. Ainda tenho que ver se irei ao Brasil”, disse ao Superesportes. 

TRINCHEIRA - A diretoria do Atlético não tem que ficar à espera de empresário aqui em BH. Não está interessada no atleta? Então que Eduardo Maluf pegue as malas e vá conversar com o atleta em Buenos Aires.

Artilheiro da última edição da Libertadores, com oito gols, Gustavo Bou, de 25 anos, está há dois anos no Racing. O clube argentino ainda luta por uma vaga no principal torneio da América em 2016. O Galo já está classificado.
Os números da carreira de Bou mostram os seguintes dados: em 157 partidas, ele fez 44 gols. Pelo Racing são 28 tentos em 57 jogos. O atacante tem mais quatro anos de contrato com a Academia.

GRÊMIO MIRA TOSCANO DO AMÉRICA
                           Toscano - `à direita - na mira de vários clubes brasileiros, menos de Atlético e Cruzeiro. 


Vários clubes brasileiros miram o atacante Marcelo Toscano, artilheiro do América na Segunda Divisão, com 14 gols (vice-artilheiro da competição),. O Grêmio é um deles. O clube gaúcho informa que tem observado o atacante há tempos, no entanto, nega qualquer oferta pelo camisa 10 do Coelho.
Também o Internacional e o Flamengo estão interessados em Marcelo Toscano. Anderson Nassrala, empresário do jogador, procurou recentemente as diretorias de Cruzeiro e Atlético, porém as conversas não avançaram. Toscano disse que teria de dar um “passo certo” na carreira em função dos 30 anos de idade. “Não posso errar na direção. Tenho que pensar em algo bom para minha família”, frisou.

TRINCHEIRA - O absurdo está aí. O Cruzeiro busca reforço na Argentina, o que também faz o Atlético. Entretanto, seus cegos cartolas, não enxergam o que está na porta de casa. Burros!