quinta-feira, 19 de novembro de 2015

CRUZEIRO BRIGA POR JEAN - SUPERESPORTES


A primeira briga do Cruzeiro no mercado de transferências já começou e é contra um velho conhecido. O volante Jean, do Fluminense, é o grande protagonista do embate celeste com Alexandre Mattos e o Palmeiras. Os dois clubes têm negociações encaminhadas com o Tricolor, e brigam para convencer o jogador com diferentes trunfos. O alviverde oferece valor maior de salário e bonificações, enquanto o clube da Toca da Raposa II tem Mano Menezes, elenco com menos opções no meio e a oferta ao time carioca como fatores atrativos.

JEAN TEM OLHOS PRA TOCA

Durante a última semana, as impressões foram distintas no Cruzeiro. Depois de viver otimismo em relação à contratação, a cúpula celeste recebeu indicativos, no fim da semana, de que o Palmeiras levaria Jean. No último sábado, porém, quando esteve em 
Belo Horizonte para o casamento do atacante Fred, o atleta revelou a pessoas próximas que existe a possibilidade de escolher a Raposa.
 A oferta do clube paulista é quase 40% maior do que a cruzeirense e alcança R$480 mil mensais entre luvas divididas ao longo do contrato e valor extra por cada jogo disputado pelo volante. Montante que a diretoria de Gilvan de Pinho Tavares se recusa a pagar. 

CRUZEIRO LUTA PELO G-4

O Cruzeiro ressurgiu por causa da sua boa sequência e pela possibilidade de o Santos ser campeão da Copa do Brasil, o que quadruplica as chances celestes”.  Se vencer os três jogos, o Cruzeiro chegará aos 60 pontos. Curiosamente, em outras três oportunidades no Brasileiro um clube com 60 pontos avançou à Libertadores, e em todas elas isso ocorreu por meio do G5: com o Paraná em 2006, com o próprio Cruzeiro em 2007 e com o Inter em 2011.

Se esses dois fatos ocorrerem (vitórias consecutivas e título do Santos), o Cruzeiro entra na briga com chances reais. E aí seu principal concorrente passa a ser o São Paulo. O ideal é que o Tricolor perca pontos já nos dois próximos jogos, contra Atlético e Corinthians, porque as duas partidas finais são teoricamente mais fáceis: Figueirense e Goiás.

AZULÃO TORCE PELO GALO

Se o Tricolor vencer o Atlético na próxima rodada, volta a abrir cinco pontos da Raposa e esfria muito a disputa para os cruzeirenses. Um cenário perfeito para o Cruzeiro na próxima rodada é de vitória do Galo sobre o São Paulo e derrota do Corinthians para o Vasco. Assim, o Timão faria o clássico com o Tricolor precisando da vitória para ser campeão. Com essas duas derrotas do São Paulo, a Raposa poderia terminar a 36ª rodada um ponto à frente do adversário e não dependeria de outros resultados nos dois jogos subsequentes.

INTER OUTRO CONCORRENTE
O segundo maior concorrente do Cruzeiro seria o Inter, de acordo com o matemático da UFMG. Como o clube celeste ainda tem confronto direto com este rival, bastaria que o concorrente empatasse um dos próximos três jogos, para que chegasse na última rodada com possibilidade de ser ultrapassado pelo Cruzeiro. Isso porque o Inter teria 60 pontos e 17 vitórias. O Cruzeiro chegaria aos mesmos 60 pontos e 17 vitórias, mas provavelmente venceria no saldo. Atualmente, a diferença entre as equipes nesse critério de desempate é de nove gols a favor da Raposa.
Ponte Preta, Sport e Palmeiras são concorrentes menos perigosos. Considerando um possível G5, o Leão da Ilha tem 6% de chance, e o Verdão tem 3%. A Ponte tem possibilidade matemática similar à do Cruzeiro, com 8,7%.

NA HORA CERTA, NEPOMUCENO SENTA-SE COM LEVIR
Levir e Atlético discutirão a renovação na “hora certa”. O presidente do Galo não detalhou que momento é esse. Disse apenas estar tranquilo e com o planejamento de 2016 em andamento. O cartola lembrou ainda que, em 2014, o acerto para a permanência de Levir só foi definido no começo de dezembro.
Ano passado, nós renovamos dia 3 de dezembro. Sentamos e acertamos rapidamente. Não sei o motivo da pressa agora. Eu estou supertranquilo, nosso planejamento vem sendo feito”, disse Daniel Nepomuceno.


Se o nome de Levir também é a primeira opção do clube, Nepomuceno elogiou o treinador e disse que vai marcar uma reunião para tratar do assunto. O presidente fez questão de ressaltar que a demora não prejudica os planos do Atlético, já garantido na Copa Libertadores e muito próximo da vaga direta na fase de grupos do torneio continental.

Em 2016, além da Libertadores, o Atlético vai disputar a Florida Cup, a Primeira Liga (Sul-Minas-Rio), o Campeonato Mineiro, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Se conquistar o bi da Libertadores, o clube terá ainda o Mundial.

Em sua quarta passagem pelo Galo, iniciada no final de abril do ano passado, Levir Culpi conquistou a Recopa Sul-Americana de 2014, a Copa do Brasil de 2014 e o Campeonato Mineiro de 2015. No Brasileirão deste ano, o time brigou no topo da tabela, garantiu vaga na Libertadores, mas a irregularidade, desde que deixou a liderança, na reta final do primeiro turno, gerou críticas ao trabalho de Levir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.