sexta-feira, 27 de novembro de 2015

CRUZEIRO RENOVA NA SURDINA CONTRATO DE JÚLIO BAPTISTA; TÃO NA MOITA QUE NEM O SUPERVISOR DE ARAQUE SABIA.



De 2013 até hoje, Júlio Baptista ( foto)  foi apenas uma fonte de informações dos repórteres que cobrem o Cruzeiro: joga não joga, tá recuperado de brava lesão ou não. Apresentado como grande contratação pelo clube, saindo de um carro forte no Mineirão, símbolo portanto de milionário investimento, Júlio Baptista, com astronômico salário, não rendeu ao  Cruzeiro nem 10 vinténs.  Na Toca da Raposa, ele foi coadjuvante na conquista dos Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014. Já a temporada atual se aproxima do fim com planos frustrados de renomado ex-craque, cotado antes pra ser o camisa 10 do time.
Vamos diagnosticar as frustrações provocadas pelo ex-craque. Não creio que seja dele tais frustrações porque viveu neste período como um rei, com altos salários, deitado quase o dia inteiro na cama do Departamento Médico. Veja bem: em recuperação de um edema na coxa direita, Júlio Baptista não deve defender o Cruzeiro contra o Joinville, neste domingo, no penúltimo jogo do Brasileirão. Até aqui, ele esteve em campo em apenas três jogos oficiais em 2015. Em nenhum deles, o meia permaneceu em campo por mais de 45 minutos. Então a frustração é da torcida e dos dirigentes, só.
Na segunda rodada do Campeonato Mineiro, Júlio Baptista entrou no intervalo do empate entre Cruzeiro e Caldense, por 1 a 1. Depois daquele jogo, ele foi submetido a uma cirurgia no joelho direito, feita em Barcelona, para corrigir uma lesão na cartilagem. O procedimento foi feito em fevereiro pelo médico catalão Ramon Cugar Bartomeu. Foram sete meses afastado dos gramados.Durante o período de recuperação, a renovação do contrato de Júlio Baptista ficou na gaveta. Ele tinha compromisso com o Azulão até o fim de julho. O despreparado e desinformado supervisor de futebol do clube, Benecy Queiroz, informou, em conversa informal na Toca da Raposa II, que não haveria proposta para um novo contrato. Entretanto, um acordo foi anunciado em 22 de julho.

TRINCHEIRA - Agora, com tal renovação, ainda que seja por produtividade, porém sem que Júlio Baptista dê sinal de que sairá do Departamento Médico, quem está frustrado é este filho do Sodico e da Dona Geralda.

DINHEIRO NA SUÍÇA

O implacável filho de seu Vicente e dona Terezinha, destemido cidadão de Sete Lagoas, jornalista internacional, Chico Maia, permitiu-nos saber, através de seu blog, que a ultra direitista revista Veja quebrou a cara ao anunciar que o Senador Romário tinha conta num banco suíço. No Brasil de hoje ter conta na Suíça equivale a ser  ladrão do Lava Jato. O banco, por sua própria consciência desmentiu. Afirmou que não tinha nenhum Romário entre seus clientes. A mentirosa Veja teve que se retratar publicamente. Adorei, na mesma intensidade como detesto a Veja.

SABELLA VEM AÍ

Chico Maia revela, ainda, que um dos motivos mais fortes na decisão de Levir Culpi em abandonar o Atlético antes do fim do Campeonato Brasileiro foi saber que o presidente Daniel Nepomuceno negociava com Alejandro Sabella e Murici Ramalho, antes de exercer a prioridade que ele (Levir) tinha até o fim do ano.
Outra interessante revelação de Chico: Daniel Nepomuceno e Sabella ficaram amigos - como se isso fosse possível no futebol - no período em que a Seleção Argentina esteve treinando na Cidade do Galo. Nepomuceno era então vice-presidente do Atlético.

TRINCHEIRA - Dou total razão ao Levir Culpi. Isso é levar bola nas costas, como se diz quando o Marido leva chifre da Esposa. Além do que, Levir passou dois anos tentando acertar o posicionamento dos laterais do Galo que levavam muitas bolas nas costas. E desconhecia que ele, também, levava do seu presidente.

BEM ANDADA A REVELAÇÃO AMERICANA

O menino Marcelo Toscano, goleador do América e considerado a maior revelação do time na conquista da vaga pra Série A, não é menino e nem revelação coisa nenhuma. É mais andado do que Júlio Baptista. Toscano nasceu em Areado, MG, em 12 de maio de 1985. Tem, portanto, 30 anos. Além do América, passou pelo Mirassol, Cuiabá, Comercial-SP, Figueirense, Vitória de Guimarães, em Portugal, Paraná, Lousanne na Suíça e Paulista-SP. 
TRINCHEIRA - Este é um autêntico Gato de Botas.

DANIEL DÁ SUAS EXPLICAÇÕES



Pra não dar chance aos inimigos de dizerem que publico informações só de um lado vou usar a entrevista que o Daniel Nepomuceno (foto) na coletiva desta quinta-feira e transcrita pelo Superesportes. Leiam:
 Daniel Nepomuceno falou à imprensa. e explicou a saída do treinador, comentou as especulações sobre as possíveis negociações com Muricy Ramalho e Alejandro Sabella e falou sobre o planejamento para 2016.

-"A conversa que tive com o Levir foi boa, de 
amigos, principalmente por ser o técnico que comandou o Atlético por um longo período e por tudo que fez. Mas foi uma decisão minha, da diretoria, o momento de trocar é este. Quando você planeja o time para 5 competições importantes, um torneio inédito em janeiro, o planejamento já começou. Já temos os nomes dos novos jogadores que farão parte do elenco. São 18 jogadores que retornarão. Precisamos tomar essa decisão. Foi decisão do Levir em não treinar nas duas últimas partidas do Brasileiro.
O que pesou foi a pessoa do Levir, que é um profissional espetacular. Isso pesa bastante. Mas o Levir cumpriu o contrato dele muito bem, o que pesou foi a renovação de ter um novo técnico para ficar os próximos dois anos comigo. A gente sempre pensa que técnico tem um prazo mínimo. Ele cumpriu com as obrigações, foi super vencedor. Mas pensando nos próximos anos, quero ter a segurança de ter um time novo do lado. O elenco está mantido e vamos procurar dois ou três reforços.

DESGASTE COM LEVIR

Ainda sobre Levir Culpi: -"Teve um desgaste, não queria trocar o treinador no meio do ano caso acontecesse alguma derrota. Para renovar tem que ser agora. Devido a tudo que aconteceu, achei melhor começar o ano com um novo treinador.
A verdade é que existem poucos treinadores hoje, no Brasil, com nível que o Atlético exige. E o Muricy é um grande nome, um dos poucos que está sem clube. Já declarou que irá voltar ao futebol. Mas o que tem agora são especulações. Fui muito profissional com a comissão técnica aqui existente. É o grande nome, mas temos que fazer um planejamento perfeito, não podemos errar." 

O AMIGO SABELLA

-Sabella foi um amigo que fiz, acompanhei o trabalho dele na Seleção Argentina. Mas não tive conversas. E também não descarto técnico estrangeiro. Começo agora a conversar com todos os nomes que achamos interessantes".
-"O prazo é quando as duas partes chegarem a um acordo. Agora a gente corre contra o tempo. Tem que correr e apresentar um projeto. Evidente que treinador tem que saber da grandeza do Atlético e estar disposto para o desafio de ser campeão. Eu tenho um plano de integração da base, temos parcerias com times estrangeiros.

" Claro que tem nomes, penso nos nomes e eu discuto o trabalho que outros treinadores estão fazendo e aqueles que estão disponíveis. A partir de agora eu vou sentar com eles e apresentar o projeto. Só eu que vou conversar. Não houve nenhuma conversa até agora".

MERCADO DE JOGADORES

Continua o presidente: o jogador bom, eu acho que qualquer treinador não vai recusar. Então o que a gente está conversando é sobre os bons jogadores que estão no mercado. Não tem esse problema de esperar o treinador para ir atrás de reforços. Temos a vantagem de estar na Libertadores e começar um planejamento diferenciado. Claro que há um limite. A prioridade é fechar com o comandante e sentar com ele. Espero que conheça bem o nosso elenco.
Gustavo Bou, do Racing - Não, não procede. Vocês estão acostumados como o meu estilo aqui, só falo de jogador com o contrato assinado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.