sexta-feira, 6 de novembro de 2015


ESTÁ ABERTA A TEMPORADA DE CAÇA  AOS  CRAQUES QUE POSSAM  MORAR NA TOCA DA RAPOSA

A temporada de caça de reforços de 2016 já começou  pra  diretoria do Cruzeiro.  Nos bastidores, a cúpula celeste já se movimenta de olho em possíveis reforços pro próximo ano. Mesmo sem falar publicamente sobre o assunto, os diretores e o presidente Gilvan de Pinho Tavares já têm em mente como será a reformulação do elenco.
Com 39 
, jogadores, atualmente (veja alista no fim do texto), o grupo do Cruzeiro deverá ser enxugado pra 30 a 32 atletas. Pra isso, a diretoria estrelada usará muitos nomes como moedas de troca em negociações e emprestará vários outros. Há ainda a expectativa de negociar algum jogador em definitivo para engordar os cofres do clube.
O presidente Gilvan de Pinho Tavares se esquivou ao ser questionado sobre nomes de reforços pra próxima temporada, mas garantiu que a diretoria não adotará o critério 'quantidade', mas sim 'qualidade'. Mano Menezes deve participar ativamente na indicação dos atletas pros setores mais carentes do time.
Serão somente reforços pontuais, não vou falar em número de jogadores que serão contratados. Já conversei com o Mano e essa é a ideia dele, que também pensa em enxugar o plantel o máximo possível”, explicou Gilvan.
Porém, que vai auxiliar Gilvan na escolha do elenco é o Diretor Executivo

do clube, (foto abaixo) contratado com esta finalidade.







DESPISTE SOBRE JOGADORES DO FLA E DO FLU

O mandatário cruzeirense despistou quando foi questionado sobre nomes específicos, como Marcelo Cirino, do Flamengo, Cícero e Jean, do Fluminense. “Estamos dando um tempo para fazer uma reunião sobre nomes”.

Confira o atual elenco do Cruzeiro, com 39 jogadores:

Goleiros: Fábio, Rafael, Elisson e Alan
Zagueiros:  Leo, Bruno Rodrigo, Paulo André, Dedé, Manoel, Alex, Douglas Grolli e Bruno Viana
Laterais:  Ceará, Mayke, Fabiano, Mena, Fabrício e Pará
Volantes: Willians, Henrique, Willian Farias, Charles, Uillian Correia, Eurico, Bruno Edgar e Ariel Cabral
Meias: Júlio Baptista, Gabriel Xavier, Alisson, De Arrascaeta, Marcos Vinicius
Atacantes: Allano, Judivan, Leandro Damião, Willian, Marquinhos, Joel, Vinicius Araújo e Marinho.

GALO BUSCA FOLEGO NA BASE

Jogadores acima saíram da base do Atlético pro sucesso na equipe e alguns viram dinheiro no cofre


     Exemplo do  sucesso desta temporada é Douglas Santos convocado para a seleção brasileira.




Na temporada 2015, o Atlético não lançou nenhum jogador das categorias de base no time profissional. Mas pros próximos anos, o clube projeta novos valores pra equipe principal. Um sinal disso é a presença alvinegra em todas as cinco categorias de seleções brasileiras de base este ano.

Na Sub-15, que vai disputar o Sul-Americano na Colômbia, o lateral esquerdo Hélio Júnior e o meio-campista Wandrew representam o Galo. “São ótimos jogadores e têm um perfil muito bom. O Hélio é muito regular e acumula convocações para a seleção. Já o Wandrew é um líder nato e nosso capitão”, destaca André Figueiredo, diretor de futebol de base do Atlético.
Na Sub-17, foi a vez do atacante Marco Túlio no Sul-Americano do Paraguai. A Sub-20 teve o volante Eduardo e o atacante Carlos entre os convocados – o segundo acabou cortado. A Seleção Sub-22 que jogou o Pan-Americano, no Canadá, teve o meia Dodô. Já o lateral-esquerdo Douglas Santos e o goleiro Uilson são os atleticanos na lista de convocados da Seleção Olímpica.
“Sem dúvida é o resultado de um trabalho ter atletas convocados em todas as categorias. A CBF está olhando e, na teoria, escolhe os melhores. O nosso objetivo principal é colocar esses atletas no profissional. A seleção é um objetivo secundário, mas nos traz muito orgulho”, comenta André Figueiredo
O objetivo principal não foi alcançado em 2015 com Levir Culpi: nenhum jogador da base ganhou espaço na equipe nesta temporada.

Mas André Figueiredo sai em defesa do treinador e diz existir uma explicação.


Ele lembra que Levir é bastante atento à base, promovendo frequentemente coletivos dos juniores contra os profissionais. Além disso, o técnico, que discute a renovação do contrato para 2016, tem procurado informações sobre as promessas.

“O Levir, na verdade, tem uma geração no profissional que subiu antes de estourar a idade, como o Carlos, Eduardo. São jogadores que poderiam ter atuado no sub-20. O Levir antecipou. Este ano, não lançou ninguém porque já tinha antecipado. A programação era para este ano. Mas o Levir acompanha, treina contra, conhece os jogadores, perguntou sobre o Capixaba, citou o Filipinho, o Gabriel. Ele está monitorando. O processo de transição precisa ser benfeito”, ressalta.

PESQUISA VIRTUAL PEDE LEVIR FORA DO ATLÉTICO

Segundo o jornal O Tempo, mais mentiroso que seu próprio dono, Vitório Medioli, que é contra o Governo Federal e o ex-presidente Lula, e por isso enche seu pasquim de informações irreais e  comentários contra a presidenta Dilma Rousseff, houve uma pesquisa virtual que quer Levir Culpi fora do Atlético, numa proporção de 54% contra 46%. É pouco e Levir não deve levar em conta. A Massa o ama.  Voltemos a André Figueiredo e a história da base:

Para 2016, André Figueiredo cita alguns nomes que podem surgir no time profissional do Atlético: “Nosso time sub-20 tem jogadores em fase final de preparação. O processo de formação tem um período necessário. Alguns amadurecem mais rápido, outros mais lentamente. Temos atletas com muito potencial, como o Gabriel (zagueiro), o João Vitor Capixaba (atacante), João Figueiredo (atacante), Filipinho (meio-campista), Thales (meio-campista). São atletas que precisam do processo final de amadurecimento, mas têm talento.”

Nos últimos anos, a base do Atlético esteve presente nas grandes conquistas do clube. Na Copa Libertadores de 2013, o lateral Marcos Rocha e o atacante Bernard foram titulares na campanha. Na Recopa de 2014, Jemerson surgiu para agarrar a chance na zaga. Na Copa do Brasil, Carlos foi titular no ataque. Após a Libertadores, Bernard se tornou a maior venda da história do futebol mineiro, negociado com o Shakhtar Donetsk por aproximadamente R$ 77 milhões.

Uma das promessas da base atleticana vive um imbróglio na renovação contratual. Bruno Tabata, meia de 18 anos, tem contrato com o Atlético até março de 2016. O clube tenta a renovação, mas ainda não houve acordo. Por enquanto, Tabata está afastado dos jogos.

“O Atlético está fazendo o que tem de fazer. Temos a melhor estrutura do país, colocamos vários jogadores no profissional, brigamos em todos os campeonatos de base na parte de cima. Temos história e camisa para oferecer. Estamos negociando a renovação”, diz Figueiredo.

BENZEMA PRESO ACUSADO DE CHANTAGEM SEXUAL

Os diários esportivos de França e Espanha tiveram um mesmo tema para suas capas nesta terça-feira: o caso Benzema, no dia seguinte ao indiciamento do astro do Real Madrid por cumplicidade em chantagem e associação para o crime. O "L'Equipe", por exemplo, trata da proibição de que o artilheiro entre em contato com Valbuena - o que impediu a convocação de ambos para a seleção francesa na última quinta. Em Madri, o "Marca" preferiu abordar o apoio que o clube merengue dará ao atacante em todo o processo, enquanto o "As" trouxe a foto do jogador deixando o Palácio da Justiça de Versalhes com a manchete "Indiciado". Mas a imagem que chamou a atenção veio de Barcelona: o "Mundo Deportivo" retratou o jogador do Real em estilo "ficha policial", com uma foto de frente e outra de perfil. Vejam abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.