domingo, 22 de novembro de 2015

GALO EMPATA COM GOIÁS E FICA LONGE DO VICE-CAMPEONATO

















 Galo e Goiás fizeram um jogo fraco técnico e o empate prejudicou os dois times

Enquanto o Corinthians, com o time reserva, mostrava sua força na arena corintiana e goleava o São Paulo,  time titular, por 6 a 1, o Atlético empatava com o Goiás por 2 a 2, no Independência. O vice-campeonato do Brasileiro poderia ter sido assegurado neste domingo. Mas o Atlético suou pra empatar com o time ruim do Goiás, que luta pra não cair, mas vai cair.  O Galo esteve à frente do placar por duas vezes.
Uma vitória garantiria a segunda colocação, uma vez que o terceiro Grêmio foi derrotado pelo arquirrival Internacional, por 1 a 0, no Beira-Rio. Resultado ruim pro Galo e pra Raposa, que briga pra entrar no G-4. Restando duas rodadas, a diferença do Atlético para o Tricolor gaúcho é de quatro pontos. No próximo fim de semana, mineiros e gaúchos se enfrentam em Porto Alegre.
O vice-campeonato garante ao clube uma premiação melhor. Ele vale R$ 6,3 milhões. O terceiro lugar fica com R$ 4,3 milhões.

O Jogo

Antes de a bola rolar, bastidores movimentados. Levir renova? Muricy Ramalho assume o comando? Informações que já corriam durante a semana esquentaram o domingo atleticano. Minutos antes da partida, o presidente Daniel Nepomuceno negou acerto com outro treinador. Disse que aguarda a definição da colocação do clube no campeonato para definir o técnico de 2016.

Aos 22 minutos, a emoção entrou em campo. Em um bate-rebate na área, a bola sobrou para Luan, que, de voleio, fez 1 a 0. Jemerson, que participou do lance, estava impedido.

Numa colaboração de Victor o time goiano chegou ao empate. Aos 38 minutos, a bola foi recuada para Victor. O goleiro demorou a definir e chutou em cima de Bruno Henrique, que ficou com a bola e cruzou para Erik marcar: 1 a 1.

A frustração poderia ter sido maior no fim da etapa. Aos 40, Rafael Forster invadiu a área e foi travado por Marcos Rocha. O árbitro Nielson Nogueira Dias marcou pênalti porém, depois de consultar o auxiliar, o juiz recuou, marcando apenas escanteio. Já aos 43 minutos, Jemerson carimbou o travessão do Goiás.
Aos sete minutos, do segundo tempo, Giovanni Augusto recebeu de Dátolo e, de frente para o gol, concluiu fraco. O goleiro salvou. Dois minutos depois, Lucas Pratto acertou o travessão. Somente na terceira tentativa, o Alvinegro marcou. Aos 11, Giovanni Augusto cruzou e Marcos Rocha pegou de primeira: 2 a 1.
Mais uma vez em vantagem, novamente o Atlético bobeou. Aos 14 minutos, Bruno Henrique foi lançado, invadiu a área, passou por Victor e deixou tudo igual: 2 a 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.