domingo, 22 de novembro de 2015

MURICI NO GALO, LEVIR NO INTER E GIVANILDO NA SÉRIE A






Levir Culpi pode deixar o Galo e Murici Ramalho assumir em seu lugar. Levir iria para o Internacional de Porto Alegre.










Especulação que corre pelas redações, passa pela Praça 7 e cai nesta Trincheira antecipadamente ao interesse dos outros companheiros em noticiar o fato. Levir Culpi tá amolado com Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético, porque ele já negociou a vinda de Murici Ramalho para a Cidade do Galo antes mesmo da sentada que anunciou publicamente pra discutir a renovação com Culpi. Este já teria perdido o interesse de ficar aqui em BH e informou aos amigos mais chegados que tem excelente proposta do Internacional de Porto Alegre. Por isso resolveu dar uma reviravolta em sua vida profissional e permanecer no Brasil, em vez de  optar pelo Japão.A cartolada do Atlético faz esforço desumano pra esconder a notícia, mas ela, segundo a Trincheira soube já vazou no Rio Grande do Sul e em São Paulo.

FOI NA BASE DO SOFRIMENTO



América subiu na base do sofrimento


Enquanto esses dois treinadores discutem contratos milionários, o Senhor Givanildo de Oliveira, 67 anos, pernambucano, vive nova alegria de ter subido outra equipe para uma Série superior. Foi com  sofrimento  e tensão,porém sonhada promoção do América à Série A finalmente veio na tarde sábado passado. O Coelho não se apresentou bem contra o Ceará, que esteve perto de vencer o confronto do Independência. O valente Vovô que briga contra o rebaixamento, se impôs e fez jogo duro ao abrir o placar com Siloé no começo da partida. Porém, a multidão vestida em verde, preto e branco, que compareceu em bom número à arena do Horto, explodiu de alegria com o gol do acesso marcado por Wesley Matos ainda na etapa inicial.
O grande responsável pela conquista de manter o América entre os quatro do G-4, sem se importar com a conquista do título da Série B, que ficou com o Botafogo, seja o técnico Givanildo Oliveira. Dono de um estilo calmo e conservador, teve o grupo em suas mãos durante toda competição, sendo um símbolo de experiência e respeito para todos. Identificado com o clube, Givanildo alcança o sexto acesso na carreira, sendo o terceiro pelo América. Antes, ele ganhou a Série B, em 1997, e a C, no ano de 2009.

                    Atletas invadiram a coletiva de Givanildo

COLETIVA INVADIDA

A coletiva de imprensa do treinador Givanildo de Oliveira foi invadida pelos jogadores que queriam prestar-lhe homenagem. Após a partida, o comandante comemorou o acesso e disse que a vaga na Série A se equivale a um título. Givanildo também comentou sobre a carreira. Aos 67 anos, ele ainda não pensa em aposentadoria e deve dar continuidade ao trabalho no ano que vem. O contrato dele com o Coelho termina no fim desta temporada.

TAMBÉM SUBIRAM

Além do América, sobem à Série A de 2016 o campeão Botafogo, o Santa Cruz e o Vitória, merecidas conquistas pelos times que armaram e pelo campeonato que fizeram. O Santa é um dos grandes times brasileiros que a gente lastimava ver fora da Série A. O empate em casa fez os mineiros caírem para o quarto lugar, com 64 pontos, quatro a mais que o quinto Bragantino. Vitória e Santa, que bateram respectivamente Luverdense e Mogi Mirim, por 3 a 0, ganharam segundo e terceiro lugares.

CRUZEIRO EMPATA E FICA LONGE DA LIBERTADORES




A China Azul ficou meio brava ao ver o time cruzeirense empatar com o Palmeiras e, praticamente, dar adeus à Taça Libertadores. Ficou uma leve esperança que depende do Santos ganhar a Copa do Brasil e sobrar uma quinta vaga em vez de quatro. Mas, os azuis, ainda, precisam dos tropeços de São Paulo, Internacional  e  Sport, pra entrar em quinto no lugar do Santos.
Mas, apesar deste gosto amargo, ele serviu pro time de Mano Menezes alcançar uma marca expressiva. Com a igualdade, a equipe chegou a 12 partidas de invencibilidade no Brasileirão e igualou marcas de 2003, 2013 e 2014.

MELHORES SEQUÊNCIAS DO CRUZEIRO


Essas são as melhores sequências sem derrotas do Cruzeiro nos pontos corridos. Se vencer ou empatar com o Joinville na próxima rodada, domingo, às cinco da tarde, no Mineirão, a equipe de Mano Menezes supera a marca da Raposa, bicampeã brasileira.
Por enquanto, a série atual é inferior às demais apenas no aproveitamento. Nesse quesito, a melhor delas ocorreu em 2013, quando foram
 11 vitórias e um empate, com o rendimento de 94%. Em 2014, foram 83% de aproveitamento. Já a série que começou em 2003 e terminou em 2004 teve 89%. Atualmente, o Cruzeiro colhe 72% de rendimento na sua série invicta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.