sábado, 28 de novembro de 2015

SEM SABELLA, GIACOMINI É O PRESENTE NA COMISSÃO TÉCNICA DO GALO


 O jovem Giacomini é o técnico interino do Atlético, cargo que já foi ocupado por Marcelo Oliveira, atualmente astro no Palmeiras. 


O técnico argentino Alejandro Sabella agradeceu ao presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, a lembrança de seu nome para dirigir o time em 2016, mas respondeu não ao convite, alegando que está aposentado e que não quer voltar ao futebol. Passou a ser  página virada como Levir Culpi.
Se Levir Culpi é passado no Atlético e o futuro ainda não está confirmado. Porém, o presente tem nome: Diogo Giacomini. O técnico dos juniores assume o clube na reta final do Brasileiro, nos jogos contra Grêmio e Chapecoense. O último interino que treinou o Alvinegro foi Marcelo Oliveira, em 2008. Hoje, o treinador do Palmeiras é um dos mais valorizados do país.

Natural de Santa Maria (Rio Grande do Sul), Giacomini formou-se em educação física no Sul do país e depois mudou-se para Belo Horizonte. Em Minas, Diogo fez mestrado esportivo na UFMG. Depois de atuar como preparador físico e técnico no time de sua cidade natal, o primeiro trabalho com futebol no estado foi à frente do América, entre 2005 e 2006. Diogo depois passou por Cruzeiro (duas vezes), Atlético (duas vezes, contando a atual) e Palmeiras.


DEDÉ ESTÁ DE VOLTA


Depois de mais de um ano sem jogar, Dedé estará no banco de reservas do Cruzeiro neste domingo. Embora seja improvável que ele participe da partida contra o Joinville, no Mineirão, o zagueiro demonstrou muito entusiasmo em voltar a vestir a camisa celeste.

“É um momento especial, de muita alegria, não só para mim, mas para todos familiares, amigos e companheiros de trabalho. Muitos ficaram na expectativa de eu voltar antes, mas, infelizmente, não consegui. Muitos acharam que eu não teria essa oportunidade este ano. Estou trabalhando firme. É um momento muito emocionante. Ficará guardado na minha carreira”, avaliou.

Dedé não joga desde 5 de novembro de 2014. No empate com o Santos, por 3 a 3, na Vila Belmiro, em confronto pela semifinal da Copa do Brasil
, o zagueiro sofreu uma lesão no joelho direito. Em 2015, o tratamento conservador não surtiu o efeito esperado e, assim, ele foi submetido a duas cirurgias no joelho direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.