sábado, 19 de dezembro de 2015

ESTOU DE VOLTA AO MEU ACONCHEGO, GRAÇAS A DEUS.


Levado pelas mãos hábeis no volante de um Ford, volto a Caratinga levando bastante saudade, após passar por longo período de 120 dias no leito e na UTI do Hospital Vila da Serra. A história que todo mundo conhece. Estive em Caratinga em junho pra lançar o meu livro "A Copa que vi do sofá de minha Casa" e, principalmente, rever minha filhinha querida Juliana, as suas mimosas Luana, Sophia e Stela, bem como o seu maridão Gustavo. Após autografar meus livros no Casarão das Artes, onde está o memorial em meu nome, chegou-me um telefonema do secretário de Cultura e Lazer de Inhapim convidando-me a fazer uma noite de autógrafo naquela cidade.
 Foi quando sofri o acidente, despencando de costas das escadarias da Prefeitura, onde ocorreria o evento, tendo várias fraturas de crânio. Fui levado para o hospital de Caratinga onde um avião ambulância da UNIMED pegou-me e rebocou o inerte corpo, em coma induzido. Desde então lutei contra a morte. Hoje recupero-me das sequelas restantes, reaprendendo a andar e a falar. Estou meio capenga e sem aquela voz de locutor, comentarista esportivo de tantas televisões e emissoras de rádio. Todavia chego na minha terra natal em pé. Quase foi levado pra ela com os pés juntos.

TRINCHEIRA -Estou vivo e pronto para autografar meus livros é só me procurar na casa de Gustavo e Juliana, que estarei no meio das crianças matando minha saudade e curtindo minha sobrevida.

DECISÃO DO MUNDIAL DE CLUBES

A FIFA resolveu reduzir em apenas um  compromisso entre o campeão da Europa e o campeão sul-americano. Ou seja, Barcelona, ameaçado de não contar com Lionel Messi e Neymar Júnior, ambos entregues ao Departamento Médico do clube, e River Plate jogarão em disputa do maior título do planeta. A torcida japonesa está dividida, porém não é no meio exato. Maior número pro Barcelona. O jogo  será neste domingo de manhã aqui pra nós, às 8 e meia no horário de Brasília. Lá na terra do Sol Nascente, confronto está marcado pra sábado. Já estive no Japão pra transmitir o jogo Cruzeiro x Colo Colo, Recopa Sul-Americana. O Cruzeiro perdeu nos pênaltis, porém fiquei admirado com a presença de público no estádio de Osaka, perto de Kobe onde estávamos.

Hoje tenho desta viagem a lembrança saudosa do amigo Vilibaldo Alves. Sempre tive gastrite terrível e que me obriga a tomar Omeprazol há mais de 30 anos. Meu querido Vili sentiu no Japão um incomodo do estômago e me pediu o remédio pra aliviá-lo. Passei uns comprimidos para ele, porém o recomendei a procurar um médico especialista na volta ao Brasil. Ele o fez e, infelizmente era uma doença grave. Seus dias de sucesso na Rádio Inconfidência estavam contados.

TRINCHEIRA - Vilibaldo Alves subiu  mais cedo e nos deixou órfão de outro enorme narrador esportivo, idolatrado pela torcida alvinegra. Atualmente, faz companhia a Jota Júnior, Dirceu Pereira, Aloisio Martins e Gilberto Santana companheiros que tive o prazer de comandar na Rádio Guarani-AM e na Rede Capital de Rádio.

FORTE NA BASE

O Galinho chega de novo à final de uma copa nacional sub-20. Enfrenta o  São Paulo neste domingo à noite em Porto Alegre na disputa do caneco especial da Copa Rio Grande do Sul de futebol sub-20. 


TRINCHEIRA: - Por isso  concluo que antes de buscar reforços desconhecidos lá de fora, o pessoal do futebol no Atlético tem que aprender a valorizar a base do clube é bem forte e vive a revelar estrelas como Cerezo, Marcelo Oliveira, Paulo Isidoro, Reinaldo, Jemerson, Marcos Rocha, Ângelo, Eder Aleixo, João Leite e por aí vai...


Abaixo, antes do acidente, estou com parte da minha turma aqui de casa: da esquerda pra direita, eu, Alexandre, Fausto Júnior e Thales Bonfim,  no centro Flavio Junior com Maria Tereza, minha netinha, no colo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.